DENSITOMETRIA ÓSSEA PROFESSOR: ROMUALDO R.

NÓBREGA DXA (dual energy x-ray absorptiometry ) O desempenho da densitometria óssea é melhor que a medida do colesterol ou a hipertensão arterial em predizer o risco de doença coronariana ou Acidente Vascular Cerebral em homens.
‡Atenuação do corpo por raios X com dois níveis de energia ‡Sentido póstero-anterior ‡Paciente <5 mRem (coluna lombar ou Fêmur) e < se for de corpo total ‡Tomografia (100 a 1000 mRem) ‡Radiografia de torax (20 a 50 mRem)

Condições clínicas e/ou artefatos que podem prejudicar ou até impedir a análise dos exames DO ‡ ‡ ‡ ‡ ‡ ‡ ‡ ‡ ‡ ‡ Contrastes (enema opaco ou mielografia) Próteses metálicas ou de silicone Grampos metálicos Grandes deformidades vertebrais Doença osteodegenerativa da coluna Baixo peso ou grande obesidade (>125 kg) Calcificações de tecidos moles Antecedente de fraturas Ascite Impossibilidade de posicionamento adequado. .

calcificações de ligamentos. esclerose de platôs vertebrais) sobre a densidade mineral óssea .Com o método DXA podemos avaliar ‡ ‡ ‡ ‡ ‡ Coluna lombar (PA e perfil) Fêmur proximal Antebraço Composição corporal O exame da coluna lombar na projeção lateral permite que se excluam as estruturas posteriores dos corpos vertebrais. minimizando os efeitos somatórios da doença osteodegenerativa (osteofitos.

trocânter maior e a região do Triângulo de Wards (área de menor densidade da região proximal do fêmur. com predomínio de osso trabecular) ‡ em 90% do pacientes normais foi detectado diferenças de 0.A análise do exame Fêmur proximal envolve a medida de BMD em três regiões ‡ colo de fêmur. fraturas proximais ou distais de membros inferiores. associadas à osteoartrite acentuada em articulação coxofemoral.5 de desvio padrão ‡ 10% apresentam diferenças significativas entre os dois lados. Doença de Paget em fêmur. seqüelas de Acidente Vascular Cerebral ou Poliomielite. .

‡ ‡ ‡ ‡ . a fratura de Colles. Três regiões são delimitadas: O rádio ultra-distal (com predomínio de osso trabecular) A região diafisária do rádio Ulna (com predomínio de osso cortical) A região intermediária que inclui tanto osso cortical quanto trabecular. Além disso.Antebraço Deve-se a elevada freqüência de fraturas de punho e rádio distal. existe uma correlação entre a densidade do esqueleto apendicular e a densidade da coluna lombar.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful