Você está na página 1de 17

A Semente Misteriosa - AGUAÍ

- Chrysophyllum Lucumifollum

A Semente Misteriosa - AGUAÍ - Chrysophyllum Lucumifollum ou Thevetia


nerilfolia. São encontradas as variedades, Hirsuta, Leucanta e Pubescente. A
variedade Leucanta, apresenta por ocasião da floração flores brancas ou róseas

“Chapéu-de-napoleão" ou ainda "patuá de Santo


Inácio".
 Dr. Paulo Henrique Smith, Catedrático da USP - São Paulo,
Aos 81 anos, cabelos brancos, corpo de atleta e uma
contagiante força moral, é uma figura venerada no mundo da
macrobiótica. Traz em si, segundo a arte de curar. Nas culturas
primitivas, este era um sinal que caracterizava os Xamãs, os
magos, os sábios das tribos. Sua boa fama de cirurgião e
estudioso foi mantida inalterada, mesmo após a adesão aos
princípios da terapia macrobiótica. Famoso com milhares de
operações aos trinta anos de cirurgia abandona o bisturi e
descobre o poder energético do AGUAÍ
(Cryssophyllum lucumifolium).


Não é magia nem simpatia Ele diz: A semente emite
uma vibração contínua que é captada pelo homem;
protege as pessoas de doenças e vibrações negativas.
Promoveu reunião com cientistas e clientes, para demonstrar as qualidades do
Aguaí.
 Fruto de uma planta ornamental que pode
medir de 3 a 10 metros de altura. Ela é de um
valor extraordinário, por 2 fatores:

 1. Por sua composição química;

 2. Pela energia que produz.


 1-COMPOSIÇÃO QUÍMICA DA SEMENTE DE AGUAÍ
As sementes de Aguaí (Thevetia nerilfolia) contêm,
como principais substâncias, os glicosídeos
cardiotônicos thevetina-A e thevetina-B.
Estes glicosídeos cardiotônicos são análogos à digitoxina e
digoxina, que ocorrem em Digitalis purpúrea. Esta última tem
sido utilizada na medicina popular e moderna como fonte de
substâncias para o fortalecimento do coração. Essas auxiliam o
movimento de contração do miocárdio no batimento cardíaco
tornando-o mais ritmado, resultando numa batida mais lenta,
porém mais forte. A dose para obter o efeito terapêutico da
digitoxina é cerca de 70% da dose tóxica, de maneira que a
administração deve ser muito cuidadosa. Alguns dos efeitos
colaterais incluem náusea, salivação, dores de cabeça, extra
sístoles, arritmias e efeito sinérgico à toxidade do cálcio.
 Reações adversas foram observadas em cerca
de 20% das pacientes hospitalizados que
receberam preparações de Digitalis, sendo que
a incidência de toxidade foi maior entre idosos
que sofriam de problemas do coração.
 A semente de Aguaí além da thevetina-A e thevetina-B, possui
os produtos de reações de hidrólise em meio ácido que
resultam na formação de uma série de derivados; se
constituem num potencial terapêutico e econômico ainda
inexplorado. Segundo o sábio Dr. João Lacerda com
experiências realizadas no Museu Nacional do Rio de Janeiro,
percebeu que as duas theventinas quando usadas oralmente são
igualmente tóxicas e tem ação rápida sobre o músculo
cardíaco, paralisando o órgão em diástole e não em sístole
como o coração normalmente para. Seu veneno quando usado
oralmente é eliminado pelo fígado e não pela urina.
 Como as sementes são usadas externamente e as suas
substâncias não são ingeridas e sim captadas as suas energias,
não provocam desta maneira efeitos colaterais nocivos.

Essas substâncias, existem somente nas
sementes?
 Não se sabe se essas substâncias existem somente
nas sementes ou também nas cascas do Aguaí, mas
caso ocorram, é possível que essas possam ser
absorvidas pela pele devido a sua alta solubilidade em
água. Mesmo assim, a utilização de sementes junto
com o corpo se constitui numa espécie de
administração das mais eficientes, resultando num
fluxo constante de glicosídeos cardiotônicos na dose
correta.
 Obs.* Essa semente não poderá ser ingerida e nem
fazer chá....
 Outras propriedades ainda (não estudadas pelos cientistas). Se
dentro de uma amêndoa contiver a Theventina A, a mesma
produzirá energia Yang e por outro lado contiver a Theventina B,
produzirá uma energia YIN.
 Observou-se que, colocando duas sementes Yang, juntas bem
encostadas uma na outra, ao medi-las com o aurômetro, a energia
que delas emanava se transformou em uma energia feminina Yin,
a mesma transformação aconteceu quando duas sementes Yin,
juntas, a energia se transformou em energia masculina Yang;
porém, quando separadas não perderam sua característica de
origem. Pelas experiências foi constatado que não devemos usar as
sementes aleatoriamente, pois se estivermos totalmente yin,
teremos que usar por algumas horas duas sementes Yang até que
comece a aflorar a energia yin, ao contrario se tivermos totalmente
yang. Após ter aflorado a energia faltosa, aí sim usaremos a Yin e
a Yang.
 2 –Pela Energia que produz

 As informações que estamos mostrando, visam exclusivamente chamar a


atenção das autoridades de saúde e pesquisadores para que novas pesquisas
sejam efetuadas ,tendo em vista o alto valor terapêutico dos componentes
químicos dessa semente. São poucas as informações disponíveis em
trabalhos. Tendo se destacado como melhor trabalho , o do Dr.Paulo
Henrique Smith , já citado anteriormente.
 A descoberta do valor dessa semente (pela energia que dela emana) , teve
início com os chamãs brasileiros. O índio brasileiro ao penetrar na mata,
carrega junto ao seu corpo a semente , com intuito de afugentar os
peçonhentos, como cobras, escorpião, etc.

