Você está na página 1de 17

CURSO: ENSINO DA BIOLOGIA

Disciplina
Pedagogía Geral
Unidade 1: A Pedagogia como ciência dá
educação dou homem.

Objectivos:
• Analisar a Pedagogia como ciência dá educação do
homem.

Conteúdo da aula:
• A Pedagogia como ciência. Objeto de estudo.
• Surgimento e desenvolvimento da Pedagogia.
Idéias de um importante pedagogo brasileiro.
Paulo Freire (Paulo Reglus Neves Freire) foi um
educador brasileiro e um influente teórico da
educação.
• Ensinar exige respeito aos saberes dos estudantes.
• Ensinar exige segurança, capacidade profissional e
generosidade
• Ensinar exige saber escutar
• O estudo não se mede pelo número de páginas
lidas em uma noite, nem pela quantidade de
livros lidos em um semestre. Estudar não é um
ato de consumir idéias, mas sim das criar.
• A cultura não é atributo exclusivo de alguns
homens. Chamado-los "ignorantes" são homens e
mulheres cultos aos que lhes negou o direito de
expressar-se e por isso som submetidos a viver em
uma "cultura do silêncio"
A Pedagogia como ciência. Objeto de estudo:
A pedagogia é um conjunto de saberes que têm um
impacto direto no processo educativo, em qualquer
das dimensões que este tenha, assim como na
compreensão e organização da cultura e a construção
do sujeito. É a ciência encarregada da arte de
ensinar.

A palavra provém do grego antigo paidagogós, (asi lhe


chamavam o escravo que trazia e levava os meninos
à escola), das raízes "paidos" que é menino e "ago"
que é levar ou conduzir. Não era a palavra de uma
ciência, usava-se só como denominação de um
trabalho.
Hegel, filósofo alemão nascido no século XVIII. Define
a Pedagogia como aquele processo aonde o sujeito
passa de uma consciência em si a uma consciência
para si e onde o sujeito reconhece o lugar que ocupa
no mundo e se reconhece como construtor e
transformador de este.

Nota: Georg Wilhelm Friedrich Hegel filósofo alemão.


Lhe considera o último dos Maiores Metafísicos. Morreu
vítima de uma epidemia de cólera, que fez estragos
durante o verão e o outono de 1831. Considerado pela
História Clássica da Filosofia como o representante da
cúpula do idealismo filosófico e como um revolucionário
da Dialética.
É importante tomar em conta que referir-se à
pedagogia como ciência pode ser um tanto ambíguo,
ou pelo menos debatível (depende do ponto de vista
com o que se defina ciência). Existem autores, pois,
que definem à pedagogia como um saber, outros
como uma arte, e outros mais como uma ciência ou
disciplina de natureza própria e objeto específico de
estudo.
Objeto de estudo da Pedagogia:
A Pedagogia é a ciência que se encarrega da
educação como fenomenal psicosocial, cultural e
especificamente humano, ela oferece as bases e
parâmetros para analisar e estruturar a formação das
pessoas, para estruturar o processo de ensino-
aprendizagem.

A pedagogia pode ser classificada de diversas


maneiras de acordo com a maior ou menor amplitude
de seu corpo de conhecimentos:
– Pedagogia geral: refere-se às questões
universais e globais da investigação e da ação
sobre a educação.
• Pedagogias específicas: seu corpo do conhecimento é
mais limitado (Pedagogia evolutiva, Pedagogia
diferencial, Educação especial, Pedagogia de adultos ou
Andragogía, etc.).

De acordo com o propósito que expõem:


• Pedagogias tradicionais.
• Pedagogias contemporâneas.

É muito importante distinguir que a pedagogia é a


ciência que estuda a educação, enquanto que a didática
é a disciplina ou conjunto de técnicas que facilitam a
aprendizagem. A Didática é uma disciplina da
pedagogia.
•  
Surgimento e desenvolvimento da Pedagogia. 

A pedagogia começa com o surgimento das escolas


públicas na Europa e América Latina a partir de
revoluções que se apoiaram em doutrinas do
liberalismo, entretanto não é até que se adquire o fato
de lhe dar o valor à escola de ser a encarregada da
educação quando adquire seu caráter de tendência
pedagógica.

 
Ao longo da história existiram e existem diversas
tendências pedagógicas:
1. Pedagogia tradicional.
Esta tendência considera que a aquisição de
conhecimentos se realiza principalmente na escola,
que é um meio de transformação, e cujo fim é ensinar
valores. É o professor o centro do processo de ensino
e a escola, a principal fonte de informação para o
educando. Aqui o professor é o que pensa e transmite
conhecimentos, quer dizer, o professor é a parte ativa
enquanto o educando a passiva, um receptor de
idéias que recebe sozinho um ensino empírico e
memorística. Esta tendência enfoca um processo de
ensino mecanizado.
•  
2. Pedagogia da escola nova ou ativa:

Esta tendência acentúa o papel social que deve ter a


escola: formar para viver dentro de um meio social. A
tarefa do professor já é de condutor, propícia e dirige
a aquisição de aprendizagens, o aluno (educando)
assume um papel ativo, e o processo de ensino-
aprendizagem é recíproca e cumpre com as
necessidades e interesses do aluno. O aluno é o
centro do processo educativo.
3. Pedagogia da tecnologia educativa.
O uso das técnicas da informação e as comunicações
(TIC) na educação: Este ensino se vale de recursos
técnicos por meio de máquinas didáticas. Nesta
tendência os métodos estão apoiados no
autoaprendizaje, os meios utilizados são livros
digitalizados, televisão, computador, máquinas de
ensinar, entre outros. O papel do professor se reduz à
elaboração dos programas, enquanto que o do aluno
se incrementa, pois é autodidata e se automóvel-
instrui.
4. Pedagogia autogestionaria:

Refere-se a toda serie de variadas experiências e


movimentos de distinto alcance, que pretendem
educar a partir da participação dos alunos como
atores do processo de enseñamza-aprendizagem na
organização de todas as esferas da vida escolar.
Nesta pedagogia lhe confere ao professor um papel
menos diretor, o acionar é compartilhado com o
grupo, todo o qual enriquece suas relações com o
grupo lhe permitindo obter dele resultados superiores.
5. Pedagogia não diretiva: Facilita a aprendizagem e
a educação com alto nível de independência do aluno.
É de caráter pessoal, o estudante emprega recursos
que lhe permitem aprender as experiências que
resultem significativas para seu desenvolvimento.  

6. Pedagogia operatória: Esta tendência pedagógica


concebe o conhecimento como uma construção que
realiza o indivíduo mediante sua atividade de
enfrentamento com o meio. Esta pedagogia pretende
que o indivíduo seja quem constrói seu conhecimento,
assimile-o, organize-o e o inclua em sua vida.
7. Pedagogia constructivista:
Esta tendência parte da responsabilidade do sujeito
sobre seu próprio processo de aprendizagem: uma
experiência pessoal apoiada em uma construção do
conhecimento edificada a partir de seus alicerces. Os
conhecimentos novos que o indivíduo obtém, faz-o
mediante o uso daqueles conhecimentos que já
apropriou, quer dizer, parte-se do que já sabe o
educando para facilitar sua aprendizagem.

 
Muito obrigado
en Español
muchas gracias

Você também pode gostar