PRINCIPAIS ASPECTOS TEÓRICOS E PRÁTICOS DE JUIZADO ESPECIAL CÍVEL

Alberto Gentil de Almeida Pedroso Especialista e Mestrando em Direito Civil, Professor do Curso Legale e da Escola Paulista da Magistratura, Juiz de Direito da 1° Vara do Juizado Especial Cível 1° do Foro Regional de Santana, Juiz Presidente do Colégio Recursal Central da Capital

JUIZADO ESPECIAL CÍVEL ± Processos em curso no Estado de São Paulo Feitos em andamento ± 1.378.222; Feitos distribuídos em 06/11 ± 47.791; Audiências realizadas em 06/11± 41.784; Distribuição de 8.072 tít. extrajud. ± 06/11; 1° Vara JEC ±Central em 02/10± 104.387; Distribuição da 1° V. JEC 02/10- 1.342; JEC Itaquera em 02/10± 33.537; Distribuição do JEC Itaquera 02/10- 707;

PRINCÍPIOS DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL
Princípios estabelecidos no artigo 2° da Lei 9.099/95:
Oralidade; Simplicidade; Informalidade; Economia Processual; Celeridade; (objetivo) conciliação ou a transação.

PRINCÍPIOS DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL
Princípio da Oralidade: Forma oral no tratamento da causa; Contato direto com a prova e sujeitos do conflito; Pagano ³(...) na viva voz fala também a fisionomia (...)´; Diminuição das peças escritas ± essenciais; Exemplos: Artigo 13, § 2°- Ato processual ± Comarca distinta ± qualquer meio idôneo de comunicação; Artigo 13, § 3°- Registro resumido do essencial ± demais atos poderão ser gravados;

. Artigo 9° § 3°. Artigo 21.Audiência de instrução ± serão ouvidas as partes e colhida a prova.Contestação ± oral ou escrita. Artigo 28.PRINCÍPIOS DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL Artigo 14.Instauração do processo ± pedido oral ou escrito à Secretaria do Juizado. Artigo 30.Aberta a sessão ± esclarecerá o juiz ou conciliador ± as vantagens da conciliação.Mandato verbal em audiência (excluídos os poderes especiais ± artigo 38 do CPC).

dispensado rigor formal. Tutela de urgência x Recurso ± Agravo ou MS? Enunciado 26 (FONAJE) São cabíveis a tutela acautelatória e a antecipatória nos JECs.PRINCÍPIOS DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL Princípios decorrentes da Oralidade: Imediação ± diálogo do julgador com as partes. Concentração de atos ± audiência UNA. . Identidade física do juiz. Irrecorribilidade das decisões interlocutórias. colheita da prova. em caráter excepcional.. proposta de conciliação e etc.

9. LEI N. RE 576847/BA. Recurso extraordinário a que se nega provimento. MANDADO DE SEGURANÇA. CABIMENTO. data do julgamento 20/05/09) . Não cabe. sob a forma do agravo de instrumento. Não há afronta ao princípio constitucional da ampla defesa (art. LV DA CONSTITUIÇÃO DO BRASIL. 3. ou o uso do instituto do mandado de segurança. AUSÊNCIA DE VIOLAÇÃO. Pleno.099/95. PROCESSO CIVIL. DECISÃO LIMINAR NOS JUIZADOS ESPECIAIS. (STF. 5º. 2. 5º.099/95 está voltada à promoção de celeridade no processamento e julgamento de causas cíveis de complexidade menor. Não cabe mandado de segurança das decisões interlocutórias exaradas em processos submetidos ao rito da Lei n. inarredável.PRINCÍPIOS DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL RECURSO EXTRAORDINÁRIO. REPERCUSSÃO GERAL RECONHECIDA. 1. nos casos por ela abrangidos. aplicação subsidiária do Código de Processo Civil. PRINCÍPIO CONSTITUCIONAL DA AMPLA DEFESA. A Lei n. LV da CB). 4. Daí ter consagrado a regra da irrecorribilidade das decisões interlocutórias. vez que decisões interlocutórias podem ser impugnadas quando da interposição de recurso inominado. 9. 9. ART.099/95.

