Você está na página 1de 20

ABORDAGEM DA TERAPIA

OCUPACIONAL NO CANCER
DE MAMA
" O amor é um mestre admirável
que nos ensina a ser o que nunca
fomos;
e muitas vezes, com as suas lições,
muda completamente,
num instante,
os nossos costumes..."

Moliére
Terapia Ocupacional
• Melhora ou aquisição das
habilidades da vida diária
(hábitos de higiene,
alimentação, vestuário,
escrita) e da vida prática,
objetivando tornar o indivíduo
independente no seu dia- a-
dia seja na escola, no lar, no
trabalho ou lazer.
• Confecção ou indicação de
órteses e/ou adaptações que
facilitem o desempenho do
indivíduo no seu ambiente,
com acompanhamento
domiciliar, escolar ou no
trabalho, se necessário.
MULHER
• “A mulher contemporânea desempenha vários papéis, tem
dupla jornada de trabalho, estuda, paga contas, preocupa-
se com sua saúde e a da família, cuida-se e quer ter
qualidade de vida, e faz tudo isso de salto alto“.
• Com um corpo real; um corpo vivenciado com a
concepção de ser e ter um corpo, lugar das sensações e
percepções, isto é, o corpo subjetivo, local de consciência
do toque, do peso, do volume, do contorno e dos estímulos
proprioceptivos e exteroceptivos; o corpo emocional, onde
contém toda a memória da evolução psicoafetiva,
resultado do histórico de vida de cada um.
SAÚDE

• "Um estado de
completo bem-estar
físico, mental e social
e não apenas a
ausência de doença."
O TOQUE
• O toque é um “santo” remédio.
Serve como tranqüilizante, faz
bebês prematuros crescerem
mais rápido, cria vínculos
emocionais entre as pessoas...
além de ser muito bom! Mas
como o cérebro sabe quando
você está sendo acariciado?
– Porque são comunicados ao
cérebro por fibras nervosas
especializadas em detectar
toques suaves e lentos, como
carícias costumam ser.
– Porque a região do cérebro
informada não é a mesma que
cuida dos outros toques ao
corpo, e sim uma outra, que
integra o sistema límbico.
TOQUE ME POR FAVOR
Se sou seu bebê, Seu gesto de conforto talvez seja o único que eu
por favor, me toque. consiga.
Preciso de seu afago de uma maneira que talvez Se sou seu parceiro sexual,
nunca saiba. Por favor, me toque.
Não se limite a me banhar, trocar minha fralda e Talvez você pense que sua paixão basta, mas só
me alimentar, seus braços detêm meus temores.
Mas me embale estreitado, beije meu rosto e Preciso de seu toque terno e confortador, para me
acaricie meu corpo. lembrar de que sou amado apenas porque eu sou
Seu carinho gentil, confortador, transmite eu.
segurança e amor Se sou seu filho adulto,
Se sou sua criança, Por favor, me toque.
Por favor, me toque. Embora eu possa até ter minha própria família
Ainda que eu resista e até o rejeite, para abraçar,
Insista, descubra um jeito de atender minha Ainda preciso dos braços de mamãe e papai
necessidade. quando me machuco.
Seu abraço de boa noite ajuda a adoçar meus Como pai, a visão é diferente, 
sonhos.             eu os    estimo mais.
Seu carinho de dia me diz o que você sente de Se sou seu pai idoso,
verdade. Por favor, me toque.
Se sou seu adolescente, Do jeito que me tocaram quando eu era bem
Por favor, me toque. pequeno.
Não pense que eu, por estar quasencrescido, já não Segure minha mão, sente-se perto de mim, dê-me
precise saber que você ainda se importa. força,
Necessito de seus braços carinhosos, preciso de E aqueça meu corpo cansado com sua
uma voz terna. proximidade.
Quando a vida fica difícil, a criança em mim volta Minha pele, ainda que muito enrugada, adora ser
a precisar. afagada.
Se sou seu amigo, NÃO TENHA MEDO, APENAS ME TOQUE....
Por favor, me toque. • (Plyllis Davis
Nada como um abraço afetuoso para eu saber que
você se importa.
Um gesto de carinho quando estou deprimido me
garante que sou amado, e me reafirma que não
estou só.
O CÂNCER
• As causas de câncer são variadas,
podendo ser externas ou internas
ao organismo, estando ambas inter-
relacionadas. As causas externas
relacionam-se ao meio ambiente e
aos hábitos ou costumes próprios
de um ambiente social e cultural. As
causas internas são, na maioria das
vezes, geneticamente pré-
determinadas, estão ligadas à
capacidade do organismo de se
defender das agressões externas.
Esses fatores causais podem
interagir de várias formas,
aumentando a probabilidade de
transformações malignas nas
células normais.
O CÂNCER
• Câncer é definido como
um grupo de doenças
que se caracterizam
pela perda do controle
da divisão celular e pela
capacidade de invadir
outras estruturas
orgânicas.
A MAMA
ESTRUTURA DA MAMA
As glândulas mamárias, que têm como principal função a secreção do leite,
estão situadas na parede anterior do tórax e se compõem de:

