Bancos de Dados Geográficos

Alunos: Dilton Cruz Felipe Lima Murilo Costa

Introdução
O foco do trabalho é explicar o funcionamento de um Banco de Dados Geográfico. O uso da geoinformação e de geotecnologias, como sistema de informação geográfica (SIG), auxilia o mapeamento e monitoramento de regiões dos mais diversos tamanhos, aumentando a eficiência da gestão territorial. Muitos trabalhos têm sido publicados no Brasil enfocando a utilização de SIG em empresas públicas e privadas.

Diferenciando
• Dados Geográficos: Dados geográficos são aqueles que possuem uma dimensão espacial, ou uma localização, diretamente ligada ao mundo geográfico real como as imagens de satélites de sensoriamento remoto, os dados de inventários cadastrais, os dados ambientais coletados em campo e os modelos numéricos de terreno.

Diferenciando
• Bancos de dados Geográficos: Bancos de dados geográficos (BDG) são coleções de dados georreferenciados, manipulados por Sistemas de Informação Geográficas (SIG). Os SIG são sistemas computacionais capazes de capturar, modelar, armazenar, recuperar, manipular, analisar e apresentar dados geográficos.

SIG
Um SIG gerencia dados espaciais (imagens, mapas e etc.) e não espaciais (densidade populacional, PH do solo e etc.) de objetos geográficos (cidades, rios e etc.). • A tecnologia de Sistemas de Informação Geográfica (SIG) provê ferramentas de software bastante poderosas para realizar o tratamento de dados geográficos. • A principal diferença de um SIG para um sistema de informação convencional é sua capacidade de armazenar tanto os atributos descritivos como as geometrias dos diferentes tipos de dados geográficos

geo-campos e geo-objetos
Considerando-se modelos formais para representação de dados geográficos, distinguem-se dois tipos principais de representação: o modelo de geo-campos e o modelo de geo-objetos • O modelo de geo-campos enxerga o espaço geográfico como uma superfície contínua, sobre a qual variam os fenômenos a serem observados. Como exemplo, podem ser citados os mapas de vegetação e temperatura de uma determinada região geográfica. • O modelo de geo-objetos, por sua vez, representa o espaço geográfico como uma coleção de entidades individualizadas distintas, onde cada entidade é definida por uma fronteira fechada.

Geo-objetos
A componente espacial de um SIG representada sob a forma de geo-objetos normalmente se especializa nos seguintes tipos elementares da geometria plana: • Ponto; • Linha; • Polígono

Geo-campos
Grades regulares (ou raster): o geo-campo é representado por um conjunto de células retangulares onde um único valor é atribuído a cada célula, representando o valor do geo-campo na extensão da célula; Pontos Amostrais: o geo-campo é representado apenas em localizações pontuais conhecidas; Isolinhas: o geo-campo é representado por linhas ao longo das quais o valor do geo-campo é constante; Subdivisões Planares: o geo-campo é normalmente representado por um conjunto de áreas que não se interceptam e que recobrem todo o domínio do geo-campo. Malhas Triangulares (ou TINs): representam o geo-campo por um conjunto de triângulos que não se sobrepõem e cobrem totalmente a área do geocampo.

Estruturas Matriciais e Vetoriais
• A Figura 1, exemplifica estruturas matriciais e vetoriais para representar um conjunto de geo-objetos: duas construções e um lago próximo a uma estrada.

Estruturas Matriciais e Vetoriais
• A Figura 2 mostra estruturas vetoriais e matriciais para representar um geo-campo: a altimetria de uma região.

Componente Convencional / Espacial
Os bancos de dados geográficos utilizados pelo SIG possuem dados usualmente agrupados em duas componentes: a componente espacial (geográfica) e a componente convencional.

Componente espacial refere-se ao valor de um atributo espacial de um objeto, ou seja, está diretamente relacionada à natureza geográfica do mesmo , podendo ser do tipo geo-objeto ou geocampo.
Componente convencional, ou descritiva, refere-se aos valores alfa-numéricos tradicionalmente manipulados pelos SGBDs relacionais comuns.

Arquiteturas
• Existem basicamente duas principais formais de integração entre os SIGs e os SGBDs, que são chamadas de arquitetura dual e arquitetura integrada.

• A arquitetura dual armazena as componentes espaciais separadamente. • A componente convencional é armazenada em um SGBD relacional e a componente espacial é armazenada em arquivos com formato proprietário.