etc. Petições e decisões claras e objetivas ± linguagem que possibilite plena compreensão das partes. . inúmeros recursos.. Supressão de regras complicadas ± reconvenção.PRINCÍPIOS DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL Princípios da Simplicidade e Informalidade: Possibilita melhor compreensão pelo cidadão. incidental. ação decl.

telefone ou qualquer outro meio idôneo de comunicação. recebedor. com eficácia de contestação (sem assistência de advogado). (art. cumprindo-se os atos nas demais cumprindocomarcas. advogado). comunicação. 18. gerência. 18. mediante via postal. Enunciado 5 (FONAJE) A correspondência ou contra-fé contrarecebida no endereço da parte é eficaz para efeito de citação.Exemplos: Exemplos: Citação postal da pessoa jurídica é efetivada pela simples entrega da correspondência ao encarregado da recepção (art. por ofício do Juiz. Enunciado 33 (FONAJE) É dispensável a expedição de carta precatória nos Juizados. . na forma de depoimento pessoal.II). Interrogatório do réu. fax.II). desde que identificado o seu recebedor. enquanto o CPC impõe a entrega a pessoa com poderes de administração ou gerência.

Critério que objetiva evitar desperdícios atividade jurisdicional. proporcionando proveito partes e ao Estado. Não é admissível de forma alguma o prestígio economia processual em desrespeito ao direito ação e de defesa. processuais.PRINCÍPIOS DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL Princípio da Economia Processual: Diminuição dos atos processuais. de as da de . defesa. Estado.

Pedido contraposto ± ³mesmos fatos´ ± artigo 31. instrução. Decretação de revelia ± falta em audiência ± imediato julgamento ± artigo 20 da Lei 9.099/95 ± natureza dúplice. 9.PRINCÍPIOS DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL Posturas e atos que implicam em Economia Processual: Comparecimento espontâneo das partes ± imediata conciliação. revelia. não são obrigatórios os debates orais. oral ou escrita. orais.099/95. Gravação da audiência de instrução. Enunciado 78 099/95. da Lei 31. não dispensa o comparecimento pessoal da parte. os efeitos da revelia. pois. conciliação. (FONAJE) O oferecimento de reposta. ensejando. Enunciado 35 (FONAJE) Finda a instrução. 099/ dúplice. .

honorários. A dispensa de custas não está ligada a condição econômica da parte. má-fé. .Condenação em litigância de má-fé. taxas e honorários. 51§ 2. jurisdição. mas ao grau de jurisdição. único. 3.Ausência do autor em audiência ± 51§ 2°. Hipóteses de recolhimentos de custas: custas: 1.PRINCÍPIOS DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL NOTA: Princípio da Gratuidade: O acesso independe do pagamento de custas.Recurso inominado ± 54 parágrafo único.

5º. uma vez que afirmação da pobreza goza apenas de presunção relativa de veracidade´. Enunciado n° 115 do FONAJE . exigir que a parte comprove a insuficiência de recursos para obter concessão do benefício da gratuidade da justiça (art. de ofício. . quando da expedição de cartas precatórias (Enunciado n° 44 do FONAJE) NOTA: Enunciado n° 116 do FONAJE . da CF). inclusive.Indeferida a concessão do benefício da gratuidade da justiça. conceder-se-á o prazo de 48 horas para o preparo do recurso.PRINCÍPIOS DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL NOTA: No âmbito dos Juizados não são devidas despesas para efeito do cumprimento de diligências. LXXIV.³O juiz poderá.

2. 3.PRINCÍPIOS DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL Princípio da Celeridade: Critério elevado a direito fundamental. JEC.CPC. Dispensa de audiência de instrução -Defesa ± Julgamento antecipado.CF.LVIII. . 10 art. antecipado.LVIII. 4.CPC. 1. Dispositivos que explicitam o princípio: princípio: Instauração imediata da sessão de conciliação.CF. JEC. 191. 5°. . Vedação a intervenção de terceiros ± art. conciliação. Não aplicação de prazo em dobro ± 191.