• Ácino - menor parte da glândula e responsável pela produção do leite


durante a lactação;
• Lóbulo mamário - conjunto de ácinos;
• Lobo mamário - conjunto de lóbulos mamários que se liga à papila através
de um ducto;
• Ductos mamários - em número de 15 a 20 canais, conduzem a secreção
(leite) até a papila;
• Tecido glandular - conjunto de lobos e ductos;
• Papila - protuberância elástica onde desembocam os ductos mamários;
• Aréola - estrutura central da mama onde se projeta a papila;
• Tecido adiposo - todo o restante da mama é preenchido por tecido adiposo
ou gorduroso, cuja quantidade varia com as características físicas, estado
nutricional e idade da mulher.
CÂNCER DE MAMA
O câncer de mama é a neoplasia maligna que
mais acomete o sexo feminino, chegando a ser
responsável por cerca de 20% das morte por
câncer entre as mulheres. A despeito dos
enormes progresso alcançados nas últimas
décadas, nos campos do diagnóstico precoce e
do tratamento, a incidência de câncer de mama
continua a aumentar. A American Cancer
Society (Sociedade Americana do Câncer)
estima que uma entre 12 mulheres
desenvolverá um câncer de mama durante a
vida e, a incidência desta doença aumenta com
a idade.
CÂNCER DE MAMA
Sintomas

• O sintoma do câncer de mama já


localmente detectável ao exame físico
é o aparecimento de nódulo ou caroço
no seio, com ou sem irritação e dor no
local.
CANCER DE MAMA
• As primeiras metástases
comumente aparecem nos
gânglios linfáticos das axilas.
Os ossos, fígado, pulmão e
cérebro são outros órgãos que
podem apresentar metástases
de câncer de mama. Calcula-
se em seis a oito anos o
período necessário para que
um nódulo atinja um
centímetro de diâmetro.
• Esta lenta evolução possibilita
a descoberta ainda cedo
destas lesões, se as mamas
são, periodicamente,
examinadas.
CANCER DE MAMA
CANCER DE MAMA
Fatores de risco

• Genéticos
• Clínicos
CANCER DE MAMA
Estadiamento
TERAPIA OCUPACIONAL
Pré-Operatório
• Identificar expectativas sobre a cirurgia,
tratamento e recuperação;
• Apresentar a paciente aos profissionais;
• Preparar a família;
• Apresentar opções de órteses e de reconstrução
mamária;
• Incentivar a paciente a participar de grupos de
apoio;
• Trabalhar os estágios da doença (negação,
revolta, elaboração, depressão e aceitação)
TERAPIA OCUPACIONAL
Pós-Operatório
• Realizar atividades de vida diária
gradativas;
• Elaborar a perda do seio
• Construir órtese
• Prepara-la ao retorno de suas atividades;
• Estimular o uso da peruca, quando da
quimioterapia
• Trabalhar auto-estima.
A.M.E

• ALIMENTAÇÃO
• MEDITAÇÃO
• EXERCÍCIOS