Você está na página 1de 59

METODOLOGIA DE HISTÓRIA

CURSO DE PEDAGOGIA - 6º período - 2009

“Hoje, mais do que nunca, a história é uma disputa. Certamente, controlar o passado sempre ajudou a dominar o presente; em nossos dias, contudo, essa disputa assumiu uma considerável amplitude”. Marc Ferro
Profª Marcia Gil de Souza

METODOLOGIA DE HISTÓRIA
CURSO DE PEDAGOGIA - 6º período - 2009

Analisar os limites e as possibilidades de aplicação dos PCN de História nos dois primeiros ciclos do ensino fundamental sob a seguinte perspectiva: 1- aspectos pedagógicos 2- processo proposto de ensino-aprendizagem de História Primeira providência: analisar os objetivos gerais do ensino fundamental – vide arquivo
Os PCN foram elaborados de modo a servir de referencial para o trabalho do professor, respeitando a sua concepção pedagógica própria e a pluralidade cultural brasileira. Eles são abertos e flexíveis, podendo ser adaptados à realidade de cada região.

Profª Marcia Gil de Souza

METODOLOGIA DE HISTÓRIA
CURSO DE PEDAGOGIA - 6º período - 2009

QUESTÕES ORIENTADORAS DA ANÁLISE

Que concepções de educação, escola, ensinoaprendizagem e História norteiam essa proposta? ALGUNS PRESSUPOSTOS DO ENSINO DE HISTÓRIA
Séc. XIX até a segunda metade do século XX: o ensino da História era uma forma de educação cívica: “pedagogia do cidadão” PCN página 14 e 16

Finalidade :  confirmar a nação no Estado em que se encontrava no momento,  justificar sua ordem social e política – e ao mesmo tempo seus dirigentes –  criar nos membros da nação o sentimento de pertencimento, respeito e dedicação para servi-la. PCN página 14
Profª Marcia Gil de Souza

METODOLOGIA DE HISTÓRIA
CURSO DE PEDAGOGIA - 6º período - 2009

Que concepções de educação, escola, ensinoaprendizagem e História norteiam essa proposta?
Aparelho didático:narração de fatos seletos, momentos fortes, etapas decisivas, grandes personagens, acontecimentos simbólicos e, de vez em quando, alguns mitos gratificantes. PCN página 15 Há, portanto, uma tradição de longa data de se pensar e ensinar a história, que ainda impera no cotidiano da sala de aula, a se enfrentar quando se propõe novas maneiras de ser, sentir e saber o mundo.

Profª Marcia Gil de Souza

METODOLOGIA DE HISTÓRIA
CURSO DE PEDAGOGIA - 6º período - 2009

Que concepções de educação, escola, ensinoaprendizagem e História norteiam essa proposta?
Pode-se ver nos discursos curriculares a preocupação imediata de se passar de uma pedagogia centrada no ensino para uma pedagogia centrada nas aprendizagens dos alunos. Em outras palavras, significa pensar uma educação histórica que possibilite aos alunos a realização de leituras críticas dos espaços, das culturas e das histórias a partir do seu cotidiano. Há grande preocupação com pedagogia de projetos e interdisciplinaridade, fugindo de paradigmas de espaço e tempo da escola.

Profª Marcia Gil de Souza

39 – PCN de História – vide arquivo Profª Marcia Gil de Souza . Página 28 Página 21. conhecedor de seus direitos e deveres.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA .6º período . Objetivo geral de História: ler e compreender sua realidade. fazer escolhas e agir criteriosamente.28. é apontar metas de qualidade que ajudem o aluno a enfrentar o mundo atual como cidadão participativo. reflexivo e autônomo.2009 QUESTÕES ORIENTADORAS DA ANÁLISE Analise os objetivos de História para o 1º e 2º ciclos. posicionar-se. ao consolidar os Parâmetros. O propósito do Ministério da Educação.

METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . Assim. O ensino de História possui objetivos específicos.2009 Analise os objetivos de História para o 1º e 2º ciclos. sociais e coletivas. PCN página 21 Profª Marcia Gil de Souza . entre as quais as que se constituem como nacionais. é primordial que o ensino de História estabeleça relações entre identidades individuais. sendo um dos mais relevantes o que se relaciona à constituição da noção de identidade.6º período .

Organizações e lutas de grupos sociais e étnicos 3.6º período .2009 TEMÁTICAS ESPECÍFICAS DE HISTÓRIA 1º CICLO EIXO TEMÁTICO: HISTÓRIA LOCAL E DO COTIDIANO SUBTEMAS: 1.Comunidades indígenas 2º CICLO EIXO TEMÁTICO: HISTÓRIA DAS ORGANIZAÇÕES POPULACIONAIS SUBTEMAS: 1.Organização histórica e temporal Profª Marcia Gil de Souza .Deslocamentos populacionais 2.A localidade 2.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA .Organizações políticas e administrações urbanas 4.

2009 Quais são as temáticas específicas dessa disciplina? PCN página 27 Os estudos históricos devem abranger três aspectos fundamentais: 1. tempos. 3. do estranho.A questão da construção das noções de diferenças e de semelhanças: é importante a compreensão do ―eu‖ e a percepção do ―outro‖.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . trabalhavam. outros que viviam. Profª Marcia Gil de Souza . É fundamental a percepção de que o ―eu‖ e o ―nós‖ são distintos de ―outros‖ .A inclusão da constituição da identidade social nas propostas educacionais para o ensino de História necessita um tratamento capaz de situar a relação entre o particular e o geral. vestiam-se e se relacionavam de outra maneira. compreendiam o mundo. 2.6º período . que se apresenta como alguém diferente.A construção de noções de continuidade e de permanência.

envolvida no ensino da disciplina. PCN pág.6º período . a relação do ser humano com o tempo. depois de amanhã. . no ano 2001.  que os sujeitos históricos não são apenas os grandes personagens e que os fatos históricos não se restringem aos acontecimentos políticos. compreende.2009 Quais são as temáticas específicas dessa disciplina? O saber histórico escolar. PCN página 24 A História trabalha com a temporalidade. os sujeitos e os fatos históricos.24 O PCN abre novas perspectivas ao lembrar o professor de que:  o tempo não é apenas linear – hoje. Profª Marcia Gil de Souza . isto é. 2002 etc. de sujeito histórico e de tempo histórico.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . na sua relação com o saber histórico. a delimitação de três conceitos fundamentais: o de fato histórico. amanhã. de modo amplo. Os contornos e as definições que são dados a esses três conceitos orientam a concepção histórica.

Profª Marcia Gil de Souza .6º período .METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . com o cotidiano das crianças e dos jovens. história da mulher.2009 QUESTÕES ORIENTADORAS DA ANÁLISE Quais são as temáticas específicas dessa disciplina? É preciso ter um repertório de história cultural.  É preciso confrontá-las com o mundo real.  A cada momento é preciso fazer a ligação entre passado e presente. da criança etc :  O primeiro passo é saber que existem outras histórias a serem exploradas.

uma disciplina que se apoiava no nacionalismo e em datas cívicas. os professores ensinaram Estudos Sociais. Para o professor de 1º a 5º ano que tem formação em magistério.2009 Quais são as maiores dificuldades na aplicação do PCN de História do 1º ao 5º ano? Uma das grandes dificuldades é a falta de tradição no ensino de História. como a independência e a proclamação da República. Durante muito tempo. Profª Marcia Gil de Souza .METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA .6º período .  Uma idéia para superar essa dificuldade é estabelecer um diálogo e formas de cooperação com os professores de 5ª a 8ª série. Eram fatos isolados e não se dava importância ao processo histórico. às vezes é difícil entender o que a disciplina de História tem de específico.

METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . que luta para criá-lo. É no cotidiano que vão aprender a valorizar a mãe lavadeira. • a história das organizações populacionais. A história do cotidiano é muito importante. A criança precisa desenvolver a capacidade de olhar a mesa e reconhecer a origem da comida que está sobre ela. o alimento que está sobre a mesa e que tem uma referência cultural.6º período .2009 O que deve ser privilegiado em História do 1º ao 5º ano? Os Parâmetros detalham dois grandes eixos temáticos : • a história local e do cotidiano. A história do cotidiano pode incluir. para adotar uma determinada atitude. É no dia-a-dia que eles podem aprender a valorizar e proteger o meio ambiente no seu entorno. por exemplo. por exemplo. pois é esse o espaço que a criança e o jovem têm para mudar. qual é o seu significado. Profª Marcia Gil de Souza .

Seja qual for o tema. como era entre os gregos. é preciso pesquisar quando e onde ela surgiu. O ponto é entender o mundo atual dentro da temporalidade.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . Profª Marcia Gil de Souza . ter autonomia como educador e como professor de História.2009 Como se trabalham os eixos temáticos? O jeito mais fácil de tratar os eixos temáticos é por meio dos subtemas propostos nos PCN. o fundamental é que o passado só faz sentido na relação com o presente. O professor precisa fazer escolhas. Mas a idéia de trazer os problemas para o presente às vezes faz com que os professores se limitem aos dias de hoje. Por exemplo: para tratar a questão da cidadania. como se foi transformando ao longo da história.6º período .

Profª Marcia Gil de Souza .2009 Como se trata a história local? Um exemplo de tema de história local é a realidade dos povos indígenas. É o resgate da história dos moradores locais há 200 ou 500 anos. Exemplo: Como é a relação da comunidade em questão com os povos indígenas hoje e como era no passado? Esse tema aborda a temporalidade e é também um modo de apresentar a diversidade étnica e cultural do povo brasileiro. Esse é um jeito de fazer as crianças conhecerem a nossa identidade e se sentirem donas da herança dos povos indígenas.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA .6º período .