no processo. não é obrigatória a designação de audiência de conciliação e de instrução no Juizado Especial Cível. Enunciado 30 do II FOJESP .PRINCÍPIOS DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL Enunciado 123 (FONAJE) O artigo 191 do CPC não se aplica aos processos cíveis que tramitam perante o Juizado Especial ± enunciado 23 do II FOJESP. Admitir-se-á o litisconsórcio. Artigo 10 da Lei 9. .Em se tratando de matéria exclusivamente de direito.099/95 ± Não se admitirá. qualquer forma de intervenção de terceiro nem de assistência.

de forma sucinta.qualificação e endereço das partes. § 2° -possibilidade de pedido genérico. Dispensa dos requisitos do 282. Fatos e fundamentos. . § 3°-Pedido oral ± reduzido a escrito pela Secretaria ± fichas ou formulários. 14.PETIÇÃO INICIAL Apresentação ± oral ou escrita ± art. Objeto e seu valor. Nome. CPC.

PETIÇÃO INICIAL Peculiaridades da petição inicial: Endereço de todos os réus ± Vedação de edital. Possibilidade de pedido alternativo e cumulação. . Evitar ± citações excessivas e transcrições de textos de lei. Pedido genérico ± Sentença obrigatoriamente LÍQUIDA. A lei dispensa o FUNDAMENTO JURÍDICO. Dispensa de requerimento expresso de provas. Objeto ± bem pretendido.

Existe saneador no Juizado Especial Cível? Em que momento não mais poderá ser modificada a inicial? Professor Joel Dias Figueira Junior ± Proibição de alteração do pedido ou causa de pedir após audiência de conciliação. Após a citação ± alteração da inicial pende do consentimento do réu ± artigo 264 do CPC. Controle inicial pelo Magistrado ± em caso de pedido de tutela.PETIÇÃO INICIAL EMENDA E MODIFICAÇÃO DA PETIÇÃO INICIAL: Até o ato citatório ± aditamento a qualquer tempo. .

Microempresas (e também a EPP) Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP). as pessoas jurídicas de direito público. as empresas públicas da União.099/95: Pessoas físicas capazes.JUIZADO ESPECIAL CÍVEL Partes e Procuradores ± Artigo 8° da Lei 9. a massa falida e o insolvente civil. excluídos os cessionários de pessoa jurídica. Nota: Não poderão ser partes: o incapaz. . sociedades de crédito ao microempreendedor. o preso.

sendo obrigatórias a assistência por advogado e a intimação do MPF´. Absolutamente e relativamente incapazes: Juizado Especial Estadual x Juizado Federais Enunciado 5 das Turmas Recursais dos Juizados Federais do Rio de Janeiro: os incapazes podem ser parte no JEF.JUIZADO ESPECIAL CÍVEL Peculiaridades: Maiores de 18 anos ± poderão independentemente de assistência!? ser autores. .

FOJESP). Enunciado de n° 2. Nota: Existia enunciado em sentido contrário do I FOJESP (já revogado pelo II FOJESP). munido de carta de preposição com poderes para transigir. sem necessidade de vínculo empregatício. . FONAJE n° 47) 47) §4°.099/95: O réu. do artigo 8° da Lei 9. empregatício. poderá ser representado por preposto credenciado. sendo pessoa 099/95: jurídica ou titular de firma individual.Microempresas: Microempresas: O acesso da microempresa ou empresa de pequeno porte no sistema dos Juizados Especiais depende da comprovação de sua qualificação tributária e documento fiscal referente ao negócio jurídico .comprovação de receita bruta anual! (II FOJESP.

Janeiro. quando serão os credores incluídos. Processo de Falência e Concordata. Forense. Falência. Condomínio e espólio ± Há legitimidade ativa?? . 5° ed.JUIZADO ESPECIAL CÍVEL Falência. Rio de ed. liquide os créditos.. na classe que lhes for própria´ (José da Silva Pacheco. Posição reiterada ± Ricardo 811) Chimenti. Recuperação Judicial -³As ações e execuções que não tiveram por objeto o cumprimento de obrigação líquida não ficam suspensas. Continuam. se for o caso.811). p. até haver sentença que suspensas.

