CRITÉRIO DE FORMAÇÃO DA TABELA DE LIMITES DE TOLERÂNCIA PARA RUÍDO CONTÍNUO

16 T = _________________ [ ( L 80 ) ] 5 2

Calcular o tempo máximo permitido para uma exposição de 105 dB(A).

16 T = _________________ [ ( L 80 ) ] 5 2

16 T = ___________________ [ ( 105 80 ) ] 5 2

T = 16 32 .

5 h ou 30 minutos .T = 0.

LIMITES DE TOLERÂNCIA PARA RUÍDO CONTÍNUO OU INTERMITENTE 85 dB(A) 86 dB(A) 87 dB(A) 88 dB(A) 89 dB(A) 90 dB(A) 91 dB(A) 92 dB(A) 93 dB(A) 94 dB(A) 95 dB(A) 8 horas 7 horas 6 horas 5 horas 4 h 30 min 4 horas 3 h 30 min 3 horas 2 h 40 min 2 h 15 min 2 horas .

LIMITES DE TOLERÂNCIA PARA RUÍDO CONTÍNUO OU INTERMITENTE 96 dB(A) 98 dB(A) 100 dB(A) 102 dB(A) 104 dB(A) 105 dB(A) 106 dB(A) 108 dB(A) 110 dB(A) 112 dB(A) 114 dB(A) 115 dB(A) 1 h 45 min 1 h 15 min 1 hora 45 minutos 35 minutos 30 minutos 25 minutos 20 minutos 15 minutos 10 minutos 8 minutos 7 minutos .

Limite de Tolerância para jornada de 10 horas / dia: 83 dB(A) .

Limite de Tolerância para jornada de 12 horas / dia: 82 dB(A) .

LIMITES DE TOLERÂNCIA PARA RUÍDO CONTÍNUO OU INTERMITENTE 85 dB(A) 8 horas q=5 90 dB(A) 4 horas 95 dB(A) 2 horas .

LIMITES DE TOLERÂNCIA PARA RUÍDO CONTÍNUO OU INTERMITENTE 100 dB(A) 1 hora q=5 105 dB(A) 30 minutos 110 dB(A) 15 minutos 115 dB(A) 7 minutos .

quando adicionado a um determinado nível. IDD. NHO 01 . implica a duplicação da dose de exposição ou a redução para a metade do tempo máximo permitido.Item 4.1 . ER ou ³q´ É o incremento em decibéis que.FDD.

Interpretação das leituras de um medidor instantâneo de nível de pressão sonora .

Interpretação das leituras ‡ Se o nível oscila entre 2 pontos definidos. ‡ Se a oscilação for em torno de + 1 dB. consideramos o maior valor. . consideramos a média aritmética.

. ‡ Procedimento: Uma leitura a cada 5 segundos..Interpretação das leituras ‡ Se a oscilação for irregular. aleatória e grande. .

.LEITURAS Serão realizadas pelo menos 3 leituras e considerado como resultado o valor da média dessas leituras.

Métodos exigidos pelos MTE e MPAS ‡ RUÍDO Pontual ou Dosimetria .

Instrumentos exigidos pelos MTE e MPAS RUÍDO Medidor de Nível de Pressão Sonora Áudio Dosímetro .

ÁUDIO DOSÍMETRO Instrumento capaz de integrar diferentes níveis de pressão sonora em um determinado tempo pré-estabelecido. .

Ruído de diferentes níveis ou Ruído de níveis variados de decibéis DOSIMETRIA .

DOSIMETRIA Verificar sempre a programação do instrumento .

ER ou q 5 dB (A) .Critério de Referência 85 dB (A) Nível Limiar de Integração 80 dB (A) FDD. IDD.

1.2.1 da NHO 01 .25 ² 1991 ‡ Devem ter classificação mínima do Tipo 2 Item 6.Dosímetros ‡ Devem atender às especificações da Norma ANSI S 1.

40 .2.Calibradores acústicos Devem atender às especificações constantes das Normas ANSI S 1.1984 ou IEC 60942 .1.4 da NHO 01 .1988 Item 6.

RUÍDO Qual é o Limite de Tolerância que deve ser usado sempre? .

DOSE .

Posso ter uma exposição de 95 dB(A) e não pagar adicional de insalubridade? .

