Você está na página 1de 16

PROJETO OUTDOOR

Empresa: AFJ LTDA


Coordenado por: Eng. Angélica, Eng. Fagner e Eng. Jardel;
Sendo estes graduados em Engenharia Elétrica.
 Nosso projeto consiste em passar ao cliente uma forma segura e
precisa desde a criação até mesmo a execução do que nos é
solicitado;
 Para isso acontecer recebemos as seguintes informações a quais
deveríamos seguir para realizarmos, são elas:
Detalhes a  Desenho da estrutura em solidworks (design);

serem  Cálculo de dimensionamento da estrutura (pontos críticos) e


especificação do material;
seguidos;  Considerar a ação de ventos da localidade e segurança;
 Sistema de fixação ao solo;
 Custo aproximado dos materiais, fabricação e fixação da
estrutura;
 Na RS 342, entrada de Ijui (quem vem de Catuipe).
 Para iniciarmos buscamos saber o local exato o qual deveríamos
adaptar o outdoor.
 Feito isso decidimos utilizar a norma NBR 6123, que trata sobre as
Forças devidas ao vento em edificações.
 A partir disso iremos detalhar as fórmulas e cálculos utilizados;

 q= N/m² - Força do vento em área;


Croqui Inicial  q= 0,613.Vk²
 Vk= Velocidade Característica (m/s);
 Vk= V0.S1.S2.S2
 Vo= Velocidade básica do vento (m/s)
 V0= 45m/s no Rio Grande do Sul
Para a elaboração de
nossos cálculos
décimos utilizar (cm).

Com o nosso desenho inicial adotamos as seguintes


Aplicações partes da norma para utilizarmos em nosso projeto:
• S1=1,0 – Terreno Plano Então nosso cálculo fica
da seguinte forma:
• S2= 1,06 – é atoada na classe A para maior
dimensão <20m e faz parte da categoria ll Vk= 45.1.1,06.0,98
o qual diz que é para terreno aberto em Vk= 45,32 m/s
nível.
q= 0,613.45,32²
• S3= 0,95 – Serve para Edificação com baixo q= 1,26 KN/m² - É
fator de ocupação. destinado para a carga
do vento.
 Nesse momento começaremos a calcular os esforços para nosso
projeto, em vista disso decidimos então expor aqui uma breve
explicação sobre o que é realmente um esforço.

• Esforço Cortante (Q): É a resultante


de forças de uma porção isolada
sobre a outra porção na direção
Esforços transversal ao eixo da barra na
seção transversal de corte.

• Momento Fletor (M): É a resultante


momento de todas as forças e
momentos de uma porção isolada
sobre a outra porção na direção
transversal ao eixo da barra na
seção transversal de corte.
Nesse ponto adotamos a fuste
circular de ø=35cm – ø= 0,35m

5.1,26= 6,3 KN/m – Placa

5.0,35= 0,44 KN/m - Fuste

Aplicações de
Esforço
H= 0,44+6,3.2.5= 17,51
M= 6,3.2,5.( +4)+0,44.4.
 Nesse segundo momento iremos mostrar os resultados obtidos ao
calcularmos os dados da placa;

Aplicações de
Esforço
 F.S= 1,5 – Elevado em 50% - Valor usual em estrutura metálica;

Mbase=86,21.1,5= 129,32 KN.m Vbase= 17,51.1,5= 26,27 KN


M(h=2)= 52,07.1,5= 78,12 KN.m V(h=2)= 16,63.1,5= 24,95 KN

Para isso decidimos utilizar como material


Esforço; o Aço ASTM A36 o qual é um aço carbono
de qualidade estrutural. Sua resistência,
Dimensionamento conformabilidade e excelentes
propriedades de soldagem o tornam
adequado para uma ampla variedade de
aplicações, incluindo soldagem, fabricação
e dobra.
Fy=250MPa (Escoamento) Fu= 400MPa (Ruptura) E= 200000 MPa

F.S= 1,15 – Constatou-se uma redução de resistência.


