Você está na página 1de 3

As Duas Sementes

Na primavera, uma jovem senhora semeou no jardim duas sementes


uma ao lado da outra.

A primeira semente disse para a segunda:

Pensa como ser divertido, vamos deixar que as nossas razes


crescem no solo e quando elas estiverem fortes, ns vamos brotar da
terra e tornar-nos lindas flores para todo mundo ver e admirar!

A segunda semente ouviu-a atentamente, mas estava muito


preocupada.

Isso parece interessante, mas a terra no est muito fria? Eu sinto/


tenho/estou com medo de enterrar as minhas razes nela. E se alguma
coisa no correr bem e se no me tornar muito bonita? Tenho medo
que a senhora no goste de mim!

A primeira semente, no entanto, no estava intimidada.

Ela empurrou as suas razes para baixo da terra e comeou a crescer.

Quando as suas razes estavam suficientemente fortes, ela emergiu do


solo como uma linda flor.

A senhora inclinou-se cuidadosamente para ela e orgulhosamente


mostrou a flor perfumada para todos os seus amigos.
Mas enquanto isso a outra semente permanecia inalteravel.

"Vamos l", a flor dizia todo o dia para a sua amiga, est quente e
maravilhoso aqui em cima, no sol!

A segunda semente estava muito impressionada, mas permanecia


amedrontada e com insegurana empurrou uma raiz no solo.

"Ai", ela disse.

Essa terra ainda est muito fria e dura pra mim. Eu no gosto dela. Eu
prefiro ficar aqui na minha prpria concha onde estou segura e
confortvel. Tenho muito tempo para me tornar uma flor.

Nada que a primeira semente dissesse mudava a mentalidade da


segunda.

Ento, um dia quando a senhora estava fora um pssaro faminto voou


no jardim, ele olhava para o solo procurando algo para comer.
A segunda semente que estava logo abaixo da superfcie estava com
muito medo de ser comida.

De repente um gato saltou do peitoril da janela e espantou o pssaro.

A semente suspirou de alvio!

E neste momento tomou uma importante deciso :

Porqu desperdiar o meu curto tempo aqui na terra?

Vou mas seguir os meus sonhos e projetos em vez de meus medos.

Ento, sem outro pensamento, a segunda semente comeou a


espalhar as suas razes e tambm cresceu e tornou-se numa linda flor.