E o restante da jornada? .

+ Cn T1 T2 C3 Tn ‡ Dosímetro .....RUÍDO DE DIFERENTES NÍVEIS DOSIMETRIA ‡ Cálculo da dose C1 + C2 + C3 + .

Ruído Dose > 100% Limite de Tolerância ultrapassado .

Relaç o entre Ruído Médio e Dose 75 dB ( A ) 80 dB ( A ) 85 dB ( A ) 90 dB ( A ) 95 dB ( A ) 100 dB ( A ) 105 dB ( A ) 25 % 50 % 100 % 200 % 400 % 800 % 1600 % .

1.1. Item 5.Dosimetria de Ruído Exposições a níveis inferiores a 80 dB(A) não serão considerados no cálculo da dose.2 da NHO 01 .

1 hora exposto a 95 dB(A) 7 horas exposto a 85 dB(A) .

DOSE = 1 + 7 2 8 .

DOSE = 1 + 7 2 8 = 0.5 + 0.87 .

D = 1.37 ou 137% .

.Para novas amostragens desligue o dosímetro e espere pelo menos 5 segundos antes de ligá-lo novamente.

Dosimetria A movimentação do trabalhador durante as suas funções deve ser acompanhada.4.2 alínea ³e´ da NHO 01 da Fundacentro ) . ( Item 6.

DOSIMETRIA Invalidação das medições ‡
Se a calibração final variar + 1 dB em relação à calibração prévia. Se a voltagem das baterias tiver caído abaixo do valor mínimo.

‡

O que é Nível de Ação?

Agentes Químicos

Limite de Tolerância Nível de Ação = LT 2

Agentes Físicos Só para Ruído
Limite de Tolerância Nível de Ação = LT 2

Qual é o Nível de Ação para exposição de 8 horas a ruído contínuo ?

80 dB(A) .

Ruído Limite de Tolerância = Dose Nível de Ação = Dose = 100% = 50% 2 2 .

Nível de Ação Se o Nível de Ação foi excedido em um dia típico. . existe uma probabilidade maior que 5% Exposição de que o Limite de venha a ser excedido em outros dias de trabalho.

existe uma probabilidade maior de que o Limite de venha a ser respeitado nos outros dias de trabalho. .NÍVEL DE CONFIANÇA ESTATÍSTICO DE 95% - .Nível de Ação Se o Nível de Ação foi respeitado que 95% Exposição em um dia típico.

Próximo a qual ouvido devemos realizar as avaliações de ruído? .

Quando houver diferença significativa entre os níveis de pressão sonora que atingem os dois ouvidos.3 da NHO 01 . Item 6. as medições deverão ser realizadas do lado exposto ao maior nível.

A dosimetria deve ser interrompida na hora do almoço ou não? .

mesmo que ele pare para almoçar. (3 turnos de 8 horas) .Regime de turnos O dosímetro permanece com o trabalhador.

a dosimetria deve ser interrompida. (8 horas de trabalho + 1 hora de trabalho) .1 hora de almoço Se o almoço for descontado legalmente.

Quando devemos utilizar a Dose de Ruído Semanal? .

Dose Semanal Segunda Terça Quarta Quinta Sexta 129.3% 34.9% .4% 41.6% Dose diária: 80.8% 132.2% 66.9% 8h 8h 8h 8h 8h Dose semanal: 404.

desde que a soma das frações em um período de 7 dias seja menor ou igual a 5 .Dose semanal A soma das frações de um dia pode exceder a unidade.

desde que a soma das frações em um período de 7 dias seja menor ou igual a 5 e que nenhuma dose diária ultrapasse a 3.Dose semanal A soma das frações de um dia pode exceder a unidade. ACGIH 2004 .

6% 188.3% 34.Dose Semanal Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Segunda Terça 129.8% 132.2% 66.4% 41.9% 217.1% 8h 8h 8h 8h 8h 8h 8h .

1 (não poderia ultrapassar a 3) .3% ou 8.1 (não poderia ser superior a 5) Maior dose diária: 217.6% ou 2.Soma das doses de 7 dias: 810.

ficar restrito a um espaço ou conjunto de espaços que servem simultaneamente como local de trabalho e de descanso e sono. ACGIH 2004 . o ruído dos espaços usados para relaxamento e sono deverá ser menor ou igual a 70 dB(A). durante períodos superiores a 24 horas.Quando o trabalhador.

