Você está na página 1de 10

Universidade Estácio de Sá – Gestão Empresarial e TI

Apostila 7
FUNDAMENTOS DE ECONOMIA – 1o. período

Setor Externo

• Taxa de Câmbio

• Balança de Pagamentos
Universidade Estácio de Sá – Gestão Empresarial e TI
Apostila 7
FUNDAMENTOS DE ECONOMIA – 1o. período

1. Taxa de Câmbio

• Quando dois países mantêm relações econômicas entre si,


entram em jogo duas moedas, exigindo-se que se fixe uma
relação de troca dentre ambas.

• A taxa de câmbio é a medida de conversão da moeda


nacional em moeda de outros países.

• Pode ser definida também como o preço da moeda


estrangeira em termos de moeda nacional (R$/US$). Ex: R$
3,10 = US$ 1.
Universidade Estácio de Sá – Gestão Empresarial e TI

FUNDAMENTOS DE ECONOMIA – 1o. período

• A taxa de câmbio pode ser determinada de duas formas:


institucionalmente (taxas fixas) ou através do mercado
(taxas flutuantes).

• Cabe ressaltar que o Banco Central atua diretamente no


mercado de câmbio, elevando ou reduzindo a oferta de
moeda estrangeira a fim de equilibrar a oferta e a demanda
por moeda estrangeira.
Universidade Estácio de Sá – Gestão Empresarial e TI

FUNDAMENTOS DE ECONOMIA – 1o. período

• Uma taxa de câmbio elevada significa que o preço da


moeda estrangeira está alto, ou que a moeda nacional está
desvalorizada.

• Assim, a expressão desvalorização cambial indica que


houve um aumento da taxa de câmbio, ou seja, é necessário
mais reais (R$) para uma unidade de dólar (US$).

• Uma taxa de câmbio desvalorizada favorece as


exportações, afetando negativamente as importações. Isto
porque a taxa desvalorizada indica que o “poder de compra”
do dólar em moeda nacional é maior.
Universidade Estácio de Sá – Gestão Empresarial e TI

FUNDAMENTOS DE ECONOMIA – 1o. período

• Já para uma taxa sobrevalorizada, o efeito é inverso. As


importações são favorecidas, enquanto as exportações são
afetadas negativamente

• Finalmente, é importante perceber que a taxa de câmbio


guarda relação direta com o índice de preços (inflação).

• Quanto mais desvalorizada, e quanto mais itens


importados representarem no consumo médio da população,
maior a tendência de elevação de preços (inflação).
Universidade Estácio de Sá – Gestão Empresarial e TI

FUNDAMENTOS DE ECONOMIA – 1o. período

Balança de Pagamentos (BP)

• Definição: é o registro estatístico-contábil de todas as


transações econômicas realizadas entre residentes do país
com os residentes dos demais países.

• Assim, estão registrados no balanço de pagamentos todas as


exportações e importações de mercadorias, fretes, seguros e
juros pagos, empréstimos recebidos, etc....

• Para os eventos em que haja recebimento de divisas, é


atribuído sinal + (soma), enquanto que os eventos em que
haja saída de divisas, o sinal – (subtração).
Universidade Estácio de Sá – Gestão Empresarial e TI

FUNDAMENTOS DE ECONOMIA – 1o. período

Estrutura do BP

a) Balança Comercial: conta que compreende o comércio de


mercadorias (tanto exportações “X” quanto importações “M”).

b) Balança de Serviços: conta que registra os serviços pagos


ou recebidos pelo Brasil, dividindo-se em duas sub-contas:
i) serviços fatores – juros, lucros, royalties...
ii) serviços não fatores – fretes, seguros, viagens...

c) Transferências Unilaterais: conta que registra os donativos


entre os países.
Universidade Estácio de Sá – Gestão Empresarial e TI

FUNDAMENTOS DE ECONOMIA – 1o. período

Estrutura do BP

d) Saldo em Conta Corrente (ou Balanço de Transações


Correntes). É a soma de a + b + c.

e) Conta de Capital: representa os investimentos diretos de


empresas multinacionais, empréstimos, financiamentos para
projetos de desenvolvimento (podem vir do Banco Mundial,
por exemplo) e capitais financeiros de curto prazo aplicados
no mercado financeiro.

f) Erros e Omissões
Universidade Estácio de Sá – Gestão Empresarial e TI

FUNDAMENTOS DE ECONOMIA – 1o. período

Estrutura do BP

g) Saldo do Balanço de Pagamentos = (d + e + f).


Universidade Estácio de Sá – Gestão Empresarial e TI

FUNDAMENTOS DE ECONOMIA – 1o. período

Exportações: 100 Importações: 80


Saldo BC = 100 – 80 = 20
Fretes pagos: 20
Donativos recebidos: 5
Saldo TC = BC + BS + Transfe = 20 – 20 + 5 = 5
Empréstimos recebidos: 20
Amortizações pagas: 10

Saldo BP = TC + BC = 5 + 20 – 10 = 15