JUIZADO ESPECIAL CÍVEL 1° Corrente: O condomínio e o espólio não podem propor ação no juizado especial em razão do disposto no artigo 8º.099-95 (II FOJESP. (Enunciado n° 72 do FONAJE) . 2° Corrente: O condomínio residencial poderá propor ação no Juizado Especial. item b. § 1º da Lei 9. Inexistindo interesse de incapazes. Colégio Recursal Central n° 49. Colégio de Campinas n° 21) ± ³entes não personalizados´. do Código de Processo Civil (Enunciado n° 9 do FONAJE). inciso II. enunciado de n° 10. nas hipóteses do art. o Espólio pode ser autor nos Juizados Especiais Cíveis. 275.

e não da juntada do comprovante da intimação. 192. contam-se da contamdata da intimação ou ciência do ato respectivo. não comparecendo este. Audiência apenas de conciliação ± 24 horas (192. conforme o caso. . dia e hora para o comparecimento do citando e advertência de que. 099/95) Prazo de antecedência: antecedência: 1. Início da contagem do prazo . parágrafo 1°.CPC). Vitória/ES). 2.Enunciado 13 do FONAJE: Os FONAJE: prazos processuais nos Juizados Especiais Cíveis. considerar-se-ão verdadeiras as considerar-sealegações iniciais. CPC). e será proferido julgamento. 18.099/95). Audiência de conciliação. observando-se as regras de contagem observandodo CPC ou do Código Civil.Vitória/ES). instrução e julgamento ± 10 dias (277. aprovada no XXI Encontro .JUIZADO ESPECIAL CÍVEL CITAÇÃO: A citação conterá cópia da petição inicial.CPC). de plano (artigo 18. da Lei 9. do CPC). 277. (Nova Redação caso.

demandado ou de pessoa que resida com ele . faltando fé pública ao carteiro para certificar o cumprimento regular do ato.099/95 em seu artigo 18. Em caso de recusa do recebedor .JUIZADO ESPECIAL CÍVEL CITAÇÃO DA PESSOA FÍSICA: A Lei 9. . Enunciado 5 do FONAJE: A correspondência ou contra-fé FONAJE: contrarecebida no endereço da parte é eficaz para efeito de citação. ato. inciso I estabelece que ³a 099/ 18. própria´. citação far-se-á por correspondência. desde que identificado o seu recebedor. com aviso de far-serecebimento em mão própria´.no recebimento da carta de citação o ato deverá ser cumprido por Oficial de Justiça. recebedor.

JUIZADO ESPECIAL CÍVEL CITAÇÃO DA PESSOA JURÍDICA: O artigo 18. destinatário.099/95 estabelece que a citação far-se-á em ³tratando-se de pessoa jurídica ou firma individual. Saraiva. parágrafo único do Código de 223. Processo Civil. Civil. 140) entendaa pessoa que se encontra no local onde ordinariamente são entregues as correspondências do destinatário. Conforme o Professor Ricardo Cunha Chimenti (Teoria e Prática dos Juizados Especiais Estaduais e Federais.. da Lei 9.a Lei do Juizado dispensa que a carta de citação seja recebida por pessoa com poderes de gerência geral ou administração ± conforme o artigo 223. pág. inciso II. ed. 140) por encarregado da recepção entenda-se pág. mediante entrega ao encarregado da recepção. que será obrigatoriamente identificado´. . Norma que prestigia o princípio da simplicidade . 9° ed.

JUIZADO ESPECIAL CÍVEL Citação por Oficial de Justiça .099/095 veda a citação por edital no processo de conhecimento. parágrafo 2° da Lei 9. . Citação por Edital: O artigo 18.Enunciado 29 do FONAJE: É cabível a citação por hora certa em sede de Juizados Especiais Cíveis.

Qualquer meio idôneo de comunicação. comunicação. citação. 19. reputando-se reputandoeficazes as intimações enviadas ao local anteriormente indicado. na ausência de comunicação. 19. .As partes comunicarão ao juízo as mudanças de endereço ocorridas no curso do processo. parágrafo 2° .JUIZADO ESPECIAL CÍVEL Intimação: Serão feitas na forma prevista para citação. NOTA: Art. comunicação. NOTA: Art.