Máquinas elétricas girantes Limites de ruído .

para ruído transmitido através do ar.Especifica limites máximos de nível de potência sonora. em decibéis na escala A. . emitido por máquinas elétricas girantes.

TABELA A Gerador de corrente alternada 110 KVA < P < 220 KVA Pode emitir ruído de 97 a 110 dB(A) .

TABELA A Gerador de corrente alternada 2500 KVA < P < 6300 KVA Pode emitir ruído de 105 a 116 dB(A) .

. com carga eles podem aumentar.Os valores da TABELA A são baseados no funcionamento em vazio.

. com carga eles podem aumentar.Os valores da TABELA A são baseados no funcionamento em vazio.

estes devem ser fixados mediante acordo entre fabricante e comprador.Se forem requeridos níveis de ruído inferiores aos constantes da TABELA A. .

NBR NM-ISO 6369 Medição de ruído emitido por máquinas rodoviárias na posição do operador .

Dosimetria O microfone deve ser colocado a uma distância mínima de 100 mm da lateral da cabeça do operador e a uma distância mínima de 50 mm acima da roupa no ombro do operador. Item 6.3 da NBR NM-ISO 6396 .5.4.

.

.

.

Quatro máquinas emitindo 80 dB(A) cada uma 86 dB(A) .

80.0 + 80.0 = 84.0 + 80.0 dB(A) 83.0 = 83.8 + 80.0 = 86.0 dB(A) .8 dB(A) 84.

.

.

devemos considerar um acréscimo igual a zero. Diferenças superiores a 15. prevalece o maior nível.Para diferenças superiores a 15. .

Avaliação do ruído de telefonistas e operadores telefônicos abaixo do headphone .

.Não existe um método simples e fácil de medir ruído abaixo de headphones.

36 Simulador de ouvido humano IEC 711 e BS 6310 .Simulador de cabeça humana Padronizado mundialmente pela ANSI S 3.

.

.

Redução do ruído nas salas individuais dos operadores Samyr Gerges .

Divisórias acústicas e caixas de som. Samyr Gerges .

Operador ajusta o volume dos alto-falantes e usa o microfone. Samyr Gerges .

CONFORTO ACÚSTICO .

Ruído > 75 dB(A) Desconforto acústico para qualquer situação ou atividade .

Relaxamento total durante o sono NPS < 39 dB(A) .

Exercício .

Calcular a Dose e o Lavg: 2 horas a 95 dB(A) 1 hora a 105 dB(A) 2 horas a 85 dB(A) 3 horas a 90 dB(A) .

Cálculo: 2 + 1 + 2 + 3 = 8 4 2 1 2 .

Cálculo: Dose = 4 ou 400 % Lavg = 95 dB(A) .

Como saber o meu nível médio ( Lavg ) quando o dosímetro só me fornece Dose (%) ? .

61 log ( 0.16 x Dose % ) T horas decimais .Cálculo do Nível Médio L avg 80 + 16.

16 x 400 % ) T horas decimais .Calcular o Lavg do exemplo anterior Dose = 400% 80 + 16.61 log ( 0.

61 log ( 64 ) T horas decimais .Calcular o Lavg do exemplo anterior Dose = 400% 80 + 16.

Calcular o Lavg do exemplo anterior Dose = 400% 80 + 16.61 log ( 8 64 ) .

Calcular o Lavg do exemplo anterior Dose = 400% 80 + 16.61 log 8 .

61 x 0.903 .Calcular o Lavg do exemplo anterior Dose = 400% 80 + 16.

0003 .Calcular o Lavg do exemplo anterior Dose = 400% 80 + 15.

0003 = 95 dB(A) .Calcular o Lavg do exemplo anterior Dose = 400% 95.

Ruído contínuo ou intermitente Limites de Tolerância ‡ MTE .85 dB (A) .85 dB (A) ‡ MPS .

Ruído de diferentes níveis Limites de Tolerância ‡ MTE .Nível de Exposição Normalizado (NEN) máximo 85 dB (A) .Dose máxima 100% ou 1 ‡ MPS .