 Suas vibrações podem ser captadas por processos radiestésicos quando se


utiliza um pendulo ou um aurômetro. Aparelhos empregados para medir a
energia dos corpos. O que se pode observar é a atividade constante das
sementes que se manifestam transmitindo para o homem um equilíbrio
completo, resolvendo conflitos, protegendo a saúde e gerando riquezas.
 Cem sementes permitem que sua casa seja protegida de :
pernilongos, baratas, escorpiões e aborrecimentos. Basta
colocar as sementes nas janelas, vitrós, gavetas e cantos dos
cômodos, se possível de metro em metro.
 A artesã Lenir Reis, em 1998, participou de uma viagem à
Floresta Amazônica e um índio, guia da expedição, lhe
entregou uma semente de Aguaí, dizendo que servia para
proteção contra picada de cobras. O gesto lhe intrigou,
fazendo-lhe procurar explicações para o poder terapêutico e de
cura pelas sementes. Foi estudando o poder de elementos
naturais no dia a dia das pessoas, que ela desenvolveu uma
linha de artesanato denominada
 “Sementes Sagradas”. Ensina o poder terapêutico das
sementes, mostrando que o simples uso de um colar,
brinco ou pulseira feitos com materiais naturais
podem possibilitar saúde e bem-estar e, segundo
garante, curas para males como depressão, dor de
cabeça ou dores articulares.
 Como forma de disseminar a idéia, ela ministra
oficinas de artesanato que podem ser promovidas em
parcerias com prefeituras, Organizações Não
Governamentais (ONGs), associações comunitárias,
entre outras instituições que trabalham na área de
inclusão social e geração de emprego e renda para
famílias de baixa renda.
 Entre as sementes, Lenir destaca o Aguaí, que
possibilita um campo energético de proteção ao
usuário; Nas oficinas ministradas, a artesã transmite
aos participantes, noções gerais das propriedades
terapêuticas das sementes, ensinando como combinar
cada uma de forma criativa e harmônica. O aluno se
capacita na produção de 18 peças básicas como
colares, pulseiras, brincos, caixinhas e espelhos
decorados. Toda a matéria-prima é fornecida pela
artesã, que também ensina como colher e preservar as
sementes, de forma a evitar fungos, mofos ou
proliferação de insetos
 Oficina de artesanato com sementes. Mais
informações pelos telefones 9976.3633 ou 88330755
ou pelo site www.sementessagradas.com
 Quem melhor conhece essas sementes no Brasil?
 A semente da Aguaí já é conhecida, aqui no Brasil,
entre radiestesistas, pelo seu comportamento e pela
sua energia emanada.
 Existem sementes femininas e sementes masculinas,
também chamadas Yin e Yang.
 São usadas para reequilíbrio energético das pessoas,
dos locais e de ambientes.
 Como utilizar essas sementes?
 Costuma-se ensinar assim: Se a pessoa estiver em
desequilíbrio Yang, usar a semente feminina junto ao
corpo. Ou ao contrário: Se estiver Yin utilizar a
semente masculina junto ao corpo.
 Se está em equilíbrio, usa as duas.
 Vende sacos com 100 sementes (50 fem. e 50
mas.)
 Existe um livro chamado “Aguaí Zen” do Dr.
Henrique Smith que conta toda a pesquisa.
 Como reproduzir uma árvore?

 Segundo o pesquisador esta árvore só se


reproduz se estiverem juntas, as sementes
masculinas e femininas. Suas auras se atraem o
que estimula o desenvolvimento da semente.
 Como saber se a semente é masculina
ou feminina?
 Sr. Rocha, plantador e distribuidor das sementes e
mudas para todo o Brasil,separa as sementes fêmeas e
machos da seguinte maneira: Coloca uma grande
quantidade de sementes, de molho na água durante
uma hora. As que afundam são fêmeas. As que bóiam
são machos.. Existem umas que não afundam nem
bóiam Ele as descarta. Pode-se também selecionar as
sementes, através da radiestesia. Ao usar o pêndulo,
se o mesmo gira para a direita é macho e para
esquerda é fêmea
 Como poderei encontrar essas
sementes?
 O Sr. Juca Mariano disse o seguinte:se a pessoa
mandar o endereço e o selo no valor da encomenda
,ele manda as sementes.

 Juca Mariano, rua Paraíba 410, sala 01 – centro –


CEP
35500-016 – Divinópolis – Minas Gerais

Você também pode gostar