COMPOSIÇÃO. Condução da audiência ±objetivo. . Cuidado especial ± demonstração de isenção/imparcialidade. Riscos e conseqüências de um litígio. Renúncia ao limite de alçada na opção pelo Juizado.JUIZADO ESPECIAL CÍVEL Sessão de audiência de conciliação: Deverão ser esclarecidas as vantagens de um acordo ± papel do Conciliador.

bem como vencimento antecipado das obrigações.JUIZADO ESPECIAL CÍVEL Vantagens do acordo: O acordo põe fim ao processo e ao litígio. . NOTA 1: Previsão em acordo de cláusula penal. A sentença que homologa o acordo em audiência extingue o processo com julgamento do mérito (269. NOTA 2: Possibilidade de o termo de acordo consignar a advertência de que o nome do devedor poderá ser encaminhado ao SCPC. III. do CPC).

nos termos do artigo 268. salvo comprovação de força maior para a ausência (§ 2°. I. 51). . da Lei 9.JUIZADO ESPECIAL CÍVEL Indispensabilidade da presença das partes à audiência: Réu faltoso ± artigo 20 da Lei 9. Autor ± artigo 51. art. a renovação da ação dependerá do prévio depósito das custas. NOTA: Caso a pena não seja relevada. do CPC.099/95 ± responderá por custas do processo.099/95 ± decretação de revelia ± presunção de fatos ± julgamento ± poderá a ação ser improcedente ou parcialmente procedente se a convicção do juiz for outra.

para a validade de eventual acordo. .Audiência de Conciliação NOTA: O artigo 36 do CPC dita que as partes serão REPRESENTADAS em juízo pelos advogados. Não formalizado o acordo. incidem. no prazo que for assinado. (objetivo ± busca da conciliação entre os litigantes) Enunciado 20 FONAJE ± Obrigatoriedade do comparecimento pessoal das partes. de plano.099/95 estabelece que as partes serão ASSISTIDAS por advogados.O preposto que comparece sem Carta de Preposição obriga-se a apresentá-la. os efeitos de revelia. o artigo 9° da Lei 9. Em igual sentido a súmula 122 do TST. (SUBSTITUÍDO no XIX Encontro ± Aracaju/SE pelo Enunciado 99). Acordo ± formulado pelo representante da parte ± Validade:Enunciado 42 . Ausência ± justificativa ± demonstração da absoluta impossibilidade de locomoção no dia da audiência.

23 do Código de Ética e disciplina da OAB) (SUBSTITUÍDO no XIX Encontro ± Aracaju/SE pelo Enunciado 98). na mesma pessoa (arts. . 35. I e 36.906/1994. c/c art. da Lei 8.Audiência de Conciliação Possibilidade de cumulação das funções de preposto e advogado: Enunciado 98 FONAJE . II.É vedada a acumulação simultânea das condições de preposto e advogado.

099/95 ± Na audiência de instrução e julgamento serão ouvidas as partes. Artigo 28 da Lei 9. em seguida. proferida a sentença. . colhida a prova e.Audiência de Instrução Dinâmica da Audiência de Instrução: Artigo 30 da Lei ± possibilidade de defesa escrita ou oral.

Audiência de Instrução Técnicas de Defesa: Observar o ³conjunto da inicial´. Argüição de suspeição ou impedimento do Juiz ± Necessidade de peça autônoma (CPC)!? Pedido contraposto NOTA: É admissível pedido contraposto no caso de ser a parte ré pessoa jurídica (Enunciado n° 31 do FONAJE) . Preliminares processuais. Impugnação ao valor da causa.

o juiz tomará os depoimentos pessoais. 435. testemunhas arroladas pelo autor e pelo réu. produzidas. Conseqüência .099/95 .Audiência de Instrução Prova em audiência: Aplicação do princípio da ampla liberdade do juiz na análise das provas .artigo 5° da Lei 9.não está o magistrado obrigado a seguir o rito previsto no artigo 452 do CPC (As provas serão produzidas na audiência nesta ordem: I .o perito e os ordem: assistentes técnicos responderão aos quesitos de esclarecimentos. II . requeridos no prazo e na forma do Art.) quanto à réu. III . 435.o juiz dirigirá o 099/ processo com liberdade para determinar as provas a serem produzidas. Art. colheita da prova! .finalmente. primeiro do autor e depois do réu. serão inquiridas as réu.