 Neste tópico buscaremos mostrar um detalhamento e dimensionamento o
qual achamos necessário documentar que são elas as tensões que
encontramos ao fazer a aplicação das formulas;

Tensão
Tensão Normal de Base Admissível
𝑀 . 𝑌250
𝜏=
𝐼 𝜏= 1,15 =217,4 𝑀𝑃𝑎
M=12932KN.m

Aplicação das Tensões


Y= 𝜏 ≤ 21,74 𝐾𝑁 /𝑚²
21,74=
I= I10410

10410= Espessura=
 A partir desse momento iniciaremos os cálculos da tensão Normal
com (h=2)
𝑀 . 𝑌I=
𝜏=
𝐼

Y=
M(h=2)=7812KN.m
Aplicação Tensão Normal
I = 3593,4
3593,4=
Espessura=

Se torna Crítica

Espessura da Fuste
Utilizada uma chapa de = 16mm – 126kg/m²
 Aqui iremos finalizar os cálculos das tensões, aplicando elas na
placa solicitada.
q= 1,26KN/m

Aplicação da Tensão Normal M=1,26.2,5. = 3,94

Md= 1,5.3,94= 5,91KN.m/m

I=2
I=
Y= =10 I= = 271,8

e= 0,013m = 0,13mm – 0,3mm

Foi utilizada uma chapa 32 – 2,4kg/m²


ESTRUTURA
BASE
ESTRUTURA
BASE
 Ao finalizarmos nossos cálculos podemos ter um
valor aproximado juntamente com os detalhes de
cada material para concretizarmos o projeto, tendo
em vista que buscamos uma ótima qualidade e um
valor que não fuja da realidade proposta, são eles:

Custos  Área da Fuste = 2.π.0,35+2. π.0,2= 3,46m²


 Área da Placa= 2.5.20,5+2.5.2,5.0,2= 28m²
 Peso Total = 126.3,46+2,4.28= 504kg +10% = 554kg
 Preço por Kg de Estrutura = R$ 4,93
 Total = 554. 4,93= R$2.731,22
 Prezados Senhores

 A empresa AFJ LTDA, oferece seus serviços de construção em


projeto de OUTDOOR, de acordo com a Solicitação de Proposta
datada de 27/06/2022.
 
 Na hipótese das negociações serem realizadas durante o prazo de
validade desta Proposta, ou seja, até a data de 05/07/2022,
comprometemo-nos a negociar com base nas discriminações da
Proposta presente proposta, sendo que após este prazo estará sujeita às
modificações que porventura se fizerem necessárias, podendo
resultar em novas negociações para o fechamento do respectivo
Contrato de Prestação de Serviços. E também salientando que,
nossos materiais e principalmente profissionais são de ótima
qualidade em qualquer serviço realizado.

 Cientes de que AFJ LTDA. não se obrigam a aceitar qualquer


proposta recebida, aguardamos retorno e nos colocamos a
disposição para maiores esclarecimentos.
 
 https://www.professores.uff.br/salete/wp-content/uploads/sites/1
11/2017/08/aula11.pdf
 https://www.lojadomecanico.com.br/solda-mig-mag-tig-eletrodo-
revestido
 https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/5591985/mod_resource/c
ontent/1/10%20NBR%206123.pdf
Referências  https://acosnobre.com.br/blog/aco-a36/
 HIBBELER, R. C. Resistência dos materiais. 7. ed. São Paulo:
Pearson Prentice Hall, 2010, 640 p.
 https://www.glassdoor.com.br/Sal%C3%A1rios/montador-de-outd
oor-sal%C3%A1rio-SRCH_KO0,19.htm

 https://www.glassdoor.com.br/Sal%C3%A1rios/ajudante-de-mont
ador-sal%C3%A1rio-SRCH_KO0,20.htm

Você também pode gostar