Ruído contínuo ou intermitente O MPS mudou o L AVG de 90 dB (A) para 85 dB(A). CERTO? .

NÃO .

Ruído de diferentes níveis O INSS não quer mais o L AVG .

Ruído de diferentes níveis O LAVG não mudou de 90 dB(A) para 85 dB(A) .

Ruído de diferentes níveis Agora o seu LTCAT ou PPRA precisa mencionar o NEN .

11.03 O item 2.0.1 do Anexo 4 do Decreto n 3.882 de 18.Decreto o n 4.048 de 1999 passa a vigorar com a seguinte alteração: .

.....0........ a) exposição a Níveis de Exposição Normalizados (NEN) superiores a 85 dB(A) ....03 2..882 de 18......1 ...11......Decreto o n 4..

Ruído de diferentes níveis Para se obter o NEN precisamos calcular o NE .

Ruído de diferentes níveis NEN > 85 dB(A) .

Ruído de diferentes níveis ‡ Dose diária: > 100% ou 1 ‡ Nível: NEN > 85 dB(A) .

NE .Nível de Exposição Nível médio representativo da exposição ocupacional diária Item 4 da NHO 01 da Fundacentro .

Nível de Exposição Normalizado Nível de exposição.NEN . Item 4 da NHO 01 da Fundacentro . para fins de comparação com o limite de exposição. convertido para uma jornada padrão de 8 horas diárias.

1 da NHO 01 da Fundacentro .NE .Nível de Exposição NE = 10 x log 480 x D + 85 TE 100 Item 4.

Nível de Exposição Normalizado NEN = NE + 10 x log TE 480 Item 4.NEN .1 da NHO 01 da Fundacentro .

Calcular o NE para Dose = 100% durante 8 h NE = 10 x log ( 480 x D ) + 85 480 100 .

Calcular o NE para Dose = 100% durante 8 h NE = 10 x log ( 480 x 100 ) + 85 480 100 .

Calcular o NE para Dose = 100% durante 8 h NE = 10 x log ( 480 x 100 ) + 85 480 100 NE = 10 x log (1 x 1) + 85 .

Calcular o NE para Dose = 100% durante 8 h NE = 10 x log ( 480 x 100 ) + 85 480 100 NE = 10 x log 1 + 85 .

Calcular o NE para Dose = 100% durante 8 h NE = 10 x log ( 480 x 100 ) + 85 480 100 NE = 10 x log 1 + 85 NE = 10 x 0 + 85 .

Calcular o NE para Dose = 100% durante 8 h NE = 10 x log ( 480 x 100 ) + 85 480 100 NE = 10 x log 1 + 85 NE = 10 x 0 + 85 NE = 0 + 85 dB(A) .

Calcular o NE para Dose = 100% durante 8 h NE = 85 dB(A) .

Calcular o NEN para Dose = 100% durante 8 h NEN = NE + 10 x log TE 480 NEN = 85 + 10 x log TE 480 .

Calcular o NEN para Dose = 100% durante 8 h NEN = NE + 10 x log TE 480 NEN = 85 + 10 x log 480 480 .

Calcular o NEN para Dose = 100% durante 8 h NEN = 85 + 10 x log 480 480 NEN = 85 + 10 x log 1 .

Calcular o NEN para Dose = 100% durante 8 h

NEN = 85 + 10 x 0

Calcular o NEN para Dose = 100% durante 8 h

NEN = 85 dB(A)

Calcular o NE para Dose = 50% durante 8 h

NE = 10 x log ( 480 x 50 ) + 85 480 100

Calcular o NE para Dose = 50% durante 8 h

NE = 10 x log (1 x 0,5) + 85

Calcular o NE para Dose = 50% durante 8 h

NE = 10 x log (0,5) + 85

301) + 85 .0.Calcular o NE para Dose = 50% durante 8 h NE = 10 x ( .

01 + 85 = 81.3.99 dB(A) .Calcular o NE para Dose = 50% durante 8 h NE = .

Calcular o NE para Dose = 50% durante 8 h NE = 82 dB(A) .

Calcular o NEN para Dose = 50% durante 8 h NEN = NE + 10 x log TE 480 NEN = 82 + 10 x log 480 480 .