Problemas da Arquitetura Dual
• Dificuldade para manipulação das componentes espaciais, principalmente em manter a integridade entre a componente espacial e a componente convencional;

• Dificuldade de interoperabilidade, pois cada sistema trabalha com arquivos com formato proprietário. Alguns formatos proprietários largamente utilizados no mercado incluem o Shapefile, o GeoTIFF e o GeoMedia.

Vantagens Arquitetura Integrada
• Na arquitetura integrada todos os dados são armazenados em um SGBD, tanto a componente espacial quanto a componente convencional. • As principais vantagens dessa abordagem são a utilização dos recursos dos SGBDs, os quais já estão bem amadurecidos. • Entre esses recursos podem ser citados gerência de transações, controle de integridade, concorrência e linguagens próprias de consulta

O Postgre
• O PostgreSQL é um poderoso sistema gerenciador de banco de dados objeto-relacional de código aberto. • Tem mais de 15 anos de desenvolvimento ativo e uma arquitetura que comprovadamente ganhou forte reputação de confiabilidade, integridade de dados e conformidade a padrões. • Roda em todos os grandes sistemas operacionais, incluindo GNU/Linux, Unix (AIX, BSD, HP-UX, SGI IRIX, Mac OS X, Solaris, Tru64), e MS Windows.

O Postgre
• É totalmente compatível com ACID, tem suporte completo a chaves estrangeiras, junções (JOINs), visões, gatilhos e procedimentos armazenados (em múltiplas linguagens). • Inclui a maior parte dos tipos de dados do ISO SQL:1999, incluindo INTEGER, NUMERIC, BOOLEAN, CHAR, VARCHAR, DATE, INTERVAL, e TIMESTAMP. • Suporta também o armazenamento de objetos binários, incluindo figuras, sons ou vídeos. Possui interfaces nativas de programação para C/C++, Java, .Net, Perl, Python, Ruby, Tcl, ODBC, entre outros.

O PostGis
• PostGIS foi desenvolvido por Refractions Research Inc, como uma tecnologia de banco de dados espacial no projeto de pesquisa. • Refractions é uma companhia de consultoria em GIS e banco de dados localizada em Victoria, British Columbia, Canadá, especializada em integração de dados e desenvolvimento de software customizado.

O PostGis
• O PostGIS é uma extensão espacial gratuita e de código fonte livre. • Sua construção é feita sobre o sistema de gerenciamento de banco de dados objeto relacional (SGBDOR) PostgreSQL, que permite o uso de objetos GIS (Sistemas de Informação Geográfica) ser armazenado em banco de dados. • PostGIS inclui suporte para índices espaciais GiST e R-Tree, além de funções para análise básica e processamento de objetos GIS.

O PostGis (

exigências para construção e uso)

• Uma instalação completa do PostgreSQL (incluindo servidor de headers). PostgreSQL está disponível em http://www.postgresql.org/. Versão 7.2 ou posteriores. • O compilador de GNU C (gcc). Alguns outros compiladores de C ANSI podem ser usados para compilar PostGIS, mas foram achados poucos problemas ao compilar com gcc. • GNU Make (gmake ou make). Para muitos sistemas, GNU make é a versão default que faz falta. Para saber a versão, utilizar make -v. Outras versões de make não podem processar o PostGISMakefile corretamente.

Geometrias Suportadas
O PostGIS suporta os seguintes tipos de Geometrias especificados pela OGC: • • • • • • • – Point; – Linestring; – Polygon; – Multipoint; – Multilinestring; – Multipolygon; – GeometryCollection.

Conclusão
• Bancos de Dados Geográficos são constituídos por uma coleção de dados georreferenciados, também chamados de dados geográficos. • Sistemas de Informação Geográfica permitem visualizar, processar e analisar dados geográficos. • A tecnologia de SIG tem sido utilizada em muitas situações de tomada de decisões de natureza crítica e, com isso, há uma demanda crescente por resultados precisos e significativos.

Referências
• Documentação Oficial do PostGIS :
• http://postgis.refractions.net/documentation/

• Livro:
• Bancos de Dados Geográficos: INPE ( Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais )

• Módulo Oficial do PostGIS em Português:
• OpenGEO – Centro de Excelência em Geotecnologias Livres

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful