Você está na página 1de 67

Água, Madeira, Fogo, Terra e Metal.

Como
sistema de energia que requer visão intuitiva e
lógica, ele fornece ao acupunturista um
instrumento para entender o paciente do ponto
de vista físico, psicológico e espiritual.

Podemos entender sobre os Cinco


Elementos como estágios de transformação que
se interligam em todos os planos do mundo
natural e do micro cosmo humano do corpo-
mente.
Os Cinco Elementos expressam os
“Cinco movimentos” do Universo. Como
emblemas da Natureza, eles se
relacionam com um grande número de
fenômenos (estação do ano, cor, emoção,
etc.), mas expressam a qualidade
energética desses fenômenos como se
fossem diferentes “movimentos” de um
todo. Desse ponto de vista, os Cinco
Elementos podem ser encarados como
uma extrapolação dos movimentos do YIN
e do Yang.
O Elemento Água possui a qualidade
Yin da vida em repouso; da energia em
estado suspenso (como no inverno).

A madeira confere a esse estado


potencial as qualidades Yang de sentido
e crescimento; a energia nascente (como
na primavera).

O crescimento leva à percepção de si


mesmo, fundamental no Elemento Fogo;
energia em expansão até o auge (como
no verão).
A terra confere a essa percepção,
equilibrando-a com o Yin; a energia que
desce em direção a terra (como no final
do verão).

O metal completa o ciclo traçando o


desgastado pelo novo; energia prestes
a se dispersar (como no outono).

O metal tem função YIN porque


atua como porto de encontro estável.
Cada um dos estágios gera e é “mãe”
do seguinte, seu “filho”.
A ordem moderna de analisar a teoria das
cinco fases é: CICLO DE CRIAÇÃO

A água alimenta a madeira, a


madeira queima, gerando fogo; as
cinzas do fogo se decompõem em terra;
a terra contém os minérios de metal; e
o metal se funde em “água” (estado
líquido).
Há outro conjunto de relações entre
os Elementos.

No sentido horário, é conhecida de


ciclo de “dominação”. O ciclo pode ser
mostrado por esta imagem da natureza: o
metal corta a madeira; o fogo funde o
metal; a água extingue o fogo; a terra
canaliza a água; a madeira penetra a
terra.
As relações do ciclo de criação são
relativamente mais Yin: são mutuamente
alimentadoras e unificadoras.

A interação do ciclo de dominação é


relativamente mais Yang: reflete as
qualidades opostas dos elementos. Aqui,
eles estabelecem limites mútuos e assim,
um dá estrutura ao outro.

Ex: quando corre força oposta, há


uma contra dominância (patológico).
ÁGUA

O Elemento água é associado à noite e


ao repouso. Ele nos dá o instinto de
sobrevivência e a emoção do medo, bem
como o impulso da procriação. É a fonte da
vontade no corpo mente. A água se
relaciona com o Órgão Yin dos rins, que
aloja a Essência, a base da nossa força
constitucional. O órgão Yang pertencente
Uma pessoa com predominância do
Elemento água tem uma cor azulada no
rosto, um tom de gemido na voz e um
cheiro ligeiramente pútrido (discernível
perto do peito ou costas). Pode ser uma
pessoa ligeiramente tímida ou
interiormente insegura.
MADEIRA
O Elemento Madeira
está associado à manhã e
ao início das atividades.
Proporciona a capacidade
de planejar, de controlar
e de afirmar, e confere a
capacidade de sentir
raiva. A madeira se
relaciona com o órgão Yin
do fígado, que abriga a
Alma Etérea. A Alma
Etérea supervisiona nossa
evolução individual e é a
fonte de esperança e de
FOGO
O Elemento Fogo está associado ao
meio-dia e ao auge da atividade.
Representa nossa identidade e a vontade
de festejar, conferindo a capacidade de
sentir alegria e amor.
O Fogo se relaciona com o Órgão Yin
do coração, que aloja a mente. A mente
é o alicerce da consciência e a origem do
pensamento e da emoção. O Elemento
Fogo também abrange os órgãos do
intestino delgado, C. Sexualidade e
triplo aquecedor. A predominância de
energia de fogo tem uma cor
avermelhada na pele do rosto, um traço
risonho ou trêmulo na voz e um leve
odor de queimado. Normalmente é de
natureza sensível, animada ou
emocionalmente mutável.
TERRA

O Elemento terra está associado ao


fim da tarde, quando a atividade diminui.
Confere a capacidade de se conhecer e de
analisar, e também de se preocupar
demais.
A terra se relaciona com o Órgão Yin do
baço, que obriga o pensamento.
O pensamento proporciona à mente
o processo da lógica, assim como o baço
submete o alimento ao processo da
digestão. Seu par é o órgão Yang do
estômago, a sede de nossa capacidade de
ouvir e de absorver as coisas. A pessoa
com predomínio de energia de terra
apresenta uma cor amarelada no rosto,
sua voz tem um tom cantante e seu
cheiro é levemente adocicado e
perfumado. Muitas vezes é boa ouvinte,
com tendência a se preocupar.
METAL

O Elemento Metal está associado à


noite e ao equilíbrio entre a atividade e o
descanso. Ele nos dá a capacidade de
saber o que podemos reter e o que
podemos deixar de lado. A emoção do
Elemento Metal está ligada ao processo
de “esquecimento”. O Metal se relaciona
com o órgão Yin dos pulmões, que abriga
a alma corpórea. A alma corpórea nos
confere a vitalidade ‘animal’ e o
otimismo; quando atingida, ficamos
intestino grosso, tem uma cor pálida no
rosto, a voz é um tanto chorosa e seu
cheiro é ligeiramente pútrido. Embora se
sinta facilmente ‘agredida’, pode passar
rapidamente à melancolia quando perde
contato com as pessoas que são
importantes para ela.

Os Cinco Elementos servem de três


maneiras interligados: podem melhorar a
precisão do diagnóstico físico,
proporcionar um modelo abrangente para
entender e tratar o paciente no plano
emocional, e aprofundar a compreensão
filosófica.
 Exemplo de correlação dos Cinco
Elementos e as tendências psicológicas.

Cada uma das cinco atitudes “Básicas


– Medo (água), raiva (madeira), Alegria
(fogo), reflexão (terra) e
ansiedade(metal) – são necessárias para
completar nossas personalidades. Mas
quando ficamos presos a uma ou duas
dessas atitudes, elas podem chegar à
condições de “paixões” e, assim, dominar
a psique.
Por exemplo, se o Elemento Água
ficar afetado, tanto física como
psicologicamente, devido a excesso de
trabalho e esforço mental, os Rins(água)
deixam de constituir um alicerce firme
para o coração(fogo). Isso permite que a
Mente fique superexcitada e nervosa. Há
uma vaga sensação de medo, podendo
surgir sentimentos de ansiedade.
Os Cinco Elementos, portanto, têm
grande utilidade prática na Acupuntura.
Ao mesmo tempo, podem ter valor
espiritual para o curador natural. Como
modelo dinâmico de totalidade, podem
permitir a cada um olhar sua própria vida
A ÁGUA: RINS E
BEXIGA

O habitual ponto
de partida de uma
análise aprofundada
dos Cinco Elementos
e seus órgãos Yin e
Yang associados é o
Elemento Água. “
Sem esforço, a água
da vida e dez mil
coisas”. A água
representa o início da
vida.
A FUNÇÃO DOS RINS
ARMAZENA A ESSÊNCIA
Rege o processo de nascimento,
crescimento, reprodução e
desenvolvimento.
Eles asseguram nosso
desenvolvimento de acordo com o “plano”
original. Esse plano é individual, e está
contido no código genético com a
essência. Os problemas relacionados com
a essência podem resultar em retardo de
crescimento ou envelhecimento precoce,
infertilidade ou falta de vitalidade sexual.
O declíneo natural e harmonioso é
tanto uma expressão da Essência saudável
PRODUZEM O TUTANO
O conceito oriental de tutano não
engloba apenas o tutano dos ossos, mas
também o cérebro, os nervos e a medula
espinhal. Produz e controla os ossos e
dentes.

REGULAM A ÁGUA
Os rins tem estreita relação com o
baixo aquecedor, que inclui o abdômen
inferior abaixo do umbigo.
Os órgãos dessa região são
frequentemente comparados a um
“esgoto”, pois são responsáveis pela
eliminação dos fluidos corporais impuros. Os
CONTROLAM A RECEPÇÃO DE KI
Os rins captam e seguram o KI que
desce dos pulmões depois da inalação. Se
os rins ficar doente e essa função
enfraquecer, o KI fica preso no peito e
pode surgir a asma.
DESEMBOCAM NOS OUVIDOS
Problemas de audição, como o
zunido, podem estar relacionados com
fraqueza dos Rins.
MANIFESTAM-SE NOS CABELOS
Os cabelos dependem da Essência para
crescer normalmente. O cabelo
abundante e brilhante reflete a vitalidade
da Essência; o cabelo fino quebradiço e
AS FUNÇÕES DA BEXIGA
É comparável ao de um “funcionário que
armazena os fluidos para poderem ser
eliminados pela sua ação de transformação
de energia”.
Ela recebe os fluidos impuros do
intestino delgado, transformando-os em
urina, que armazena e depois elimina.

O ESPÍRITO DA ÁGUA
Vimos que a Água é a fonte de nossa
força vital e da nossa vontade. Quando nos
defrontamos com um desafio e nossa
sobrevivência está ameaçada, sentimos
medo. Quadros de desarmonia dos Rins,
pode aparecer um medo vago e
A MADEIRA

O FÍGADO E VESÍCULA
BILIAR
Enquanto a água
é a semente, o
símbolo do
crescimento potencial,
a madeira é o broto, e
representa o
crescimento real.
O fígado domestica o poder do corpo-
mente e lhe dá senso de direção. Ele é
conhecido como o “Planejador
Estratégico” dos doze órgãos, sendo a
fonte de nossa autoridade e determinação.

A vesícula bilar, é o funcionário


responsável que toma as “decisões”.

A mesma toma o impulso inerente ao


Elemento Água e lhe dá determinação e
ação. Contribui, assim, para nossa
coragem e iniciativa.
1-FACILITAR O FLUXO DE KI:

A ação canalizadora do Elemento


Madeira pode ser vista em ação na
função do fígado de assegurar o livre
fluxo do KI. Se falhar, a mente fica
tensa e os processos corporais,
obstruídos.
A parada e o acúmulo de KI está
estreitamente associados à frustração
ou a depressão. Essas emoções podem
ser tanto a causar como o resultado da
parada do KI. A raiva que se volta para
dentro assume formas mudas, como o
Os problemas digestivos
frequentemente são provocados pela
parada do KI devido a desarmonia do
fígado.

Ex: a direção normal do KI do


estômago é para baixo: quando há uma
interrupção, aparecem os sinais do
chamado “KI rebelde” – a energia vai para
cima sob formas de arrotos, refluxos (azia)
e vômitos. O sentido normal do KI do baço
é para cima: quando há obstrução surgem
fezes moles e diarréia.
2-ARMAZENA O SANGUE

O fígado regula a quantidade de sangue


em circulação de acordo com os níveis de
atividade física. Em repouso, grande parte
do sangue flui para o fígado, para ser
armazenado; quando o corpo retoma a
atividade, ele volta a circular
normalmente. Essa função assegura que o
corpo receba quantidades adequadas de
nutrição e energia.

Se não houver um armazenamento


adequado de sangue, há uma deficiência
de sangue, cujo sinais são fadiga, palidez,
tontura, pele seca, unhas quebradiças e
3-CONTROLA OS TENDÕES

Controla os tendões, ligamentos, e a


ação muscular. Devidamente nutridos
pelo sangue do fígado, os tendões se
contraem e relaxam de forma a
assegurar a movimentação suave das
juntas e a facilidade de ação muscular.
Quando há deficiência de sangue do
fígado, os tendões tem mais
probabilidade de ficar enrijecidos,
provocando imobilidade das juntas e
fraqueza dos membros.
4-MANIFESTAM-SE NAS UNHAS

As unhas, como os tendões dependem da


nutrição do sangue do fígado. Os sinais
de deficiência são unhas quebradiças,
rachadas e secas.

5-DESEMBOCA NOS OLHOS

O sangue do fígado alimenta e contribui


para a conservação dos olhos. A
deficiência de sangue do fígado pode
resultar em olhos ressecados, em visão
fraca e presença de manchas.
AS FUNÇÕES DA VESÍCULA BILAR.

Sua principal função física é a mesma


que na medicina ocidental: O
armazenamento e a eliminação do bile.
O ESPÍRITO
DA
MADEIRA
FALTA
O FOGO
Coração/Intestino Delgado/Circulação e
sexualidade/triplo aquecedor

A energia ascendente da madeira


culmina na expansão do fogo. Seu
impulso em direção ao “Céu” leva à
mente (ou Shen) do Elemento Fogo
irradia de um ponto central e envolve a
periferia com a sua luz.
Dos quatro órgãos pertencentes ao
Elemento Fogo, o mais importante é o
coração.
1-REGULA O SANGUE

O coração regula o sangue de forma


semelhante à sua função na medicina
ocidental: atua como uma bomba que faz
o sangue circular pelo corpo. No entanto,
a medicina oriental também afirma que o
coração é o local onde ocorre o estágio
final da produção de sangue. De acordo
com a medicina oriental, é no coração
que acontece a transformação de KI do
alimento em sangue.
O coração e o sangue, fazendo-o
circular adequadamente, e o sangue, por
sua vez, nutre o coração e o ajuda a
estabilizar a mente. Juntos, eles ajudam
a determinar a força da constituição de
uma pessoa.

Quando o KI ou o sangue do coração


são fracos a circulação pode tornar-se
lenta, as extremidades do corpo ficam
frios e a pessoa sente-se cansada e sem
entusiasmo.
2-ABRIGA A MENTE

A função fundamental do coração, é


abrigar a mente (ou shen). A mente tem
cinco aspectos principais: consciência
básica; atividade mental (inclui o
emocional); pensamente; memória; sono.
Quando o coração é subnutrido pelo
sangue, a mente se desestabiliza e fica
hiperativa. Os sentimentos em geral são
intensificados, e a “alegria” exagerada se
manifesta na forma de nervosismo e
alvoroço. A pessoa fica vulnerável ao medo
e ao choque. A mente perturbada resulta
em comportamentos classificados como
3-CONTROLA OS VASOS SANGUÍNEOS

4-CONTROLA O SUOR

Devido à estreita relação entre o


sangue e os fluidos corporais, o coração
controla o suor.

Coração com energia fraca, pode


haver suor espontâneo e muitas vezes
noturno.
5-O CORAÇÃO DESEMBOCA NA LÍNGUA

A língua é considerada um
prolongamento do coração e reflete, na
forma e na cor, o estado do coração. O
mesmo controla a fala, e suas
desarmonias ocasionalmente resultam em
defeitos da fala como a gagueira, fala
incessantemente ou ri sem motivo.
AS FUNÇÕES DA CIRCULAÇÃO E
SEXUALIDADE

O C.S forma a camada de cobertura


externa do coração, ele protege contra a
invasão de fatores externos. O mesmo
também ajuda o coração nas funções de
regular o sangue e de abrigar a mente.
O órgão pode ser usado para tratar as
mesmas doenças do coração.
Psicologicamente, o estado do coração
indica a relação da pessoa com o seu EV,
enquanto a do C.S reflete o modo de
relacionamento com os outros. É indicado
para as pessoas que sofrem por causa de
AS FUNÇÕES DO INTESTINO DELGADO

O mesmo tem a função de separar os


alimentos e fluidos puros e impuros. Ele
recebe os alimentos e bebidas que foram
“fermentados e amadurecidos” pelo
estômago, e continua o processo de
transformação separando a parte “limpa”
que será distribuída pelo baço. A parte
“suja” é transportada para o intestino
grosso, de onde será eliminada sob a
forma de fezes, e para a bexiga, de onde
será expelida como urina. O mesmo tem
influência sobre a clareza dos processos
de raciocínio da mente.
AS FUNÇÕES DO TRIPLO AQUECEDOR

É o único “órgão” que não possui uma


forma física precisa, como é o caso dos
outros doze órgãos.

Ele compreende três “aquecedores”


(ou “queimadores”): O alto aquecedor
ocupa o tórax; pode ser comparado a uma
“névoa”, que distribui fluidos pelo corpo
todo como “vapor”.
O médio aquecedor ocupa o espaço
entre o diafragma e o umbigo; assemelha-
se a um “caldeirão fervente”, o local da
digestão é transparente de nutrientes.

O baixo aquecedor ocupa a área


abaixo do umbigo. É como uma
“canalização de esgotos”, onde os fluidos
são separados e eliminados.

Cabe ao triplo aquecedor, como


órgão, assegurar o livre trânsito dos
fluidos corporais entre essas três regiões,
e ajudar a regular suas diferentes
O ESPÍRITO DO FOGO

Tem relação direta em abrigar o Shen.


Este abrange todos os aspectos da
consciência humana, unindo todas as
atividades emocionais, mentais e
espirituais em um único todo. Os Cinco
Elementos contribuem para a formação da
atividade; a água fornece o impulso; a
madeira, a visão; a terra, a forma; o metal,
o relacionamento. Mas é o fogo que
representa essa individualidade. “O shen é
aquilo que torna um ser diferente do
outro; aquilo que torna um indivíduo e
mais do que simplesmente uma pessoa”.
A TERRA: BAÇO E ESTÔMAGO

A natureza do Elemento Terra é


consolidar e manter. Entre os Cinco
Elementos, ele é o que ocupa o centro, a
posição de onde pode, com maior eficácia,
unir e preservar os outros quatro. O
corpo-mente precisa ser capaz de
absorver para se alimentar. E, para
absorver é preciso ser capaz de tomar o
que está fora e apropriar-se dele. Este é o
processo essencial da Terra, a
transformação.
AS FUNÇÕES DO BAÇO

3.REGULAR A TRANSFORMAÇÃO E O
TRANSPORTE:
A primeira função é a transformação dos
alimentos e bebidas ingeridos em KI do
alimento, e o transporte dos nutrientes às
outras vísceras.
O mesmo é responsável pela
transformação, separação e transporte de
fluidos. Os fluidos corporais. “limpos” vão
para
os pulmões, para serem espalhados pelo
corpo, e a parte suja entra nos intestinos
onde continua a ser refinada.
O baço saudável assegura a eficiência e
2.CONTROLA OS MÚSCULOS E OS QUATRO
MEMBROS

O baço é a base da nutrição. Assim,


ele “controla” os músculos e os membros.

3.DESMBOCA NA BOCA E SE MANISFESTA


NOS LÁBIOS

A mastigação é o primeiro estágio da


transformação dos alimentos, e, por esse
motivo, está associado ao baço. O baço da
origem ao sentido do paladar e ao apetite.
A disfunção desse órgão se manifesta
como lábios secos ou rachados.
4.CONTROLA A SUBIDA DO KI

Ele “ergue” os órgãos internos,


mantendo-os, assim, em seus devidos
lugares. As folhas nessa função resulta
em hérnias de disco.

5.ABRIGA O PENSAMENTO

Domina os processos de raciocínio,


de análise, de concentração e de estudo.
Quando saudável, o baço confere forte
capacidade de raciocinei e memória.
AS FUNÇÕES DO ESTÔMAGO

1.CONTROLA A DECOMPOSIÇÃO E A
TRANSFORMAÇÃO DOS ALIMENTOS:

Por meio de um processo semelhante


à fermentação, o alimento é preparado
pelo Estômago para ser refinado pelo
baço e separado pelo intestino delgado.
Neste primeiro estágio é encontrada a
verdadeira base da nutrição do corpo.
2.CONTROLA O TRANSPORTE DE
ESSÊNCIAS DE ALIMENTOS

Juntamente com o baço, o mesmo


controla o transporte de essências dos
alimentos ao corpo todo, principalmente
os músculos e os membros. Se o KI do
estômago estiver fraco, as pernas e braços
parecem ficar pesados, e a pessoa se
cansa com facilidade.
3.CONTROLA A DESCIDA DO KI

Porque o estômago encaminha os


alimentos para o Intestino Delgado. A
falha dessa função do estômago, muitas
vezes provocada pela parada do KI fígado,
causa arrotos, refluxo gástrico, soluços e
vômito sinais de que o KI do Estômago se
“rebela” e sobe.
O ESPÍRITO DA TERRA

O espírito é o primeiro estágio do


processo de concretização, isto é, de
transformação de idéias em realidade.
A terra absorve as sensações e
percepções do corpo-mente, fragmenta-as
como se fossem terra, e incorpora-as à
mente.
A atitude de pensar demais. A
“emoção da Terra”, muitas vezes significa
ficar preso a ciclos repetitivos de
pensamentos. Isso impede que a energia
desça em direção à Terra. Quando o
pensamento não consegue chegar a
O METAL: PULMÕES E INTESTINO GROSSO

O Elemento Metal simboliza nossa


constante participação na vida, e seu
funcionamento aparece na respiração.

“Somos o que passa através de nós”,


e define o EU de acordo com sua ação
recíproca com o mundo exterior. Quanto
mais pudermos “nos abrir” ao ambiente,
e ao mesmo tempo deixar de lado as
coisas do passado, maior é a nossa
vitalidade e animação.
AS FUNÇÕES DOS PULMÕES

3.REGULAR O KI E A RESPIRAÇÃO

Quando os Pulmões inalam o ar,


extraem “KI
Puro” do ambiente. A exalação é uma
forma de expelir o “Ki impuro”.

2. CONTROLA OS CANAIS E OS VASOS


SANGUÍNEOS

Como os pulmões reagem o Ki e este


propulsiona o Coração e a Circulação,
assim
controla os canais e os vasos
3.REGULAM AS PASSAGENS DE ÁGUA

Distribui os Fluidos Corporais.


Primeiramente, eles dispersam os Fluidos
Corporais por toda a periferia do corpo;
em segundo lugar, fazem descer os
Fluidos Corporais até os Rins e a Bexiga.

4. CONTROLAM A PELE E O CABELO

A superfície do corpo recebe a


nutrição e umidade adequados, para os
pulmões. Se os Fluidos Corporais forem
adequadamente dispensados pelos
Pulmões, a pele será lustrosa e o cabelo
brilhante.
5.DESEMBOCAM NO NARIZ
É o portão da respiração. Quando um
fator patogênico externo invade, é comum
o nariz ficar bloqueado e a pessoa espirrar
frequentemente e obstrução nasal.
6.AS FUNÇÕES DO INTESTINO GROSSO
Ele recebe alimento e bebidas do
Intestino delgado, absorve os fluidos
“puros” remanescentes e expele a parcela
“impura” dos alimentos, na forma de
fezes.
Se os Pulmões deixarem de cumprir a sua
função de descido, o Intestino Grosso pode
não ‘receber Ki suficiente para assegurar a
defecação. Isso dá origem à constipação,
comum nas pessoas idosas, que
O ESPÍRITO DO METAL

O Elemento Metal reflete tanto a


capacidade de se envolver e de reagir
como a de se distanciar e separar. Sua
natureza dupla é como a respiração:
expansão e concentração, recepção e
eliminação.

Cultivar o corpo revitaliza a mente e


o Espírito e promove a abertura e o
otimismo.
O fato de termos uma superfície – a pele –
nos permite agir reciprocamente com os
outros e com o ambiente; a pele
A alma Corpórea no qual faz do
Elemento Metal se preocupa apenas com
o presente. A alma corpórea pode ser
comparada ao mundo vibrante e sempre
novo das crianças, incessantemente
imersa na descoberta do que as rodeia.