Você está na página 1de 47

MANUTENÇÃO LEVE E INDUSTRIAL

47

1

SEGMENTO DE MERCADO
PRÉDIOS
CONCESSIONÁRIAS COMÉRCIOS EM GERAL ARMAZÉNS ESCOLAS OFÍCINAS HOTÉIS CONSTRUTORAS APLICADORES
47 2

PORQUE PINTAMOS?
SEGURANÇA PROTEÇÃO

HIGIENE PRODUTIVIDADE MARKETING

47

3

O QUE É UMA PINTURA?
Ela se Caracteriza por alguns fatores:
 Especificação Correta do Sistema.

 Preparação de Superfície.
 Aplicação dos produtos.  Tintas.
47 4

. . Ação Anticorrosiva sob a pelicula. Flexibilidade: Resistências a dobramentos e torções sem sofrer fissuras ou trincas .Como a Pintura atua contra Corrosão? . Evita a propagação da ferrugem . Aderência: :Primers ou Tintas de fundo apropiadas para os devidos substratos. Impermeabilidade: Dificulta ou retarda o caminho do meio agressivo até o metal. 47 5 .

47 6 .

alumínio. fria ou aquecida.Especificação de Pintura 1. galvanizado. Ambiente. Aço carbono.Temperatura de trabalho.Como é o macro/micro ambiente.Qual a superfície a ser pintada. etc. Macro-> Região e Ambiente Micro-> Exposição do Substrato. 3. concreto. 47 7 . 2.

47 8 . Qual é o regime de Trabalho. Convencional ou Air-less. 5. Tipo de Preparação que pode realizar. Limpeza manual. Rolo. Pistola de sucção.Especificação de Pintura 4. Contínuo ou Intermitente. 6. Como vai ser aplicada. Mecânica ou Jateamento abrasivo.

47 9 .

PRÍNCIPAIS TIPOS DE TINTAS As Tintas mais utilizadas no mercado Nacional são: Alquídicas Vinílicas Acrílicas Epoxídicas Poliuretânicas Ricas em Zinco Siliconadas Betuminosas 47 10 .

• Temporários ou provisórios (shop primers) • Condicionadores de aderência. • Anticorrosivos 47 11 .As Funções das Camadas Primers: Promovem aderência ao substrato e conferem proteção anticorrosiva.

Acabamentos: Camada protetiva impermeável.As Funções das Camadas Intermediários:. etc. higiene. segurança. protege as camadas anteriores e possui apelo estético.Atuam como interface entre primers e acabamentos em ambientes agressivos (possuem alto teor de cargas e pigmentos). 47 12 .

47 13 .

A preparação da superfície é um processo muito relevante no custo do processo. Custo: . 47 14 .Toda ação aplicada em um substrato objetivando torná-la apropriada para receber revestimento.O bom desempenho do revestimento depende do preparo do substrato.Preparação de Superfície Conceito: . podendo chegar de 70% até 80% do custo total. Importância: .

Substrato Para Pintura • METAIS FERROSOS Aço Carbono • METAIS NÃO FERROSOS Galvanizado / Alumínio / Inox • NÃO METAIS Fibra de vidro / PVC / Concreto / Alvenaria 47 15 .

Normas de Preparação para Aço Carbono Sistema de Preparação Limpeza com Solvente Limpeza Manual Limpeza com Ferramentas Limpeza Brush off Jateamento Comercial Jateamento ao Metal Quase Branco Jateamento ao Metal Branco Norma Sueca SIS 055900 St2 St3 Sa1 Sa2 Sa2½ Sa3 47 Norma Petrobrás N5 N6 N7 N 9/Sa1 N 9/Sa2 N 9/Sa2½ N 9/Sa3 Norma VIS SSP SP 1 SP 2 SP 3 SP 7 SP 6 SP 10 SP 5 Norma NACE Nace 4 Nace 3 Nace 2 Nace 1 16 .

Limpeza com solventes para desengraxe.Jateamento pontual para galvanizados com corrosão vermelha. 47 17 .Preparação da Superfície em Metais Não Ferrosos Alumínio. Galvanizado. Bronze e Cobre. a) . c) . b) .Lixamento para metais muito envelhecidos.

Lavagem com soluções de hipoclorito de sódio ou ácido muriático. . .Lixamento e limpeza com solvente.Água pressurizada. .Lavagem com água quente e detergente.Escovas Nylon ou aço.Jateamento abrasivo.Lixamento e remoção do pó. . . 47 18 .Preparação da Superfície em Não Metais Concreto: . Fibra de vidro: Madeira: .

47 19 .

