Você está na página 1de 9

Administração Aplicada a

Fisioterapia

Professor: Rafael Porto Cabral*


Horário: Terça AB (07:30h às 09:10h)

*Professor Rafael Porto Cabral, graduado em administração de empresas


pela UNIFOR, especialista em administração hospitalar pela UECE,
professor da FCRS e diretor administrativo do Hospital Maternidade
Jesus Maria e José
Ementa:
Ciência da administração e processo
administrativo, leis e normas que
regulamentam a profissão do Fisioterapeuta.
Procedimento padrão para leitura, registro e
cancelamento do registro de clínicas e
consultórios fisioterápicos. Administração do
pessoal. Relações e sistema de
comunicação. Análise administrativa do setor
de fisioterapia. Relações humanas.
Montagem do serviço de fisioterapia.
Orçamento-programa. Órgãos de classe. A
socialização de emprego. Sistema Único de
Saúde.
OBJETIVOS:
1. Proporcionar conhecimentos básicos da
administração em Fisioterapia, habilitando o
profissional da área para desempenhar cargos
administrativos em serviços de saúde;
2. Compreender os princípios e bases legais da
administração, bem como leis que regem a
profissão do fisioterapeuta;
3. Desenvolver conhecimento ampliado do Sistema
de Saúde no Brasil;
4. Capacitar o aluno para desempenhar as funções
básicas do administrador: Planejamento,
Organização, Comando, Coordenação e Controle
PROGRAMA DE AULAS
UNIDADE I: HISTÓRICO DA FISIOTERAPIA
- Retrospecto da formação do fisioterapeuta no Brasil
- Fisioterapia no Mundo
O surgimento da Fisioterapia no Brasil
- Criação dos primeiros Cursos Superiores de Fisioterap
- Reformulação do Curso de Fisioterapia
- O Impacto da Resolução COFFITO-80
UNIDADE II: FUNDAMENTOS ADMINISTRATIVOS
- Conceito de organização e administração    
-Teorias administrativas: Teoria clássica, Teoria das
Relações humanas,
Teoria Comportamental e Teoria Sistêmica
-Funções administrativas: Planejamento, Organização,
Direção,
Coordenação e Controle
PROGRAMA DE AULAS
UNIDADE III: SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE - SUS
- Doutrina do SUS: Universalidade, Equidade e
Integridade;     
-Regionalização e Hierarquização
- Resolubilidade
- Descentralização
-Participação dos cidadãos
- Complementariedade do Setor Privado
UNIDADE IV: MONTANDO UMA CLÍNICA DE FISIOTERAPIA
- O que é um Plano de Negócio
-Diversos aspectos da Clínica de Fisioterapia: aspectos
físicos,
equipamentos, medidas de biossegurança, etc
- Administração de pessoal
- Setor Faturamento: Convênios, Glosas
- Setor Financeiro
-Outros setores administrativos da Clínica de Fisioterapia:
AVALIAÇÃO:

1ª AP – Prova + Trabalho
2ª AP – Prova + Trabalho
AF – Prova
Média 1ª AP + 2ª AP/2 = ou > 4,0
Média menor que 4,0 está reprovado
Média final (média AP + AF) = ou > 7,0
AVALIAÇÃO - SEGUNDA CHAMADA
• A segunda chamada deve ser usada como um recurso que
objetiva atender à necessidade do aluno que não pôde estar
presente ao dia da prova, por alguma motivação razoável.
• Só pode ser feita nas Avaliações Parciais (AP’s). Não haverá
segunda chamada para a AF (Avaliação Final).
• A segunda chamada deve ser solicitada no prazo de até uma
semana depois da realização da prova; após este prazo o aluno
ficará com nota zero na prova da qual se ausentou. Essa
medida, de avaliar o aluno com nota zero, é de responsabilidade
do professor e será cobrada pela Cordenação Acadêmica.
• Para requerer segunda chamada o aluno deve:Dirigir-se à
tesouraria e pagar a taxa correspondente;Dirigir-se ao setor
acadêmico e fazer a solicitação por escrito;Dirigir-se ao
professor da disciplina, com a solicitação em mãos para
agendar a prova.
SOBRE O ABONO DE FALTAS
• É admitida, para a aprovação, o percentual mínimo de 75% da
frequência total às aulas e demais atividades escolares, em
conformidade com o disposto na Resolução nº 4, de 16/9/86, do
extinto Conselho Federal de Educação.
• a Lei nº 6.202, de 17 de abril de 1975, dispõe que a partir do oitavo
mês de gestação, e durante três meses, a estudante grávida ficará
assistida pelo regime de exercícios domiciliares o art. 7°, §5°, da
Lei n° 10.861, de 14 de abril de 2004, determina que as
instituições de Educação Superior deverão abonar as faltas do
estudante designado membro da Comissão Nacional de Avaliação
da Educação Superior – CONAES, que tenha participado de
reuniões em horários coincidentes com os das atividades
acadêmicas. Os alunos Adventistas do 7° Dia têm que freqüentar
as aulas nas noites de sexta-feira
• Outras situações, consideradas excepcionais, deverão ser
encaminhadas à Coordenação Acadêmica através dos
coordenadores dos cursos, para avaliação.
BIBLIOGRAFIA:
BRASIL. Ministério da Saúde. www.saude.gov.br
CHIAVENATO, I. Introdução à teoria geral da administração. São Paulo:
Makron Books, 1998.
JARDILINO, J. R. L. Ética: Subsídios para a Formação de Profissionais de
Saúde. São Paulo: Pancast, 1998.
MINGRONE, S. Administração em Fisioterapia. Robe Editorial, 1979.
MUNIZ, J.W.C, TEIXEIRA, R.C. Fundamentos em Administração em
Fisioterapia. São Paulo: Manole, 2002.
VINICIUS, Marcus. Fisioterapia: História, Reflexões e Perspectivas. São
Paulo: Metodista, 2004.