Você está na página 1de 6

APOSENTADORIA ESPECIAL

EMPREGADOS. TRABALHADORES AVULSOS.


CONTRIBUINTES INDIVIDUAIS COOPERADOS.

QUEM TEM DIREITO

Dentre os Contribuintes Individuais somente os COOPERADOS tm direito aposentadoria especial, os demais no. A perda da qualidade no faz efeito, bastando ao segurado ter a carncia e o tempo de contribuio necessrio para se aposentar.

Efetiva exposio a agentes nocivos sade ou integridade fsica, de forma HABITUAL E QUE EVENTO DESENCADEIA O jornada de trabalho, pelo perodo de 15 anos, 20 anos ou 25 anos de BENEFCIO contribuio. Agentes nocivos: Fsicos; Qumicos; Biolgicos; Associao de agentes. NOCIVIDADE + PERMANNCIA DE EXPOSIO.
PERMANENTE, NO-OCASIONAL NEM INTERMITENTE, durante toda a

CARNCIA

180 CONTRIBUIES
EMPREGADO: DESLIGAMENTO DO EMPREGO: a) Se requerido at o 90 dia do afastamento, a Aposentadoria Especial ser paga pelo INSS desde o 1 dia do afastamento. b) Se requerido a partir do 91 dia do afastamento a Aposentadoria Especial ser concedida a partir da data do requerimento. DEMAIS CASOS: A Aposentadoria ser devida a partir da data do requerimento.

INCIO DO PAGAMENTO

CLCULO USA SB USA FATOR PREVIDENCIRIO RENDA LIMITE MNIMO LIMITE MXIMO CESSAO

SC

SB RENDA SIM NO

100% X SB SALRIO MNIMO MENSAL TETO DO RGPS


bito do segurado. Retorno atividade sob condies especiais.

COMPROVAO DA EFETIVA EXPOSIO

Atravs do Perfil Profissiogrfico Previdencirio PPP, individual para o trabalhador, confeccionado com base em Laudo Tcnico de Condies Ambientais do Trabalho LTCAT.

CONVERSO

De tempo de aposentadoria especial para comum = SIM. De tempo de aposentadoria comum para especial = NO. De tempo de aposentadoria especial para especial = SIM.