47 20 . Espessura seca Espessura úmida.Aplicação de Tintas Preparação da tinta • Ficha técnica • Temperatura • Proporção da mistura • Tempo de indução. Vida útil da mistura. Intervalo entre demãos.

não possui bom acabamento.Idem a convencional com as seguintes vantagens: menor formação de névoa. 47 21 . Rolo: . menor uso de diluentes. melhor rendimento da aplicação. Pistola Air Less: . lã de carneiro. sintético). retoques.Usos em pequenas áreas.Propicia bom acabamento e controle de camada. Pistola Convencional: .Métodos de Aplicação Trincha: . existem vários tipos de rolo (espuma.Muito utilizado. Aplicação rápida.

47 22 .

9. 3. 5. 6. 8. 4. 2. Fundo Epóxi Fundo Epóxi Anticorrosivo Fundo Epóxi Promotor de Aderência Fundo Anticorrosivo Industrial Esmalte Epóxi Revestimento Epóxi para Especialidades Demarcação de tráfego Acrlílica Demarcação de tráfego Alquídica Diluentes 47 23 . 7.LINHA MANUTENÇÃO LEVE 1.

FUNDO EPÓXI • • • • • • Fundo: Epóxi bi-componente Cor: Cinza Rendimento: 36 – 40 m2 / galão / demão Espessura seca: 40 microns Demãos: 01 Secagem: Toque .2 hrs Manuseio – 4 hrs • Intervalo entre demãos: 16 – 48 hrs 47 24 .

1 hrs Manuseio – 3 hrs • Intervalo entre demãos: 16 – 48 hrs 47 25 .FUNDO EPÓXI ANTICORROSIVO • • • • • • Fundo: Epóxi bi-componente Cor: Cinza / Vermelho Óxido Rendimento: 47 m2 / galão / demão Espessura seca: 30 microns Demãos: 01 Secagem: Toque .

FUNDO EPÓXI PROMOTOR DE ADERÊNCIA • • • • • • Fundo: Epóxi Isocianato bi-componente Cor: Branco Rendimento: 50 m2 / galão / demão Espessura seca: 15 microns Demãos: 01 Secagem: Toque .10 min Manuseio – 20 min • Intervalo entre demãos: 06 – 48 hrs 47 26 .

15 min Manuseio – 1 hr • Intervalo entre demãos: 02 – 48 hrs 47 27 .FUNDO ANTICORROSIVO INDUSTRIAL • • • • • • Fundo: Alquídico Cor: Vermelho Óxido Rendimento: 36 m2 / galão / demão Espessura seca: 40 microns Demãos: 01 Secagem: Toque .

ESMALTE EPÓXI • • • • • • Acabamento: Epóxi Brilhante Cor: 18 cores Read Mix Rendimento: 40 m2 / galão / demão Espessura seca: 35 microns Demãos: 02 Secagem: Toque – 04 hrs Manuseio – 12 hrs • Intervalo entre demãos: 16 – 24 hrs 47 28 .

REVESTIMENTO EPÓXI PARA ESPECIALIDADES • • • • • • Acabamento: Epóxi – Alcatrão de Hulha Cor: Preto Rendimento: 12 m2 / galão / demão Espessura seca: 200 microns Demãos: 01 Secagem: Toque – 04 hrs Manuseio – 12 hrs • Intervalo entre demãos: 24 – 48 hrs 47 29 .

DEMARCAÇÃO DE TRÁFEGO ACRÍLICA • Acabamento: Acrílica monocomponente • Cor: Branca / Amarela • Rendimento: 10 m2 / galão / demão • Espessura seca: 140 microns • Demãos: 01 • Secagem: Toque – 30 min máximo 47 30 .

DEMARCAÇÃO DE TRÁFEGO ALQUÍDICA • • • • • • Acabamento: Alquídica monocomponente Cor: Branca / Amarela Rendimento: 18 m2 / galão / demão Espessura seca: 94 microns Demãos: 01 Secagem: Toque – 30 min máximo 47 31 .

47 32 .

com primer adequado. 47 33 . solventes e soluções ácidas ou alcalinas. de aço galvanizado.TINTAS EPÓXI • Os mais utilizados na proteção anticorrosiva. • Indicados para proteção de açocarbono. em função de sua resistência a umidade. concreto e. bem como de outras superfícies sujeitas a ambientes de média ou alta agressividade.

a mais notável é a adequabilidade para a pintura interna de reservatórios de água potável até 55 oC. 47 34 .  Entre muitas aplicações. conferidas pelo agente de cura a base de resina poliamida.TINTAS EPÓXI CURADAS COM POLIAMIDAS  São tintas de ótima resistência à umidade. imersão em água doce ou salgada. flexibilidade e aderência em aço carbono ou concreto.

Caracteriza-se também por sua excelente resistência à abrasão. 47 35 .EPOXI ALCATRÃO • Revestimento de alta resistência química e á umidade.

47 36 .FENÓLICAS • Têm seu uso indicado para áreas específicas da indústria onde haja necessidade de alta dureza e grande resistência química e mecânica.

