Você está na página 1de 32

FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL III

Turma: 4º Módulo Engenharia Civil - 2020

A carga elétrica e a lei


de Coulomb

Profª Maria Neuza


O eletromagnetismo
Eletricidade (eletrostática) e Magnetismo
(magnetostática)
 Grécia antiga - Observava-se que, determinados materiais (âmbar,
em particular), adquiriam a propriedade de atrair pequenos
objetos (ação de uma força elétrica).
 Os gregos também sabiam que determinadas pedras (chamadas
de
magnetita) atraíam limalhas de ferro (ação de uma força magnética).

Eletromagnetismo
 Século XIX - Após os trabalhos de Oersted e Faraday,
Maxwell escreveu as equações que unificaram a eletricidade
e o magnetismo, mostrando assim que ambos eram
manifestações de um mesmo fenômeno, o eletromagnetismo.
2
FÍSICA, 3º Ano do Ensino Médio
Conservação de Carga Elétrica

Eletrostática é o ramo
da Física que estuda
as cargas elétricas em
repouso e as
interações atrativas
ou repulsivas que
ocorrem entre elas.
Imagem: Átomo de lítio estilizado /  Halfdan./ GNU Free
Documentation License.
FÍSICA, 3º Ano do Ensino Médio
Conservação de Carga Elétrica

Por volta de 600 a.C., Tales


de Mileto já sabia que uma
certa resina (âmbar amarelo),
depois de atritada com uma
substância seca (pele de
gato), adquiria a propriedade
de atrair corpos leves.

Imagem: Thales , um dos sete sábios da Grécia / Autor Desconhecido /


Disponibilizado por Tomisti / Public Domain.
FÍSICA, 3º Ano do Ensino Médio
Conservação de Carga Elétrica

No século XVI, Willian Gilbert


já usava a expressão
substância eletrizada, para
caracterizar qualquer
substância que, pelo atrito,
adquiria a propriedade de
atrair corpos leves.

Imagem: William Gilbert (1544 - 1603) / Autor Desconhecido /


Disponibilizado por Hel-hama  / Public Domain.
FÍSICA, 3º Ano do Ensino Médio
Conservação de Carga Elétrica
Carga elétrica
A carga elétrica é uma Nêutrons
propriedade associada a certas
partículas elementares que
constituem o átomo:
 prótons;
 nêutrons;
 elétrons.
Prótons
Os prótons e os nêutrons localizam-se
numa região central do átomo denominada Elétrons
núcleo, enquanto os elétrons Imagem: Átomo de lítio estilizado /
movimentam-se ao redor  Halfdan./ GNU Free Documentation
License.

do núcleo, numa região chamada


eletrosfera.
FÍSICA, 3º Ano do Ensino Médio
Conservação de Carga Elétrica

Portadores de cargas

Os portadores de carga elétrica são:


elétrons - que transportam carga negativa;
íons - cátions transportam cargas positivas;
ânions transportam cargas negativas.

A unidade de medida de carga elétrica no


Sistema Internacional de Unidades (SI) é o
Coulomb, cujo símbolo é C, em homenagem
ao físico francês Charles Augustin Coulomb.
FÍSICA, 3º Ano do Ensino Médio
Conservação de Carga Elétrica

Partícula Carga (coulomb = C) Massa (Kg)

elétron -1,6021917x10⁻¹⁹ 9,1095x10⁻³¹Kg

próton 1,6021917x10⁻¹⁹ 1,67261x10⁻²⁷Kg

nêutron 0 1,67261x10⁻²⁷Kg
Condutores elétricos

São materiais que apresentam portadores de cargas


elétricas (elétrons ou íons) quase livres, o que facilita a
mobilidade dos mesmos em seu interior. São
considerados bons condutores, materiais com alto número
de portadores de cargas elétricas livres e que apresentam
alta mobilidade desses portadores de cargas elétricas.

Elétrons
Cobre -
- -

- -

i i

+ -
Solução de -
+
NaCl
+ -

i Gás ionizado i
+ i

-
- -
+ +
+
+ -
Cátions (Na )+ + Elétrons (-)
-
Ânions (Cl )
- +
Cátions (+)
-
Ânions (-)
Isolantes ou dielétricos

Os materiais isolantes se caracterizam por não apresentar


portadores de cargas elétricas livres para movimentação. Nesses
materiais, a mobilidade dos portadores de cargas elétricas é
praticamente nula, ficando os mesmos praticamente fixos no seu
interior.
Exemplos: borracha, madeira, água pura, etc.

