Você está na página 1de 31

PSICOLOGIA DO

ESPAÇO
PERCEPÇÃO
Rosana Farias Batista Leite
Introdução

 Como nós construímos a representação do


mundo exterior?
 O que o indivíduo percebe e como percebe,

são dados importantes para a compreensão


do comportamento humano
 Percepção é um mecanismo importante que

relaciona o homem ao seu meio ambiente


Introdução

 A percepção é um tema estudado por diversas


áreas do conhecimento como:
 Psicologia
 Arquitetura
 Comunicação
 Cinema
 Mídia
Diferença entre sensação e percepção
 Sensação
 Mecanismo fisiológico através do qual os
órgãos sensoriais registram e transmitem os
estímulos externos como a luz, a cor, o som
ou o tato
 A sensação é compreendida como uma

simples consciência dos componentes


sensoriais e dimensões da realidade
Diferença entre sensação e percepção

 Sensação
 Mecanismo de recepção de informação
 Estímulos básicos que tendem a ser iguais

para todos, uma vez que fazem parte do


organismo
Filtro que limita nossa sensação

Filtro Sensorial: em conformidade com a


suficiência ou deficiência dos sentidos
Ex.:
 Daltônicos (dificuldade de enxergar certas

cores)
 Fumantes (sensibilidade reduzida nos
sentidos olfativos e gustativos)
Percepção

 Pode ser conceituada como a recepção por


parte do cérebro, da chegada ao estímulo, ou
como um processo através do qual o individuo
seleciona, organiza e interpreta estímulos

 Percepção se sobrepõe à sensação


Percepção

 Vai além da simples reação aos estímulos


externos, pois são acrescidos de outros
elementos internos, que intervêm e conduzem
o comportamento
 Vinculada aos estímulos, aos aspectos

fisiológicos e às condições psicológicas


Percepção

 Individualizada
 Subjetiva

 Relacionada as experiências anteriores que

cada indivíduo desenvolve


 Varia de indivíduo para indivíduo
Percepção

 Dependerá de nossa experiência passada, de


nosso estado emocional e motivacional, bem
como de nossas atitudes, preconceitos e de
nossas expectativas a respeito do futuro
 Processo complexo que depende tanto do

meio ambiente como da pessoa que percebe


Percepção

 São influenciadas pela variação de nossos


motivos, emoções, objetivos, interesses e
expectativas

 É através da percepção que os indivíduos


constroem suas imagens mentais, de si
mesmos e do ambiente
Atenção X Percepção

 O ato de perceber requer seletividade;

 O que chama a atenção?


 Meio externo
 Informações mais significativas
 Necessidades
 Interesses
 Valores
Atenção X Percepção

 Atenção é condição essencial para que haja


percepção
 Depende dos acontecimentos anteriores que

envolveram o mesmo estímulo e que afetará a


interpretação da sensação pelo cérebro.
Determinantes da Percepção (Fatores
que afetam a percepção)

 Fisiologia dos órgãos;


 Características do estímulo;

 Estado psicológico de quem percebe


Determinantes da Percepção
 Características do estímulo:
 Intensidade
 Tamanho
 Forma
 Cor
 Mobilidade
Determinantes da Percepção
 Estado psicológico de quem
percebe
 Experiências anteriores
(Positivas/Negativas)
 Ex: Um projeto de uma casa em
que tem uma piscina/escada que
faz lembrar um acidente ou
alguma experiência negativa
 Experiência Positiva: Um
projeto em que o cliente lembre
de momentos felizes/prazerosos
Determinantes da Percepção

 Formação/ Personalidade do indivíduo

Valores, crenças, preconceitos, nível de conhecimento.


 Ex: Para determinado cliente, todo arquiteto gosta
de ostentar, não considerar o gosto do cliente, etc.
Determinantes da Percepção
 Motivos, emoções e expectativas dos indivíduos
(desejos e necessidades moldam nossa percepção)
 Ex: Fome – Estímulos comestíveis
 Ao visitar uma cidade pela primeira vez, o
arquiteto, provavelmente, perceberá:
organização da cidade, urbanização,
construções, etc.
Gestalt

 Termo alemão de difícil tradução


 Termo mais próximo em português

Forma/configuração

 O todo é composto por partes


Visão holística
Gestalt (Boa Forma)

 Quando o indivíduo vê uma parte de um


objeto, ocorre a tendência à restauração do
equilíbrio da forma

 Este fenômeno é norteado pela busca de


fechamento, simetria e regularidade dos
pontos que compõem uma figura/objeto
Figura ilustrativa do fechamento,
simetria e regularidade dos pontos

Fonte: BOCK, Cap. 4, p. 61


Figura ilustrativa do fechamento,
simetria e regularidade dos pontos

 Percebe–se a figura 1 como um quadrado


 Acrescentando mais quatro pontos a figura1, o

padrão mudará e percebe–se um círculo


 Na figura 4 é possível ver círculos brancos ou

quadrados no centro das cruzes


Campo Psicológico

 Campo de força que procura a boa forma


 Princípios do campo da força

 Proximidade
 Semelhança
 Fechamento
Princípios do Campo de Força

 Proximidade
 elementos mais próximos tendem a ser agrupados

Vemos três colunas e não três linhas na figura


Princípios do Campo de Força

 Semelhança
 Elementos semelhantes são agrupados

Vemos três linhas e não quatro colunas na figura


Princípios do Campo de Força

 Fechamento
 Ocorre uma tendência de completar os elementos faltantes
da figura para garantir sua compreensão:

Vemos um triângulo e não alguns traços


Percepção Figura/Fundo
 Percepção Figura/fundo – Profundidade
 Tendência organizadora fundamental comum a
toda percepção
 Possibilita que, em qualquer conjunto de estímulos,
sempre se destaque uma porção mais definida e
organizada
Percepção Figura/Fundo
Profundidade

 Quanto mais clara estiver a forma (boa


forma), mais clara será a separação entre a
figura e o fundo
Percepção Figura/Fundo
Profundidade

 Figura ambígua
 Não oferece uma clara distinção figura/fundo
Percepção Figura/Fundo
Profundidade
Figura Ambígua
Referências

 MORRIS, Charles G. ;MAISTO, Albert A.


Introdução à psicologia. 6. ed., p. 104 – 116.
 DAVIDOFF, Linda L. Introdução à psicologia. 3. ed.,
2001.
 BOCK, Ana Mercês Bahia Psicologias: Uma
introdução ao estudo da psicologia São Paulo:
Saraiva, 2002.

Você também pode gostar