Você está na página 1de 9

Processos de Fabricação II

Tratamento por impacto ultra-sônico
Alunos : Murilo, Suamy, Renato

Introdução Muito se fala sobre Ultra som, e suas diversas formas de utilização apesar de ser um processo novo, os primeiros usos se deu na época da segunda guerra Mundial (1939-1945), e que esta começando a se desenvolver, em se tratando de sua aplicação na indústria temos muitas formas em que podemos usa-lo • • • • • • • • Estético e Fisioterapêuticos. Síntese de nano matérias oxidos Metálicos e nano tubos de Carbono. Tintas, jatos de tintas e revestimentos Limpeza. Minerais e combustíveis renováveis. Alimentos e bebidas, testes em garrafas e latas. Alternativa de aquecimento não térmico para alimentos. Tratamento pós uso de Soldas em construções soldadas

O principio de funcionamento de uma maquina que utiliza ultra som, se baseia em um gerador eletrônico de alta frequência que é transformada em energia mecânica, essa energia e transmitida a peça a ser soldada por uma ferramenta (sonotrodo) e em alguns casos temos o auxilio de um sensor de proximidade.

Sensor de proximidade

a) Equipamento padrão aplicação do tratamento por ultrasom b) Gerador com sistema de aquisição de dados (PCL)

Sabe–se que a resistência e vibrações ou fadiga de construções soldadas independe de seu limite de escoamento, por isso tem se uma alta hesitação no uso de aços de alta resistência em construções sujeita a solicitações cíclicas, o tratamento dos cordões de solda eleva sua resistência à fadiga particularmente no caso de aços de alta resistência e ultra alta resistência. Dentro do objetivo proposto pela pesquisa no uso do tratamento por impacto ultraSônico estão sendo comparados os resultados pelo processo de tratamento por refusão TIG (processo sob gás inerte com eletrodo de tungstênio) e o impacto por ultra-sônico em termos de possibilidades de aplicação e efetividade. Foram executados ensaios de fadiga em vigas e juntas soldadas feitas de aços do tipo S355, S460, S690 e para estudos e fins de comparação corpos de prova adicionais no estado “como soldado” ou após soldagem com tratamento posterior de limpeza por jateamento. O tratamento por impacto ultra-som em juntas soldadas (figura1) se deu com uma frequência de 27 Khz por meio de um ou mais pinos endurecidos, esse tratamento posterior pode ser controlado opticamente uma vez que a deformação plástica por compressão sobre a região soldada adquira um brilho bastante nítido de forma geral a aplicação de apenas um passe é suficiente.

Tratamento por impacto ultra-sônico na região de transição da junta soldada Os primeiros resultados dos ensaios de fadiga nos corpos de prova mostram um aumento significativo no nível de resistência à fadiga tanto em termos da faixa de vida como de resistência mecânica (figura 2 – Diagrama de Wöhler ), pode se constar o que os melhores resultados foram obtidos pelo tratamento por impacto ultra-sônico posterior, a elevação da resistência a fadiga no aço S355 corresponde a 90%, e no aço S460 corresponde a 80% , no aço S690 corresponde aproximadamente 35 a 50 % maior que os confeccionados com o aços S355 e S460 em relação ao observado que foram ensaiados na condição de “ como soldado”.

A influencia da limpeza por jateamento sobre a resistência a fadiga foi pequena e mostraram resistência a fadiga em torno de 15% se comparadas com os corpos de provas não tratados.

Diagrama de Wöhler, resultado dos ensaios.

Os ensaios com vigas mostram aproximadamente que os valores de resistência a fadiga que foram então medidos eram aproximadamente 20% menores que os ensaios observados nos corpos de prova. Na travessa de reforço em que foi submetida a tratamento por impacto ultra-sônico (figura 3), ocorreu deslocamento das trincas desde a concordância da junta soldada até o cordão longitudinal ou até onde ocorre a introdução da carga mecânica, portanto a vida útil de vigas submetidas a tratamento por impacto ultra-sônico foi 40% maior que em travessas de reforço não-tratada.

Dano de fadiga na região da travessa de reforço.

Os resultados das tensões residuais foram determinados com ajuda do método de perfuração de orifício, na região da concordância da junta, e sobre a superfície ou abaixo dela, até onde se observa as trincas, para o aço S690 são mostrados na figura 4, pode-se observar que as tensões de tração resultante do processo de soldagem são anuladas pela utilização do tratamento por impacto ultra-sônico ao longo de toda profundidade medida. As máximas tensões de compressão surgem nas espessuras entre 0,3 e 0,4 mm.

Tensões internas decorrentes da soldagem perpendicularmente ao cordão de solda

Conclusão

• O tratamento por impacto ultra-sônico em processo já disponível no mercado, e pode melhorar significativamente a resistência à fadiga de juntas soldadas.
• Os primeiros resultados mostram que ocorreu significativamente aumento das resistências posterior aplicação de tratamento por refusão TIG e tratamento por impacto ultra-sônico, particularmente esse ultimo processo possui boas possiblidades de ser usado na pratica graças a sua simples aplicabilidade e alta reprodutibilidade