Você está na página 1de 13

ESPIROMETRIA DO MÊS

Caso 1

Dr. Paulo Gurgel


Dados clínicos
• GSM, sexo masculino, 25 anos
• Tosse + expectoração purulenta, crônicas
• Não fumante
• BF: broncorréia (LIE)
• Diagnóstico: bronquiectasia
• Indicação da espirometria: pré-operatório de
cirurgia de ressecção pulmonar
Radiografia de tórax (PA)
TC de tórax
VVM
LIN = 138,10
CVL

%VVM / %CVL = 80 / 81 < 1


Curvas de fluxo-volume
Curvas de volume-tempo
Parâmetro Previsto LIN Encontrado
(% Previsto)
CVF (L) 4,42 3,56 3,74 (85%)

VEF1 (L) 3,82 3,03 3,07 (80%)

VEF1/CVF 0,86 90% 0,82 (95%)

FEF25-75%/CVF 1,01 60% 0,72 (71%)

PFE (L/s) 8,36 9,08 (109%)


T (s) 4,20
Parâmetro Previsto Pré-BD Pós-BD Pré-BD –
(% Previsto) (% Previsto) Pós-BD
CVF (L) 4,42 3,74 (85%) 4,01 (91%) 0,27

VEF1 (L) 3,82 3,07 (80%) 3,47 (91%) 0,40 (11%)

VEF1/CVF 0,86 0,82 (95%) 0,86 (100%)

FEF25-75%/CVF 1,01 0,72 (71%) 0,94 (93%)

PFE (L/s) 8,36 9,08 (109%) 9,90 (118%) 0,82


T (s) 4,20 3,72
Interpretação II
CV ou CVF normal

VEF1/CV(F ) normais

Espirometria após BD

Variação significativa Variação não significativa


(VEF1 > 10% previsto)

Correlação Correlação Normal


clínica (+)* clínica (-)

DVO leve Aumento do tônus


broncomotor *dispnéia, tosse, chiado
Laudo

• Distúrbio ventilatório obstrutivo


– Por resposta BD + (variação de VEF1 > 10%)
– Por correlação clínica +
• Grau leve
• Ressecção tolerável até pneumectomia
GRATO PELA ATENÇÃO

Dr. Paulo Gurgel