2009 Quais critérios são sugeridos para a seleção de conteúdos? PCN página 30 Parte das problemáticas locais em que estão inseridas as crianças e as escolas. a intencionalidade de fornecer aos alunos a formação de um repertório intelectual e cultural. Profª Marcia Gil de Souza . nas relações econômicas. artísticas. assim. no convívio da escola. nacionais e mundiais. nas atividades de lazer. para que possam estabelecer identidades e diferenças com outros indivíduos e com grupos sociais presentes na realidade vivida — no âmbito familiar. religiosas. não perdendo de vista que as questões que dimensionam essas realidades estão envolvidas em problemáticas regionais.6º período .METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . sociais e culturais. políticas. As informações históricas locais relevantes a serem selecionadas expressam.

assim.2009 Quais critérios são sugeridos para a seleção de conteúdos? Os conteúdos propostos estão constituídos. e a leitura desse mesmo espaço em tempos passados.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA .6º período . sem excluir as questões políticas e econômicas. sugere estudos sobre histórias de outros espaços em tempos diferentes. a leitura de tempos diferentes no tempo presente. Página 30 Profª Marcia Gil de Souza . No 2º ciclo. A predominância está voltada para as histórias sociais e culturais. a partir da história do cotidiano da criança: No 1º ciclo. em um determinado espaço.

O que muda é a relação com eles.2009 Como os PCN encaram a questão dos nomes e datas tradicionalmente decorados em História? Muitos dados permanecem.6º período . quando o aluno vir um quadro do pintor holandês Frans Post. As datas servem para nos localizarmos no tempo. entender o que veio antes e o que veio depois. O fundamental é saber transferir o conhecimento adquirido para a vida diária. pois servem como balizas para a compreensão do mundo contemporâneo. vai perceber que aquele tipo de pintura é diferente da atual e que traz uma série de referências de sua época.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . A memória é usada em diferentes situações na vida. Profª Marcia Gil de Souza . Por exemplo.

não é a data sozinha. mas todas as trocas estão dentro de um mesmo sistema econômico. Esse tempo produziu efeitos na sociedade brasileira que perduram até hoje. É importante perceber que há várias dimensões de tempo simultaneamente. a escravidão no Brasil durou mais de 300 anos.2009 Como o PCN encara a questão dos nomes e datas tradicionalmente decorados em História? Uma proposta interessante é o trabalho com as durações. Algumas durações são curtas. Em que o tempo de duração de um evento influencia a sociedade? Por exemplo.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . Por exemplo: o presidente muda a cada quatro ou oito anos. o capitalismo.6º período . que já dura mais de 400 anos. outras mais longas. Profª Marcia Gil de Souza . outras longuíssimas. quer dizer. mas o período que um determinado evento ocupa no tempo.

documentos pessoais.6º período . a pesquisa com pessoas mais velhas na comunidade ou na família e o levantamento de dados em jornais antigos são duas ferramentas bastante ricas. Onde se pegava água há 50 anos. No trabalho com a memória.2009 Quais são as fontes para o ensino de História? São aplicáveis nos dois primeiros ciclos do ensino fundamental? Vários tipos de documentação: Cartas. Profª Marcia Gil de Souza . como as mulheres lavavam a roupa. Pessoas muito velhas podem contar a história da cidade. para resgatar a história da água. É importante ensinar a criança a manusear esses vários tipos de documentação. Esses procedimentos podem ser usados.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . entrevistas são fontes para o ensino de História. por exemplo. jornais.

Por isso. uma atividade que ele exercitará a vida toda. Na realidade.2009 Quais são as fontes para o ensino de História? São aplicáveis nos dois primeiros ciclos do ensino fundamental? A leitura de imagens também é muito importante.6º período . Profª Marcia Gil de Souza . o professor ensina o aluno a pesquisar. deve-se valorizar o contato com vídeos e obras de arte.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA .

2009 Como a História trabalha os temas transversais? Temas transversais: Ética Saúde Meio Ambiente Pluralidade Cultural Educação Sexual Trabalho e Consumo Profª Marcia Gil de Souza .6º período .METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA .

6º período . TRABALHO E CONSUMO. por meio do conhecimento sobre como se processam as produções. sistemas econômicos e políticos. as transformações das técnicas e das tecnologias e a apropriação ou a desapropriação dos meios de produção pelos trabalhadores. estão articulados com os temas transversais: • as relações de trabalho existentes entre os indivíduos e as classes. que fundamentam a proposta. • as diferenças culturais. ÉTICA Profª Marcia Gil de Souza .Os conteúdos escolhidos.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . gêneros. por classes e movimentos sociais. costumes. de idade. étnicas. as desigualdades sociais. religião.PLURALIDADE CULTURAL • as lutas e as conquistas políticas. as comercializações e a distribuição de bens.2009 Como a História trabalha os temas transversais? PCN-Página 31. travadas por indivíduos.

SAÚDE • as imagens e os valores em relação ao corpo.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA .2009 Como a História trabalha os temas transversais? • as relações entre os homens e a natureza. envolvendo discernimento quanto às formas de dominação e preservação da fauna. relacionados à história da sexualidade. numa dimensão individual e coletiva. da organização das famílias. contemporânea e histórica.6º período . em diferentes sociedades e tempos. à higiene. flora e recursos naturais. relacionadas à saúde. da educação sexual e da distribuição de papéis entre os gêneros nas diferentes sociedades historicamente constituídas.MEIO AMBIENTE • reflexões sobre a constituição da cidadania. às doenças endêmicas e epidêmicas. às concepções sobre a vida e a morte. dos tabus coletivos. EDUCAÇÃO SEXUAL Profª Marcia Gil de Souza .

no decorrer da escolaridade. Página 31 Os temas transversais devem ser trabalhados de maneira interdisciplinar.2009 Como a História trabalha os temas transversais? Diante da diversidade de conteúdos possíveis. Os conteúdos de História. como são propostos nos PCN. os professores devem fazer as escolhas daqueles que são mais significativos para serem trabalhados em determinados momentos ou determinados grupos de alunos. Profª Marcia Gil de Souza . As escolas e os professores devem recriá-los e adaptá-los à sua realidade local e regional. não devem ser considerados fixos.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . para que seja possível transformar e aceitar uma visão diferenciada de mundo.6º período . de conhecimento e de ensino e aprendizagem.

que na verdade representam os grandes temas do mundo de hoje. pesquisar as migrações no Brasil dentro do eixo de deslocamentos das populações leva à discussão sobre a formação da identidade e da cidadania. É a própria pluralidade cultural. A ética.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . Outro exemplo: o estudo da história da água – como era o abastecimento antigamente. o que a água representa para o mundo atual – também pode levar a um debate ético sobre a economia de água ou sua importância para a saúde humana.6º período . Assim.2009 Como a História trabalha os temas transversais? Em História. permeia as relações entre os diversos povos que se encontram em um determinado lugar e isso deve ser lembrado. os eixos temáticos são os próprios temas transversais. a história local deve ser confrontada com a história de outros lugares. Profª Marcia Gil de Souza . como é hoje. De 1º ao 5º ano. por seu lado.

os fatos políticos e os grandes personagens deixam de ser o tema dominante da História. Profª Marcia Gil de Souza .6º período .METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . que adquire a perspectiva de um processo em construção permanente. mas construída socialmente. É preciso perceber a dimensão social e cultural dessas construções. Dessa forma.2009 O que a criança precisa saber de História? Uma habilidade básica é aprender a se localizar no tempo e compreender que o tempo não é uma categoria absoluta. Tanto que além do nosso. existem outros calendários e outras formas de contar o tempo.

pode confrontar os livros com notícias de jornais. Profª Marcia Gil de Souza . vinculadas a diferentes posições ideológicas. como as reproduções de obras de arte.2009 Como deve ser o uso do livro didático? E as orientações didáticas sugeridas? PCN página 20. O livro também pode ser uma fonte para o trabalho com imagens. página 48 Mesmo que os livros sejam ruins. O livro também pode ser uma fonte para o trabalho com imagens. se o professor estiver tratando da Revolta de Canudos. Apresentando vários deles.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . é possível mostrar que há opiniões diferentes.6º período . eles podem ser aproveitados. Por exemplo. como as reproduções de obras de arte.

as permanências. ultrapassando explicações organizadas a partir unicamente de informações obtidas no presente e a partir unicamente de dados parciais.2009 Como deve ser o uso do livro didático? E as orientações didáticas sugeridas? PCN página 20. que os alunos conheçam e debatam as contradições. os conflitos.6º período . página 48 Propõe-se. de uma multiplicidade de acontecimentos e de uma multiplicidade de legados históricos. considerando que estão organizadas a partir de uma multiplicidade de sujeitos. grupos e classes . assim. as diferenças e as semelhanças existentes no interior das coletividades e entre elas. Profª Marcia Gil de Souza .METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . conteúdos e situações de aprendizagem que possibilitem aos alunos refletir criticamente sobre as convivências e as obras humanas. para o ensino de História. as mudanças. Propõe-se.

2009 Como deve ser o uso do livro didático? E as orientações didáticas sugeridas? PCN página 20. página 48 Para que os alunos dimensionem a sua realidade historicamente é importante que o professor crie situações de aprendizagem escolares para instigá-los a estabelecer relações entre o presente e o passado. o específico e o geral.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . Profª Marcia Gil de Souza . as particularidades e os contextos. debates. os interesses específicos de grupos e os acordos coletivos. Considerando a formação mais ampla dos alunos e a importância de desenvolverem atitudes de autonomia em relação aos seus estudos e pesquisas. atividades e práticas. as ações individuais e as coletivas. etc.6º período . os ensine como dominar procedimentos que envolvam questionamentos. por meio de rotinas. etc. é necessário que o professor.

cotidianamente. que. quem orienta e sugere onde e o que pesquisar. em dupla ou em grupos maiores. página 48 Nesse sentido. que podem ser individuais. quem aponta as questões a serem investigadas.6º período . o professor deve considerar.2009 Como deve ser o uso do livro didático? E as orientações didáticas sugeridas? PCN página 20. os alunos aprenderão como proceder de modo autônomo no futuro. lembrando. inicialmente. de algum modo. exposição. Participando e opinando. coleção de mapas. etc. álbum de fotografia. quem define o tema de estudo. devem ser. vídeo.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . Profª Marcia Gil de Souza . aos poucos. quem propõe questões e aprofundamentos. Essas respostas. mural. a participação dos alunos nas decisões dos encaminhamentos das diferentes atividades. como educador. livro. A pesquisa e a coleta de informação devem fundamentar a construção de uma ou mais respostas para os questionamentos disparados no início do trabalho. contudo. é ele. quem aponta as contradições entre as idéias. as práticas e as obras humanas. registradas: texto.

imagens. • Comparação de informações e perspectivas diferentes sobre um mesmo acontecimento. • Análise de documentos de diferentes naturezas. mapas. • Troca de informações sobre os objetos de estudo.2009 Como deve ser o uso do livro didático? E as orientações didáticas sugeridas? PCN página 20.6º período . fato ou tema histórico. etc. vídeos. pesquisa bibliográfica. • Formulação de hipóteses e questões a respeito dos temas estudados. fotos. • Registro em diferentes formas: textos. livros.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . página 38 1º CICLO Busca de informações em diferentes tipos de fontes (entrevistas. etc. exposições.). Profª Marcia Gil de Souza . • Conhecimento e uso de diferentes medidas de tempo.

METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . A História proposta pelos PCN é o conhecimento na relação com a vida das pessoas. problemas que têm de ser enfrentados. economizá-la é fundamental para que não falte para ninguém. de cidadania. Nesse sentido. É este aprendizado significativo que vai gerar uma determinada atitude. É uma questão de respeito pelo outro.2009 Como as atitudes são trabalhadas em História? As atitudes partem de uma perspectiva do cotidiano.6º período . pois é no dia-a-dia que as pessoas se posicionam. é importante escolher temas que possibilitem a ação no mundo. Voltando ao exemplo da água. Profª Marcia Gil de Souza .

METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA .2009 Como as atitudes são trabalhadas em História? Outra possibilidade é refletir como se constrói uma identidade latino-americana a partir da comida. Qual é a diferença entre batata chips e um prato de arroz com feijão? A quem interessam os alimentos industrializados? Que escolhas podemos fazer diante desses alimentos? Profª Marcia Gil de Souza .6º período .

os sujeitos e os fatos históricos. Mas os PCN alertam: o tempo não é apenas linear.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . os sujeitos não se limitam aos grandes personagens e os fatos históricos não se restringem aos acontecimentos políticos.2009 Como são abordados os conceitos de tempo em História? A História trabalha com a temporalidade ou a relação do ser humano com o tempo. O tempo é um dos conceitos mais complexos de entendimento. Profª Marcia Gil de Souza .6º período .

econômicos e políticos vigentes. Profª Marcia Gil de Souza . a partir de predominâncias de ritmos de tempo. mas trabalhar atividades didáticas que envolvam essas diferentes perspectivas de tempo.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA .6º período . relacionar um acontecimento com outros acontecimentos de tempos distintos. identificar os ritmos de ordenação temporal das atividades das pessoas e dos grupos.2009 Como são abordados os conceitos de tempo em História? Não deve existir uma preocupação especial do professor em ensinar. formalmente. mudanças e permanências nos hábitos e costumes de sociedades estudadas. sociais. nos dois primeiros ciclos. uma conceituação ou outra. tratando-o como um elemento que possibilita organizar os acontecimentos históricos no presente e no passado:  estudar medições de tempo e calendários de diferentes culturas.  distinguir periodicidades. que mantêm relações com os padrões culturais.

festas. estabelecendo periodicidades de um mês para o outro. nos ventos. na vegetação. registro e levantamento de hipóteses sobre as repetições dos fenômenos naturais.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . acontecimentos do passado e do presente que estão estudando. do mês e do ano. dias de descanso. ou de ano para o outro. que possibilitem às crianças se organizar de modo autônomo em relação aos acontecimentos e estudos de cada dia e da semana. • observação.6º período . da posição do Sol no céu.2009 Como são abordados os conceitos de tempo em História? ATIVIDADES COM O TEMPO Trabalhar uma série de atividades envolvendo calendários: • criação de rotinas diárias e semanais de atividades. Profª Marcia Gil de Souza . organizandoas em quadros de horário ou agendas. registro com os alunos do dia da semana e do mês. (nas rotinas diárias. • criação de calendários sustentados nessas mudanças observadas em relação aos elementos naturais. como dia e noite. mudanças na temperatura. dos aniversários. mudanças das fases da Lua. feriados.

relógios de água(clepsidra).METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . média e longa duração.6º período .2009 Como são abordados os conceitos de tempo em História? ATIVIDADES COM O TEMPO • confecção de relógios de Sol. o asteca. como o cristão.ampulhetas. Profª Marcia Gil de Souza . • comparação entre os diferentes calendários e sua utilização para localização e comparação de acontecimentos no tempo. dimensionando-o como duração. escolher temas de estudos que possibilitem: • comparar acontecimentos do presente com outras épocas e lugares. o egípcio. ATIVIDADES COM O TEMPO •No trabalho com tempo histórico. e • identificar e estudar acontecimentos de curta. • conhecimento do funcionamento e das histórias que envolvem os calendários utilizados por alguns povos.

