Aproveite milhões de e-books, audiolivros, revistas e muito mais, com uma avaliação gratuita

Apenas $11.99 por mês após o período de teste gratuito. Cancele quando quiser.

Lô Borges e Milton Nascimento, Clube da Esquina: Entrevistas a Charles Gavin, Som do Vinil
Paulinho da Viola, Nervos de Aço: Entrevistas a Charles Gavin, Som do Vinil
Egberto Gismonti, Academia de Danças: Entrevistas a Charles Gavin, Som do Vinil
Series de e-book10 títulos

Som do Vinil

Nota: 0 de 5 estrelas

()

Sobre esta série

Em meados dos anos 1970, a indústria fonográfica tupiniquim vibrava, faturando com a parada de sucessos, no que se tornaria um dos principais mercados do mundo. Do outro lado, no entanto, para além do domínio estético das "quatorze mais" do rádio e da TV, havia vida criativa. Foi nessa época que alguns de nossos mais originais compositores gravaram álbuns que passariam longe dos radares da mídia e do público, à margem do triunfo comercial e do reconhecimento. Por caprichos do destino, esses discos ressurgiram, décadas depois, na cozndição de obras primordiais de nossa cultura. Aqui revivemos um dos capítulos mais extraordinários da música brasileira: a história de Estudando o Samba, o quinto LP de Tom Zé.
Charles Gavin


IdiomaPortuguês
Data de lançamento17 de jun. de 2015
Lô Borges e Milton Nascimento, Clube da Esquina: Entrevistas a Charles Gavin, Som do Vinil
Paulinho da Viola, Nervos de Aço: Entrevistas a Charles Gavin, Som do Vinil
Egberto Gismonti, Academia de Danças: Entrevistas a Charles Gavin, Som do Vinil

Títulos nesta série (10)

  • Egberto Gismonti, Academia de Danças: Entrevistas a Charles Gavin, Som do Vinil
    Egberto Gismonti, Academia de Danças: Entrevistas a Charles Gavin, Som do Vinil
    Egberto Gismonti, Academia de Danças: Entrevistas a Charles Gavin, Som do Vinil

    A íntegra das entrevistas de Egberto Gismonti e Geraldo Carneiro para Charles Gavin e o programa Som do Vinil. As histórias por trás de um dos mais transgressores discos brasileiros, "Academia de danças" (EMI, 1974) "O sexto LP de Egberto Gismonti redefiniu a paisagem sonora de toda uma geração, no início dos anos 1970: se você era do rock, ele redirecionava você para o jazz; se você era do jazz, ele levava você para MPB; se você era da MPB, ele lhe recomendava a música clássica; se você era da música clássica, ele reenviava você direto pro rock — um moto contínuo. Sou um dos que deve muito a este disco e à obra de Egberto Gismonti — Academia de Danças é um divisor de águals — realinhou a percepção, balanceou os ouvidos e derrubou barreiras, preconceitos e padrões que a cultura pop e seus respectivos veículos erguem, que nos impediam de seguirmos livres ideologicamente. " Charles Gavin

  • Lô Borges e Milton Nascimento, Clube da Esquina: Entrevistas a Charles Gavin, Som do Vinil
    Lô Borges e Milton Nascimento, Clube da Esquina: Entrevistas a Charles Gavin, Som do Vinil
    Lô Borges e Milton Nascimento, Clube da Esquina: Entrevistas a Charles Gavin, Som do Vinil

    A íntegra das entrevistas de Lô Borges e Milton Nascimento para Charles Gavin, do Som do Vinil, sobre suas carreiras e um dos mais emblemáticos discos brasileiros: Clube da Esquina (EMI, 1972). "A proposta deixou o departamento artístico da Odeon desnorteado: a realização de um disco de um grande astro de seu cast com um jovem desconhecido, de apenas 17 anos, chamado Lô Borges. Felizmente o projeto foi adiante... Produzido por Milton Nascimento e Ronaldo Bastos e gravado artesanalmente nos estúdios da Odeon, no Rio de Janeiro, por um super time (Milton, Lô, Beto Guedes, Toninho Horta, Wagner Tiso, Nelson Ângelo, Tavito, Luiz Alves, Robertinho Silva, Rubinho, Paulinho Braga, Alaíde Costa, Gonzaguinha, Paulo Moura e Eumir Deodato), o álbum Clube da Esquina é uma das obras mais consistentes, atemporais e determinantes da música brasileira. Permanece como marco cultural e artísco, tendo influenciando roqueiros, jazzistas e mpbistas desde seu lançamento, em 1972, até hoje." Charles Gavin

