Você está na página 1de 1

PERVERSA SOLIDO Foge solido da minha alegria! Vai espantar a si mesma! Corres em outro sentido No meu corao...

s febre venenosa! E mortfero teu golpe Mas teu veneno pequeno Diante de um galopar do amor! Tua saga tristeza... Mas a doura de um amor te fere E h satisfao, Que te condena e te exila; Por isso, foge solido! Levas teu rebanho esganado... Baixo astral... Baixa estima! Tudo to inferior, sua devassa libertina! Cansa falar de ti que nem tem forma. O amor te arremessa, No venhas estrangular-me, Com teus ecos que esnobo! E acabam de acabar contigo...