Você está na página 1de 16

• O grande escritor Thomas Carlyli escreveu certa vez:

“É através do uso de símbolos que o homem,


consciente ou inconsciente, vive, trabalha e
encontra sua razão de ser. Além disso, as
gerações que melhor souberem reconhecer o
valor existentes nos símbolos, e tiverem por
eles maior apreciação, podem ser consideradas
as mais sublimes.”
Não é de admirar, portanto, que a linguagem
simbólica e as figuras de estilo desempenhem um papel
tão importante na religião, a qual preocupa-se com o
destino eterno do homem. As ordenanças e rituais
religiosos são de natureza profundamente simbólica, e
nas escrituras, que contêm a palavra do Senhor revelada
a seus filhos, encontramos fartos exemplos de analogias,
parábolas, metáforas, alegorias, protótipos e símbolos.
O simbolismo nelas utilizado é tão profundo, e
encontrado em tal abundancia, que, se não entendermos
o seu significado, deixaremos de compreender muitas
verdades importantes e indispensáveis ao nosso
crescimento espiritual. (Manual do aluno, seção especial C)
Por que o Senhor usa tantas figuras e símbolos nas
escrituras?

1. A linguagem simbólica e figuras de estilo têm o poder


de, com grande força e impacto transmitir importantes
verdades em diferentes idiomas e às mais diversas
culturas.
2. O ato de transmitir verdades profundas em linguagem
simbólica, muito contribuiu no sentido de preservá-las
da astúcia daqueles que procuravam retirar das
escrituras as passagens claras e preciosas.
3. A linguagem figurativa pode transmitir verdades e
conhecimentos a todos os níveis de maturidade
espiritual.
4. O valor simbólico afeta profundamente as emoções e
atitudes do indivíduo.
5. Quando somos forçados a refletir e examinar o
significado de uma representação simbólica com uma
atitude de busca, adquirimos com isto grande poder
espiritual.
O Èlder Bruce R. McConkie deu-nos as seguintes palavras
de incentivo:
“É uma atitude sadia e adequada procurarmos encontrar
protótipos de Cristo por toda parte e usá-las repetidas
vezes, no sentido de mantermos nitidamente gravados
em nosso íntimo seus maravilhosos exemplos e
mandamentos.” (The Promised Messiah, p.453.)
MOISÉS:
UM PROTÓTIPO DE
JESUS CRISTO

Ambos escaparam de um decreto de morte na infância;


Ambos foram chamados para libertar Israel;
Ambos foram levados pelo Espírito, à uma montanha elevada
onde lhes foram mostrado todos os reinos do mundo;
Ambos venceram um confronto com satanás;
Ambos permaneceram no exílio até que o rei que os procurou
matá-los , tivesse morrido;
Ambos controlaram o vento e o mar;
Ambos proveram pão de modo milagroso;
Ambos proveram água salvadora;
Ambos foram legisladores;
Ambos foram mediadores entre Deus e seu povo.
I Coríntios 5: 7-8 Para os fiéis, quem é a páscoa?
I Pedro 1: 18-19 A que é comparado o sacrifício de
Cristo?

Pá sco a d a Antig a Sa cram en to d a No va


Is rael israe l
O ÊXODO DE ISRAEL E
NOSSA JORNADA PELA
MORTALIDADE
As lutas dos filhos de Israel são
paralelas às de todos os indivíduos
que buscam obter salvação. A Israel
antiga havia sido engolfada pelo
mundo em que vivia (Egito), e após
o êxodo, sofrera ainda mais porque
não entendera nem seguira o
caminho de crescimento espiritual
que o evangelho lhe proporcionava.
Nossa jornada pela vida é
semelhante a isso.

Êxodo 12: 14, 26-27 / 13: 14-16


“ Se a humanidade se recusar a ser guiada por Deus,
certamente o será por tiranos – e não existe tirania mais
despótica ou devastadora que o próprio egoísmo do homem,
sem a lei.
“Não podemos quebrar os dez mandamentos. Tudo o que
podemos fazer é aniquilarmo-nos contra eles: ou então,
cumprindo-os zelosamente, elevarmo-nos até conseguirmos
alcançar a plenitude da liberdade regidos por Deus. O Senhor
nos criou para que fôssemos livres. Com coragem divina deu-
nos o poder de escolha.”
(Cecil B. DeMille, produtor do filme Os Dez Mandamentos.)
• Não terás outros deuses
diante de mim;
• Não farás para ti imagens de
escultura;
• Não tomarás o nome do Nosso relacionamento
Senhor em vão; correto com Deus;
• Lembra-te do Dia do Senhor
para Santificar;

• Honra a teu pai e tua mãe; Relacionamento familiar


• Não matarás;
apropriado.
• Não adulterarás;
• Não furtarás; Conduta adequada para
• Não dirás falso testemunho;
• Não cobiçarás...
com nosso semelhante.
UM EVANGELHO
PREPARATÓRIO.

• D&C 84: 23-27

• Qual era o propósito da lei?


Mosias 13: 29-30

Gálatas 3: 23-24
Entendendo
a lei.

Exôdo 21:
24

• Uma Jurisprudência.
•Vingança x
Restituição.