à alimentação. comparações sobre os reguladores do tempo da sociedade em que os estudantes vivem e os reguladores de comunidades diferentes — de localidades rurais ou urbanas e de culturas de outros tempos e espaços. ao tempo de lazer.6º período . Profª Marcia Gil de Souza .METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . como elemento cultural que estabelece ritmos para as atividades humanas. ciclos naturais): • como estão regulados os inícios e os fins das atividades escolares.2009 Como são abordados os conceitos de tempo em História? O tempo. quanto ao trabalho. familiares e da população local. pode ser trabalhado por meio de estudos e pesquisas sobre os reguladores do tempo (relógios.

para que adquira. Profª Marcia Gil de Souza .6º período . desenhos. a partir delas. filmes —. O percurso do trabalho escolar inicia. das suas simbologias e das formas de construções dessas mensagens. com a identificação das especificidades das linguagens dos documentos — textos escritos. O trabalho do professor consiste em introduzir o aluno na leitura das diversas fontes de informação. 50 No 1º ciclo: considerando-se que as crianças estão no início da alfabetização. dentro dessa perspectiva. pouco a pouco.2009 Como são sugeridas fontes de pesquisa em História nos dois primeiros ciclos? PCN página 34.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . autonomia intelectual. deve-se dar preferência aos trabalhos com fontes orais e iconográficas e. desenvolver trabalhos com a linguagem escrita.

sem significar que se pretende fazer do aluno um ―pequeno historiador‖ capaz de escrever monografias. músicas. desvalorizada. Ao se recuperar esses materiais. o saber histórico escolar desempenha um outro papel na vida local. danças. esquecida ou omitida.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA .6º período . objetos. que devem se transformar em instrumentos de construção do saber histórico escolar. imagens.2009 Como são sugeridas fontes para a pesquisa em História nos dois primeiros ciclos? O trabalho pedagógico requer estudo de novos materiais (relatos orais. mas um observador atento das realidades do seu entorno. narrativas). capaz de estabelecer relações. Profª Marcia Gil de Souza . que são fontes potenciais para construção de uma história local parcialmente desconhecida. comparações e relativizando sua atuação no tempo e espaço.

METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . a partir dos estudos desenvolvidos. os alunos dominam alguns conteúdos e procedimentos. pertencentes às localidades de seu próprio tempo e localizadas no espaço mais próximo com que convive (na escola.2009 Analise os critérios para avaliação.6º período . Profª Marcia Gil de Souza . os seguintes critérios: • Reconhecer algumas semelhanças e diferenças no modo de viver dos indivíduos e dos grupos sociais que pertencem ao seu próprio tempo e ao seu espaço Este critério pretende avaliar se. na coletividade e em uma comunidade indígena de sua região). esta proposta destaca. o aluno se situa no tempo presente. de modo amplo. reconhece diversidades e aproximações de modo de vida. depois de terem vivenciado inúmeras situações de aprendizagem.Página 39 – 1º ciclo Ao final do primeiro ciclo. econômicas e culturais. sugeridos no PCN. PCN . de culturas. de crenças e de relações sociais. Para avaliar esses domínios. na família.

sugeridos no PCN. outros sujeitos e outros contextos.Página 39 – 1º ciclo • Reconhecer a presença de alguns elementos do passado no presente. de outros tempos. na dinâmica da vida atual Este critério pretende avaliar as conquistas do aluno no reconhecimento de que sua realidade estabelece laços de identidade histórica com outros tempos. que envolvem outros modos de vida.6º período . projetando a sua realidade numa dimensão histórica. Profª Marcia Gil de Souza .METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . obras e acontecimentos. PCN . identificando a participação de diferentes sujeitos.2009 Analise os critérios para avaliação.

a partir dos estudos desenvolvidos.2009 Analise os critérios para avaliação. políticos.Página 47 – 2º ciclo Ao final do segundo ciclo. criando com elas vínculos de identidade. social. nos seus aspectos sociais. no presente e no passado. sugeridos no PCN. econômico.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . econômicos. com outras localidades. PCN . de descendência e de diferenças. depois de terem vivenciado inúmeras situações de aprendizagem. o aluno reconhece algumas relações que a sua coletividade estabelece. Para avaliar esses domínios. administrativos e culturais Este critério pretende avaliar se.os alunos dominam alguns conteúdos e procedimentos.6º período . cultural e administrativo. destacam-se os seguintes critérios: • Reconhecer algumas semelhanças e diferenças que a sua localidade estabelece com outras coletividades de outros tempos e outros espaços. Profª Marcia Gil de Souza . no plano político.