Calcular o NEN para Dose = 50% durante 8 h NEN = 82 + 10 x log 1 .

Calcular o NEN para Dose = 50% durante 8 h NEN = 82 + 10 x 0 .

Calcular o NEN para Dose = 50% durante 8 h NEN = 82 dB(A) .

Calcular o NE para Dose = 50% durante 2 h NE = 10 x log ( 480 x 50 ) + 85 120 100 .

5) + 85 .Calcular o NE para Dose = 50% durante 2 h NE = 10 x log (4 x 0.

Calcular o NE para Dose = 50% durante 2 h NE = 10 x log (2) + 85 .

301) + 85 .Calcular o NE para Dose = 50% durante 2 h NE = 10 x (0.

Calcular o NE para Dose = 50% durante 2 h NE = 3.01 + 85 = 88.01 dB(A) .

Calcular o NE para Dose = 50% durante 2 h NE = 88 dB(A) .

Calcular o NEN para Dose = 50% durante 2 h NEN = NE + 10 x log TE 480 NEN = 88 + 10 x log 120 480 .

Calcular o NEN para Dose = 50% durante 2 h

NEN = 88 + 10 x log 0,25

Calcular o NEN para Dose = 50% durante 2 h

NEN = 88 + 10 x (- 0,60)

Calcular o NEN para Dose = 50% durante 2 h

NEN = 88 - 6,0 dB(A)

Calcular o NEN para Dose = 50% durante 2 h

NEN = 82,0 dB(A)

Calcular o NE para Dose = 400% durante 1 h

NE = 10 x log ( 480 x 400 ) + 85 60 100

Calcular o NE para Dose = 400% durante 1 h NE = 10 x log (8 x 4) + 85 .

Calcular o NE para Dose = 400% durante 1 h NE = 10 x log (32) + 85 .

505 + 85 .Calcular o NE para Dose = 400% durante 1 h NE = 10 x 1.

Calcular o NE para Dose = 400% durante 1 h NE = 15.05 dB(A) .051 + 85 = 100.

Calcular o NE para Dose = 400% durante 1 h NE = 100 dB(A) .

Calcular o NEN para Dose = 400% durante 1 h NEN = NE + 10 x log TE 480 NEN = 100 + 10 x log 60 480 .

125 .Calcular o NEN para Dose = 400% durante 1 h NEN = 100 + 10 x log 0.

903) .Calcular o NEN para Dose = 400% durante 1 h NEN = 100 + 10 x (.0.

Calcular o NEN para Dose = 400% durante 1 h NEN = 100 + (.9.030) dB(A) .

97 dB(A) NEN = 91 dB(A) .Calcular o NEN para Dose = 400% durante 1 h NEN = 90.

q=3 NPS 100 dB(A) Tempo 1 hora Dose 400 % NE NEN 100 dB(A) 91 dB(A) .

Ruído de diferentes níveis C1 + C2 + C3 + ..... + Cn T1 T2 C3 Tn .

Ruído Dose > 100% Limite de Tolerância ultrapassado .

Dosímetro mede a Dose de Ruído e Você calcula o NEN .

. .Simplificando o que a gente já aprendeu..

Dosímetro mede a Dose de Ruído e também mede o NEN .

É isso mesmo: Dosímetros medem NEN .

Ou melhor: Alguns dosímetros medem o NEN .

. independentemente do tempo de avaliação.NEN Dosímetros modernos mostram esse valor automaticamente.

1 da NHO 01 da Fundacentro .NE .Nível de Exposição NE = 10 x log 480 x D + 85 TE 100 Item 4.

Leq .Nível Equivalente Leq = 85 +10 x log 480 x D_ TE 100 .

Conclusão NE = Leq .

NEN .1 da NHO 01 da Fundacentro .Nível de Exposição Normalizado NEN = NE + 10 x log TE 480 Item 4.

Time Weighted Average TWA = Leq + 10 x log TE 480 .TWA .

Time Weighted Average TWA = 10 x log 480 x Dose + 85 TE 100 + 10 x log TE 480 .TWA .

Time Weighted Average TWA = 85 + 10 x log Dose 100 .TWA .

Conclusão NEN = TWA .

Repetindo: NE = Leq .

Repetindo: NE = Leq NEN = TWA .