  • Paulinho da Viola, Nervos de Aço: Entrevistas a Charles Gavin, Som do Vinil
    Paulinho da Viola, Nervos de Aço: Entrevistas a Charles Gavin, Som do Vinil
    Paulinho da Viola, Nervos de Aço: Entrevistas a Charles Gavin, Som do Vinil

    A íntegra das entrevistas de Paulinho da Viola e Monarco para Charles Gavin, no episódio de Som do Vinil dedicado ao antológico disco "Nervos de aço", de 1973. "Um samba diferente, com um quê de experimentação, feito a partir de um ostinato (frase que se repete seguidamente ao longo da composição), tocado no violão com acompanhamento nada convencional dos metais e do piano. Era a primeira vez que eu via Paulinho da Viola e sua banda ao vivo e aquele samba me chamou a atenção dentro do repertório repleto de clássicos. Passei o show todo me perguntando que música era aquela. Mais tarde, no camarim, com a elegância que lhe é peculiar, Paulinho me disse: 'esta é uma composição minha e chama-se 'Roendo as unhas'. Foi uma experiência que fiz na época, acabou ficando desse jeito. Pertence a um disco meu dos anos 70, muito importante pra mim, chamado Nervos de Aço'". Charles Gavin

  • João Donato, Quem é quem: Entrevistas a Charles Gavin, Som do Vinil
    João Donato, Quem é quem: Entrevistas a Charles Gavin, Som do Vinil
    João Donato, Quem é quem: Entrevistas a Charles Gavin, Som do Vinil

    A íntegra das entrevistas de João Donato, Marcos Valle, Lysias Ênio e Laércio de Freitas para Charles Gavin e o Som do Vinil, sobre a trajetória, a inspiração e a gravação do clássico LP "Quem é quem" (EMI, 1973) "A realização do emblemático Quem é Quem foi articulada por Marcos Valle na Odeon, durante a passagem de João Donato pelo Rio de Janeiro no final de 1972 - o amigo, após um período de 10 anos morando nos Estados Unidos, trabalhando com feras do jazz e também com grandes orquestras como as de Mongo Santamaria e Tito Puente, considerava seu retorno ao Brasil. A bagagem adquirida não apenas imprimiu sua marca nas sessões de gravação como também lançou sementes do futuro. Em Quem é Quem Donato solta, pela primeira vez, a inconfundível voz e estraçalha as teclas do Fender Rhodes e do piano acústico com grooves que, décadas depois, o conectariam diretamente aos corações e mentes das novas gerações." Charles Gavin

  • João Bosco, Galos de Briga: Entrevistas a Charles Gavin, Som do Vinil
    João Bosco, Galos de Briga: Entrevistas a Charles Gavin, Som do Vinil
    João Bosco, Galos de Briga: Entrevistas a Charles Gavin, Som do Vinil

    O jeito de cantar remete à escola daqueles que inventam divisões rítmicas impensáveis e impossíves para suas melodias — pura ginga, manha, malandragem e por aí vamos... Seu estilo ao violão, estudado por músicos e acadêmicos do mundo todo, é uma singular combinação de técnica, criatividade e sabedoria que, em cada compasso, apresenta frases e batidas que só seu autor é capaz de tocar. Suas composições foram gravadas pelos maiores nomes da música brasileira - time ao qual seu uniu, desde sua estreia em LP. Estamos falando do grande João bosco. Este livro traz a íntegra das entrevistas de João, do produtor rildo Hora e do músico Guinga para o programa O Som do Vinil.

  • Legião Urbana, Dois: Som do Vinil, entrevistas a Charles Gavin
    Legião Urbana, Dois: Som do Vinil, entrevistas a Charles Gavin
    Legião Urbana, Dois: Som do Vinil, entrevistas a Charles Gavin

    Antigos fantasmas permaneciam encastelados em Brasília. Em meados dos anos 1980, vivíamos sob a ameaça de uma distopia que se eguia com autoridade… Naquele ambiente, poucas bandas do BRock tiveram uma visão tão lúcida quanto a Legião Urbana. Corajosa, poética e visceral, sua música capturou com precisão os anseios e contradições daquela geração — e das que viriam depois. Lançado em julho de 1986, o segundo LP, intitulado simplesmente "Dois", invadiu as rádios do país e foi totalmente abraçado pelo público. Era, porém, um sucesso diferente, onde canções íntimas se revezavam com a verbe politizada da Legião. Dois tornaria-se um dos discos mais relevantes da história do rock brasileiro. — Charles Gavin

  • Secos & Molhados: Som do Vinil, entrevistas a Charles Gavin
    Secos & Molhados: Som do Vinil, entrevistas a Charles Gavin
    Secos & Molhados: Som do Vinil, entrevistas a Charles Gavin

    Aquele não seria apenas o maior grupo do rock brasileiro em 1973: o intrépido trio formado por Ney Matogrosso, João Ricardo e Gerson Conrad, que acabara de lançar seu primeiro LP, foi muito além: brilhou como uma supernova nas rádios e na TV, ao som de "Sangue latino" e "O vira". A performance misturava teatro, poesia, androginia e contracultura e conectava-se a um público heterogêneo — filhos, pais e avós —, algo impensável em meio ao pesadelo do governo militar; a música, influenciada por rock'n'roll, blues, folk, MPB e poesia, provocava o establishment com overdoses de inteligência, imaginação, ironia e ternura. O Secos & Molhados tornou-se um fenômeno cultural e comportamental – sua arte e trajetória extraordinárias reverberam até hoje. Charles Gavin

  • Zé Ramalho, A peleja do diabo com o dono do céu: Som do VInil, Entrevistas a Charles Gavin
    Zé Ramalho, A peleja do diabo com o dono do céu: Som do VInil, Entrevistas a Charles Gavin
    Zé Ramalho, A peleja do diabo com o dono do céu: Som do VInil, Entrevistas a Charles Gavin

    Do psicodélico "Paêbirú", raríssimo LP duplo gravado em parceria com Lula Côrtes na lendária Rozenblit de Recife, até as sessões, nos estúdios cariocas da CBS, do clássico "A peleja do diabo com o dono do céu". Nesta entrevista, da primeira temporada d'O Som do Vinil, Zé Ramalho, exímio contador de histórias, reconstitui sua trajetória singular. Da infância em Brejo do Cruz, na Paraíba, à batalha no Rio de Janeiro para gravar seu primeiro disco solo, em 1978. O estouro no ano seguinte com "Admirável gado novo", canção com a inconfundível verve poética e contestadora do grande trovador da música brasileira contemporânea. Charles Gavin

  • Rosa de ouro, Aracy Côrtes e Clementina de Jesus: Entrevistas a Charles Gavin
    Rosa de ouro, Aracy Côrtes e Clementina de Jesus: Entrevistas a Charles Gavin
    Rosa de ouro, Aracy Côrtes e Clementina de Jesus: Entrevistas a Charles Gavin

    Rosa de Ouro, projeto coletivo capitaneado pelo produtor Hermínio Bello de Carvalho, levou ao teatro a informalidade e liberdade artística das rodas de samba do Rio de Janeiro. O elenco do espetáculo reunia expoentes da música brasileira como a cantora do teatro de revistas Aracy Cortes e os bambas Elton Medeiros, Nelson Sargento, Anescar do Salgueiro e Jair do Cavaquinho. De quebra, apresentou ao mundo do disco duas grandes descobertas: Clementina de Jesus e Paulinho da Viola. Charles Gavin

  • Tom Zé, Estudando o samba: Som do VInil, Entrevistas a Charles Gavin
    Tom Zé, Estudando o samba: Som do VInil, Entrevistas a Charles Gavin
    Tom Zé, Estudando o samba: Som do VInil, Entrevistas a Charles Gavin

    Em meados dos anos 1970, a indústria fonográfica tupiniquim vibrava, faturando com a parada de sucessos, no que se tornaria um dos principais mercados do mundo. Do outro lado, no entanto, para além do domínio estético das "quatorze mais" do rádio e da TV, havia vida criativa. Foi nessa época que alguns de nossos mais originais compositores gravaram álbuns que passariam longe dos radares da mídia e do público, à margem do triunfo comercial e do reconhecimento. Por caprichos do destino, esses discos ressurgiram, décadas depois, na cozndição de obras primordiais de nossa cultura. Aqui revivemos um dos capítulos mais extraordinários da música brasileira: a história de Estudando o Samba, o quinto LP de Tom Zé. Charles Gavin

Relacionado a Som do Vinil

Ebooks relacionados

Categorias relacionadas

Avaliações de Som do Vinil

Nota: 0 de 5 estrelas
0 notas

0 avaliação0 avaliação

O que você achou?

Toque para dar uma nota

A avaliação deve ter pelo menos 10 palavras