Isolantes

Imagem: Isolantes de uma linha telefônica aberta


+ - + -
- -

/ Joachim Müllerchen /  GNU Free


+ +

Documentation License.
+ - + -
Isolante
FÍSICA, 3º Ano do Ensino Médio
Conservação de Carga Elétrica

CORPO ELETRICAMENTE NEUTRO

- +
+
Quando um corpo

-
qualquer apresenta o
número de prótons +
igual ao número de
- +
--
elétrons, dizemos que
o corpo está
+
eletricamente neutro,
ou simplesmente
+
neutro. Nesse caso, ele terá carga
elétrica total nula:
número de p+ = número de e-
FÍSICA, 3º Ano do Ensino Médio
Conservação de Carga Elétrica

ELETRIZAÇÃO
Explicação do fenômeno de eletrização:
entre as partículas fundamentais são importantes
para a explicação dos fenômenos elétricos o
próton, o elétron e o nêutron. Os prótons e os
nêutrons se encontram numa região do átomo
chamada núcleo. Os elétrons ficam girando ao
redor do núcleo, dispostos em várias órbitas.
Atualmente explicamos a eletrização dos corpos
com a noção que temos da estrutura dos átomos.
PROCESSOS ELETRIZAÇÃO

Imaggem: Khemkhaeng / GDFL / Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0 Unported.


POR ATRITO
 
Foi o primeiro
processo de
eletrização conhecido.
Quando duas
substâncias de
naturezas diferentes
são atritadas, ambas
se eletrizam.
POR INDUÇÃO

Quando um corpo neutro é colocado próximo de um


corpo eletrizado, sem que haja contato entre eles, o
corpo neutro se eletriza. Esse fenômeno é chamado
indução eletrostática.
POR CONTATO

 Quando um corpo neutro é colocado em


contato com um corpo eletrizado, por meio de
um fio condutor, o corpo neutro se eletriza.
POR AQUECIMENTO

Certos corpos, quando

Imagem: vista frontal do detector de movimento residencial típico -


aquecidos, eletrizam-se,

infravermelho passivo / Jack LaRosa / Public Domain.


apresentando
eletricidades de nomes
contrários em dois pontos
diametralmente opostos.
O fenômeno é chamado
fenômeno piroelétrico. É
mais comum em cristais,
como na turmalina.
POR PRESSÃO

Certos corpos, quando comprimidos, eletrizam-se,


apresentando eletricidades de nomes contrários nas
extremidades. O fenômeno é chamado fenômeno
piezoelétrico. Também é mais comum em cristais,
como turmalina, calcita e quartzo.
SÉRIE TRIBOELÉTRICA
Série triboelétrica é o termo utilizado para designar uma
listagem de materiais em ordem crescente quanto à
possibilidade de perder elétrons. Ou seja, quanto maior a
facilidade em adquirir cargas positivas, mais alta é a
posição que ocupa na tabela. É o caso do atrito entre lã e
PVC. Desse modo, foram classificados conforme o quadro
abaixo:
Vidro Mica Lã Seda Algodão Madeira Âmbar Enxofre Metais
Pele humana seca

Cabelo humano

Polietileno ('fita
Pele de coelho

Borracha dura
Fibra sintética

Níquel, Cobre,

Ouro, Platina,

Polipropileno
Latão, Prata,
Pele de gato

('magipack')
Poliuretano

Vinil (PVC)
Filme PVC
Alumínio

adesiva')
Poliéster
Chumbo

Algodão

Silicone
Madeira
(nylon)

Âmbar

Isopor
Couro

Teflon
Papel
Vidro

Seda

Aço

A lei de Coulomb - 1785
Observa-se que cargas de
mesmo sinal se repelem e
de sinais opostos se atraem.
As forças formam um par de
ação e reação ao longo da
linha que une as cargas.

Se a distância entre duas


cargas q1 e q2 for r, o
módulo da força eletrostática
entre elas será dado por:

| q1 || q2 | (Lei de Coulomb)
F k
r 2
A lei de Coulomb

balança de torção

2
A lei de Coulomb
Antecipando o conceito de corrente elétrica, a unidade de carga é
o Coulomb, que não é uma unidade fundamental. O Coulomb é
definido no SI como sendo a carga transportada por uma corrente de
1 A que atravessa a seção reta de um fio durante 1 segundo.
dq  i dt
No SI a constante eletrostática k é dada por

A permissividade do vácuo, , é dada por


2
C
 0  8,85  10 12
N.m 2
2
Força Eletrostática x Gravitacional

Lei de Coulomb: 1 |q1 | |q2 |


Fe  4
0 r122
Lei da Gravitação: Fg  G
m1 m 2
r12
Átomo de Hidrogênio: 2

|qe|=|qp|=1,6×10-19 C ;
r12 = 5,3×10-11 m (distância média entre o próton e o
elétron);
me = 9,1×10-31 kg, mp = 1,67×10-27 kg e
G = 6,67×10-11 N.m2/kg2 (constante universal gravitacional)
Substituindo
F = 8,2×10estes-8 valores
N ;nas equações acima:
Fg = 3,6×10 -47 N
e

Relação entre Fe / Fg  2 x 1039


2
Exemplo
Imaginemos 2 prótons dentro de um núcleo atômico, separados por
uma distância d 10 12 cm . Qual é a aceleração que um próton adquire sob a
ação da força elétrica entre eles?

Se esta fosse a única força agindo sobre os prótons, o núcleo não


poderia ser estável. Quem mantém o núcleo estável são as forças
nucleares fortes.

24
Princípio da superposição

25
Movimento de cargas em um sistema de condutores: Indução
++ -
-
++
-Q
-
+Q + - +Q
-

Exemplo (indução de cargas)


Duas esferas condutoras idênticas, A e B, estão eletricamente isoladas e
afastadas por uma distância a. Qual é a força entre as esferas nas situações c) e d)?

26
Discussão do exemplo:
Inicialmente a esfera A possui carga líquida q=0, ou seja, está eletricamente
neutra.
Ao serem interligadas por um fio condutor, cargas negativas migram de B para A,
de modo que as esferas ficam com cargas iguais (e positivas). Isso é equivalente
a dizer que a carga líquida Q se distribui para as duas esferas de modo igual, já
que são idênticas.
Ligando a esfera A momentaneamente à terra, elétrons da terra são atraídos pelas
cargas positivas e a mesma fica neutra.
Para calcular as forças entre as esferas nas situações c e d, aplica-se a lei de
Coulomb.
No primeiro caso considerando cada carga com valor Q/2, e no segundo caso,
devido à carga da esfera A ser zero, não haverá força eletrostática após a ligação
com a terra.
Propriedades das carga elétricas
A quantização da carga
Millikan determinou a carga elementar (eletrônica) como sendo
e=1,6×10-19 C,e portanto, a carga líquida de um objeto é dada
pela equação , onde n = ±1, ±2, ...
A conservação da carga

Em todos os processos que ocorrem na natureza, desde a


transferência de carga por atrito até as reações entre partículas
elementares, a carga total (soma das cargas positivas e negativas) de
um sistema isolado sempre se conserva.

28
FÍSICA, 3º Ano do Ensino Médio
EXERCÍCIO 1
Lei de Coulomb
Determine a força resultante sobre Q’.

 
F1 24N
FR  30 N
Q2=8mC Q’=4C

4,0 m  Q’

3,0 m
F2 18N

FR  24 2  18 2  900
Q1=6mC

3 6
6 x10 . 4 x10
 9 x109 2
 24N
3
3 6
8 x10 . 4 x10
 9 x109 2
 18N
4
FÍSICA, 3º Ano do Ensino Médio
Lei de Coulomb

EXERCÍCIO 2 As cargas q1 e q2 estão fixas, e a


carga Q’ está em equilíbrio
sustentada por um fio fino e isolante.
Determine a massa da esfera Q’.

2
fio isolante Q1=4mC tg()   1
  2
g T
2,0 m
α  α = 45o
Q2=12mC
Q’=2C
F2
2,0 m 
P F1
SOLUÇÃO
Q1=4mC
 
g T 2,0 m
α 
Q2=12mC
Q’=2C
F2

2,0 m
P 
q1.q'
F1  K o 2  9 x109
4 x10 3
. 2 x10 6
 18N
F1
2
2 2

q2.q' 3
9 12 x10 .2 x10
6
F2  K o 2  9 x10 2
 54N
2 2
FÍSICA, 3º Ano do Ensino Médio
Lei de Coulomb

SOLUÇÃO

F1  P
tg( )  1 
F2

T F1  P  F2
α
q  18 + P = 54 P = 36N

α
F2 P = m.g 36 = m.10

  m = 3,6 Kg
F1  P   
(F1  P)  F2

Você também pode gostar