. 8 h ou 12 h: O NEN (TWA) será sempre ajustado para um padrão de 8 h.Tanto faz medir 1 h. 4 h.

Cuidado .

Cuidado com medições de duração inferior ao período real de exposição .

diluindo o resultado.No cálculo do TWA.. será computado como exposição abaixo do limite de exposição (Nula). . O tempo que faltar para completar 8 horas de leitura..

Na prática: Dosimetrias deverão obrigatoriamente cobrir toda a jornada de trabalho. .

Cálculo do NEN Dosimetrias deverão Para uma mesma dose obrigatoriamente cobrir de 110%. jornada 12 h. 8 h e de trabalho. obtida em toda ah.3 exemplos . 4 .

Cálculo do NEN Dosimetrias deverão Tempo obrigatoriamente cobrir NE toda a jornada de trabalho. NEN TWA Leq DOSE .3 exemplos .

Cálculo do NEN Dosimetrias deverão Tempo obrigatoriamente cobrir NE toda a jornada de trabalho. NEN TWA Leq DOSE 110% 110% 110% .3 exemplos .

3 exemplos .Cálculo do NEN Dosimetrias deverão Tempo 4 horas 8 horas 12 horas obrigatoriamente cobrir NE toda a jornada de trabalho. NEN TWA Leq DOSE 110% 110% 110% .

65 toda a jornada de trabalho.42 85.41 83.3 exemplos . NEN TWA Leq DOSE 110% 110% 110% .Cálculo do NEN Dosimetrias deverão Tempo 4 horas 8 horas 12 horas obrigatoriamente cobrir NE 88.

42 85.41 TWA Leq DOSE 110% 110% 110% .41 de trabalho.3 exemplos .41 83.65 toda a85. NEN 85.Cálculo do NEN Dosimetrias deverão Tempo 4 horas 8 horas 12 horas obrigatoriamente cobrir NE 88.41 jornada85.

3 exemplos .41 85.41 TWA Leq 85.42 85.41 85.65 toda a85. NEN 85.Cálculo do NEN Dosimetrias deverão Tempo 4 horas 8 horas 12 horas obrigatoriamente cobrir NE 88.41 de trabalho.41 83.41 jornada85.41 DOSE 110% 110% 110% .

41 83.41 jornada85.41 TWA Leq 85.41 83.65 toda a85.41 85.41 85.3 exemplos . NEN 85.42 85.41 de trabalho.41 88.Cálculo do NEN Dosimetrias deverão Tempo 4 horas 8 horas 12 horas obrigatoriamente cobrir NE 88.42 85.65 DOSE 110% 110% 110% .

41 85.42 85.42 85.41 jornada85. NEN 85.65 DOSE 110% 110% 110% .41 88.41 TWA Leq 85.Cálculo do NEN Dosimetrias deverão Tempo 4 horas 8 horas 12 horas obrigatoriamente cobrir NE 88.41 83.3 exemplos .41 de trabalho.65 toda a85.41 83.41 85.

Comparando-se os resultados: Tempo de exposição = 8 horas TODOS SÃO IGUAIS Resultados obtidos NE (Leq) = NEN (TWA) NE = NEN = LEQ = TWA < 8 horas > 8 horas NE (Leq) > NEN (TWA) NE (Leq) < NEN (TWA) .

41 TWA Leq 85.41 jornada85.65 DOSE 110% 110% 110% .41 83. NEN 85.3 exemplos .41 88.41 de trabalho.41 85.Cálculo do NEN IGUAIS Dosimetrias deverão Tempo 4 horas 8 horas 12 horas obrigatoriamente cobrir NE 88.42 85.41 83.65 toda a85.41 85.42 85.

Conselho Dosimetrias deverão obrigatoriamente cobrir toda a jornada de trabalho. .

NEN.Lembre-se: Com 8 horas de avaliação Dosimetrias deverão todos os valores de obrigatoriamenteTWA cobrir NE. . Leq e toda a jornadaporque são iguais de trabalho. usam q = 3.

toda a jornada de trabalho. .Lembre-se: Dosimetrias deverão Lavg será diferente obrigatoriamente cobrir (usa q = 5).

Atenuação do ruído com a distância .

Depende da distribuição das fontes de ruído .

Fonte pontual simples A relação entre NPS1 (na distância r1) e NPS2 (na distância r2) é dada por: NPS1 (r1) .NPS2 (r2) = 10 log r22 r12 .

teremos: NPS1 (4m) .Fonte pontual simples Para a duplicação da distância de 4 para 8 metros.NPS2 (8m) = 10 log 82 = 10 log 4 = 6 dB 42 .

Fonte pontual simples Tem-se 6 dB de decaimento do nível de pressão sonora para cada duplicação da distância. .

etc.Fontes pontuais ‡ Uma linha de máquinas idênticas. . tais como máquinas de tecidos. estamparias.

.Fontes pontuais A propagação é similar a uma fonte linear e a atenuação passa a ser de 3 dB para cada duplicação da distância.

EPI .

Se o EPI Atenuar. reduzindo seus efeitos a LT legais. conferir proteção eficaz. reduzir. NÃO CABERÁ O ADICIONAL DE INSALUBRIDADE NEM A APOSENTADORIA ESPECIAL . neutralizar.

dependendo da vida útil dos mesmos.EPI Explicitar essas informações no LTCAT e PPP Condições de conservação Efetiva utilização durante toda a jornada Higienização periódica Substituições a tempos regulares. .

EPI Foi a última alternativa? .

EPI Ou foi a primeira? .

EPI Só será considerado neutralizado o ruído através da adoção de EPI se for obedecida a seguinte hierarquia: 1) EPC 2) Medidas de caráter administrativo ou de organização do trabalho 3) EPI Alínea ³a´ do Item V do Artigo 171 da IN no 95 alterada pela IN no 99 / 2003 .

Para o INSS EPI neutraliza nocividade somente: Em situações de inviabilidade técnica de EPC Insuficiência do EPC adotado Interinidade à implantação do EPC Em caráter complementar Em caráter emergencial Alínea ³a´ do Item V do Artigo 171 da IN no 95 alterada pela IN no 99 / 2003 .

A periodicidade de troca do EPI deve estar definida e registrada nos programas ambientais (LTCAT ou PPRA) Alínea ³a´ do Item V do Artigo 171 da IN no 95 alterada pela IN no 99 / 2003 .

EPC .

. alterada pela IN no 99.EPC Precisam possuir um Plano de Manutenção registrado na empresa. Item IV do Art. 171 da IN no 95.

Atenuação proporcionada por protetores auriculares .

0 8 KHz 39.1 6 KHz 39.9 2.5 2.3 2.Dados fornecidos por um fabricante 125 Hz 29.8 1.7 3 KHz 40.8 H 3.8 4 KHz 41.0 2.6 250 Hz 31.3 3.2 500 Hz 34.3 2 KHz 35.1 1 KHz 34.2 .1 2.9 2.

Exemplo usando a Atenuação Global 1 KHz 34.0 dB NPS (1 KHz) = 100 .000 Hz NPS = 100 dB(A) = 34.3 = 1.34 = 66 dB(A) .0 H 2.

Usando a Atenuação Global só protegemos 50% dos trabalhadores expostos .

protegeremos 98% dos trabalhadores expostos .Usando o Desvio Padrão.

2 x 2.6 dB(A) (Fazer isso para todas as freqüências) .Método NIOSH no 1 -2H NPS (1 KHz) = 100 .( 34 .3) NPS 1 KHz = 70.

NIOSH 1972 cria o NRR .

Método NIOSH 02 n Medir o ruído contínuo em dB(C) Subtrair dele o NRR .

NRR .Método NIOSH Ruído contínuo 02 n NPS = dB(C) .

29 = 80 dB(A) .Protetor auricular com NRR = 29 dB Ruído medido no local = 109 dB(C) Ruído que chega ao ouvido: 109 dB(C) .

NIOSH 1998 Propõe redução do valor do NRR .

Redução Fundamentada em 20 trabalhos científicos de autores independentes .

Redução Testados protetores comerciais sob condições reais de exposição .

Correção do NRR Tipo concha ± Subtrair 25% Tipo plug de espuma ± Subtrair 50% Outros protetores tipo plug Subtrair 70% .

NIOSH 1998 Cria o NRR corrigido .