mudanças e permanências no modo de vida de algumas populações. os grupos e as classes. PCN . • Reconhecer algumas semelhanças. de outras épocas e lugares Este critério pretende avaliar o discernimento do aluno na identificação das especificidades das realidades históricas. diferenças. Profª Marcia Gil de Souza . sugeridos no PCN.6º período . discernindo as suas características e os seus contextos históricos.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA .2009 Analise os critérios para avaliação. numa dimensão de tempo de longa duração Este critério pretende avaliar se o aluno identifica. relacionando-as com outros contextos temporais e espaciais. algumas das lutas e identidades existentes entre grupos e classes sociais. em uma dimensão histórica.Página 47 – 2º ciclo • Reconhecer alguns laços de identidade e/ou diferenças entre os indivíduos.

relacionando-a e comparando-a com momentos significativos do passado.6º período .2009 Metodologias sugeridas A escolha metodológica representa a possibilidade de orientar trabalhos com a realidade presente. PCN página 26 Profª Marcia Gil de Souza .METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . que extrapola as explicações sustentadas apenas no passado ou só no presente imediato. Didaticamente. as relações e as comparações entre o presente e o passado permitem uma compreensão da realidade numa dimensão histórica.

culturais. imagens. religiosas). Profª Marcia Gil de Souza . considerando vivências nos diferentes níveis da vida coletiva (sociais. artísticas.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . considerando a faixa etária e as condições sociais e culturais dos alunos. músicas. objetos.2009 Metodologias sugeridas Os estudos da história dos grupos de convívio e nas suas relações com outros grupos e com a sociedade nacional. narrativas).6º período . econômicas. políticas. danças. exigem métodos específicos. que devem se transformar em instrumentos de construção do saber histórico escolar. o trabalho pedagógico requer estudo de novos materiais (relatos orais. Como existem pessoas e grupos que não registraram sua memória.

A abordagem dos conteúdos insere-se numa perspectiva de questionamentos da realidade organizada no presente. que envolvem explicitações e interpretações das ações de diferentes sujeitos. O professor deve criar nas suas aulas situações rotineiras de questionamentos. a exposição dos conflitos. das contradições e da diversidade de possibilidades de compreensão dessa realidade.6º período .METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . por sua vez. Profª Marcia Gil de Souza . desdobrando-se em conteúdos históricos. da seleção e organização de fatos e da localização de informações no tempo histórico.2009 Posicione-se sobre a questão das problematizações. Página 49. As explicações para os questionamentos implicam.

Profª Marcia Gil de Souza .2009 Posicione-se sobre a questão das problematizações. a identificação de diferentes propostas e compreensões defendidas na sociedade para solucionar seus problemas.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . Favorecer : as diferentes leituras de jornais e revistas. as situações em que as crianças organizam as suas próprias soluções e estratégias de intervenção sobre a realidade (escrever cartas às autoridades. fazer exposições para informar a população).6º período . o debate sobre problemas do bairro ou da cidade e as pesquisas de cunho social e econômico entre a população.

―historicidade‖. são difíceis para a sua própria compreensão: ―imaginário‖. este profissional se vê diante de um leque variado de caminhos temáticos. não poucas vezes.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . ―cidadania‖ etc. ―mentalidades‖. Profª Marcia Gil de Souza . ―sociabilidade‖. Seu vocabulário é bombardeado por uma série de terminologias e conceitos que.2009 O professor do ensino fundamental está preparado e tem a formação adequada para efetivar as propostas sugeridas? A linguagem docente é povoada por novas referências complexas que procuram imprimir outras possibilidades para o exercício de seu fazer nas aulas de História.6º período . teóricos e metodológicos para trilhar com seus alunos. De repente. ―subjetividade‖. protagonismo juvenil‖.

A formação básica da maioria dos profissionais da História.6º período . Profª Marcia Gil de Souza . assim como de outras áreas. docentes e bibliotecas precários. Para se formar cidadãos críticos precisa-se de profissionais que se pensem como produtores do saber e não meros aplicadores de fórmulas prontas. é deficitária. geralmente realizadas em instituições privadas de formação superior com currículos. produzidas em outros lugares institucionais.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA .2009 O professor do ensino fundamental está preparado e tem a formação adequada para efetivar as propostas sugeridas? É necessário tomar o professor (de História) como sujeito histórico.

Ninguém ensina o que não aprendeu ou não teve a chance de compartilhar.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . Profª Marcia Gil de Souza .2009 O professor do ensino fundamental está preparado e tem a formação adequada para efetivar as propostas sugeridas? Melhorar os cursos de formação de professores é de vital importância não apenas para a aplicação dos novos currículos.6º período . mas para a melhoria da qualidade de ensino-aprendizagem da escola. A educação necessita urgentemente também de professores de História formados com autonomia intelectual e pensamento crítico.

