Você está na página 1de 10

PR-HISTRIA E

ARTE - AMAP
Professor Ronne Dias

ARTE PR-HISTRICA

No continente americano encontrada


a arte chamada de pr-colombiana,
fruto do trabalho de antigas
civilizaes que habitaram a Amrica
central. Os principais imprios desse
perodo so: astecas, maias e incas. A
herana cultural desses povos so
esculturas, pinturas, e grandes
templos construdos com pedras.

No territrio brasileiro
existem vrios stios de
arte rupestre pr-histrica.
Existem pesquisadores que
defendem a tese de que a
arte rupestre, no Brasil,
no seria obra dos ndios, e
sim de gregos, vikings ou
fencios que teriam
passado por aqui. O maior
stio brasileiro de arte
rupestre fica no estado do
Piau, precisamente na
Serra da Capivara.

Urna funerria marajoara-PA.

No Brasil, os desenhos
de diferentes pocas
sugerem rituais, cenas
de sexo, animais, cenas
de luta ou mesmo
representaes
geomtricas. Estudos
tm apontado a
possibilidade de alguns
desenhos
representarem algumas
noes de astronomia.

Utenslio tapajnico- PA.

O Amap est cheio


de stios
arqueolgicos.
Stios arqueolgicos
so espaos
ocupados por
culturas passadas,
constituindo objetos
arqueolgicos
pertencentes a
grupos indgenas
nmades e seminmades e
localizados, em
conseqncia de
perfuraes no solo,
causadas pela
eroso ou por
atividades
humanas,
principalmente a
agrcola.

arqueolgicos do Amap
foram estudados
inicialmente por pessoas
sem preparo cientfico
adequado, mas que
contriburam, mesmo
assim, com seus achados,
para o desevendamento
da populao amapaense.
Atribui-se a D. S. Ferreira
Penna a localizao oficial
do primeiro stio
arqueolgico no Amap. O
fato aconteceu em 1872,
na regio do Marac, as
margens do rio Marac.
Atravs dos stios
arqueolgico possvel o
estudo de urnas, igaabas,
machados e outros
apetrechos domsticos
que, num futuro bem
prximo, serviro para

Rio Marac/ MazagoAP, Guedes, 1897.

Urnas funerrias cunani

Artefatos cermicos
com caracteristicas
antropomorfas.

Fonte: O legado das civilizaes Marac e Cunani. O Amap revelando sua identidade. SebraeAp.2006.

Urnas funerrias Marac

Achados recentes - 2011

Crnio visto em
detalhe dentro de
vestgio arqueolgico
encontrado no Amap
por pesquisadores do
IEPA. Achados tm 1.000
anos de idade, afirmam
os especialistas. (Foto:
Joo Saldanha / arquivo
pessoal)

Urnas so expostas no Amap. A maior delas representa um


homem e continha ossos de um humano do mesmo sexo.
(Foto: Joo Saldanha / arquivo pessoal)