NRR corrigido Quer usar dB(A)? NPS = dB(A) .7) .Método NIOSH 02 n NPS = dB(C) .(NRRc .

173 Item II da Instrução Normativa no 57 .INSS 2001 NPSc = NPSa .(NRR x f .7) Art.

Correção do NRR

O método não é válido para 100% dos casos.
(protetor de inserção tipo plug pré-moldado)

Norma ANSI S 12.6 / 1997

Método B
A colocação do protetor é feita pelo ouvinte não treinado.

Norma ANSI S 12.6 / 1997

NRR sf
Não se aplica Fator de Redução

Empresa séria se preocupa com ruído

que

ENCLAUSURA

Dupla atenuação
Medição em laboratório credenciado

NRR sf para dupla proteção: Maior NRR sf + 6 dB
Samyr Gerger

expostas a ruído superior a 115 dB(C) podem proporcionar perda auditiva no feto.PERDA AUDITIVA EM FETOS PAIR Mulheres trabalhadoras grávidas acima de 5 meses. em recém nascidos? ACGIH .

.RUÍDO DE IMPACTO Ruído que apresenta picos de energia acústica de duração inferior a 1 s. a intervalos superiores a 1 s.

Ruído de Impacto IDEAL: Circuito linear e resposta para impacto OPCIONAL: Circuito de resposta rápida (FAST) e circuito de compensação ³C´ .

Ruído de Impacto Limite de Tolerância: 120 dB(C) Risco Grave e Iminente: 130 dB(C) .

Número de impactos Quando o número de impactos ou de impulsos diário exceder a 10. o ruído deverá ser considerado como contínuo ou intermitente.000. NHO 01 .

Ultra-Som Sons de alta freqüência na faixa de 10 a 20 KHz. de 75 a 105 dB. causam incômodo subjetivo e desconforto. ACGIH .

ACGIH . na faixa de ressonância do tórax (50 a 60 Hz) causam vibração de corpo inteiro e desconforto.Infra-Som Sons de baixa freqüência.

ACGIH .Infra-Som O nível de pressão sonora desse tipo de som deve ser reduzido até que o problema desapareça.

Calibração .

Certificado de Calibração deve ser renovado no mínimo a cada dois anos NBR 10151 / 2000 .

imediatamente antes e após cada medição. com o calibrador acústico. .NBR 10151 O ajuste do medidor de nível de pressão sonora deve ser realizado pelo operador do equipamento.

Calibrador precisa ser calibrado? .

3 ± Aparelhagem As seguintes informações devem ser registradas: c) a data e o local de calibragem do calibrador acústico .Norma NM .ISO 6396 10.

Qual a diferença entre calibração e aferição? .

Norma ISO 10012-1 Requisitos de garantia da qualidade para equipamentos de medição .

Comprovação metrológica Inclui aferição. . alguma calibração necessária e subseqüente reaferição. bem como alguma lacração e etiquetagem necessária.

adequados ao seu uso. .Calibração Operação que tem por objetivo levar o instrumento de medição a uma condição de desempenho e ausência de erros sistemáticos.

Aferição Conjunto de operações que estabelece a relação dos valores indicados por um instrumento com os valores correspondentes de uma grandeza determinada por um padrão de referência. ISO 10012-1 .

O calibrador deve ser da mesma marca do medidor? .

permitir o adequado acoplamento entre o microfone e o calibrador.1. Item 6. diretamente ou por meio do uso de adaptador. deve ser da mesma marca do medidor e obrigatoriamente.4 da NHO 01 . preferencialmente.2.O calibrador.

Quem pode fazer calibração e emitir certificados? .

Item 6. assistência técnica autorizada ou laboratórios credenciados para esta finalidade.2.Os medidores e os calibradores deverão ser periodicamente aferidos e certificados pelo fabricante.3 da NHO 01 .

Item 4.O medidor de nível de pressão sonora e o calibrador devem ter certificado de calibração da Rede Brasileira de Calibração (RBC) ou do Instituto Nacional de Metrologia.3 da NBR 10151 . Normalização e Qualidade Industrial (INMETRO).

alínea ³b´ da NBR 10151 .Certificado .Prova O relatório de avaliação de ruído deve conter a data e o número do último certificado de calibração de cada equipamento de medição utilizado. Item 7.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful