Você está na página 1de 17

Neodarwinismo ou

Teoria Sintética da Evolução

Prof.: Billy Paul Jones


Biólogo
Conferencista Motivacional
Dir. Exec. da Desenvolvimento Pessoal
billypaul2006@yahoo.com.br
Conceito
Consiste no conjunto de esclarecimentos sobre a
variabilidade dos indivíduos

A Teoria Sintética da Evolução fornece os


subsídios necessários para solidificar as bases da
Teoria Darwinista
Causas da Variabilidade

- Mutações
Fecundação
- Recombinações Gênicas
Crossing-Over
- Seleção Natural
Mutações
- As mutações gênicas foram descobertas pelo
holandês Hugo De Vries
- Consiste no erro de pareamento das bases
nitrogenadas dos ácidos nucléicos

Sobre as Mutações:

- As mutações não ocorrem para adaptar o indivíduo ao meio


- Ocorrem de modo casual
- Se forem adaptativas serão selecionadas (SELEÇÃO POSITIVA)

Obs.: IPC:
A maioria são geneticamente falhas e prejudicam a próxima geração.
Para entendermos melhor o processo
vamos analisar a molécula de DNA

1953
James Watson
Francis Crick
Cadeia de Polinucleotídeo
Estrutura Helicoidal
Duplicação DNA-Helicase

do DNA
Duplicação
do DNA
Duplicação DNA-Polimerase

do DNA
Duplicação do DNA Leitura

O
Ã
Ç
T ASe um erro de leitura for cometido, provocará uma

U
mutação na molécula de DNA formada.

M
- A maioria das mutações são geneticamente falhas
e prejudicam a próxima geração.

- Algumas poucas tem mais lógica que a instrução


original e ajudam a evolução da vida.

CURIOSIDADE:

Bactéria = Velocidade 500 bases/segundo


Mamífero = velocidade 50 bases/segundo
Hemoglobina – Hb

- Proteína = 400 aminoácidos


- A substituição do Ác. Glutâmico por Valina altera a Hb

Resultado:
Siclemia ou Anemia Falciforme
As hemácias adquirem um formato de foice e são destruídas pelo baço
provocando um quadro anêmico e agudo levando em alguns casos a
morte.
Determinação Genética

Gene LM = Siclemia (Valina)


Gene LN = Normal (Ác. Glutâmico)

Genótipos
LMLM = Siclemia > (óbito na maturidade sexual)
LMLN = Siclemia < (viáveis)
LNLN = Normais (sem a doença)
Vejamos:
DNA-Helicase

A= T A
T ≡ A T
A= T A

G≡ G C
T = A T
Ác. Glutâmico
T = A T

C ≡ G C
G≡ C G
C ≡ G C
Só que:

- 40% da população da África e da Índia sofrem da doença


- O motivo é a malária
- No ciclo evolutivo do parasita, ao entrar dentro das hemácias
ele consome O2, as hemácias enfoiçam e são destruídas pelo
baço e Plasmódio não completa seu ciclo reprodutivo

- Isso dá uma certa condição de imunidade ao indivíduo


afetado

- CONCLUSÃO:
A malária atua como fator seletivo de indivíduos siclêmicos e
de seletivo de indivíduos normais.
Fecundação
- União do gameta masculino com o gameta
feminino

- A fecundação é o ápice dos processos de


reprodução sexuada
Crossing-Over
- É a troca de segmentos cromossômicos que
ocorre na meiose