ALQUÍDICOS • Recomendamos para superfícies expostas em ambientes de média e baixa agressividade. 47 37 .

Proporcionam ainda grande retenção de brilho a boa flexibilidade.ACRÍLICOS • Os polímeros acrílicos oferem excelente resistência ao intemperismo sem perder a cor. 47 38 .

47 39 . • Para se obter bom desempenho de pinturas que trabalham com altas temperaturas.TINTAS DE SILICONE • São utilizadas na pintura de chaminés. tubulações quentes ou outras superfícies que trabalhem com temperatura entre 180 ºC e 550 ºC. é necessário o jateamento da superfície e a aplicação de um primer a base de etil silicato de zinco. caldeiras.

TINTAS ETIL SILICATO DE ZINCO • São tintas de alto desempenho fornecidas em duas embalagens (bicomponentes). • Devem ser aplicadas em demão única sobre o aço carbono preparado por jateamento abrasivo. uma contendo a solução de silicato de etila e a outra contendo o pó de zinco metálico (filler). 47 40 . Estas tintas dão proteção catódica ao aço carbono.

TINTAS DE SILICATO • São tintas para alta temperatura que não necessitam de pré-cura pois sua cura é realizada pela reação do silicato com a umidade do ar a temperatura ambiente. 47 41 .

47 42 . em sistemas de pintura expostos a ambientes de alta umidade ou ambientes industriais.POLIURETANOS • Asseguram a melhor retenção de cor e brilho quando expostos ao intemperismo. em conjunto com os revestimentos epóxi. em função de sua resistência à radiação ultravioleta dos raios solares. • Utilizados para acabamento.

47 43 . e pela sua grande impermeabilidade. têm resistência aos raios ultravioleta muito superior à das tintas epóxi e se caracterizam pela boa retenção de cor.POLIURETANOS ALIFÁTICO • Pela sua extraordinária aderência ao concreto e ao aço carbono. bem como para interiores de tanques de aço carbono utilizados no transporte e armazenamento de produtos químicos. Com isto é possível remover marcas de grafitagem ou pichações. são recomendadas para a pintura de áreas sujeitas a respingos e derrames contínuos de produtos químicos corrosivos. • Além de boa resistência química. • Pertencem a esta família os acabamentos poliuretânicos resistentes a "pichação". Este tipo de tinta pode ser limpado com solventes orgânicos do tipo do xilol sem sofrer danos.

• O polímero assim obtido é duro e não possui flexibilidade. para melhorar o desempenho físico quanto a aderência. a resina e os pigmentos. 47 44 . poliisopropileno e polipropileno. elasticidade e formação do filme. contendo os solventes. • A resina é um polímero a base de borracha clorada. sendo necessária a sua plastificação com plastificantes selecionados.BORRACHAS CLORADAS • São tintas apresentadas em uma única embalagem (monocomponentes). como o polietileno. Este tipo de veículo para tintas é obtido pela cloração de borrachas naturais ou de elastômeros sintéticos.

para melhorar o desempenho físico quanto a aderência. como o polietileno. elasticidade e formação do filme. poliisopropileno e polipropileno. 47 45 . • A resina é um polímero a base de borracha clorada. • O polímero assim obtido é duro e não possui flexibilidade. sendo necessária a sua plastificação com plastificantes selecionados. a resina e os pigmentos. contendo os solventes.BORRACHAS CLORADAS • São tintas apresentadas em uma única embalagem (monocomponentes). Este tipo de veículo para tintas é obtido pela cloração de borrachas naturais ou de elastômeros sintéticos.

• Os revestimentos mais utilizados são os epóxis. 47 46 . poliuretanos.Recomendações gerais para a pintura interna de tanques • Para o revestimento interno de tanques. uma vez misturados reagem entre si. ou combinações deles. resultando num filme resistente a diversos meios. geralmente são usados produtos bicomponentes que. fenólicos catalisados.

• Sempre que possível deve-se acelerar a cura. Exemplo: areia isenta de cloretos. Em se tratando de aço carbono. • Deve ser utilizado abrasivo totalmente isento de contaminantes.67. argila. carvão. com elevação de temperatura e ar forçado. • Deve-se aplicar uma demão adicional de cada demão a pincel para reforçar a pintura dos cordões de solda. • As tintas ou revestimentos devem ser aplicados sempre por pulverização. • Devem ser eliminados respingos de solda ou rebarbas. 47 47 . mica ou outro tipo qualquer de contaminantes.Na pintura interna de tanques deve-se sempre observar o seguinte: • A superfície deve sempre ser jateada. o padrão deve ser jato ao metal branco Sa 3 de acordo como a Norma SIS 05 59 00 . • Não deve ser empregado jateamento a úmido.