Você está na página 1de 2

OPERAÇÕES COM PARTES RELACIONADAS

No curso normal dos negócios da Companhia, suas partes relacionadas realizam operações financeiras entre si, a
preços, prazos, encargos financeiros e demais condições usualmente praticadas no mercado, conforme explicado
abaixo.

Contratos de Mútuo

Mútuo concedido à Companhia pela Enerbras

Em 10 de setembro de 2007, a Companhia celebrou um contrato de mútuo com a Enerbras, com prazo para a
satisfação do débito de 20 anos, contados da data da transferência do valor para a conta-corrente da Companhia.
O valor do principal é corrigido anualmente pela TJLP, acrescido de juros de 0,5% ao ano, não capitalizados.
Em 31 de março de 2008, o saldo em aberto deste contrato era de R$5.184.936,00.

Mútuo concedido à Espra pela Companhia

Em 28 de dezembro de 2007, a Companhia celebrou um contrato de mútuo com a Espra, com prazo para
satisfação do débito, pela Espra, de 6 anos, contados da data de celebração do contrato. O valor do principal é
corrigido anualmente pela TJLP, acrescido de juros de 0,5% ao ano, não capitalizados. Em 31 de março de 2008,
o saldo em aberto deste contrato era de R$8.276.683,00.

Mútuo concedido à Enerbras pela Espra

Em 28 de dezembro de 2007, a Espra celebrou um contrato de mútuo com a Enerbras, com prazo para satisfação
do débito, pela Enerbras, de 6 anos, contados da data de celebração do contrato. O valor do principal corrigido é
anualmente pela TJLP, acrescido de juros de 0,5% ao ano, não capitalizados. Em 31 de março de 2008, o saldo
em aberto deste contrato era de R$418.102,00.

Mútuo concedido à Enerbras pela Companhia

Em 28 de dezembro de 2007, a Companhia celebrou um contrato de mútuo com a Enerbras, com prazo para
satisfação do débito, pela Enerbras, de 6 anos, contados da data de celebração do contrato. O valor do principal
corrigido é anualmente pela TJLP, acrescido de juros de 0,5% ao ano, não capitalizados. Em 31 de março de
2008, o saldo em aberto deste contrato era de R$212.145,00.

Parceria com a Comerc

A Companhia celebrou um protocolo de intenções com a Comerc, cujo controle é detido por um dos
conselheiros da Companhia, o Sr. Marcelo Parodi, para formalizar os entendimentos havidos com a Comerc,
no sentido de regular a comercialização da energia elétrica da Companhia pela Comerc, em caráter não-
exclusivo, a (i) consumidores livres, que tenham um bom histórico de crédito; e (ii) grandes consumidores,
que eventualmente tenham interesse em implementar grandes projetos de auto-produção, com isenção de
encargos setoriais. O protocolo de intenções poderá ser rescindido a qualquer momento, por qualquer das
partes.

Emissão de Debêntures

Debêntures de Titularidade do Infrabrasil


Em 1 agosto de 2006 e 10 de setembro de 2007, a Enerbras emitiu debêntures simples, não conversíveis em
ações, de espécie subordinada com garantia adicional, com valor total de R$59.966.526,37, divididas em 6
séries, com vencimento em 31 de julho de 2026 e juros remuneratórios correspondentes a 12,5% ao ano. A
totalidade dessas debêntures, com exceção de uma série de debêntures ainda não subscritas, são de
titularidade do Infrabrasil, acionista indireto da Companhia.