A escola permanece ainda estranha aos profissionais que ali tentam trabalhar e às crianças que entram e saem confusas pelos seus portões todos os dias.6º período . A disciplina. conteúdos formam uma coleção de abstrações de difícil degustação para professores e alunos.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA .2009 O professor do ensino fundamental está preparado e tem a formação adequada para efetivar as propostas sugeridas? Outra problemática na concretização das políticas públicas de educação e das reformas curriculares: a instituição escolar e o cotidiano do professor. as normas. Profª Marcia Gil de Souza .

6º período . os baixos salários e.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . o excesso de carga de trabalho são uma combinação de fatores que prejudicam qualquer proposta de reforma curricular. consequentemente. Na instituição escolar pública ou privada. as péssimas condições de trabalho.2009 O professor do ensino fundamental está preparado e tem a formação adequada para efetivar as propostas sugeridas? A burocracia inerente ao funcionamento da escola. Profª Marcia Gil de Souza . reflexão e debate sobre o saber-fazer do professor são praticamente inexistentes. os espaços de leitura. Os diálogos possíveis entre as diferentes áreas de saber na construção de projetos pedagógicos são dificultados pela ausência de uma visão de escola como lugar de produção de conhecimento.

até. visível nas intermináveis filas dos bancos nos dias de pagamento e na reduzida presença dos professores em filas outras que prometem o lazer. o cinema. Mesmo as reuniões pedagógicas e planejamentos são infrutíferos pela falta de uma cultura crítica.6º período .METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . na vergonha do subemprego. por exemplo. Profª Marcia Gil de Souza . o prazer ou o acesso a formas de cultura que permanecem elitizadas.2009 O professor do ensino fundamental está preparado e tem a formação adequada para efetivar as propostas sugeridas? O professor de História (ou de qualquer outra disciplina) não percebe a sua profissão como um exercício intelectual. como o teatro e. O modelo de professor idealizado pelas propostas curriculares não corresponde ao professor que tem seu ofício diariamente transformado ainda.

METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . São respeitados a concepção pedagógica própria do professor e a pluralidade cultural.2009 ANÁLISE GERAL DO PCN DE HISTÓRIA CONCLUSÕES O saber do aluno é considerado importante. porém as condições de trabalho e sua formação são irreais. Há uma afirmação recorrente da necessidade de se formar alunos com autonomia intelectual e pensamento crítico. porém a direção e os especialistas não são democráticos. podendo ser adaptado a cada região..6º período . Profª Marcia Gil de Souza .mas o professor ainda é bastante autoritário em sala de aula. São abertos e flexíveis. porém as práticas pedagógicas ainda são tradicionais.

porém os professores não dominam essas terminologias.6º período . Profª Marcia Gil de Souza . Trabalho pedagógico com interdisciplinaridade e com pesquisa. mas as avaliações ainda são tradicionais. Os desejos e questionamentos do presente dos alunos seriam o ponto de partida e não o de chegada da produção do conhecimento histórico dentro e fora da sala de aula. porém os professores ainda seguem à risca o conteúdo proposto no livro didático.2009 ANÁLISE GERAL DO PCN DE HISTÓRIA CONCLUSÕES Pode-se ver nos discursos curriculares a preocupação imediata de se passar de uma pedagogia centrada no ensino para uma pedagogia centrada nas aprendizagens dos alunos. cobrando o conhecimento estático.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA .

porém o professor tem se limitado a usar o livro didático como única fonte de saber. porém o professor não produz resultados concretos dos projetos trabalhados.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . Sugere eixos temáticos bem sequenciados. As problemáticas levantadas a partir do cotidiano. Profª Marcia Gil de Souza .6º período .2009 ANÁLISE GERAL DO PCN DE HISTÓRIA CONCLUSÕES Procura-se a constituição da noção de identidade. com ação efetiva sobre a realidade. porém o professor tem dificuldade de fazer uma leitura da realidade em que o aluno vive. É sugerido o trabalho com documentações diversificadas para a construção do conhecimento histórico crítico e sob diferentes pontos de vista.

Profª Marcia Gil de Souza . porém o professor tem dificuldade de promover essa interdisciplinaridade.2009 ANÁLISE GERAL DOS PCN DE HISTÓRIA CONCLUSÕES É proposta uma ótima articulação com temas transversais.METODOLOGIA DE HISTÓRIA CURSO DE PEDAGOGIA . Os PCN de História pedem um professor bem preparado e uma escola com espaços de reflexão e construções pedagógicas mais atualizadas.6º período .

/40:2./. 3907/8.:/.078.42085.O92. /0$4:.50/02:2574108847-025705.O.7.42902.53...9:./0/057424.79. 08..8  547F24574108847902/1.38.8 2.07088.43897:0850/..:.8./0 8!/089O7.897. .8 !741 .4.:2.48/0701040.4.7/..7.%   $% # &#$ !   507J4/4    $# $!$% #  &$ $ A5745489.