Finda a instrução. . 2.099/95 ± Fundamentação e dispositivo. c. Constitutiva. Declaratória.JUIZADO ESPECIAL CÍVEL Sentença: (Enunciado 35 FONAJE . Classificação ± Eficácia: a. não são obrigatórios os debates orais) 1. Condenatória. b. Elementos ± artigo 38 da Lei 9.

O prazo de 15 dias perante o Presidente do Colégio Recursal. Recurso extraordinário .RECURSOS: A Lei 9.destinado ao julgamento do STF encontra amparo jurisprudencial (enunciado n° 9 do Colégio Recursal Central.JUIZADO ESPECIAL CÍVEL Considerações Gerais . Admite-se contra decisões interlocutórios ± Agravo de Instrumento ou Mandado de Segurança. FONAJE enunciado 63) ± STF. .099/95 prevê apenas dois tipos de recursos: inominado (artigo 41) e embargos de declaração (artigo 48). RT 708/224.

enunciado n° 88 do FONAJE) ± Tratamse de recursos somente admissíveis nas hipóteses taxativamente previstas nos artigos 500 e 530 do Código de Processo Civil. Súmula 203 .Não cabe recurso especial contra decisão proferida por órgão de segundo grau dos Juizados Especiais.JEC Recurso Adesivo e embargos infringentes ± Não são admitidos (enunciado uniforme do Estado de SP n° 33. .SISTEMA RECURSAL . Recurso especial: 1.

gerando insegurança jurídica e uma prestação jurisdicional incompleta.572-8/BA. STF. em decorrência da inexistência de outro meio eficaz para resolvê-la. Embargos de declaração no Recurso Extraordinário de n° 571. Ellen Gracie. circunstância que inviabiliza a aplicação da jurisprudência do STJ. data de julgamento 26/08/2009) Regulamentação ± Resolução 12 do STJ. relatora Min. Risco de manutenção de decisões divergentes quanto à interpretação da legislação federal. .SISTEMA RECURSAL .JEC Admissão interposta da figura da reclamação no STJ (Inexistência de órgão uniformizador no âmbito dos juizados estaduais. Pleno.

50 da Lei 9. contradição. 2. omissão ou dúvida (art. 49 da Lei 9. 48.JUIZADO ESPECIAL CÍVEL Embargos de declaração: 1. contados da ciência da decisão (art.099/95). na sentença ou acórdão. Opostos os embargos o prazo para interposição de recurso inominado ficará suspenso (art. houver obscuridade. da Lei 9. Apresentação por escrito ou oralmente no prazo de 05 dias.099/95). .099/95) 3. Caberão os embargos de declaração quando.

099/95. 9. 3.´ . sob pena de deserção.Recurso inominado: 1. Da intimação da sentença deverá constar de forma clara valor do preparo. sendo inaplicável o artigo 511 do Código de Processo Civil. 2. nas 48 horas seguintes à interposição (prazo é contado MINUTO A MINUTO). o recurso será considerado deserto. por petição escrita de ADVOGADO± deverá constar razões e pedido. NOTA 1: Enunciado n° 12 do Colégio Recursal Central . Prazo ± 10 dias contados da ciência da sentença. independentemente da intimação. Preparo ± será providenciado.³Na hipótese de não se proceder ao recolhimento integral do preparo recursal no prazo do artigo 42 da Lei n.

Excepcionalmente ± efeito suspensivo: a. embora a expedição da carta de arrematação. NOTA: Assim. . 2. Artigo 43 da Lei 9. a execução provisória da sentença (artigo 521 do CPC) ainda que pendente recurso inominado ± permite ao credor iniciar a fase de execução forçada ± penhora on line. Em decorrência de pedido da parte recorrente. do mandado de entrega do bem móvel ou guia de levantamento do valor do lanço em favor do credor aguarde julgamento final do recurso. expedição de mandado de penhora e alienação forçada do bem. Concedido de ofício ou b. admissível.099/95 .JUIZADO ESPECIAL CÍVEL Efeitos do recurso inominado: 1.recurso somente efeito devolutivo.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful