Você está na página 1de 46

Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018 - Ano - VII - Número 5.

Índice
Decisões ................................................... 1
Tribunal Pleno ...................................... 1
Acórdão ............................................. 1
Ata ................................................... 22
Atos ......................................................... 41
Atos Administrativos ......................... 41
Portaria ............................................ 41

Decisões
Tribunal Pleno
Acórdão
Processo - 201200047000019/902

Acórdão 86/2018
Processo n.º : 201200047000019/902
ÓRGÃO : Junta Comercial do
Estado de Goiás
INTERESSADO: David Chagas Coutinho
ASSUNTO : 902-RECURSOS-
RECONSIDERAÇÃO
RELATOR : Sebastião Joaquim
Pereira Neto Tejota
AUDITOR : Heloisa Helena Antonacio
Monteiro Godinho
PROCURADOR: Fernando dos Santos
Carneiro
ACORDÃO
EMENTA: Processo recursal. Recurso de
reconsideração. Prestação de contas de
folha de pagamento. Período de gestão de
outro responsável. Provimento. Cassação
da multa.
Vistos, oralmente expostos e discutidos os
presentes Autos n.º
201200047000019/902, a tratar de recurso
de reconsideração interposto em face do
Acórdão n.º 894/2008 - 1ª Câmara, autos
n.º 200700047000039, que julgou
irregulares a Prestação de Contas da Folha
de Pagamento de Pessoal da JUNTA
COMERCIAL DO ESTADO DE GOIÁS -
JUCEG, referente ao mês de julho de 2003,
no valor de R$ 240.299,39 (duzentos e
quarenta mil duzentos e noventa e nove
reais e trinta e nove centavos) e aplicou
multa ao recorrente, cujo relatório e voto
são partes integrantes deste:
ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO
ESTADO DE GOIÁS, pelos votos dos
integrantes do Tribunal Pleno, em dar
provimento do recurso interposto por David
Chagas Coutinho, para reformar o Acórdão
nº 894, de 28/05/2008 - 1ª Câmara, autos

Digitally signed by MARCUS VINICIUS DO AMARAL:19009917134


Date: 2018.01.19 09:36:58 -02:00
Reason: Diário Eletrônico de Contas
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

n.º 200700047000039, afastar o recorrente com fundamento no art. 324, § 2º, do


do rol de responsáveis e cassar a aplicação Regimento Interno.
de multa de R$ 3.000,00 (três mil reais). Ao Serviço de Controle das Deliberações e,
Ao Serviço de Controle das Deliberações. em seguida, ao Serviço de Análise Prévia
Presentes os Conselheiros: Kennedy de de Editais e Licitação para instrução
Sousa Trindade (Presidente), Sebastião técnica.
Joaquim Pereira Neto Tejota (Relator), Presentes os Conselheiros: Kennedy de
Edson José Ferrari, Celmar Rech e Sousa Trindade (Presidente), Sebastião
Saulo Marques Mesquita. Representante Joaquim Pereira Neto Tejota (Relator),
do Ministério Público de Contas: Edson José Ferrari, Celmar Rech e
Fernando dos Santos Carneiro. Sessão Saulo Marques Mesquita. Representante
Plenária Ordinária Nº 1/2018. Processo do Ministério Público de Contas:
julgado em: 17/01/2018. Fernando dos Santos Carneiro. Sessão
Plenária Ordinária Nº 1/2018. Processo
Processo - 201700047002673/311 julgado em: 17/01/2018.

Acórdão 87/2018 Processo - 201200010004986/101-02


Processo n.° : 201700047002673 /
201700047002674 Acórdão 88/2018
Assunto : 311 - DENÚNCIA Processo n.º : 201200010004986/101-02
Interessado : SINDESP GOIÁS / ÓRGÃO : Secretaria de Estado da
SEESVIG Saúde
Relator : CONSELHEIRO INTERESSADO: Secretaria de Estado da
SEBASTIÃO TEJOTA Saude - Ses
Auditor : HUMBERTO BOSCO ASSUNTO :101-02-TOMADA DE
LUSTOSA BARREIRA CONTAS-ESPECIAL
Procurador : SILVESTRE RELATOR :Sebastião Joaquim Pereira
GOMES DOS ANJOS Neto Tejota
ACÓRDÃO AUDITOR :Marcos Antonio Borges
EMENTA: Processo de fiscalização. PROCURADOR:Silvestre Gomes dos
Denúncia. Medida cautelar monocrática. Anjos
Referendo. ACORDÃO
Vistos, oralmente expostos e discutidos os EMENTA: Processo de Contas. Tomada de
presentes Autos n.º 201700047002673/311 Contas Especial. Irregulares. Imputação de
e n.º 201700047002674/311, que trazem débito. Determinações. Recomendações.
duas denúncias formuladas em face do 1) As contas são julgadas irregulares
Pregão Eletrônico nº 002/2017, processo quando evidenciada a prática de ato de
n.º 24721/2016, da Saneamento de Goiás gestão ilegal, ilegítimo ou antieconômico,
S/A pelo SINDICATO DAS EMPRESAS DE ou infração a norma legal ou regulamentar
SEGURANÇA PRIVADA, DE de natureza contábil, financeira,
TRANSPORTE DE VALORES E DE orçamentária, operacional ou patrimonial
CURSOS DE FORMAÇÃO DO ESTADO e/ou dano ao erário decorrente de ato de
DE GOlÁS - SINDESP-GO e pelo gestão ilegítimo ou antieconômico, nos
SINDICATO DOS VIGILANTES, DOS termos dos artigos 66, § 3º, 70 e 74, incisos
EMPREGADOS EM EMPRESAS DE II e III da Lei n.º 16.168/07 e suas
SEGURANÇA, VIGILÂNCIA, alterações.
TRANSPORTE DE VALORES, VIGIAS E 2) Havendo débito a ser ressarcido aos
GUARDAS-NOITE, VIGILANTES cofres do Estado, decorrente da não
ORGÂNICOS E EMPREGADOS DAS observância das regras do edital de
ESCOLAS DE FORMAÇÃO DE licitação, em afronta ao art. 3º, caput, da
VIGILANTES E SEGURANÇA DO Lei n.º 8.666/93 e às cláusulas 5.3. e 5.3.1
ESTADO DE GOIÁS (SEESVIG), cujo (Obs) do Edital de Pregão Presencial n.º
Despacho nº 1284/2017, Evento n.º 16, 001/2006, o mesmo deve ser imputado,
relatório e voto são partes integrantes conforme artigo 75, inciso I da Lei n.º
deste: 16.168/07 e suas alterações, porém
ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO exclusivamente à empresa que obteve o
ESTADO DE GOIÁS, pelos votos dos acréscimo patrimonial e comprovado
integrantes do Tribunal Pleno, em enriquecimento sem causa.
referendar a medida cautelar adotada pelo 3) Decreta-se a prescrição em razão da
Despacho nº 1284/2017, Evento n.º 16, incidência do lapso temporal, conforme art.

2
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

107-A da Lei n.º 16.168/07 e suas pelo IPCA mais juros de mora de 1% ao
alterações. mês, com fundamento no art. 75, inciso I,
4) Precedente do Acórdão Nº: 4575/2017 - da Lei n.º 16.168/07 e suas alterações.
Pleno, de 13/09/2017, autos n.º 4. DETERMINAÇÕES:
200900010020555/101-02, Pregão 4.1. Determinar ao Serviço de Publicações
Presencial n.º 185/2005. e Comunicações que intime os Senhores
Vistos, oralmente expostos e discutidos os Fernando Passos Cupertino, Cairo Alberto
presentes Autos n.º de Freitas, Luiz Antônio Aires da Silva,
201200010004986/101-02, que trazem a Antônio Durval de Oliveira Borges e
Tomada de Contas Especial da Secretaria Adriano Kennen de Barros do inteiro teor
de Estado da Saúde, tendo por objeto o do presente Acórdão;
Pregão Presencial n.º 001/2006, 4.2. Determinar ao Serviço de Publicações
considerando o Relatório e Voto como e Comunicações que intime a empresa
partes integrantes deste: Medcomerce Comercial de Medicamentos
ACORDA e Produtos Hospitalares Ltda. do inteiro
o TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO teor do presente Acórdão, bem como para,
DE GOIÁS, pelos votos dos integrantes do no prazo legal, quitar a dívida, nos termos
Tribunal Pleno, com fundamento nos do artigo 80, da Lei n. 16.168/07;
artigos 66, § 3º, 70 e 74 da Lei nº 4.3. Determinar ao Serviço de Publicações
16.168/2007, em: e Comunicações que oficie o Ministério
1. MÉRITO: Público do Estado de Goiás;
1.1. Acatar parcialmente as razões de 4.4. Determinar ao Serviço de Publicações
justificativa dos responsáveis: Fernando e Comunicações que, transcorrido o prazo
Passos Cupertino, Luiz Antônio Aires da legal, certifique o que ocorrer;
Silva, Cairo Alberto de Freitas, Antônio 4.5. Determinar, na hipótese de
Durval de Oliveira Borges e Adriano inexistência de recurso e não recolhimento
Kennen de Barros para excluir a do valor devido:
solidariedade da imputação de débito; 4.5.1. A cobrança judicial do débito, após
1.2. Julgar IRREGULARES as contas dos trânsito em julgado desta decisão, com
responsáveis: Fernando Passos Cupertino, base no artigo 71, §3º, da Constituição
Cairo Alberto de Freitas, Luiz Antônio Aires Federal, nos artigos 1º, § 2º, e 83, incisos II
da Silva, Antônio Durval de Oliveira Borges e III, da Lei Orgânica do Tribunal de Contas
e Adriano Kennen de Barros, com do Estado de Goiás, devendo a Secretaria
fundamento nos artigos 66, § 2º e 74, inciso Geral expedir a competente certidão deste
II, da Lei n.º 16.168/07 e suas alterações; título executivo, procedendo à devida
1.3. Julgar IRREGULARES as contas das atualização do débito, conforme
responsáveis: Medcomerce Comércio de determinação dos artigos 75 e 112, §1º, da
Medicamentos e Produtos Hospitalares citada lei;
Ltda., com fundamento nos artigos 66, § 2º 4.5.2. A inclusão do nome dos
e 74, incisos II e III, da Lei n.º 16.168/07 e responsáveis no cadastro informativo de
suas alterações; créditos não quitados do Estado de Goiás,
2. IRREGULARIDADES: após trânsito em julgado desta decisão,
2.1. Descumprimento ao princípio da nos termos regulamentados.
vinculação ao instrumento convocatório, 5. RECOMENDAÇÕES:
por desrespeitar as cláusulas 5.3.1 e item 5.1. Recomendar à Secretaria de Estado
5.3.1 “Obs” do Edital de Pregão n.º da Saúde que:
001/2006, ferindo o art. 3º, caput, da lei n.º 5.1.1. Observe a aplicação do princípio da
8.666/93 e suas alterações; vinculação ao instrumento convocatório,
2.2. Descumprimento aos Convênios N.º conforme art. 3º, caput, da Lei n.º 8.666/93
26/2003 e N.º 87/2002 do CONFAZ. e suas alterações;
3. DÉBITO: 5.1.2. Aplique as regras dos Convênios N.º
3.1. Imputar DÉBITO individualizado à 26/2003 e N.º 87/2002 do CONFAZ,
empresa Medcomerce Comércio de conforme orientação do ACÓRDÃO Nº
Medicamentos e Produtos Hospitalares 953/2013 - Pleno.
Ltda., inscrita no CNPJ/MF sob n.º Ao Serviço de Publicações e
37.396.017/0001-10, no valor de R$ Comunicações.
1.152.546,38 (um milhão, quinhentos e Presentes os Conselheiros: Kennedy de
cinquenta e dois mil, quinhentos e quarenta Sousa Trindade (Presidente), Sebastião
e seis reais e trinta e oito centavos), a ser Joaquim Pereira Neto Tejota (Relator),
corrigido até a data do efetivo pagamento Edson José Ferrari, Celmar Rech e

3
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

Saulo Marques Mesquita. Representante Lei n.º 16.168/07 e suas alterações, sem o
do Ministério Público de Contas: qual deve ser arquivado por decisão
Fernando dos Santos Carneiro. Sessão terminativa. Precedentes: Acórdão n.º
Plenária Ordinária Nº 1/2018. Processo 997/2017 - Plenário, de 08/03/2017 e
julgado em: 17/01/2018. Acórdão n.º 4241/2016 - Plenário, de
14/12/2016.
Processo - 201300010011178/101-02 Vistos, oralmente expostos e discutidos os
presentes Autos n.º 201300010011178,
Acórdão 89/2018 que trata de Tomada de Contas Especial
Processo n.º: 201300010011178 instaurada por determinação do Acórdão
Interessado: SECRETARIA DE n.º 983/2013 - Plenário, cuja decisão
ESTADO DA SAÚDE adotada no processo de fiscalização de
Assunto: 101-02 - TOMADA autos n.º 201100047003163, objeto do
DE CONTAS ESPECIAL Relatório de Representação n.º 017/2011, o
Relator: CONSELHEIRO qual noticiou a prática de 2177 processos
SEBASTIÃO TEJOTA de regularização de despesa no âmbito da
Auditor: CLAUDIO ANDRE ABREU Secretaria de Estado da Saúde entre 2006
COSTA e 2010, identificando, somente em 2011, de
Procurador: EDUARDO LUZ janeiro a outubro, 324 processos de
GONÇALVES compra direta sem licitação ou declaração
ACÓRDÃO formal de sua dispensa ou inexigibilidade,
EMENTA: Processo de Contas. Tomada de envolvendo o montante de R$
Contas Especial. Prescrição da pretensão 12.384.371,90 (doze milhões trezentos e
punitiva contada a partir da autuação do oitenta e quatro mil trezentos e setenta e
processo nesta Corte de Contas, um reais e noventa centavos), tendo o
observada a incidência de causa Relatório e Voto como partes integrantes
suspensiva ou interruptiva. Inocorrência. deste:
Chamamento ao processo de novos ACORDA
responsáveis. Indeferimento. Ausência de O TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO
dano concreto. Arquivamento. Não DE GOIÁS, pelo voto dos integrantes do
aplicação de multa. Tribunal Pleno, com fundamento no art. 66,
1) O prazo prescricional das Tomadas de § 3º, da Lei n.º 16.168/07 e suas
Contas Especiais deve ser aferido a partir alterações, em afastar a incidência das
da autuação nesta Corte de Contas, preliminares de prescrição e de
aplicando-se a regra do inciso I do art. 107- chamamento ao processo para, em decisão
A da Lei n.º 16.168/07 e suas alterações, terminativa, arquivar o processo por falta
observadas as causas de suspensão e de pressuposto para o desenvolvimento
interrupção previstas nos §§ 2º e 3º do válido e regular do processo, sem
mesmo artigo. Não havendo decisão de aplicação de multa, com devolução à
mérito, deve ser indeferido o pedido de origem.
aplicação de sanção pecuniária. Ao Serviço de Controle das Deliberações.
2) O chamamento ao processo de ex- Presentes os Conselheiros: Kennedy de
Secretários de Estado foge do escopo do Sousa Trindade (Presidente), Sebastião
objeto da fiscalização materializado no Joaquim Pereira Neto Tejota (Relator),
Relatório de Representação n.º 017/2011, Edson José Ferrari, Celmar Rech e
autos n.º 201100047003163, apreciado no Saulo Marques Mesquita. Representante
Acórdão n.º 983/2013 - Plenário, com do Ministério Público de Contas:
período temporal entre janeiro e outubro de Fernando dos Santos Carneiro. Sessão
2011. Plenária Ordinária Nº 1/2018. Processo
3) O chamamento ao processo dos julgado em: 17/01/2018.
servidores responsáveis pela instrução
processual das regularizações de despesa Processo - 201300010011180/101-02
deve ser indeferido, pois não participaram
da autorização da despesa sem licitação Acórdão 90/2018
(causa) e sim da instrução da indenização Processo n.º: 201300010011180
(efeito). Interessado: SECRETARIA DE
4) A existência do dano é pressuposto para ESTADO DA SAÚDE
o desenvolvimento válido e regular do Assunto: 101-02 - TOMADA
processo de Tomada de Contas Especial, DE CONTAS ESPECIAL
conforme entendimento do art. 66, § 3º, da

4
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

Relator: CONSELHEIRO qual noticiou a prática de 2177 processos


SEBASTIÃO TEJOTA de regularização de despesa no âmbito da
Auditor: CLAUDIO ANDRE ABREU Secretaria de Estado da Saúde entre 2006
COSTA e 2010, identificando, somente em 2011, de
Procurador: EDUARDO LUZ janeiro a outubro, 324 processos de
GONÇALVES compra direta sem licitação ou declaração
ACÓRDÃO formal de sua dispensa ou inexigibilidade,
EMENTA: Processo de Contas. Tomada de envolvendo o montante de R$
Contas Especial. Prescrição da pretensão 12.384.371,90 (doze milhões trezentos e
punitiva contada a partir da autuação do oitenta e quatro mil trezentos e setenta e
processo nesta Corte de Contas, um reais e noventa centavos), tendo o
observada a incidência de causa Relatório e Voto como partes integrantes
suspensiva ou interruptiva. Inocorrência. deste:
Chamamento ao processo de novos ACORDA
responsáveis. Indeferimento. Ausência de O TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO
dano concreto. Arquivamento. Não DE GOIÁS, pelo voto dos integrantes do
aplicação de multa. Tribunal Pleno, com fundamento no art. 66,
1) O prazo prescricional das Tomadas de § 3º, da Lei n.º 16.168/07 e suas
Contas Especiais deve ser aferido a partir alterações, em afastar a incidência das
da autuação nesta Corte de Contas, preliminares de prescrição e de
aplicando-se a regra do inciso I do art. 107- chamamento ao processo para, em decisão
A da Lei n.º 16.168/07 e suas alterações, terminativa, arquivar o processo por falta
observadas as causas de suspensão e de pressuposto para o desenvolvimento
interrupção previstas nos §§ 2º e 3º do válido e regular do processo, sem
mesmo artigo. Não havendo decisão de aplicação de multa, com devolução à
mérito, deve ser indeferido o pedido de origem.
aplicação de sanção pecuniária. Ao Serviço de Controle das Deliberações.
2) O chamamento ao processo de ex- Presentes os Conselheiros: Kennedy de
Secretários de Estado foge do escopo do Sousa Trindade (Presidente), Sebastião
objeto da fiscalização materializado no Joaquim Pereira Neto Tejota (Relator),
Relatório de Representação n.º 017/2011, Edson José Ferrari, Celmar Rech e
autos n.º 201100047003163, apreciado no Saulo Marques Mesquita. Representante
Acórdão n.º 983/2013 - Plenário, com do Ministério Público de Contas:
período temporal entre janeiro e outubro de Fernando dos Santos Carneiro. Sessão
2011. Plenária Ordinária Nº 1/2018. Processo
3) O chamamento ao processo dos julgado em: 17/01/2018.
servidores responsáveis pela instrução
processual das regularizações de despesa Processo - 201300010011182/101-02
deve ser indeferido, pois não participaram
da autorização da despesa sem licitação Acórdão 91/2018
(causa) e sim da instrução da indenização Processo n.º: 201300010011182
(efeito). Interessado: SECRETARIA DE
4) A existência do dano é pressuposto para ESTADO DA SAÚDE
o desenvolvimento válido e regular do Assunto: 101-02 - TOMADA
processo de Tomada de Contas Especial, DE CONTAS ESPECIAL
conforme entendimento do art. 66, § 3º, da Relator: CONSELHEIRO
Lei n.º 16.168/07 e suas alterações, sem o SEBASTIÃO TEJOTA
qual deve ser arquivado por decisão Auditor: CLAUDIO ANDRE ABREU
terminativa. Precedentes: Acórdão n.º COSTA
997/2017 - Plenário, de 08/03/2017 e Procurador: EDUARDO LUZ
Acórdão n.º 4241/2016 - Plenário, de GONÇALVES
14/12/2016. ACÓRDÃO
Vistos, oralmente expostos e discutidos os EMENTA: Processo de Contas. Tomada de
presentes Autos n.º 201300010011180, Contas Especial. Prescrição da pretensão
que trata de Tomada de Contas Especial punitiva contada a partir da autuação do
instaurada por determinação do Acórdão processo nesta Corte de Contas,
n.º 983/2013 - Plenário, cuja decisão observada a incidência de causa
adotada no processo de fiscalização de suspensiva ou interruptiva. Inocorrência.
autos n.º 201100047003163, objeto do Chamamento ao processo de novos
Relatório de Representação n.º 017/2011, o responsáveis. Indeferimento. Ausência de

5
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

dano concreto. Arquivamento. Não O TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO


aplicação de multa. DE GOIÁS, pelo voto dos integrantes do
1) O prazo prescricional das Tomadas de Tribunal Pleno, com fundamento no art. 66,
Contas Especiais deve ser aferido a partir § 3º, da Lei n.º 16.168/07 e suas
da autuação nesta Corte de Contas, alterações, em afastar a incidência das
aplicando-se a regra do inciso I do art. 107- preliminares de prescrição e de
A da Lei n.º 16.168/07 e suas alterações, chamamento ao processo para, em decisão
observadas as causas de suspensão e terminativa, arquivar o processo por falta
interrupção previstas nos §§ 2º e 3º do de pressuposto para o desenvolvimento
mesmo artigo. Não havendo decisão de válido e regular do processo, sem
mérito, deve ser indeferido o pedido de aplicação de multa, com devolução à
aplicação de sanção pecuniária. origem.
2) O chamamento ao processo de ex- Ao Serviço de Controle das Deliberações.
Secretários de Estado foge do escopo do Presentes os Conselheiros: Kennedy de
objeto da fiscalização materializado no Sousa Trindade (Presidente), Sebastião
Relatório de Representação n.º 017/2011, Joaquim Pereira Neto Tejota (Relator),
autos n.º 201100047003163, apreciado no Edson José Ferrari, Celmar Rech e
Acórdão n.º 983/2013 - Plenário, com Saulo Marques Mesquita. Representante
período temporal entre janeiro e outubro de do Ministério Público de Contas:
2011. Fernando dos Santos Carneiro. Sessão
3) O chamamento ao processo dos Plenária Ordinária Nº 1/2018. Processo
servidores responsáveis pela instrução julgado em: 17/01/2018.
processual das regularizações de despesa
deve ser indeferido, pois não participaram Processo - 201300010011188/101-02
da autorização da despesa sem licitação
(causa) e sim da instrução da indenização Acórdão 92/2018
(efeito). Processo n.º: 201300010011188
4) A existência do dano é pressuposto para Interessado: SECRETARIA DE
o desenvolvimento válido e regular do ESTADO DA SAÚDE
processo de Tomada de Contas Especial, Assunto: 101-02 - TOMADA
conforme entendimento do art. 66, § 3º, da DE CONTAS ESPECIAL
Lei n.º 16.168/07 e suas alterações, sem o Relator: CONSELHEIRO
qual deve ser arquivado por decisão SEBASTIÃO TEJOTA
terminativa. Precedentes: Acórdão n.º Auditor: CLAUDIO ANDRE ABREU
997/2017 - Plenário, de 08/03/2017 e COSTA
Acórdão n.º 4241/2016 - Plenário, de Procurador: EDUARDO LUZ
14/12/2016. GONÇALVES
Vistos, oralmente expostos e discutidos os ACÓRDÃO
presentes Autos n.º 201300010011182, EMENTA: Processo de Contas. Tomada de
que trata de Tomada de Contas Especial Contas Especial. Prescrição da pretensão
instaurada por determinação do Acórdão punitiva contada a partir da autuação do
n.º 983/2013 - Plenário, cuja decisão processo nesta Corte de Contas,
adotada no processo de fiscalização de observada a incidência de causa
autos n.º 201100047003163, objeto do suspensiva ou interruptiva. Inocorrência.
Relatório de Representação n.º 017/2011, o Chamamento ao processo de novos
qual noticiou a prática de 2177 processos responsáveis. Indeferimento. Ausência de
de regularização de despesa no âmbito da dano concreto. Arquivamento. Não
Secretaria de Estado da Saúde entre 2006 aplicação de multa.
e 2010, identificando, somente em 2011, de 1) O prazo prescricional das Tomadas de
janeiro a outubro, 324 processos de Contas Especiais deve ser aferido a partir
compra direta sem licitação ou declaração da autuação nesta Corte de Contas,
formal de sua dispensa ou inexigibilidade, aplicando-se a regra do inciso I do art. 107-
envolvendo o montante de R$ A da Lei n.º 16.168/07 e suas alterações,
12.384.371,90 (doze milhões trezentos e observadas as causas de suspensão e
oitenta e quatro mil trezentos e setenta e interrupção previstas nos §§ 2º e 3º do
um reais e noventa centavos), tendo o mesmo artigo. Não havendo decisão de
Relatório e Voto como partes integrantes mérito, deve ser indeferido o pedido de
deste: aplicação de sanção pecuniária.
ACORDA 2) O chamamento ao processo de ex-
Secretários de Estado foge do escopo do

6
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

objeto da fiscalização materializado no Joaquim Pereira Neto Tejota (Relator),


Relatório de Representação n.º 017/2011, Edson José Ferrari, Celmar Rech e
autos n.º 201100047003163, apreciado no Saulo Marques Mesquita. Representante
Acórdão n.º 983/2013 - Plenário, com do Ministério Público de Contas:
período temporal entre janeiro e outubro de Fernando dos Santos Carneiro. Sessão
2011. Plenária Ordinária Nº 1/2018. Processo
3) O chamamento ao processo dos julgado em: 17/01/2018.
servidores responsáveis pela instrução
processual das regularizações de despesa Processo - 201300010011192/101-02
deve ser indeferido, pois não participaram
da autorização da despesa sem licitação Acórdão 93/2018
(causa) e sim da instrução da indenização Processo n.º: 201300010011192
(efeito). Interessado: SECRETARIA DE
4) A existência do dano é pressuposto para ESTADO DA SAÚDE
o desenvolvimento válido e regular do Assunto: 101-02 - TOMADA
processo de Tomada de Contas Especial, DE CONTAS ESPECIAL
conforme entendimento do art. 66, § 3º, da Relator: CONSELHEIRO
Lei n.º 16.168/07 e suas alterações, sem o SEBASTIÃO TEJOTA
qual deve ser arquivado por decisão Auditor: CLAUDIO ANDRE ABREU
terminativa. Precedentes: Acórdão n.º COSTA
997/2017 - Plenário, de 08/03/2017 e Procurador: EDUARDO LUZ
Acórdão n.º 4241/2016 - Plenário, de GONÇALVES
14/12/2016. ACÓRDÃO
Vistos, oralmente expostos e discutidos os EMENTA: Processo de Contas. Tomada de
presentes Autos n.º 201300010011188, Contas Especial. Prescrição da pretensão
que trata de Tomada de Contas Especial punitiva contada a partir da autuação do
instaurada por determinação do Acórdão processo nesta Corte de Contas,
n.º 983/2013 - Plenário, cuja decisão observada a incidência de causa
adotada no processo de fiscalização de suspensiva ou interruptiva. Inocorrência.
autos n.º 201100047003163, objeto do Chamamento ao processo de novos
Relatório de Representação n.º 017/2011, o responsáveis. Indeferimento. Ausência de
qual noticiou a prática de 2177 processos dano concreto. Arquivamento. Não
de regularização de despesa no âmbito da aplicação de multa.
Secretaria de Estado da Saúde entre 2006 1) O prazo prescricional das Tomadas de
e 2010, identificando, somente em 2011, de Contas Especiais deve ser aferido a partir
janeiro a outubro, 324 processos de da autuação nesta Corte de Contas,
compra direta sem licitação ou declaração aplicando-se a regra do inciso I do art. 107-
formal de sua dispensa ou inexigibilidade, A da Lei n.º 16.168/07 e suas alterações,
envolvendo o montante de R$ observadas as causas de suspensão e
12.384.371,90 (doze milhões trezentos e interrupção previstas nos §§ 2º e 3º do
oitenta e quatro mil trezentos e setenta e mesmo artigo. Não havendo decisão de
um reais e noventa centavos), tendo o mérito, deve ser indeferido o pedido de
Relatório e Voto como partes integrantes aplicação de sanção pecuniária.
deste: 2) O chamamento ao processo de ex-
ACORDA Secretários de Estado foge do escopo do
O TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO objeto da fiscalização materializado no
DE GOIÁS, pelo voto dos integrantes do Relatório de Representação n.º 017/2011,
Tribunal Pleno, com fundamento no art. 66, autos n.º 201100047003163, apreciado no
§ 3º, da Lei n.º 16.168/07 e suas Acórdão n.º 983/2013 - Plenário, com
alterações, em afastar a incidência das período temporal entre janeiro e outubro de
preliminares de prescrição e de 2011.
chamamento ao processo para, em decisão 3) O chamamento ao processo dos
terminativa, arquivar o processo por falta servidores responsáveis pela instrução
de pressuposto para o desenvolvimento processual das regularizações de despesa
válido e regular do processo, sem deve ser indeferido, pois não participaram
aplicação de multa, com devolução à da autorização da despesa sem licitação
origem. (causa) e sim da instrução da indenização
Ao Serviço de Controle das Deliberações. (efeito).
Presentes os Conselheiros: Kennedy de 4) A existência do dano é pressuposto para
Sousa Trindade (Presidente), Sebastião o desenvolvimento válido e regular do

7
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

processo de Tomada de Contas Especial, Assunto: 101-02 - TOMADA


conforme entendimento do art. 66, § 3º, da DE CONTAS ESPECIAL
Lei n.º 16.168/07 e suas alterações, sem o Relator: CONSELHEIRO
qual deve ser arquivado por decisão SEBASTIÃO TEJOTA
terminativa. Precedentes: Acórdão n.º Auditor: CLAUDIO ANDRE ABREU
997/2017 - Plenário, de 08/03/2017 e COSTA
Acórdão n.º 4241/2016 - Plenário, de Procurador: EDUARDO LUZ
14/12/2016. GONÇALVES
Vistos, oralmente expostos e discutidos os ACÓRDÃO
presentes Autos n.º 201300010011192, EMENTA: Processo de Contas. Tomada de
que trata de Tomada de Contas Especial Contas Especial. Prescrição da pretensão
instaurada por determinação do Acórdão punitiva contada a partir da autuação do
n.º 983/2013 - Plenário, cuja decisão processo nesta Corte de Contas,
adotada no processo de fiscalização de observada a incidência de causa
autos n.º 201100047003163, objeto do suspensiva ou interruptiva. Inocorrência.
Relatório de Representação n.º 017/2011, o Chamamento ao processo de novos
qual noticiou a prática de 2177 processos responsáveis. Indeferimento. Ausência de
de regularização de despesa no âmbito da dano concreto. Arquivamento. Não
Secretaria de Estado da Saúde entre 2006 aplicação de multa.
e 2010, identificando, somente em 2011, de 1) O prazo prescricional das Tomadas de
janeiro a outubro, 324 processos de Contas Especiais deve ser aferido a partir
compra direta sem licitação ou declaração da autuação nesta Corte de Contas,
formal de sua dispensa ou inexigibilidade, aplicando-se a regra do inciso I do art. 107-
envolvendo o montante de R$ A da Lei n.º 16.168/07 e suas alterações,
12.384.371,90 (doze milhões trezentos e observadas as causas de suspensão e
oitenta e quatro mil trezentos e setenta e interrupção previstas nos §§ 2º e 3º do
um reais e noventa centavos), tendo o mesmo artigo. Não havendo decisão de
Relatório e Voto como partes integrantes mérito, deve ser indeferido o pedido de
deste: aplicação de sanção pecuniária.
ACORDA 2) O chamamento ao processo de ex-
O TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO Secretários de Estado foge do escopo do
DE GOIÁS, pelo voto dos integrantes do objeto da fiscalização materializado no
Tribunal Pleno, com fundamento no art. 66, Relatório de Representação n.º 017/2011,
§ 3º, da Lei n.º 16.168/07 e suas autos n.º 201100047003163, apreciado no
alterações, em afastar a incidência das Acórdão n.º 983/2013 - Plenário, com
preliminares de prescrição e de período temporal entre janeiro e outubro de
chamamento ao processo para, em decisão 2011.
terminativa, arquivar o processo por falta 3) O chamamento ao processo dos
de pressuposto para o desenvolvimento servidores responsáveis pela instrução
válido e regular do processo, sem processual das regularizações de despesa
aplicação de multa, com devolução à deve ser indeferido, pois não participaram
origem. da autorização da despesa sem licitação
Ao Serviço de Controle das Deliberações. (causa) e sim da instrução da indenização
Presentes os Conselheiros: Kennedy de (efeito).
Sousa Trindade (Presidente), Sebastião 4) A existência do dano é pressuposto para
Joaquim Pereira Neto Tejota (Relator), o desenvolvimento válido e regular do
Edson José Ferrari, Celmar Rech e processo de Tomada de Contas Especial,
Saulo Marques Mesquita. Representante conforme entendimento do art. 66, § 3º, da
do Ministério Público de Contas: Lei n.º 16.168/07 e suas alterações, sem o
Fernando dos Santos Carneiro. Sessão qual deve ser arquivado por decisão
Plenária Ordinária Nº 1/2018. Processo terminativa. Precedentes: Acórdão n.º
julgado em: 17/01/2018. 997/2017 - Plenário, de 08/03/2017 e
Acórdão n.º 4241/2016 - Plenário, de
Processo - 201300010011197/101-02 14/12/2016.
Vistos, oralmente expostos e discutidos os
Acórdão 94/2018 presentes Autos n.º 201300010011197,
Processo n.º: 201300010011197 que trata de Tomada de Contas Especial
Interessado: SECRETARIA DE instaurada por determinação do Acórdão
ESTADO DA SAÚDE n.º 983/2013 - Plenário, cuja decisão
adotada no processo de fiscalização de

8
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

autos n.º 201100047003163, objeto do Chamamento ao processo de novos


Relatório de Representação n.º 017/2011, o responsáveis. Indeferimento. Ausência de
qual noticiou a prática de 2177 processos dano concreto. Arquivamento. Não
de regularização de despesa no âmbito da aplicação de multa.
Secretaria de Estado da Saúde entre 2006 1) O prazo prescricional das Tomadas de
e 2010, identificando, somente em 2011, de Contas Especiais deve ser aferido a partir
janeiro a outubro, 324 processos de da autuação nesta Corte de Contas,
compra direta sem licitação ou declaração aplicando-se a regra do inciso I do art. 107-
formal de sua dispensa ou inexigibilidade, A da Lei n.º 16.168/07 e suas alterações,
envolvendo o montante de R$ observadas as causas de suspensão e
12.384.371,90 (doze milhões trezentos e interrupção previstas nos §§ 2º e 3º do
oitenta e quatro mil trezentos e setenta e mesmo artigo. Não havendo decisão de
um reais e noventa centavos), tendo o mérito, deve ser indeferido o pedido de
Relatório e Voto como partes integrantes aplicação de sanção pecuniária.
deste: 2) O chamamento ao processo de ex-
ACORDA Secretários de Estado foge do escopo do
O TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO objeto da fiscalização materializado no
DE GOIÁS, pelo voto dos integrantes do Relatório de Representação n.º 017/2011,
Tribunal Pleno, com fundamento no art. 66, autos n.º 201100047003163, apreciado no
§ 3º, da Lei n.º 16.168/07 e suas Acórdão n.º 983/2013 - Plenário, com
alterações, em afastar a incidência das período temporal entre janeiro e outubro de
preliminares de prescrição e de 2011.
chamamento ao processo para, em decisão 3) O chamamento ao processo dos
terminativa, arquivar o processo por falta servidores responsáveis pela instrução
de pressuposto para o desenvolvimento processual das regularizações de despesa
válido e regular do processo, sem deve ser indeferido, pois não participaram
aplicação de multa, com devolução à da autorização da despesa sem licitação
origem. (causa) e sim da instrução da indenização
Ao Serviço de Controle das Deliberações. (efeito).
Presentes os Conselheiros: Kennedy de 4) A existência do dano é pressuposto para
Sousa Trindade (Presidente), Sebastião o desenvolvimento válido e regular do
Joaquim Pereira Neto Tejota (Relator), processo de Tomada de Contas Especial,
Edson José Ferrari, Celmar Rech e conforme entendimento do art. 66, § 3º, da
Saulo Marques Mesquita. Representante Lei n.º 16.168/07 e suas alterações, sem o
do Ministério Público de Contas: qual deve ser arquivado por decisão
Fernando dos Santos Carneiro. Sessão terminativa. Precedentes: Acórdão n.º
Plenária Ordinária Nº 1/2018. Processo 997/2017 - Plenário, de 08/03/2017 e
julgado em: 17/01/2018. Acórdão n.º 4241/2016 - Plenário, de
14/12/2016.
Processo - 201300010011200/101-02 Vistos, oralmente expostos e discutidos os
presentes Autos n.º 201300010011200,
Acórdão 95/2018 que trata de Tomada de Contas Especial
Processo n.º: 201300010011200 instaurada por determinação do Acórdão
Interessado: SECRETARIA DE n.º 983/2013 - Plenário, cuja decisão
ESTADO DA SAÚDE adotada no processo de fiscalização de
Assunto: 101-02 - TOMADA autos n.º 201100047003163, objeto do
DE CONTAS ESPECIAL Relatório de Representação n.º 017/2011, o
Relator: CONSELHEIRO qual noticiou a prática de 2177 processos
SEBASTIÃO TEJOTA de regularização de despesa no âmbito da
Auditor: CLAUDIO ANDRE ABREU Secretaria de Estado da Saúde entre 2006
COSTA e 2010, identificando, somente em 2011, de
Procurador: MAISA DE CASTRO janeiro a outubro, 324 processos de
SOUSA BARBOSA compra direta sem licitação ou declaração
ACÓRDÃO formal de sua dispensa ou inexigibilidade,
EMENTA: Processo de Contas. Tomada de envolvendo o montante de R$
Contas Especial. Prescrição da pretensão 12.384.371,90 (doze milhões trezentos e
punitiva contada a partir da autuação do oitenta e quatro mil trezentos e setenta e
processo nesta Corte de Contas, um reais e noventa centavos), tendo o
observada a incidência de causa Relatório e Voto como partes integrantes
suspensiva ou interruptiva. Inocorrência. deste:

9
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

ACORDA 2) O chamamento ao processo de ex-


O TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO Secretários de Estado foge do escopo do
DE GOIÁS, pelo voto dos integrantes do objeto da fiscalização materializado no
Tribunal Pleno, com fundamento no art. 66, Relatório de Representação n.º 017/2011,
§ 3º, da Lei n.º 16.168/07 e suas autos n.º 201100047003163, apreciado no
alterações, em afastar a incidência das Acórdão n.º 983/2013 - Plenário, com
preliminares de prescrição e de período temporal entre janeiro e outubro de
chamamento ao processo para, em decisão 2011.
terminativa, arquivar o processo por falta 3) O chamamento ao processo dos
de pressuposto para o desenvolvimento servidores responsáveis pela instrução
válido e regular do processo, sem processual das regularizações de despesa
aplicação de multa, com devolução à deve ser indeferido, pois não participaram
origem. da autorização da despesa sem licitação
Ao Serviço de Controle das Deliberações. (causa) e sim da instrução da indenização
Presentes os Conselheiros: Kennedy de (efeito).
Sousa Trindade (Presidente), Sebastião 4) A existência do dano é pressuposto para
Joaquim Pereira Neto Tejota (Relator), o desenvolvimento válido e regular do
Edson José Ferrari, Celmar Rech e processo de Tomada de Contas Especial,
Saulo Marques Mesquita. Representante conforme entendimento do art. 66, § 3º, da
do Ministério Público de Contas: Lei n.º 16.168/07 e suas alterações, sem o
Fernando dos Santos Carneiro. Sessão qual deve ser arquivado por decisão
Plenária Ordinária Nº 1/2018. Processo terminativa. Precedentes: Acórdão n.º
julgado em: 17/01/2018. 997/2017 - Plenário, de 08/03/2017 e
Acórdão n.º 4241/2016 - Plenário, de
Processo - 201300010012688/101-02 14/12/2016.
Vistos, oralmente expostos e discutidos os
Acórdão 96/2018 presentes Autos n.º 201300010012688,
Processo n.º: 201300010012688 que trata de Tomada de Contas Especial
Interessado: SECRETARIA DE instaurada por determinação do Acórdão
ESTADO DA SAÚDE n.º 983/2013 - Plenário, cuja decisão
Assunto: 101-02 - TOMADA adotada no processo de fiscalização de
DE CONTAS ESPECIAL autos n.º 201100047003163, objeto do
Relator: CONSELHEIRO Relatório de Representação n.º 017/2011, o
SEBASTIÃO TEJOTA qual noticiou a prática de 2177 processos
Auditor: CLAUDIO ANDRE ABREU de regularização de despesa no âmbito da
COSTA Secretaria de Estado da Saúde entre 2006
Procurador: MAISA DE CASTRO e 2010, identificando, somente em 2011, de
SOUSA BARBOSA janeiro a outubro, 324 processos de
ACÓRDÃO compra direta sem licitação ou declaração
EMENTA: Processo de Contas. Tomada de formal de sua dispensa ou inexigibilidade,
Contas Especial. Prescrição da pretensão envolvendo o montante de R$
punitiva contada a partir da autuação do 12.384.371,90 (doze milhões trezentos e
processo nesta Corte de Contas, oitenta e quatro mil trezentos e setenta e
observada a incidência de causa um reais e noventa centavos), tendo o
suspensiva ou interruptiva. Inocorrência. Relatório e Voto como partes integrantes
Chamamento ao processo de novos deste:
responsáveis. Indeferimento. Ausência de ACORDA
dano concreto. Arquivamento. Não O TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO
aplicação de multa. DE GOIÁS, pelo voto dos integrantes do
1) O prazo prescricional das Tomadas de Tribunal Pleno, com fundamento no art. 66,
Contas Especiais deve ser aferido a partir § 3º, da Lei n.º 16.168/07 e suas
da autuação nesta Corte de Contas, alterações, em afastar a incidência das
aplicando-se a regra do inciso I do art. 107- preliminares de prescrição e de
A da Lei n.º 16.168/07 e suas alterações, chamamento ao processo para, em decisão
observadas as causas de suspensão e terminativa, arquivar o processo por falta
interrupção previstas nos §§ 2º e 3º do de pressuposto para o desenvolvimento
mesmo artigo. Não havendo decisão de válido e regular do processo, sem
mérito, deve ser indeferido o pedido de aplicação de multa, com devolução à
aplicação de sanção pecuniária. origem.
Ao Serviço de Controle das Deliberações.

10
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

Presentes os Conselheiros: Kennedy de 4) A existência do dano é pressuposto para


Sousa Trindade (Presidente), Sebastião o desenvolvimento válido e regular do
Joaquim Pereira Neto Tejota (Relator), processo de Tomada de Contas Especial,
Edson José Ferrari, Celmar Rech e conforme entendimento do art. 66, § 3º, da
Saulo Marques Mesquita. Representante Lei n.º 16.168/07 e suas alterações, sem o
do Ministério Público de Contas: qual deve ser arquivado por decisão
Fernando dos Santos Carneiro. Sessão terminativa. Precedentes: Acórdão n.º
Plenária Ordinária Nº 1/2018. Processo 997/2017 - Plenário, de 08/03/2017 e
julgado em: 17/01/2018. Acórdão n.º 4241/2016 - Plenário, de
14/12/2016.
Processo - 201300010012797/101-02 Vistos, oralmente expostos e discutidos os
presentes Autos n.º 201300010012797,
Acórdão 97/2018 que trata de Tomada de Contas Especial
Processo n.º: 201300010012797 instaurada por determinação do Acórdão
Interessado: SECRETARIA DE n.º 983/2013 - Plenário, cuja decisão
ESTADO DA SAÚDE adotada no processo de fiscalização de
Assunto: 101-02 - TOMADA DE autos n.º 201100047003163, objeto do
CONTAS ESPECIAL Relatório de Representação n.º 017/2011, o
Relator: CONSELHEIRO qual noticiou a prática de 2177 processos
SEBASTIÃO TEJOTA de regularização de despesa no âmbito da
Auditor: CLAUDIO ANDRE ABREU COSTA Secretaria de Estado da Saúde entre 2006
Procurador: MAISA DE CASTRO e 2010, identificando, somente em 2011, de
SOUSA BARBOSA janeiro a outubro, 324 processos de
ACÓRDÃO compra direta sem licitação ou declaração
EMENTA: Processo de Contas. Tomada de formal de sua dispensa ou inexigibilidade,
Contas Especial. Prescrição da pretensão envolvendo o montante de R$
punitiva contada a partir da autuação do 12.384.371,90 (doze milhões trezentos e
processo nesta Corte de Contas, oitenta e quatro mil trezentos e setenta e
observada a incidência de causa um reais e noventa centavos), tendo o
suspensiva ou interruptiva. Inocorrência. Relatório e Voto como partes integrantes
Chamamento ao processo de novos deste:
responsáveis. Indeferimento. Ausência de ACORDA
dano concreto. Arquivamento. Não O TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO
aplicação de multa. DE GOIÁS, pelo voto dos integrantes do
1) O prazo prescricional das Tomadas de Tribunal Pleno, com fundamento no art. 66,
Contas Especiais deve ser aferido a partir § 3º, da Lei n.º 16.168/07 e suas
da autuação nesta Corte de Contas, alterações, em afastar a incidência das
aplicando-se a regra do inciso I do art. 107- preliminares de prescrição e de
A da Lei n.º 16.168/07 e suas alterações, chamamento ao processo para, em decisão
observadas as causas de suspensão e terminativa, arquivar o processo por falta
interrupção previstas nos §§ 2º e 3º do de pressuposto para o desenvolvimento
mesmo artigo. Não havendo decisão de válido e regular do processo, sem
mérito, deve ser indeferido o pedido de aplicação de multa, com devolução à
aplicação de sanção pecuniária. origem.
2) O chamamento ao processo de ex- Ao Serviço de Controle das Deliberações.
Secretários de Estado foge do escopo do Presentes os Conselheiros: Kennedy de
objeto da fiscalização materializado no Sousa Trindade (Presidente), Sebastião
Relatório de Representação n.º 017/2011, Joaquim Pereira Neto Tejota (Relator),
autos n.º 201100047003163, apreciado no Edson José Ferrari, Celmar Rech e
Acórdão n.º 983/2013 - Plenário, com Saulo Marques Mesquita. Representante
período temporal entre janeiro e outubro de do Ministério Público de Contas:
2011. Fernando dos Santos Carneiro. Sessão
3) O chamamento ao processo dos Plenária Ordinária Nº 1/2018. Processo
servidores responsáveis pela instrução julgado em: 17/01/2018.
processual das regularizações de despesa
deve ser indeferido, pois não participaram Processo - 201300010012892/101-02
da autorização da despesa sem licitação
(causa) e sim da instrução da indenização Acórdão 98/2018
(efeito). Processo n.º: 201300010012892

11
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

Interessado: SECRETARIA DE n.º 983/2013 - Plenário, cuja decisão


ESTADO DA SAÚDE adotada no processo de fiscalização de
Assunto: 101-02 - TOMADA autos n.º 201100047003163, objeto do
DE CONTAS ESPECIAL Relatório de Representação n.º 017/2011, o
Relator: CONSELHEIRO qual noticiou a prática de 2177 processos
SEBASTIÃO TEJOTA de regularização de despesa no âmbito da
Auditor: CLAUDIO ANDRE ABREU Secretaria de Estado da Saúde entre 2006
COSTA e 2010, identificando, somente em 2011, de
Procurador: EDUARDO LUZ janeiro a outubro, 324 processos de
GONÇALVES compra direta sem licitação ou declaração
ACÓRDÃO formal de sua dispensa ou inexigibilidade,
EMENTA: Processo de Contas. Tomada de envolvendo o montante de R$
Contas Especial. Prescrição da pretensão 12.384.371,90 (doze milhões trezentos e
punitiva contada a partir da autuação do oitenta e quatro mil trezentos e setenta e
processo nesta Corte de Contas, um reais e noventa centavos), tendo o
observada a incidência de causa Relatório e Voto como partes integrantes
suspensiva ou interruptiva. Inocorrência. deste:
Chamamento ao processo de novos ACORDA O TRIBUNAL DE CONTAS DO
responsáveis. Indeferimento. Ausência de ESTADO DE GOIÁS, pelo voto dos
dano concreto. Arquivamento. Não integrantes do Tribunal Pleno, com
aplicação de multa. fundamento no art. 66, § 3º, da Lei n.º
1) O prazo prescricional das Tomadas de 16.168/07 e suas alterações, em afastar a
Contas Especiais deve ser aferido a partir incidência das preliminares de prescrição e
da autuação nesta Corte de Contas, de chamamento ao processo para, em
aplicando-se a regra do inciso I do art. 107- decisão terminativa, arquivar o processo
A da Lei n.º 16.168/07 e suas alterações, por falta de pressuposto para o
observadas as causas de suspensão e desenvolvimento válido e regular do
interrupção previstas nos §§ 2º e 3º do processo, sem aplicação de multa, com
mesmo artigo. Não havendo decisão de devolução à origem.
mérito, deve ser indeferido o pedido de Ao Serviço de Controle das Deliberações.
aplicação de sanção pecuniária. Presentes os Conselheiros: Kennedy de
2) O chamamento ao processo de ex- Sousa Trindade (Presidente), Sebastião
Secretários de Estado foge do escopo do Joaquim Pereira Neto Tejota (Relator),
objeto da fiscalização materializado no Edson José Ferrari, Celmar Rech e
Relatório de Representação n.º 017/2011, Saulo Marques Mesquita. Representante
autos n.º 201100047003163, apreciado no do Ministério Público de Contas:
Acórdão n.º 983/2013 - Plenário, com Fernando dos Santos Carneiro. Sessão
período temporal entre janeiro e outubro de Plenária Ordinária Nº 1/2018. Processo
2011. julgado em: 17/01/2018.
3) O chamamento ao processo dos
servidores responsáveis pela instrução Processo - 201300010014578/101-02
processual das regularizações de despesa
deve ser indeferido, pois não participaram Acórdão 99/2018
da autorização da despesa sem licitação Processo n.º: 201300010014578
(causa) e sim da instrução da indenização Interessado: SECRETARIA DE
(efeito). ESTADO DA SAÚDE
4) A existência do dano é pressuposto para Assunto: 101-02 - TOMADA
o desenvolvimento válido e regular do DE CONTAS ESPECIAL
processo de Tomada de Contas Especial, Relator: CONSELHEIRO
conforme entendimento do art. 66, § 3º, da SEBASTIÃO TEJOTA
Lei n.º 16.168/07 e suas alterações, sem o Auditor: CLAUDIO ANDRE ABREU
qual deve ser arquivado por decisão COSTA
terminativa. Precedentes: Acórdão n.º Procurador: MAISA DE CASTRO
997/2017 - Plenário, de 08/03/2017 e SOUSA BARBOSA
Acórdão n.º 4241/2016 - Plenário, de ACÓRDÃO
14/12/2016. EMENTA: Processo de Contas. Tomada de
Vistos, oralmente expostos e discutidos os Contas Especial. Prescrição da pretensão
presentes Autos n.º 201300010012892, punitiva contada a partir da autuação do
que trata de Tomada de Contas Especial processo nesta Corte de Contas,
instaurada por determinação do Acórdão observada a incidência de causa

12
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

suspensiva ou interruptiva. Inocorrência. Relatório e Voto como partes integrantes


Chamamento ao processo de novos deste:
responsáveis. Indeferimento. Ausência de ACORDA O TRIBUNAL DE CONTAS DO
dano concreto. Arquivamento. Não ESTADO DE GOIÁS, pelo voto dos
aplicação de multa. integrantes do Tribunal Pleno, com
1) O prazo prescricional das Tomadas de fundamento no art. 66, § 3º, da Lei n.º
Contas Especiais deve ser aferido a partir 16.168/07 e suas alterações, em afastar a
da autuação nesta Corte de Contas, incidência das preliminares de prescrição e
aplicando-se a regra do inciso I do art. 107- de chamamento ao processo para, em
A da Lei n.º 16.168/07 e suas alterações, decisão terminativa, arquivar o processo
observadas as causas de suspensão e por falta de pressuposto para o
interrupção previstas nos §§ 2º e 3º do desenvolvimento válido e regular do
mesmo artigo. Não havendo decisão de processo, sem aplicação de multa, com
mérito, deve ser indeferido o pedido de devolução à origem.
aplicação de sanção pecuniária. Ao Serviço de Controle das Deliberações.
2) O chamamento ao processo de ex- Presentes os Conselheiros: Kennedy de
Secretários de Estado foge do escopo do Sousa Trindade (Presidente), Sebastião
objeto da fiscalização materializado no Joaquim Pereira Neto Tejota (Relator),
Relatório de Representação n.º 017/2011, Edson José Ferrari, Celmar Rech e
autos n.º 201100047003163, apreciado no Saulo Marques Mesquita. Representante
Acórdão n.º 983/2013 - Plenário, com do Ministério Público de Contas:
período temporal entre janeiro e outubro de Fernando dos Santos Carneiro. Sessão
2011. Plenária Ordinária Nº 1/2018. Processo
3) O chamamento ao processo dos julgado em: 17/01/2018.
servidores responsáveis pela instrução
processual das regularizações de despesa Processo - 201400010003609/101-02
deve ser indeferido, pois não participaram
da autorização da despesa sem licitação Acórdão 100/2018
(causa) e sim da instrução da indenização Processo n.º: 201400010003609
(efeito). Interessado: SECRETARIA DE
4) A existência do dano é pressuposto para ESTADO DA SAÚDE
o desenvolvimento válido e regular do Assunto: 101-02 - TOMADA
processo de Tomada de Contas Especial, DE CONTAS ESPECIAL
conforme entendimento do art. 66, § 3º, da Relator: CONSELHEIRO
Lei n.º 16.168/07 e suas alterações, sem o SEBASTIÃO TEJOTA
qual deve ser arquivado por decisão Auditor: CLAUDIO ANDRE ABREU
terminativa. Precedentes: Acórdão n.º COSTA
997/2017 - Plenário, de 08/03/2017 e Procurador: MAISA DE CASTRO
Acórdão n.º 4241/2016 - Plenário, de SOUSA BARBOSA
14/12/2016. ACÓRDÃO
Vistos, oralmente expostos e discutidos os EMENTA: Processo de Contas. Tomada de
presentes Autos n.º 201300010014578, Contas Especial. Prescrição da pretensão
que trata de Tomada de Contas Especial punitiva contada a partir da autuação do
instaurada por determinação do Acórdão processo nesta Corte de Contas,
n.º 983/2013 - Plenário, cuja decisão observada a incidência de causa
adotada no processo de fiscalização de suspensiva ou interruptiva. Inocorrência.
autos n.º 201100047003163, objeto do Chamamento ao processo de novos
Relatório de Representação n.º 017/2011, o responsáveis. Indeferimento. Ausência de
qual noticiou a prática de 2177 processos dano concreto. Arquivamento. Não
de regularização de despesa no âmbito da aplicação de multa.
Secretaria de Estado da Saúde entre 2006 1) O prazo prescricional das Tomadas de
e 2010, identificando, somente em 2011, de Contas Especiais deve ser aferido a partir
janeiro a outubro, 324 processos de da autuação nesta Corte de Contas,
compra direta sem licitação ou declaração aplicando-se a regra do inciso I do art. 107-
formal de sua dispensa ou inexigibilidade, A da Lei n.º 16.168/07 e suas alterações,
envolvendo o montante de R$ observadas as causas de suspensão e
12.384.371,90 (doze milhões trezentos e interrupção previstas nos §§ 2º e 3º do
oitenta e quatro mil trezentos e setenta e mesmo artigo. Não havendo decisão de
um reais e noventa centavos), tendo o mérito, deve ser indeferido o pedido de
aplicação de sanção pecuniária.

13
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

2) O chamamento ao processo de ex- Presentes os Conselheiros: Kennedy de


Secretários de Estado foge do escopo do Sousa Trindade (Presidente), Sebastião
objeto da fiscalização materializado no Joaquim Pereira Neto Tejota (Relator),
Relatório de Representação n.º 017/2011, Edson José Ferrari, Celmar Rech e
autos n.º 201100047003163, apreciado no Saulo Marques Mesquita. Representante
Acórdão n.º 983/2013 - Plenário, com do Ministério Público de Contas:
período temporal entre janeiro e outubro de Fernando dos Santos Carneiro. Sessão
2011. Plenária Ordinária Nº 1/2018. Processo
3) O chamamento ao processo dos julgado em: 17/01/2018.
servidores responsáveis pela instrução
processual das regularizações de despesa Processo - 201400010017075/101-02
deve ser indeferido, pois não participaram
da autorização da despesa sem licitação Acórdão 101/2018
(causa) e sim da instrução da indenização Processo n.º: 201400010017075
(efeito). Interessado: SECRETARIA DE
4) A existência do dano é pressuposto para ESTADO DA SAÚDE
o desenvolvimento válido e regular do Assunto: 101-02 - TOMADA
processo de Tomada de Contas Especial, DE CONTAS ESPECIAL
conforme entendimento do art. 66, § 3º, da Relator: CONSELHEIRO
Lei n.º 16.168/07 e suas alterações, sem o SEBASTIÃO TEJOTA
qual deve ser arquivado por decisão Auditor: CLAUDIO ANDRE ABREU
terminativa. Precedentes: Acórdão n.º COSTA
997/2017 - Plenário, de 08/03/2017 e Procurador: EDUARDO LUZ
Acórdão n.º 4241/2016 - Plenário, de GONÇALVES
14/12/2016. ACÓRDÃO
Vistos, oralmente expostos e discutidos os EMENTA: Processo de Contas. Tomada de
presentes Autos n.º 201400010003609, Contas Especial. Prescrição da pretensão
que trata de Tomada de Contas Especial punitiva contada a partir da autuação do
instaurada por determinação do Acórdão processo nesta Corte de Contas,
n.º 983/2013 - Plenário, cuja decisão observada a incidência de causa
adotada no processo de fiscalização de suspensiva ou interruptiva. Inocorrência.
autos n.º 201100047003163, objeto do Chamamento ao processo de novos
Relatório de Representação n.º 017/2011, o responsáveis. Indeferimento. Ausência de
qual noticiou a prática de 2177 processos dano concreto. Arquivamento. Não
de regularização de despesa no âmbito da aplicação de multa.
Secretaria de Estado da Saúde entre 2006 1) O prazo prescricional das Tomadas de
e 2010, identificando, somente em 2011, de Contas Especiais deve ser aferido a partir
janeiro a outubro, 324 processos de da autuação nesta Corte de Contas,
compra direta sem licitação ou declaração aplicando-se a regra do inciso I do art. 107-
formal de sua dispensa ou inexigibilidade, A da Lei n.º 16.168/07 e suas alterações,
envolvendo o montante de R$ observadas as causas de suspensão e
12.384.371,90 (doze milhões trezentos e interrupção previstas nos §§ 2º e 3º do
oitenta e quatro mil trezentos e setenta e mesmo artigo. Não havendo decisão de
um reais e noventa centavos), tendo o mérito, deve ser indeferido o pedido de
Relatório e Voto como partes integrantes aplicação de sanção pecuniária.
deste: 2) O chamamento ao processo de ex-
ACORDA O TRIBUNAL DE CONTAS DO Secretários de Estado foge do escopo do
ESTADO DE GOIÁS, pelo voto dos objeto da fiscalização materializado no
integrantes do Tribunal Pleno, com Relatório de Representação n.º 017/2011,
fundamento no art. 66, § 3º, da Lei n.º autos n.º 201100047003163, apreciado no
16.168/07 e suas alterações, em afastar a Acórdão n.º 983/2013 - Plenário, com
incidência das preliminares de prescrição e período temporal entre janeiro e outubro de
de chamamento ao processo para, em 2011.
decisão terminativa, arquivar o processo 3) O chamamento ao processo dos
por falta de pressuposto para o servidores responsáveis pela instrução
desenvolvimento válido e regular do processual das regularizações de despesa
processo, sem aplicação de multa, com deve ser indeferido, pois não participaram
devolução à origem. da autorização da despesa sem licitação
Ao Serviço de Controle das Deliberações. (causa) e sim da instrução da indenização
(efeito).

14
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

4) A existência do dano é pressuposto para INTERESSADO : Quarta Divisão de


o desenvolvimento válido e regular do Fiscalização - 4ªdf Tce
processo de Tomada de Contas Especial, ASSUNTO :301-PROCESSOS DE
conforme entendimento do art. 66, § 3º, da FISCALIZAÇÃO - ATOS-INSPEÇÃO
Lei n.º 16.168/07 e suas alterações, sem o RELATOR :Sebastião Joaquim Pereira
qual deve ser arquivado por decisão Neto Tejota
terminativa. Precedentes: Acórdão n.º AUDITOR:Flávio Lúcio Rodrigues da Silva
997/2017 - Plenário, de 08/03/2017 e PROCURADOR:Eduardo Luz Gonçalves
Acórdão n.º 4241/2016 - Plenário, de ACORDÃO
14/12/2016. EMENTA: Processo de fiscalização.
Vistos, oralmente expostos e discutidos os Representação. Origem interna.
presentes Autos n.º 201400010017075, Desenquadramento dos Fundos Rotativos
que trata de Tomada de Contas Especial às diretrizes da Lei Complementar n.º
instaurada por determinação do Acórdão 64/2008. Procedência. Determinação.
n.º 983/2013 - Plenário, cuja decisão Vistos, oralmente expostos e discutidos os
adotada no processo de fiscalização de presentes Autos n.º
autos n.º 201100047003163, objeto do 200900047001028/301, que trata de
Relatório de Representação n.º 017/2011, o representação formulada pela então 4ª
qual noticiou a prática de 2177 processos Divisão de Fiscalização acerca do
de regularização de despesa no âmbito da desenquadramento dos Fundos Rotativos
Secretaria de Estado da Saúde entre 2006 da Lei Complementar n.º 64/2008, cujo
e 2010, identificando, somente em 2011, de relatório e voto são partes integrantes
janeiro a outubro, 324 processos de deste:
compra direta sem licitação ou declaração ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO
formal de sua dispensa ou inexigibilidade, ESTADO DE GOIÁS, pelos votos dos
envolvendo o montante de R$ integrantes do Tribunal Pleno, pela
12.384.371,90 (doze milhões trezentos e procedência da representação para
oitenta e quatro mil trezentos e setenta e determinar que se oficie a Secretaria de
um reais e noventa centavos), tendo o Estado da Casa Civil e a Procuradoria
Relatório e Voto como partes integrantes Geral do Estado, para promoverem as
deste: devidas adequações aos textos legais à Lei
ACORDA O TRIBUNAL DE CONTAS DO Complementar n.º 64/2008:
ESTADO DE GOIÁS, pelo voto dos a) Lei nº. 17.925, de 27/12/2012, que
integrantes do Tribunal Pleno, com dispõe sobre a criação de vinte e dois
fundamento no art. 66, § 3º, da Lei n.º fundos rotativos da Agência Goiana de
16.168/07 e suas alterações, em afastar a Defesa Agropecuária (AGRODEFESA);
incidência das preliminares de prescrição e b) Lei nº. 16.432, de 16/12/2008, que
de chamamento ao processo para, em revigorou e convalidou o Fundo Rotativo da
decisão terminativa, arquivar o processo Goiás Turismo - Agência Estadual de
por falta de pressuposto para o Turismo;
desenvolvimento válido e regular do c) Lei 16.932, de 12/03/2010, que revigorou
processo, sem aplicação de multa, com e convalidou o Fundo Rotativo da
devolução à origem. Secretaria de Agricultura, Pecuária e
Ao Serviço de Controle das Deliberações. Abastecimento criado pela Lei nº 14.659,
Presentes os Conselheiros: Kennedy de de 08/01/2004;
Sousa Trindade (Presidente), Sebastião d) Lei nº. 14.904/2004, que convalidou e
Joaquim Pereira Neto Tejota (Relator), revigorou, dentre outros, o fundo rotativo da
Edson José Ferrari, Celmar Rech e Agência Goiana de Desenvolvimento
Saulo Marques Mesquita. Representante Industrial.
do Ministério Público de Contas: Oficiar a Agência Goiana de Defesa
Fernando dos Santos Carneiro. Sessão Agropecuária, a Goiás Turismo, a
Plenária Ordinária Nº 1/2018. Processo Secretaria de Estado de Desenvolvimento
julgado em: 17/01/2018. Econômico, Científico e Tecnológico e de
Agricultura, Pecuária e Irrigação e a
Processo - 200900047001028/301 CODEGO - Companhia de
Desenvolvimento Econômico de Goiás para
Acórdão 102/2018 que adotem as medidas necessárias à
Processo n.º : 200900047001028/301 adequação legislativa, sob pena de
ÓRGÃO : Tribunal de proibição do uso dos fundos rotativos
Contas do Estado de Goias desenquadrados.

15
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

Ao Serviço de Controle das Deliberações. Fernando dos Santos Carneiro. Sessão


Presentes os Conselheiros: Kennedy de Plenária Ordinária Nº 1/2018. Processo
Sousa Trindade (Presidente), Sebastião julgado em: 17/01/2018.
Joaquim Pereira Neto Tejota (Relator),
Edson José Ferrari, Celmar Rech e Processo - 15126250/402-03
Saulo Marques Mesquita. Representante
do Ministério Público de Contas: Acórdão 104/2018
Fernando dos Santos Carneiro. Sessão PROCESSO Nº : 15126250
Plenária Ordinária Nº 1/2018. Processo ORIGEM: SECRETARIA DE
julgado em: 17/01/2018. DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO,
CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO E DE
Processo - 200600047003730/304-01 AGRICULTURA, PECUÁRIA E
IRRIGAÇÃO
Acórdão 103/2018 INTERESSADO: MUNICÍPIO DE
PROCESSO N.º: 200600047003730 DAMIANÓPOLIS
ORIGEM : TRIBUNAL DE CONTAS ASSUNTO: TOMADA DE CONTAS
DO ESTADO DE GOIÁS ESPECIAL
INTERESSADO : SEGUNDA RELATOR: CONSELHEIRO SEBASTIÃO
DIVISÃO DE FISC. DE ENGENHARIA DO TEJOTA
TCE AUDITOR: FLÁVIO LÚCIO RODRIGUES
ASSUNTO : RELATÓRIO DA SILVA
RELATOR : CONSELHEIRO PROCURADOR: MAÍSA DE CASTRO
SEBASTIÃO TEJOTA SOUSA BARBOSA
AUDITOR : FLÁVIO LÚCIO Ementa: Processo de contas. Tomada de
RODRIGUES DA SILVA Contas Especial. Omissão em prestar
PROCURADOR : SANDRO contas. Contas iliquidáveis. Trancamento.
ALEXANDER FERREIRA Arquivamento.
ACÓRDÃO Vistos, oralmente expostos e discutidos os
EMENTA: Processo de fiscalização. autos nº 15126250, que tratam de Tomada
Acompanhamento. Prescrição da de Contas Especial determinada pela
pretensão punitiva. Pagamento de serviços Resolução nº 2090/2005 - Pleno, ante a
sem a devida execução. Ausência de dano ausência de Prestação de Contas do
ao erário. Arquivamento. Convênio firmado entre o Município de
Vistos, oralmente expostos e discutidos os Damianópolis-Go e o Estado de Goiás,
presentes Autos n.º 200600047003730, pela Secretaria da Agricultura, cujo voto e
que trazem o Relatório de Vistoria e relatório são partes integrantes da presente
Acompanhamento realizado na obra de decisão:
construção da LD 34,5KV, SE 34,5KV e ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO
Vão de 34,5KV, em Aporé e Campo Novo, ESTADO DE GOIÁS, pelos votos dos
referente ao procedimento licitatório integrantes de seu Tribunal Pleno, em
Tomada de Preços n.º 6.0041/05-DT e determinar o trancamento das contas sem
Contrato n.º PRGE 0996/2005 da CELG, o cancelamento do débito e o consequente
tendo Relatório e Voto como partes arquivamento do processo, nos termos dos
integrantes deste: artigos 66, § 3º e 77 da Lei n.º 16.168/07.
ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO Ao Serviço de Controle das Deliberações.
ESTADO DE GOIÁS, pelo voto dos Presentes os Conselheiros: Kennedy de
integrantes do Tribunal Pleno, em adotar a Sousa Trindade (Presidente), Sebastião
Manifestação do Auditor n.º 961/2017 para Joaquim Pereira Neto Tejota (Relator),
reconhecer a extinção da pretensão Edson José Ferrari, Celmar Rech e
punitiva pela prescrição e determinar o Saulo Marques Mesquita. Representante
arquivamento do feito nos termos do art. do Ministério Público de Contas:
99, inciso I, da Lei n.º 16.168/07 e suas Fernando dos Santos Carneiro. Sessão
alterações. Plenária Ordinária Nº 1/2018. Processo
Ao Serviço de Controle das Deliberações. julgado em: 17/01/2018.
Presentes os Conselheiros: Kennedy de
Sousa Trindade (Presidente), Sebastião Processo - 201400022027697/309-02
Joaquim Pereira Neto Tejota (Relator),
Edson José Ferrari, Celmar Rech e Acórdão 105/2018
Saulo Marques Mesquita. Representante ÓRGÃO : Instituto de Assistência
do Ministério Público de Contas: dos Servidores Públicos do Estado de
Goias - IPASGO

16
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

INTERESSADO : Nádia Alencastro Interessado : TELLUS S/A


Ramos Caiado Ferreira Pires INFORMÁTICA E TELECOMUNICAÇÕES.
ASSUNTO : 309-02- Assunto : Representação
LICITAÇÃO-DISPENSA Relator : Celmar Rech
RELATOR : Sebastião Auditor : Marcos Antônio Borges
Joaquim Pereira Neto Tejota Procurador : Fernando dos Santos
AUDITOR : Cláudio André Carneiro
Abreu Costa <@INDICADOR=Ementa>: Representação.
PROCURADOR : Fernando dos Entidade sem fins lucrativos, Terceirização
Santos Carneiro de mão de obra. Improcedência.
EMENTA: Dispensa de Licitação. Vistos, oralmente expostos, e discutidos
Legalidade. Arquivamento. estes Autos 2016000047001453/312, que
É legal e regular o Ato de Dispensa de tratam de Representação, com pedido
Licitação que observe os ritos, formas e liminar para suspensão do julgamento do
prazos estabelecidos na Lei Federal nº Pregão nº 016/2016, formulada pela
8.666/1993, bem como apresente os empresa TELLUS S/A INFORMÁTICA E
documentos exigidos na Resolução nº TELECOMUNICAÇÕES, em face da
007/2015. Secretaria da Fazenda do Estado de Goiás
Vistos, oralmente expostos e discutidos os - SEFAZ e da Fundação Pró-Cerrado, em
presentes Autos n.º 201400022027697, razão do julgamento do certame, cujo
que trazem o Ato de Dispensa de Licitação objeto é destinado à contratação de
promovido pelo Instituto de Assistência dos empresa especializada na prestação de
Servidores Públicos do Estado de Goiás - serviços terceirizados de Operador de
IPASGO, em favor da Sra. Nádia Rede e Serviços de Teleprocessamento -
Alencastro Ramos Caiado Ferreira Pires, Help Desk e Técnico de Informática.
visando à aquisição de imóvel (galpão) com ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO
área construída de 2.300,20 m², com ESTADO DE GOIÁS, pelos votos dos
objetivo de guarda permanente e transitória integrantes do seu Tribunal Pleno, ante as
de documentos produzidos por dois órgãos, razões expostas pelo Relator, em
IPASGO e GOIASPREV, no valor estimado considerar improcedente a Representação
de R$3.600.000,00 (três milhões e e arquivar os autos.
seiscentos mil reais), considerando que Determinar comunicação deste Voto e
Relatório e Voto são partes integrantes Acórdão ao Representante, à
deste Acórdão: Representada e ao Ministério Público do
ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO Estado de Goiás.
ESTADO DE GOIÁS, pelos votos dos À Secretaria-Geral para as providências a
integrantes do Tribunal Pleno, com seu cargo.
fundamento nos efeitos produzidos pelo art. Presentes os Conselheiros: Kennedy de
99, inciso I, da Lei nº 16.168/2007, em Sousa Trindade (Presidente), Celmar
declarar a legalidade do Ato de Dispensa Rech (Relator), Sebastião Joaquim
de Licitação. Pereira Neto Tejota, Edson José Ferrari
Ao Serviço de Controle das Deliberações, e Saulo Marques Mesquita.
para publicação na forma da lei, intimação, Representante do Ministério Público de
e demais providências legais e regimentais. Contas: Fernando dos Santos Carneiro.
Em seguida, à origem para arquivamento. Sessão Plenária Ordinária Nº 1/2018.
Presentes os Conselheiros: Kennedy de Processo julgado em: 17/01/2018.
Sousa Trindade (Presidente), Sebastião
Joaquim Pereira Neto Tejota (Relator), Processo - 201600047001424/311
Edson José Ferrari, Celmar Rech e
Saulo Marques Mesquita. Representante Acórdão 107/2018
do Ministério Público de Contas: Processo : 201600047001424
Fernando dos Santos Carneiro. Sessão Interessado : Hominus Gestão e
Plenária Ordinária Nº 1/2018. Processo Tecnologia Ltda.
julgado em: 17/01/2018. Assunto : Denúncia
Relator : Conselheiro Celmar Rech
Processo - 201600047001453/312 Auditor : Humberto Bosco Lustosa Barreira
Procurador : Silvestre Gomes dos Anjos
Acórdão 106/2018 <@INDICADOR=Ementa>:
Processo : 201600047001453/312 Representação. Entidade sem fins

17
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

lucrativos, Terceirização de mão de obra. setenta e quatro mil e sessenta e cinco


Improcedência. reais e setenta centavos), neste Estado,
Vistos, oralmente expostos e discutidos os tendo o relatório e o voto como partes
presentes Autos nº 201600047001424/311 integrantes deste:
, que tratam de Denúncia formulada e ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO
apresentada a esta Corte de Contas pela ESTADO DE GOIÁS, por unanimidade de
empresa Hominus Gestão e Tecnologia votos dos integrantes do seu Tribunal
LTDA., em que indica supostas Pleno, acolhendo os posicionamentos da
irregularidades no Pregão nº 011/2016, Unidade Técnica deste Tribunal e da
promovido pela Secretaria de Estado da Auditoria competente, em conhecer o
Fazenda (SEFAZ/GO) e cujo objeto é a Relatório de Inspeção nº 016/2012, da
contratação de prestação de serviços Agência Goiana de Transportes e Obras -
terceirizados de auxiliar de escritório para AGETOP e o consequente arquivamento
unidades da SEFAZ (capital e interior). dos autos, nos termos da Lei Orgânica e
ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO Regimento Interno deste Tribunal, para
ESTADO DE GOIÁS, pelos votos dos todos os fins legais.
integrantes do seu Tribunal Pleno, ante as À Secretaria Geral para as providências a
razões expostas pelo Relator, em seu cargo.
considerar improcedente a Representação Presentes os Conselheiros: Kennedy de
e arquivar os autos. Sousa Trindade (Presidente), Celmar
Determinar comunicação deste Voto e Rech (Relator), Sebastião Joaquim
Acórdão ao Representante, à Pereira Neto Tejota, Edson José Ferrari
Representada e ao Ministério Público do e Saulo Marques Mesquita.
Estado de Goiás. Representante do Ministério Público de
Presentes os Conselheiros: Kennedy de Contas: Fernando dos Santos Carneiro.
Sousa Trindade (Presidente), Celmar Sessão Plenária Ordinária Nº 1/2018.
Rech (Relator), Sebastião Joaquim Processo julgado em: 17/01/2018.
Pereira Neto Tejota, Edson José Ferrari
e Saulo Marques Mesquita. Processo - 201300047004318/302
Representante do Ministério Público de
Contas: Fernando dos Santos Carneiro. Acórdão 109/2018
Sessão Plenária Ordinária Nº 1/2018. Processo : 201300047004318
Processo julgado em: 17/01/2018. Interessado : Secretaria de Estado de
Indústria e Comércio
Processo - 201200047001984/301 Assunto : Representação
Conselheiro : Celmar Rech
Acórdão 108/2018 Auditor : Cláudio André Abreu Costa
Processo : 201200047001984 Procurador : Fernando dos Santos
Assunto : Inspeção Carneiro
Interessado : Agência Goiana de EMENTA: Auditoria de Regularidade.
Transportes e Obras - AGETOP PRODUZIR. FUNPRODUZIR. Incentivos
Relator : Celmar Rech de natureza financeiro-fiscais. Lcp nº
Auditor : Marcos Antônio Borges 160/2017. Renúncia de Receitas.
Procuradora : Maísa de Castro Sousa Determinação. Arquivamento.
Barbosa Vistos, oralmente expostos, e discutidos
Ementa: Processo de Fiscalização. estes Autos nº 201300047004318, que
Relatório de Inspeção. Reexecução dos trata de da Auditoria realizada na
Serviços pela própria Empresa. Secretaria de Indústria e Comércio/Fundo
Saneamento das Irregularidades. de Desenvolvimento de Atividades
Legalidade. Conhecimento. Arquivamento Industriais - FUNPRODUZIR, Programa de
dos Autos. Desenvolvimento de Atividades Industriais -
Vistos, relatados e discutidos estes Autos PRODUZIR, com a finalidade de verificar a
de nº 201200047001984, que tratam de regularidade e a sistemática da concessão
Relatório de Inspeção nº 016/2012, dos incentivos às empresas pelo Programa
realizada pela então 1ªDFENG, nos PRODUZIR, e a sua contribuição para o
serviços referentes à execução de fomento à industrialização do Estado de
Reconstrução das Rodovias Estaduais do Goiás, geração de emprego e renda e
Grupo I - Lote 01, com extensão total de redução das desigualdades sociais e
116,70 km, no valor de R$ 26.474.065,70 regionais, tendo o Relatório e o Voto como
(vinte e seis milhões, quatrocentos e partes integrantes deste,

18
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

ACORDA destinados à Central de Medicamentos de


o TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO Alto Custo Juarez Barbosa - CMAC e
DE GOIÁS, pelos votos dos membros demais órgãos interessados, com valor
integrantes do seu Tribunal Pleno, ante as total estimado em R$ 40.113.329,04
razões expostas pelo Relator, em conhecer (quarenta milhões, cento e treze mil,
do presente Relatório de Auditoria de trezentos e vinte e nove reais e quatro
Regularidade nº 06/2014 para: centavos), tendo o relatório e o voto como
I. Determinar à atual gestão da partes integrantes deste,
Secretaria de Desenvolvimento Econômico, ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO
Científico e Tecnológico, Agricultura, ESTADO DE GOIÁS, pelos integrantes do
Pecuária e Irrigação que elabore estudo seu Tribunal Pleno, ante as razões
propondo a revisão da legislação do expostas pelo Relator, em considerar legal
PRODUZIR, a fim de compatibilizá-la ao o referido Edital do Pregão Eletrônico SRP
disposto na Lei Complementar nº 160/2017 nº 086/2016-SES/GO, da Secretaria de
e no Convênio ICMS 190/17; Estado da Saúde - SES e determinar o seu
II. Dar conhecimento da presente respectivo arquivamento.
decisão ao gabinete do Conselheiro Helder À Secretaria-Geral para as providências a
Valin, bem como à Secretaria de Controle seu cargo.
Externo, para as providências que se Presentes os Conselheiros: Kennedy de
fizerem necessárias no contexto da Sousa Trindade (Presidente), Celmar
Auditoria de Regularidade, em curso, tendo Rech (Relator), Sebastião Joaquim
como objeto as receitas decorrentes de Pereira Neto Tejota, Edson José Ferrari
incentivos fiscais concedidos por meio dos e Saulo Marques Mesquita.
Programas PRODUZIR e FOMENTAR; Representante do Ministério Público de
III. Determinar o arquivamento dos Contas: Fernando dos Santos Carneiro.
presentes autos. Sessão Plenária Ordinária Nº 1/2018.
À Secretaria Geral desta Corte para as Processo julgado em: 17/01/2018.
providências cabíveis.
Presentes os Conselheiros: Kennedy de Processo - 200800047001962/312
Sousa Trindade (Presidente), Celmar
Rech (Relator), Sebastião Joaquim Acórdão 111/2018
Pereira Neto Tejota, Edson José Ferrari Processo n.º: 200800047001962
e Saulo Marques Mesquita. Assunto: Representação
Representante do Ministério Público de Órgão: Tribunal de Contas do Estado de
Contas: Fernando dos Santos Carneiro. Goiás
Sessão Plenária Ordinária Nº 1/2018. Representação. Decurso do tempo.
Processo julgado em: 17/01/2018. Princípio da razoável duração do processo.
Prescrição. Arquivamento.
Processo - 201600047000591/309-06 Vistos, oralmente expostos e discutidos
estes Autos nº 200800047001962, que
Acórdão 110/2018 tratam de Representação do Ministério
Processo : 201600047000591 Público de Contas diante da possibilidade
Assunto : Licitação - Pregão de pagamento de remuneração por parte
Interessado : Secretaria de Estado da do Governo do Estado de Goiás a
Saúde - SES servidores que tiveram seus cargos
Conselheiro Relator : Celmar Rech extintos ou foram exonerados em 2.008,
Auditor : Cláudio André Abreu Costa tendo o Relatório e o Voto como partes
Procurador: Silvestre Gomes dos Anjos integrantes deste, ACORDA o TRIBUNAL
EMENTA: PROCESSO DE DE CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS,
FISCALIZAÇÃO. EDITAL DE LICITAÇÃO pelos votos dos integrantes de seu Tribunal
Nº 086/2016. PREGÃO ELETRÔNICO. Pleno, em determinar o arquivamento dos
SES. LEGALIDADE DO EDITAL. presentes autos, com a devida baixa. À
ARQUIVAMENTO. Secretaria Geral, para as providências a
Vistos, oralmente expostos, e discutidos seu cargo.
estes Autos nº 201600047000591, que Presentes os Conselheiros: Kennedy de
tratam do Pregão Eletrônico SRP nº Sousa Trindade (Presidente), Saulo
086/2016-SES/GO, promovido pela Marques Mesquita (Relator), Sebastião
Secretaria de Estado da Saúde - SES, Joaquim Pereira Neto Tejota, Edson
valendo-se do registro de preço para José Ferrari e Celmar Rech.
eventuais aquisições de medicamentos, Representante do Ministério Público de

19
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

Contas: Fernando dos Santos Carneiro. 2.005, tendo o Relatório e o Voto como
Sessão Plenária Ordinária Nº 1/2018. partes integrantes deste, ACORDA o
Processo julgado em: 17/01/2018. TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE
GOIÁS, pelos votos dos integrantes de seu
Processo - 201300010021023/101-02 Tribunal Pleno, em JULGAR AS CONTAS
REGULARES COM RESSALVAS,
Acórdão 112/2018 determinando o arquivamento dos autos. À
Processo n.º: 201300010021023 Secretaria Geral, para as para as
Assunto: Tomada de Contas Especial providências a seu cargo.
Origem: Secretaria de Estado da Saúde Presentes os Conselheiros: Kennedy de
Tomada de Contas Especial. Ausência de Sousa Trindade (Presidente), Saulo
dano ao erário. Contas regulares com Marques Mesquita (Relator), Sebastião
ressalvas. Arquivamento. Joaquim Pereira Neto Tejota, Edson
Vistos, oralmente expostos e discutidos José Ferrari e Celmar Rech.
estes Autos n. 201300010021023, que Representante do Ministério Público de
tratam de Tomada de Contas Especial Contas: Fernando dos Santos Carneiro.
instaurada pela Secretaria de Estado da Sessão Plenária Ordinária Nº 1/2018.
Saúde, em atendimento ao Acórdão n. Processo julgado em: 17/01/2018.
1711, de 13 de maio de 2.010 (fls. 133),
desta Corte, com o escopo de apurar Processo - 23035200/301
possível dano ao erário na gestão do
Fundo Rotativo do Hemocentro de Goiás, Acórdão 114/2018
no segundo trimestre de 2.006, tendo o Processos n.: 23035200 /
Relatório e o Voto como partes integrantes 200500010010197
deste, ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS Assunto: Inspeção / Tomada de Contas
DO ESTADO DE GOIÁS, pelos votos dos Especial
integrantes de seu Tribunal Pleno, em Origem: Secretaria de Estado da Saúde
JULGAR AS CONTAS REGULARES COM Inspeção. Tomada de Contas Especial.
RESSALVAS, determinando o Ausência de dano ao erário. Decurso do
arquivamento dos autos. À Secretaria tempo. Ausência de citação. Contas
Geral, para as para as providências a seu iliquidáveis. Trancamento e arquivamento.
cargo. Vistos, oralmente expostos e discutidos
Presentes os Conselheiros: Kennedy de estes Autos nº 23035200 e
Sousa Trindade (Presidente), Saulo 200500010010197, que tratam de
Marques Mesquita (Relator), Sebastião Inspeção, tendo por objeto a verificação da
Joaquim Pereira Neto Tejota, Edson movimentação financeira do FUNESA -
José Ferrari e Celmar Rech. Fundo Especial de Saúde, no período de
Representante do Ministério Público de 27 de janeiro a 28 de fevereiro de 2.003, e
Contas: Fernando dos Santos Carneiro. da Tomada de Contas Especial instaurada
Sessão Plenária Ordinária Nº 1/2018. pela Secretaria de Estado da Saúde, para
Processo julgado em: 17/01/2018. verificação de eventual dano ao erário
decorrente das irregularidades apontadas
Processo - 201300010021028/101-02 na referida inspeção, tendo o Relatório e o
Voto como partes integrantes deste,
Acórdão 113/2018 ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO
Processo n.º: 201300010021028 ESTADO DE GOIÁS, pelos votos dos
Assunto: Tomada de Contas Especial integrantes de seu Tribunal Pleno, ante as
Origem: Secretaria de Estado da Saúde razões expostas pelo Relator, em
Tomada de Contas Especial. Ausência de determinar o trancamento das contas, por
dano ao erário. Contas regulares com iliquidáveis, com o encaminhamento de
ressalvas. Arquivamento. cópia integral de ambos os autos à PGE,
Vistos, oralmente expostos e discutidos para as providências que entender, e o
estes Autos n. 201300010021028, que subsequente arquivamento dos feitos. À
tratam de Tomada de Contas Especial Secretaria Geral, para as para as
instaurada pela Secretaria de Estado da providências a seu cargo.
Saúde, em atendimento ao Acórdão n. Presentes os Conselheiros: Kennedy de
1711, de 13 de maio de 2.010, desta Corte, Sousa Trindade (Presidente), Saulo
com o escopo de apurar possível dano ao Marques Mesquita (Relator), Sebastião
erário na gestão do Fundo Rotativo do Joaquim Pereira Neto Tejota, Edson
Hemocentro de Goiás, no III trimestre de José Ferrari e Celmar Rech.

20
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

Representante do Ministério Público de de medicamentos, tendo o Relatório e o


Contas: Fernando dos Santos Carneiro. Voto como partes integrantes deste,
Sessão Plenária Ordinária Nº 1/2018. ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO
Processo julgado em: 17/01/2018. ESTADO DE GOIÁS, pelos votos dos
integrantes de seu Tribunal Pleno, ante as
Processo - 23930578/301 razões expostas pelo Relator, em
determinar o trancamento das contas, por
Acórdão 115/2018 iliquidáveis, com o encaminhamento de
Processos n.º: 23930578 / cópia integral dos autos à PGE, para as
200500010009890 providências que entender, e o
Assunto: Tomada de Contas Especial subsequente arquivamento dos feitos. À
Origem: Secretaria de Estado da Saúde Secretaria Geral, para as para as
Tomada de Contas Especial. Decurso do providências a seu cargo.
tempo. Ausência de citação. Contas Presentes os Conselheiros: Kennedy de
iliquidáveis. Trancamento e arquivamento. Sousa Trindade (Presidente), Saulo
Vistos, oralmente expostos e discutidos Marques Mesquita (Relator), Sebastião
estes Autos nº 23930578 / Joaquim Pereira Neto Tejota, Edson
200500010009890, que tratam de Tomada José Ferrari e Celmar Rech.
de Contas Especial realizada pela Representante do Ministério Público de
Secretaria de Estado da Saúde para Contas: Fernando dos Santos Carneiro.
apuração de eventual dano em aquisição Sessão Plenária Ordinária Nº 1/2018.
de medicamentos, tendo o Relatório e o Processo julgado em: 17/01/2018.
Voto como partes integrantes deste,
ACORDA Processo - 201200047000124/301
o TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO
DE GOIÁS, pelos votos dos integrantes de Acórdão 117/2018
seu Tribunal Pleno, ante as razões Processo n.º: 201200047000124
expostas pelo Relator, em determinar o Assunto: Relatório de Inspeção
trancamento das contas, por iliquidáveis, Origem: Tribunal de Contas do Estado de
com o encaminhamento de cópia integral Goiás
dos autos à PGE, para as providências que Relatório de Inspeção. Inconformidades
entender, e o subsequente arquivamento sanadas. Ausência de confirmação e
dos feitos. À Secretaria Geral, para as para individualização do dano. Privatização da
as providências a seu cargo. companhia. Prescrição. Conhecimento.
Presentes os Conselheiros: Kennedy de Arquivamento.
Sousa Trindade (Presidente), Saulo Vistos, oralmente expostos e discutidos
Marques Mesquita (Relator), Sebastião estes Autos nº 201200047000124,
Joaquim Pereira Neto Tejota, Edson referentes ao Relatório de Inspeção n.
José Ferrari e Celmar Rech. 002/2012, da 2ª Divisão de Fiscalização,
Representante do Ministério Público de para verificação da aplicação dos recursos
Contas: Fernando dos Santos Carneiro. financeiros e o cumprimento do Contrato n.
Sessão Plenária Ordinária Nº 1/2018. 095/2010, firmado entre a CELG
Processo julgado em: 17/01/2018. Distribuição S.A e a empresa Betel
Eletrificação e Construção Ltda, para a
Processo - 25103768/704-19 construção de Rede de Distribuição Rural
em São Domingos, tendo o Relatório e o
Acórdão 116/2018 Voto como partes integrantes deste,
Processos n.º: 25103768 / ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO
200500010012413 ESTADO DE GOIÁS, pelos votos dos
Assunto: Tomada de Contas Especial integrantes de seu Tribunal Pleno, ante as
Origem: Secretaria de Estado da Saúde razões expostas pelo Relator, em conhecer
Tomada de Contas Especial. Decurso do do Relatório em epígrafe, determinando o
tempo. Ausência de citação. Contas arquivamento dos presentes autos. À
iliquidáveis. Trancamento e arquivamento. Secretaria Geral, para as providências a
Vistos, oralmente expostos e discutidos seu cargo.
estes Autos nº 25103768 / Presentes os Conselheiros: Kennedy de
200500010012413, que tratam de Tomada Sousa Trindade (Presidente), Saulo
de Contas Especial realizada pela Marques Mesquita (Relator), Sebastião
Secretaria de Estado da Saúde para Joaquim Pereira Neto Tejota, Edson
apuração de eventual dano em aquisição José Ferrari e Celmar Rech.

21
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

Representante do Ministério Público de ATA da 24ª Sessão Extraordinária


Contas: Fernando dos Santos Carneiro. Administrativa do Tribunal Pleno do egrégio
Sessão Plenária Ordinária Nº 1/2018. Tribunal de Contas do Estado de Goiás.
Processo julgado em: 17/01/2018. Às dezenove horas e um minuto do dia
vinte e nove (29) do mês de novembro do
Processo - 201800047000023/309-03 ano de dois mil e dezessete, realizou-se a
Vigésima Quarta Sessão Extraordinária
Acórdão 118/2018 Administrativa do Tribunal Pleno do egrégio
Processo n.º: 201800047000023 Tribunal de Contas do Estado de Goiás,
Assunto: Licitação sob a Presidência do Conselheiro
Origem: Departamento Estadual de KENNEDY DE SOUSA TRINDADE,
Trânsito de Goiás - DETRAN-GO presentes os Conselheiros SEBASTIÃO
Licitação. Medida Cautelar. Pressupostos JOAQUIM PEREIRA NETO TEJOTA,
legais. Suspensão do certame. CELMAR RECH, SAULO MARQUES
Vistos, oralmente expostos e discutidos MESQUITA e HELDER VALIN, o
estes Autos nº 201800047000023, que Procurador de Contas FERNANDO DOS
tratam do Edital de Concorrência Pública n. SANTOS CARNEIRO, e MARCUS
001/2018, publicado pelo Departamento VINICIUS DO AMARAL, Secretário Geral
Estadual de Trânsito de Goiás, tendo por desta Corte de Contas que a presente
objeto a contratação de empresa para elaborou. Aberta a Sessão, o Conselheiro
prestação do serviço de emplacamento, Sebastião Tejota sugeriu ao Presidente que
referente à confecção e lacração de tomasse a iniciativa de enviar à Assembleia
placa/tarjeta com o fornecimento do Legislativa, projeto de Lei que recriasse a
material, consistente na chapa metálica divisão para fiscalizar as receitas, as
(blank), tarjeta e lacre, bem como o serviço renúncias de receitas, os incentivos fiscais,
de estampagem e lacração, com o cumprimento dos DARES e as
abrangência em todo o Estado, tendo sonegações abusivas. O Presidente
Relatório e o Voto como partes integrantes informou que tal providência já havia sido
deste, ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS tomada. Em seguida, passou o Tribunal
DO ESTADO DE GOIÁS, pelos votos dos Pleno a deliberar sobre as matérias
integrantes do seu Tribunal Pleno, ante as constantes da pauta de julgamento.
razões expostas pelo Relator, em Pelo Conselheiro SEBASTIÃO JOAQUIM
REFERENDAR o Despacho nº 10/2018, de PEREIRA NETO TEJOTA, foram relatados
12/01/18, que adotou Medida Cautelar e os seguintes feitos:
determinou ao DETRAN-GO a suspensão PROJETO - RESOLUÇÃO:
da Concorrência Pública n. 001/2018, 1. Processo nº 201700047000748 - Trata
ficando o jurisdicionado impedido de de minuta de Resolução para a
imprimir andamento ao certame, sob as reformulação da Resolução Normativa TCE
penas da lei. À Secretaria Geral, para as nº 007/2011, que trata da fiscalização da
providências a seu cargo. atuação das Organizações Sociais no
Presentes os Conselheiros: Kennedy de âmbito do Estado de Goiás. O Relator
Sousa Trindade (Presidente), Saulo proferiu a leitura do relatório e voto.
Marques Mesquita (Relator), Sebastião Tomados os votos nos termos regimentais,
Joaquim Pereira Neto Tejota, Edson foi a Resolução nº 13/2017, aprovado por
José Ferrari e Celmar Rech. unanimidade, nos seguintes termos:
Representante do Ministério Público de “RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 13/2017.
Contas: Fernando dos Santos Carneiro. Dispõe sobre a fiscalização da qualificação
Sessão Plenária Ordinária Nº 1/2018. de entidades como organizações sociais,
Processo julgado em: 17/01/2018. da formalização e da execução dos
contratos de gestão firmados pelo Estado
de Goiás, e regulamenta as prestações de
Ata contas anuais a serem disponibilizadas aos
órgãos ou entidades supervisoras e dá
outras providências. O TRIBUNAL DE
ATA Nº 24 DE 29 DE NOVEMBRO DE 2017 CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS, no uso
SESSÃO EXTRAORDINÁRIA de suas atribuições constitucionais e legais
ADMINISTRATIVA contidas no art. 26, da Constituição
TRIBUNAL PLENO Estadual, no art. 2º, da Lei nº 16.168, de 11
de dezembro de 2007”.
PROJETO - RESOLUÇÃO:

22
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

1. Processo nº 201300047003004 - Trata de dispensa ou inexigibilidade de licitação,


de Minuta de Resolução Normativa sobre por meio do sistema GEO-OBRAS
registro de atos de admissão de pessoal a (<http://geoobras.tce.go.gov.br>),
qualquer título, aposentadoria, reforma e disponível no Website (www.tce.go.gov.br
transferência para a reserva e pensão. O <http://www.tce.go.gov.br>) na rede
Relator proferiu a leitura do relatório e voto. mundial de computadores (internet), se no
O Conselheiro Saulo Mesquita solicitou projeto básico e executivo e nas obras
vistas dos autos, sendo deferido seu contratadas, foram contemplados os
pedido. aspectos relacionados às normas de
Pelo Conselheiro HELDER VALIN acessibilidade, de acordo com as regras
BARBOSA, foi relatado o seguinte feito: definidas no Sistema. Parágrafo único. As
OUTRAS SOLICITAÇÕES - PGC: alterações necessárias no Sistema GEO-
1. Processo nº 201100047001983 - Em que OBRAS para dar cumprimento do disposto
a Procuradora-Geral de Contas encaminha no caput deste artigo, serão implementadas
Proposta de Resolução regulamentando a no prazo máximo de 60 (sessenta) dias a
fiscalização acerca da acessibilidade nas contar da publicação desta Resolução
obras e serviços de engenharia. O Relator Normativa. Art. 3° O Tribunal de Contas
proferiu a leitura do relatório e voto. verificará o cumprimento da legislação e
Tomados os votos nos termos regimentais, das normas de acessibilidade no âmbito
foi a Resolução nº 14/2017, aprovada por das suas atividades de fiscalização, que
unanimidade, nos seguintes termos: “O envolvem a análise de editais, assim como
TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE inspeções in loco e auditorias na execução
GOIÁS, pelos Membros que integram o das obras e na prestação de serviços
Tribunal Pleno, nos termos do art. 26 e públicos. §1° O exame do cumprimento da
seguintes da Constituição Estadual, dos legislação e das normas de acessibilidade
artigos 4° e 5°, da Lei Estadual n°. 16.168, nos editais de licitação seguirão o rito e as
de 11/12/2007, bem como do artigo 362, da disposições contidas nas normas que
Resolução n° 22, de 04/09/2008. regem a matéria no Tribunal de Contas. §2°
Considerando as disposições acerca da Nas auditorias de obras, quanto constatada
acessibilidade contidas no art. 227, §2° e a ausência do cumprimento da legislação e
no art. 244, da Constituição Federal, na Lei das normas de acessibilidade, tais
n°. 7.853/1989, na Lei n°. 10.098/2000, no restrições deverão constar do relatório
Decreto n°. 3.298/1999, no Decreto n°. técnico para posterior audiência ou citação
5.296/2004, Considerando o teor da Lei n.º do responsável, na forma da Lei Orgânica e
13.146/2015 (Lei Brasileira de Inclusão da Regimento do Tribunal de Contas. Art. 4° O
Pessoa com Deficiência - Estatuto da descumprimento das disposições desta
Pessoa com Deficiência), em especial de Resolução Normativa sujeitará os
seu artigo 93, que estabelece que na responsáveis às sanções previstas na Lei
realização de inspeções e auditorias pelos Orgânica do Tribunal de Contas. Art. 5° Ao
órgãos de controle externo deve ser constatar situações em desacordo com a
observado o cumprimento da legislação legislação e as normas de acessibilidade, o
relativa à pessoa com deficiência e das Tribunal de Contas dará conhecimento ao
normas de acessibilidade vigente. Ministério Público de Contas junto ao
RESOLVE. Art. 1° As unidades gestoras da Tribunal de Contas, bem como ao
Administração Pública Estadual, sujeitas ao Ministério Público do Estado de Goiás. Art.
controle pelo Tribunal de Contas devem 6° Esta Resolução Normativa entra em
prever, nos projetos básicos e executivos vigor na data de sua publicação”.
referentes à execução de obras novas ou Nada mais havendo a tratar, às dezenove
reformas e na prestação de serviços horas e dezessete minutos, foi encerrada a
públicos, a implementação de dispositivos Sessão.
para conferir acessibilidade a todos os Presentes os Conselheiros: Kennedy de
cidadãos, em conformidade com a Sousa Trindade (Presidente), Sebastião
legislação própria e as normas da Joaquim Pereira Neto Tejota, Edson
Associação Brasileira de Normas Técnicas José Ferrari, Celmar Rech e Saulo
(ABNT). Art. 2° Os titulares dos órgãos e Marques Mesquita. Representante do
entidades da Administração Pública direta Ministério Público de Contas: Fernando
e indireta do Estado de Goiás devem dos Santos Carneiro. Sessão Plenária
informar ao Tribunal de Contas, no Ordinária Nº 1/2018. Ata aprovada em:
momento do cadastramento da obra ou 17/01/2018.
serviços de engenharia licitado ou objeto

23
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

ATA Nº 34 DE 13 DE DEZEMBRO DE 2017 nossa florada em meio a mais completa


SESSÃO ORDINÁRIA aridez e, quantas flores em um único ano:
TRIBUNAL PLENO sediamos o Encontro Técnico Nacional de
ATA da 34ª Sessão Ordinária do Tribunal Auditora de Obras Públicas-ENAOP, o
Pleno do egrégio Tribunal de Contas do Seminário Desafios da Inovação, em
Estado de Goiás. parceria com a Revista Fórum, a Jornada
Às quinze horas e sete minutos do dia treze Cientifica do Instituto Ruy Barbosa e do
(13) do mês de dezembro do ano dois mil e Congresso Goiano de Ouvidorias,
dezessete, realizou-se a Trigésima Quarta promovemos o Diálogo Público sobre
Sessão Ordinária do Tribunal Pleno do Gestão de Recursos Hídricos, quando a
egrégio Tribunal de Contas do Estado de falta de água inquietava nosso Estado.
Goiás, sob a Presidência do Conselheiro Mostramos aos demais Tribunais nossa
KENNEDY DE SOUSA TRINDADE, hospitalidade, nossa alegria e nossa
presentes os Conselheiros EDSON JOSÉ imensa capacidade de trabalhar em equipe
FERRARI, CARLA CÍNTIA SANTILLO, durante o já mencionado, 29º Congresso
CELMAR RECH e HELDER VALIN dos Tribunais de Contas, um belo e
BARBOSA, o Procurador de Contas inesquecível evento, que movimentou o
FERNANDO DOS SANTOS CARNEIRO e sistema de controle externo brasileiro e
MARCUS VINICIUS DO AMARAL, recebeu moções de aplausos de diversas
Secretário Geral desta Corte de Contas Cortes de Contas, intensificamos a
que a presente elaborou. Aberta a Sessão, qualificação de membros, servidores e
o Presidente determinou ao Secretário que jurisdicionados, oferecendo capacitação e
procedesse a leitura do extrato da Ata da participando de eventos sobre áreas
32ª Sessão Ordinária Plenária, realizada correlatas. Firmamos importantes parcerias
em 29 de novembro de 2017, que foi com o Conselho Regional de Engenharia,
aprovada por unanimidade. Em seguida, o Agronomia, com o SEBRAE, com o
Presidente, comunicando que o momento observatório da despesa pública da
seria destinado aos expedientes fez uso da Controladoria Geral da União e tantos
palavra, manifestando nos seguintes outros, sempre com o firme intuito de nos
termos: “Senhores Conselheiros, Senhora tornarmos uma instituição essencial e de
Conselheira, Senhor Procurador - Juntos, excelência no exercício do controle
servidores e membros, contribuímos para externo. Fortalecemos nossa área fim, seja
que 2017 fosse um ano de conquistas para por investimentos da capacitação, seja
o Tribunal de Contas do Estado de Goiás. avançando na padronização dos
Exercitamos o diálogo, a tolerância, procedimentos de auditoria ou investindo
aprendemos com os nossos erros e em tecnologia, todo esse trabalho foi
celebramos com os nossos acertos. fundamental para que mantivéssemos uma
Colhemos com alegria e com esperança os honrosa nota 7, no marco de medição de
bons frutos das sementes plantadas pelos desempenho dos Tribunais de Contas,
que nos antecederam. Nesta última sessão conquista esta que divido com a amiga
do ano, minha profunda gratidão aos Conselheira Carla Santillo. Avançamos na
Conselheiros, Sebastião Tejota, Edson transparência, adotamos o processo cem
Ferrari e Carla Santillo, por terem feito por cento eletrônico, lançamos o nosso
história como Presidentes e por terem aplicativo para smartphone e nos
propiciado tantos avanços a este Tribunal, consolidamos como instituição que busca
sigamos semeando, preparando com o diálogo franco com a sociedade.
perseverança nossa primavera. Não foi um Fortalecemos a Ouvidoria e, não temos
ano fácil para o Brasil e para muitos de medido esforços para comunicar o cidadão
nós. Vimos o recrudescimento da que precisamos que ele fiscalize conosco,
intolerância, da violência pura e simples, para que ele entenda que o controle social
como constatou o escritor Moçambicano efetivo é indispensável para a construção
Mia Couto, em sua brilhante palestra, de um país mais justo e desenvolvido.
durante o 29º Congresso dos Tribunais de Também procuramos avançar na
Contas, aliás, “o que era diverso passou a sustentabilidade, dando sequência ao
ser antagônico, o que era conversa, passou belíssimo trabalho realizado pelo
a ser divergência”. Esta Corte de Contas Conselheiro Edson Ferrari, que nos legou
não é uma ilha, sofremos também os esta sede moderna e funcional, já temos
efeitos nefastos da crise econômica, umas das maiores usinas de energia
política e moral que assola o nosso país, fotovoltaica do Estado em pleno
mas, como os ipês, mostramos ao mundo funcionamento, que poderá produzir 70%

24
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

de energia elétrica consumida por esta possíveis divergências apontadas no


Corte, o uso de energia solar foi Despacho nº 117/2017 - GCEF, objeto dos
fundamental para que pudéssemos re- Autos nº 201400047002196. O Relator
climatizar o átrio, estamos concluindo a proferiu a leitura do relatório e voto.
automatização dos sistemas, permitindo o Tomados os votos nos termos regimentais,
desligamento remoto da iluminação e foi o Acórdão nº 5913/2017, aprovado por
climatização. O Centro de Educação Infantil unanimidade, nos seguintes termos:
Suely Pascoal acolhe filhos de servidores, “ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO
também crianças da comunidade, ESTADO DE GOIÁS, pelos votos dos
preparando-as para a cidadania plena. membros integrantes do seu Tribunal
Enfim, fizemos muito e fizemos juntos, Pleno, ante as razões expostas pelo
formamos uma equipe eficiente Relator, em não conhecer do recurso em
comprometida, focada. Obrigado aos razão da ausência de interesse do
colegas Conselheiros, que nos ombrearam Embargante, mantendo incólume a decisão
nesse trabalho, minha profunda gratidão recorrida, nos seus exatos termos. À
aos Conselheiros substitutos, que se Gerência de Registro e Jurisprudência para
tornaram grandes parceiros dessa gestão, as anotações pertinentes e à Gerência de
que emprestaram o seu conhecimento para Comunicação para publicação. Após,
que pudéssemos avançar dignificando esta arquive-se”.
Corte de Contas. Muito obrigado ao Dr. 2. Processo nº 201700047001963 - Em que
Flávio, Dr. Cláudio, Dr. Marcos, Dr. SÁVIO LUIZ PEREIRA NASCIMENTO,
Lustosa, Dra. Heloisa, que não se encontra apresenta a esta Corte de Contas,
presente. Agradeço ao Ministério Público Embargos de Declaração visando sanar
de Contas junto a este Tribunal de Contas, obscuridades e omissão em face da
na pessoa do ilustríssimo Dr. Fernando decisão contida no Acórdão TCE nº
Carneiro, pela postura firme, republicana e 4261/2017, de 21 de Agosto de 2017,
pelo excelente trabalho feito em favor da objeto dos Autos de nº 201600047000509.
sociedade. Não poderia deixar de enaltecer O Relator proferiu a leitura do relatório e
o entusiasmo, talento e a lealdade da voto. Tomados os votos nos termos
equipe que nos assessora. Muito obrigado, regimentais, foi o Acórdão nº 5914/2017,
por acreditarem, por perseverarem diante aprovado por unanimidade, nos seguintes
das dificuldades, por servirem com alegria termos: “ACORDA o TRIBUNAL DE
e espírito público. Tenham todos um Natal CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS, pelo
feliz, com o coração repleto de paz, de votos dos membros que integram o seu
alegria ao lado dos que mais amam, que Tribunal Pleno, ante as razões expostas
2018 comesse e termine sob a égide da pelo Relator, conhecer dos presentes
harmonia, da serenidade, da sabedoria e embargos de declaração opostos pelo Sr.
coragem para continuarmos transformando. Sávio Luiz Pereira Nascimento para, no
Eram essas minhas palavras, nesta última mérito, negar-lhes provimento,
sessão do ano”. O Conselheiro Helder determinando, de consequência, o seu
Valin solicitou a retirada de pauta dos autos arquivamento. À Gerência de Comunicação
de nº 200700047002251, sendo deferido e Controle para publicação, intimação e
seu pedido. O Presidente determinou ao demais atribuições a seu cargo. Após,
Secretário que procedesse aos sorteios arquive-se”.
dos autos de nºs 201700047001717 e PROCESSOS DE FISCALIZAÇÃO - ATOS
201700047002075, cabendo suas - INSPEÇÃO:
relatorias, respectivamente, aos 1. Processo nº 200700047001594 -
Conselheiros Edson Ferrari e Helder Valin. Referente à dispensa de licitação
Logo após, passou o Pleno a deliberar as promovida pelo IPASGO para contratação
matérias constantes da pauta. emergencial da empresa EVOLUTI, para
Pelo Conselheiro EDSON JOSÉ FERRARI, prestação de serviços. O Relator proferiu a
foram relatados os seguintes feitos: leitura do relatório e voto. Tomados os
RECURSOS - EMBARGOS DE votos nos termos regimentais, foi o
DECLARAÇÃO: Acórdão nº 5915/2017, aprovado por
1. Processo nº 201700047000584 - Em que unanimidade, nos seguintes termos:
o Ministério Público de Contas Junto ao “ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO
TCE/GO, por intermédio do Procurador de ESTADO DE GOIÁS, pelos integrantes do
Contas Fernando dos Santos Carneiro, seu Tribunal Pleno, ante as razões
apresenta a esta Corte de Contas, expostas pelo Relator: “I - considerar
Embargos de Declaração em face de ilegais os serviços prestados pela

25
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

sociedade empresária Evoluti Tecnologia e feito, ante a ocorrência da prescrição da


Serviços Ltda. ao IPASGO, no período de pretensão punitiva, conforme previsão do
1999 a 2007, originados de contratação art. 107-A, da Lei estadual nº 16.168/2007.
direta fundada em emergência fabricada e À Gerência de Comunicação e Controle
sem a cobertura contratual; II - determinar para as anotações pertinentes, publicação
ao IPASGO para que adote os e, após, ao arquivo”.
procedimentos legais para a contratação de LICITAÇÃO - INEXIGIBILIDADE:
mão-de-obra terceirizada, observando a 1. Processo nº 201300010013424 - Trata
jurisprudência dos Tribunais Superiores e de Inexigibilidade de Licitação nº 013/2013,
apenas para a atividade meio do órgão, da Secretaria de Estado da Saúde, visando
sob pena da aplicação das sanções à importação e aquisição do medicamento
cabíveis pela violação do princípio Soliris (Eculizumab) 300mg. O Relator
constitucional do concurso público; III - proferiu a leitura do relatório e voto.
determinar o arquivamento do presente Tomados os votos nos termos regimentais,
feito e de seus apensos, ante a ocorrência foi o Acórdão nº 5918/2017, aprovado por
da prescrição da pretensão punitiva, unanimidade, nos seguintes termos:
conforme previsão do art. 107-A, da Lei “ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO
estadual nº 16.168/2007. À Gerência de ESTADO DE GOIÁS, pelos membros que
Comunicação e Controle para as integram o seu Tribunal Pleno, ante as
anotações pertinentes, publicação na forma razões expostas pelo Relator: I - considerar
da lei, intimação e, após, ao arquivo”. legal o ato referido ato de contratação
PROCESSOS DE FISCALIZAÇÃO - ATOS direta; II - determinar ao jurisdicionado que,
- AUDITORIA: nos procedimentos vindouros e nas
1. Processo nº 201200047001264 - trata do contratações diretas, realizem adequada
Relatório de Auditoria nº 003/2012, pesquisa de preços, conforme exige o art.
realizado pela equipe técnica da 1ª Divisão 33 da Lei estadual n.º 17.928/12; III -
de Fiscalização junto à determinar o arquivamento dos autos, nos
GOIÁSINDUSTRIAL. O Relator proferiu a termos do art. 99, I, da Lei estadual nº
leitura do relatório e voto. Tomados os 16.168/2007. À Gerência de Comunicação
votos nos termos regimentais, foi o e Controle para as anotações pertinentes,
Acórdão nº 5917/2017, aprovado por publicação e devolução dos autos a
unanimidade, nos seguintes termos: origem”.
“ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO 2. Processo nº 201400047001629 - Trata
ESTADO DE GOIÁS, pelos integrantes do de Inexigibilidade de Licitação da
seu Tribunal Pleno, ante as razões Secretaria de Estado da Fazenda (SEFAZ),
expostas pelo Relator:“ I - conhecer do para a contratação da instituição financeira
Relatório de Auditoria de Regularidade nº Caixa Econômica Federal (CEF),
003/2012; II - determinar à Companhia de objetivando a prestação de serviços de
Desenvolvimento Econômico de Goiás - arrecadação de receitas estaduais por
CODEGO, antiga Goiasindustrial S/A: a) intermédio do Documento de Arrecadação
que restrinja as contratações temporárias de Receitas Estaduais - DARE, e
somente para situações excepcionais e em respectiva prestação de contas por
atendimento ao interesse público, com transmissão eletrônica de dados pelo
observância dos parâmetros constitucionais contratado, no valor estimado de R$
e legais na formalização dos contratos; b) 4.745.940,84. O Relator proferiu a leitura
que encaminhe ao Tribunal de Contas do do relatório e voto. Tomados os votos nos
Estado de Goiás informação detalhada termos regimentais, foi o Acórdão nº
acerca do quadro de funcionários da 5919/2017, aprovado por unanimidade, nos
CODEGO, relacionando os contratados seguintes termos: “ACORDA o TRIBUNAL
mediante concurso público, contendo, no DE CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS,
mínimo, o cargo ou função, data de pelos membros que integram o seu
admissão e dados do concurso; os Tribunal Pleno, ante as razões expostas
contratados temporários, com as datas da pelo Relator em, considerar legal o ato
contratação; e os prestadores de serviço referido ato de contratação direta. À
via Recibo de Pagamento a Autônomo Secretaria-Geral deste Tribunal de Contas
(RPA), esclarecendo a forma de para o devido registro, publicação na foram
contratação e o prazo;IV - encaminhar da lei, intimação, e demais providências
cópia do inteiro teor destes autos ao legais e regimentais. Após, ao arquivo”.
Ministério Público do Estado de Goiás; V - LICITAÇÃO - PREGÃO:
determinar o arquivamento do presente

26
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

1. Processo nº 200900031000057 - Trata recomendação ao jurisdicionado para que,


do procedimento licitatório instaurado pela nos procedimentos vindouros sob a
Agência Goiana de Habitação. O Relator modalidade pregão, utilize somente das
proferiu a leitura do relatório e voto. sanções previstas na Lei n.º 10.520/02 e no
Tomados os votos nos termos regimentais, Decreto Estadual n.º 7.468/11. 3)
foi o Acórdão nº 5920/2017, aprovado por determinar o arquivamento dos autos, nos
unanimidade, nos seguintes termos: termos do art. 99, I, da Lei estadual nº
“ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO 16.168/2007. À Gerência de Comunicação
ESTADO DE GOIÁS, pelos integrantes do e Controle para publicação e devolução
seu Tribunal Pleno, ante as razões dos autos a origem”.
expostas pelo Relator, considerar legal o 3. Processo nº 201400010005005 - Trata
referido edital e recomendar ao de Licitação na modalidade de Pregão
jurisdicionado que, quando da ocorrência Eletrônico nº 096/2014, da Secretaria de
de prática de ato, por parte dos licitantes, Estado da Saúde (SES), cujo objeto é a
que configure, em tese, ofensa a aquisição de Equipamentos Médico-
disposição legal ou regulamentar, ou atente hospitalares, destinados ao Hospital de
contra a economicidade, a eficiência e a Urgências Governador Otávio Lage de
boa-fé objetiva dos certames licitatórios por Siqueira (HUGO 2), visando atender uma
si deflagrados, que proceda de forma a: das ações do Plano de Ação Integrada
·Autuar processo administrativo autônomo (PAI) de Desenvolvimento do Governo do
com objetivo específico de averiguar a Estado de Goiás, no valor estimado de R$
conduta do licitante e, observados os 4.396.866,85. O Relator proferiu a leitura
ditames do contraditório e da ampla defesa, do relatório e voto. Tomados os votos nos
aplique, se for o caso, as penalidades do termos regimentais, foi o Acórdão nº
art. 7º da Lei 10.520/02, em se tratado de 5922/2017, aprovado por unanimidade, nos
licitação na modalidade pregão, ou as seguintes termos: “ACORDA o TRIBUNAL
penalidades do art. 87 da Lei nº 8666/93, DE CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS,
em caso de licitação nas modalidades do pelos integrantes do seu Tribunal Pleno,
art. 22 deste mesmo estatuto; ·Em caso de ante as razões expostas pelo Relator,
efetiva punição, que a registre no banco de I)considerar legal o referido edital; II)
dados no sistema ComprasNET.GO3, e no recomendar à Secretaria de Estado da
Cadastro nacional de Empresas Inidôneas Saúde - SES que em licitações futuras na
e Suspensas (CEIS4), gerido pela modalidade pregão, se abstenha de inserir
Controladoria-Geral da União; ·Informe os nas cláusulas relativas às penalidade, as
fatos apurados à este Tribunal de Contas sanções de “suspensão temporária” e de
do Estado de Goiás para fins de avaliação “declaração de inidoneidade” previstas na
do cabimento de aplicação da penalidade Lei n. º 8.666/93, prevendo, além das
contida no art. 115 da Lei estadual nº multas, apenas as sanções de
16.168/2007 - LOTCE.GO. Promova-se, impedimento de licitar e contratar com o
em seguida, o arquivamento dos autos, nos Estado de Goiás e de descredenciamento
termos do art. 99, I, da Lei estadual nº do sistema pertinente; III) Determinar a
16.168/2007. À Gerência de Comunicação remessa dos autos à origem, para
e Controle para as anotações pertinentes, arquivamento, nos termos do art. 99, inc. I
publicação e devolução dos autos a da Lei Orgânica deste Tribunal de Contas,
origem”. para todos os fins legais. À Gerência de
2. Processo nº 201300005010611 - Trata Comunicação e Controle para as
do edital de Licitação regente do Pregão anotações pertinentes, publicação e
Eletrônico nº 033/2013, promovido pela devolução dos autos à origem”.
Secretaria de Estado de Gestão e OUTRAS SOLICITAÇÕES - MP:
Planejamento - SEGPLAN. O Relator 1. Processo nº 200900047001167 - Trata
proferiu a leitura do relatório e voto. de solicitação do Ministério Público
Tomados os votos nos termos regimentais, Estadual. O Relator proferiu a leitura do
foi o Acórdão nº 5921/2017, aprovado por relatório e voto. Tomados os votos nos
unanimidade, nos seguintes termos: termos regimentais, foi o Acórdão nº
“ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO 5916/2017, aprovado por unanimidade, nos
ESTADO DE GOIÁS, pelos integrantes do seguintes termos: “ACORDA o TRIBUNAL
seu Tribunal Pleno, ante as razões DE CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS,
expostas pelo Relator, 1) considerar legal o pelos integrantes do seu Tribunal Pleno,
edital para processar o Pregão Eletrônico ante as razões expostas pelo Relator: I -
n.º 033/2013; 2) pela expedição de julgar ilegais os serviços prestados pelas

27
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

empresas de guincho-reboque ao PROCESSOS DE FISCALIZAÇÃO - ATOS


DETRAN-GO, no período de 1998 a 2003, - DENÚNCIA:
devido à falta de procedimento licitatório e 1. Processo nº 201300047003482 - Trata
sem a devida cobertura contratual; II - de Denúncia oferecida à Ouvidoria desta
determinar ao DETRAN-GO para que adote Corte de Contas, por uma servidora da
os procedimentos legais para a contratação Secretaria de Estado da Educação. A
de serviços de guincho, sob pena da Relatora proferiu a leitura do relatório e
aplicação das sanções cabíveis; III - voto. Tomados os votos nos termos
encaminhar cópia do inteiro teor desses regimentais, foi o Acórdão nº 5924/2017,
autos ao Ministério Público do Estado de aprovado por unanimidade, nos seguintes
Goiás; IV - determinar o arquivamento do termos: “ACORDA o TRIBUNAL DE
presente feito, ante a ocorrência da CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS, pelos
prescrição da pretensão punitiva, conforme votos dos integrantes de seu Tribunal
previsão do art. 107-A, da Lei estadual nº Pleno, ante as razões expostas pela
16.168/2007. À Gerência de Comunicação Relatora, com fundamento no inciso XXVII
e Controle para as anotações pertinentes, do art. 1º da Lei estadual nº 16.168/07, em:
publicação, intimação do Ministério Público 1) Conhecer a presente Denúncia; 2) deixo
do Estado e, após, ao arquivo”. de aplicar qualquer sanção prevista no art.
Pela Conselheira CARLA CINTIA 112, III da Lei Estadual nº 16.168/2007, à
SANTILLO, foram relatados os seguintes Maria Coelho Azevedo de Andrade,
feitos: Subsecretária Regional da Educação do
PROCESSOS DE FISCALIZAÇÃO - ATOS Município de Posse e ao servidor Valdir
- REPRESENTAÇÃO: Rodrigues de Oliveira, diante das razões já
1. Processo nº 201300047000309 - Trata expostas;
do Relatório de Representação nº 3)determino à Secretaria de Estado da
001/2013, da Gerência de Fiscalização Educação a adoção dos procedimentos
desta Corte de Contas. A Relatora proferiu previstos na Constituição Federal e na Lei
a leitura do relatório e voto. Tomados os 8.666/93, e que repasse e esclareça a
votos nos termos regimentais, foi o todas as suas unidades subordinadas,
Acórdão nº 5923/2017, aprovado por especialmente as Subsecretarias Regionais
unanimidade, nos seguintes termos: e Unidades Escolares, acerca da
“ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO necessidade legal de que todas as obras,
ESTADO DE GOIÁS, com fundamento no serviços, inclusive de publicidade, compras,
artigo 99, inciso II, da Lei Orgânica, pelos alienações (inclusive a venda de materiais
votos dos integrantes do Tribunal Pleno, remanescentes de obras em unidades
em: a) conhecer a presente escolares), concessões, permissões e
Representação e, no mérito, julgá-la locações realizadas pela Administração,
procedente para determinar à Secretaria de sejam precedidas do devido procedimento
Educação, Cultura e Esporte - SEDUCE, licitatório, conforme expressa determinação
sucessora da SECULT com o advento da da Constituição Federal e da Lei 8.666/93 e
Lei Estadual nº 18.687/2014, que faça a da Lei nº 10.460/88, aprimorando o seu
correta gestão dos prazos contratuais das sistema de Controle Interno, a fim de evitar
contratações temporárias para evitar a situações como a configurada nestes
extrapolação do prazo máximo previsto na autos, em que o ex-servidor Valdir
Lei 13.664/2000, com as alterações Rodrigues de Oliveira, após ter sido
posteriores, sob pena de aplicação das exonerado, permaneceu na folha de
sanções correspondentes; b) determinar pagamento por quase um ano; sob pena de
ao Estado de Goiás que se abstenha de incorrer nas sanções previstas no art. 112,
realizar contratações temporárias de II da LOTCE e ainda de haver
excepcional interesse público contrários responsabilização nas esferas
aos estreitos limites do inciso X do art. 92 administrativa, civil e penal; devendo todas
da Constituição do Estado e da Lei n.º essas medidas serem concluídas no prazo
13.664/2000, com alterações posteriores, máximo de 180 (cento e oitenta dias). Ao
bem como realize concurso público com Serviço de Publicações e Comunicações
vistas a suprir os cargos vacantes e a para as providências a seu cargo”.
estruturar seus quadros permanentes PROCESSOS DE FISCALIZAÇÃO - ATOS
necessários à concretização eficaz de suas - AUDITORIA:
atribuições; c) arquivar os presentes 1. Processo nº 201300047004316 - Trata
autos. À Secretaria Geral para as de Relatório de Auditoria, realizado pela
providências a seu cargo”. Gerência de Fiscalização/ TCE-GO, que se

28
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

encontra em andamento junto à Agência natureza contábil, financeira, orçamentária,


Goiana de Comunicação- AGECOM, a qual operacional ou patrimonial, multa na razão
tem por objeto a Avaliação da Veiculação de 10% (dez por cento) do valor máximo
de Publicidade no Estado de Goiás. O permitido à época dos fatos; À Secretaria-
Relator proferiu a leitura do relatório e voto. Geral para as providências a seu cargo”.
Tomados os votos nos termos regimentais, 2. Processo nº 201400047001167 - Trata
foi o Acórdão nº 5925/2017, aprovado por de Auditoria de Regularidade a ser
unanimidade, nos seguintes termos: realizada pela Gerência de Fiscalização
“ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO deste Tribunal, na Companhia de Distritos
ESTADO DE GOIÁS, pelos votos dos Industriais de Goiás - GOIÁS INDUSTRIAL,
integrantes de seu Tribunal Pleno, com para contabilização das áreas dos Distritos
fundamento nos arts. 71, inciso IV, e 75 da Agroindustriais. O Relator proferiu a leitura
Constituição Federal, art. 26, IV, da do relatório e voto. Tomados os votos nos
Constituição Estadual e art. 239 do termos regimentais, foi o Acórdão nº
Regimento Interno desta Corte, em: a) 5926/2017, aprovado por unanimidade, nos
conhecer o Relatório de Auditoria nº seguintes termos: “ACORDA o TRIBUNAL
005/2014; b) julgar as contas Regulares DE CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS,
com Ressalva, ante as irregularidades pelos votos dos integrantes de seu Tribunal
constatadas, com supedâneo no art. 73 da Pleno, com fundamento nos arts. 71, inciso
LOTCE-GO; c) Aplicar a multa prevista no IV, e 75 da Constituição Federal, art. 26, IV,
art. 112, inciso II, da Lei Orgânica do da Constituição Estadual e art. 239 do
tribunal de Contas do Estado, aos Regimento Interno desta Corte, em: 1)
responsáveis abaixo discriminados, da conhecer a Instrução Técnica n.º 05/2017;
seguinte forma: - Sr. José Bittencourt Filho, 2) determinar à Companhia de
CPF nº 085.731.151-49, Ex-Presidente da Desenvolvimento Econômico de Goiás
Agência Goiana de Comunicação - (CODEGO), sucessora da Goiás Industrial,
Agecom, no período de 13/06/2011 a na pessoa de seu representante legal, o
01/03/2013 e Ordenador da Despesa, total cumprimento do Acórdão nº
devido à prática de atos de gestão ilegal, 3404/2016, por meio do preenchimento da
ilegítimo ou antieconômico, e infração à planilha que integra o Anexo I da Instrução
norma legal ou regulamentar e infração à Técnica nº 5/2017, no prazo máximo de 30
norma legal de natureza contábil, (trinta) dias, sob pena de aplicação da
financeira, orçamentária, operacional ou multa prevista no art. 112, inciso VII da Lei
patrimonial, multa na razão de 10% (dez Orgânica do Tribunal de Contas do Estado;
por cento) do valor máximo permitido à 3) determinar à Unidade Técnica
época dos fatos; - Sr. Cláudio Antônio especializada desta Casa que, nos termos
Fernandes, CPF nº 212.426.231-91, do art. 244 do RITCE, promova o
Gerente da Assessoria Jurídica da Agecom monitoramento referente à implementação
que emitiu parecer jurídico favorável à das medidas constantes do cronograma a
inexigibilidade de licitação, devido à prática ser enviado pela Companhia de
de atos de gestão ilegal, ilegítimo ou Desenvolvimento Econômico de Goiás
antieconômico, e infração à norma legal ou (CODEGO) em cumprimento ao Acórdão,
regulamentar e infração à norma legal de bem como a vistoria referente à
natureza contábil, financeira, orçamentária, regularização da situação apontada nos
operacional ou patrimonial, multa na razão itens 2.3.1 (Ocupação de áreas da
de 10% (dez por cento) do valor máximo Goiásindustrial por terceiros sem
permitido à época dos fatos; - Sra. Maria documento hábil) e 2.3.2 (Material de
Thereza Rodrigues de Oliveira, CPF nº Consumo e manutenção guardados de
467.797.101-30, Gestora do Contrato nº forma indevida) do Relatório de
017/2011, a sanção prevista na lei Regularidade nº 008/2014. À Secretaria-
16.168/2007, por infração à norma legal ou Geral para as providências a seu cargo”.
regulamentar de natureza contábil, OUTRAS SOLICITAÇÕES - CGE:
financeira, orçamentária, operacional ou 1. Processo nº 201300047004307 - Trata
patrimonial, multa na razão de 10% (dez do Relatório Conclusivo de Auditoria de
por cento) do valor máximo permitido à Conformidade nº254/2013- SCI/CGE -
época dos fatos; - Sr. Wesley F. Costa, Autos nº 201211867000447, referente aos
Supervisor da Agecom e responsável por trabalhos de auditoria realizados junto a
atestar o recebimento dos serviços Secretaria de Estado da Cultura (SECULT),
constantes do referido contrato, por com o objetivo de verificar a regularidade
infração à norma legal ou regulamentar de de seleção de artistas para o XVI FICA e a

29
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

legalidade de transferências de recursos com os consectários pertinentes; 4 - Tendo


públicos. O Relator proferiu a leitura do em vista a verificação de indícios de prática
relatório e voto. Tomados os votos nos de crime previsto no artigo 89 da Lei
termos regimentais, foi o Acórdão nº 8666/93, seja determinada a remessa de
5927/2017, aprovado por unanimidade, nos cópia digitalizada destes autos ao
seguintes termos: “ACORDA o TRIBUNAL Ministério Público Estadual, com o fim de
DE CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS, avaliar a persecução penal dos
pelos votos dos integrantes de seu Tribunal responsáveis, eis que os fatos ocorreram
Pleno, ante as razões expostas pela em 2002 e 2003; À Secretaria-Geral para
Relatora, em determinar o arquivamento as providências a seu cargo”.
dos autos, nos termos do art. 99, inciso I, Pelo Conselheiro HELDER VALIN
da Lei nº 16.168/07. Ao Serviço de BARBOSA, foram relatados os seguintes
Publicações e Comunicações para as feitos:
providências a seu cargo”. RECURSOS - RECONSIDERAÇÃO:
Pelo Conselheiro CELMAR RECH, foi 1. Processo nº 201500047002968 - Trata
relatado o seguinte feito: de Recurso de Reconsideração
PROCESSOS DE FISCALIZAÇÃO - ATOS apresentado a este Tribunal pelo Sr.
- INSPEÇÃO: EVANDRO ARANTES ABIB, em face de
1. Processo nº 22965149 - Em que a então decisão contida no Acórdão nº 4913/2015
Divisão de Fiscalização Financeira das de 07/10/2015, objeto do Processo nº
Empresas Econômicas (DFFEE), atual 2ª 201100019000082, que resultou em multa
Divisão de Fiscalização, apresenta o imposta em decorrência de apresentação
Relatório de Inspeção nº 009/2003, intempestiva da Prestação de Contas da
realizado S O Relator proferiu a leitura do Companhia de Investimentos e Parcerias
relatório e voto. Tomados os votos nos do Estado de Goiás (GOIASPARCERIAS),
termos regimentais, foi o Acórdão nº relativo ao Exercício de 2010. O Relator
5928/2017, aprovado por unanimidade, nos proferiu a leitura do relatório e voto.
seguintes termos: “ACORDA o TRIBUNAL Tomados os votos nos termos regimentais,
DE CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS, foi o Acórdão nº 5929/2017, aprovado por
pelos votos dos integrantes do seu Tribunal unanimidade, nos seguintes termos:
Pleno, ante as razões expostas pelo “ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO
Relator, em: 1 - Conhecer Inspeção e julga- ESTADO DE GOIÁS, pelos membros que
la procedente in totum, e pelo integram o Tribunal Pleno, ante as razões
conhecimento da Denúncia apensada e expostas pelo Relator, em conhecer do
julga-la parcialmente procedente, na recurso, acolhendo as justificativas
matéria conexa com a Inspeção, em virtude apresentadas pelo gestor quanto aos
da prática de atos ilegais e antieconômicos motivos que ensejaram a intempestividade
prevista no art. 112, II, da Lei nº da prestação de contas anual, para, no
16.168/2007. Devendo ser reconhecida, no mérito, lhe dar provimento, determinando a
entanto, a prescrição da pretensão punitiva reforma do Acórdão n.º 4913/2015 julgando
desta Corte para aplicação da sanção aos regulares com ressalvas as contas
responsáveis, nos termos do Art. 107-A, da referentes ao exercício de 2010, dando
Lei nº 16.168/2007. 2- Tendo em vista a quitação ao Sr. Evandro Arantes Abib,
comprovação de dano decorrente dos atos isentando-o de multa. À Secretaria Geral
ilegais e antieconômicos na ordem de para as imprescindíveis providências”.
aproximadamente 30 milhões de reais, PROCESSOS DE FISCALIZAÇÃO - ATOS
determinar a conversão da inspeção e - REPRESENTAÇÃO:
denúncia em Tomada de Contas Especial, 1. Processo nº 201100047002605 - Trata
nos termos do art. 258, IV do Regimento de representação protocolizada pela
Interno desta Corte, devendo ser PETROMAIS DISTRIBUIDORA DE
acompanhada no bojo desta TCE o PÉTROLEO LTDA, acerca de possíveis
desfecho da Ação de Improbidade irregularidades praticadas pelo DETRAN-
Administrativa proposta pelo Ministério GO O Relator proferiu a leitura do relatório
Público Estadual; 3- Notificar o Ministério e voto. Tomados os votos nos termos
Público de Contas para que no exercício de regimentais, foi o Acórdão nº 5930/2017,
suas atribuições solicitar a reabertura das aprovado por unanimidade, nos seguintes
contas dos exercícios de 2002 e 2003 da termos: “ACORDA o TRIBUNAL DE
SANEAGO, por meio de pedido de revisão, CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS, pelos
a qual poderá ensejar o julgamento pela membros que integram o Tribunal Pleno,
irregularidade das contas da SANEAGO, ante as razões expostas pelo Relator, em

30
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

conhecê-lo para, no mérito, julgá-la Goiana do Meio Ambiente - AGMA. O


procedente em parte, declarando-se Relator proferiu a leitura do relatório e voto.
ilegalidade do pregão 001/2011, sem a Tomados os votos nos termos regimentais,
anulação do contrato dele decorrente, foi o Acórdão nº 5933/2017, aprovado por
determinando-o ao DETRAN/GO que se unanimidade, nos seguintes termos:
abstenha de incluir, nos próximos editais “ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO
análogos, cláusulas que, direta ou ESTADO DE GOIÁS, pelos membros que
indiretamente, restrinjam a livre integram o Tribunal Pleno, ante as razões
competitividade entre os participantes. À expostas pelo relator, em JULGAR
Secretaria Geral para as devidas IRREGULAR, à Administração do Setor de
providências”. Transportes da Agência Goiana do Meio
PROCESSOS DE FISCALIZAÇÃO - ATOS Ambiente - AGMA. No entanto, ante a
- DENÚNCIA: duração superior a oito anos do feito, há
1. Processo nº 200700047000177 - Em que verificação de ocorrência da Prescrição da
a empresa M.O. Construtora Ltda Pretensão Punitiva, artigo 107-A da
apresenta denúncia em desfavor da LOTCE. JULGA-SE PRESCRITA A AÇÃO
Secretaria da Educação. O Relator proferiu para todos os efeitos, determinando o
a leitura do relatório e voto. Tomados os consequente ARQUIVAMENTO DO
votos nos termos regimentais, foi o PROCESSO. À Secretária Geral para as
Acórdão nº 5931/2017, aprovado por imprescindíveis providências”.
unanimidade, nos seguintes termos: 2. Processo nº 201100047002399 - Em que
“ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO a Agência Goiana do Sistema de Execução
ESTADO DE GOIÁS, pelos membros que Penal solicita inspeção. O Relator proferiu
integram o Tribunal Pleno, ante as razões a leitura do relatório e voto. Tomados os
expostas pelo relator, em conhecer a votos nos termos regimentais, foi o
presente denúncia e determinar seu Acórdão nº 5934/2017, aprovado por
arquivamento. À Secretaria Geral para as unanimidade, nos seguintes termos:
devidas providências”. “ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO
PRESTAÇÃO DE CONTAS - ANUAL: ESTADO DE GOIÁS, pelos membros que
1. Processo nº 201111867000127 - Trata integram o Tribunal Pleno, consignadas as
de Prestação de Contas Anual - 2010, da manifestações dos setores em que
Companhia de Distritos Industriais de tramitaram os presentes autos e, ante as
Goiás - GOIÁSINDUSTRIAL. O Relator razões expostas pelo Relator, em
proferiu a leitura do relatório e voto. determinar o conhecimento e o
Tomados os votos nos termos regimentais, arquivamento do presente Relatório de
foi o Acórdão nº 5932/2017, aprovado por Inspeção. À Secretaria Geral para as
unanimidade, nos seguintes termos: providências pertinentes”.
“ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO 3. Processo nº 201100047003032 -
ESTADO DE GOIÁS, pelos membros que Referente ao Relatório de Inspeção nº
integram o Tribunal Pleno, ante as razões 070/11, que trata da contratação de
expostas pelo Relator, em JULGAR AS empresa de engenharia p/ executar a
CONTAS REGULARES COM Reforma e Reestruturação do Bloco 03 e
RESSALVAS, determinando a expedição 05 - DETRAN. O Relator proferiu a leitura
de quitação ao gestor, destacando, por fim, do relatório e voto. Tomados os votos nos
nos termos do art. 71 da Lei Orgânica, a termos regimentais, foi o Acórdão nº
possibilidade de responsabilizar os 5935/2017, aprovado por unanimidade, nos
gestores nos processos em tramitação de: seguintes termos: “ACORDA o TRIBUNAL
a) Tomada de Contas Especial; DE CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS,
b)Inspeções ou Auditorias cujo período pelos membros que integram o Tribunal
envolva mais de um exercício; c) Registro Pleno, ante as razões expostas pelo
de Atos de Pessoal; d)Obras e/ou serviços relator, em determinar o arquivamento dos
paralisados; e) Qualquer processo que se presentes autos, em razão do longo lapso
identifique dano ao erário. À Secretaria temporal transcorrido e da prescrição da
Geral para as imprescindíveis pretensão punitiva. À Secretaria Geral para
providências”. as imprescindíveis providências”.
PROCESSOS DE FISCALIZAÇÃO - ATOS LICITAÇÃO - PREGÃO:
- INSPEÇÃO: 1. Processo nº 201000047003014 - Trata
1. Processo nº 200800047000296 - de edital de licitação promovido pelo
Contendo o Relatório de Inspeção Externa Tribunal de Justiça do Estado de Goiás. O
nº 001 - 1ª DF/2008 realizado na Agência Relator proferiu a leitura do relatório e voto.

31
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

Tomados os votos nos termos regimentais, Ministério Público de Contas: Fernando


foi o Acórdão nº 5936/2017, aprovado por dos Santos Carneiro. Sessão Plenária
unanimidade, nos seguintes termos: Ordinária Nº 1/2018. Ata aprovada em:
“ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO 17/01/2018.
ESTADO DE GOIÁS, pelos membros que
integram o Tribunal Pleno, ante as razões
expostas pelo Relator, em considerar ATA Nº 25 DE 6 DE DEZEMBRO DE 2017
LEGAL o Edital do Pregão Presencial nº SESSÃO EXTRAORDINÁRIA
202/2010. À Secretaria Geral para as ADMINISTRATIVA
devidas providências”. ATA da 25ª Sessão Extraordinária
2. Processo nº 201500047002971 - Trata Administrativa do Tribunal Pleno do egrégio
do Edital de Licitação na modalidade de Tribunal de Contas do Estado de Goiás.
Pregão Presencial nº 008/2015, da Às dezessete horas e oito minutos do dia
Saneamento de Goiás S/A (SANEAGO), oito (06) do mês de dezembro do ano de
cujo objeto é a execução das obras e dois mil e dezessete, realizou-se a
serviços de implantação do Sistema de Vigésima Quinta Sessão Extraordinária
Esgotamento Sanitário, na cidade de Administrativa do Tribunal Pleno do egrégio
Alexânia, neste Estado, no valor estimado Tribunal de Contas do Estado de Goiás,
de R$ 17.891.149,39. O Relator proferiu a sob a Presidência do Conselheiro
leitura do relatório e voto. Tomados os KENNEDY DE SOUSA TRINDADE,
votos nos termos regimentais, foi o presentes os Conselheiros SEBASTIÃO
Acórdão nº 5937/2017, aprovado por JOAQUIM PEREIRA NETO TEJOTA,
unanimidade, nos seguintes termos: EDSON JOSÉ FERRARI, CARLA CINTIA
“ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO SANTILLO, CELMAR RECH, SAULO
ESTADO DE GOIÁS, por unanimidade de MARQUES MESQUITA e HELDER VALIN,
votos dos integrantes do seu Pleno, o Procurador de Contas FERNANDO DOS
consignadas as manifestações dos setores SANTOS CARNEIRO, e MARCUS
em que tramitaram os presentes autos e, VINICIUS DO AMARAL, Secretário Geral
ante as razões expostas pelo Relator, em desta Corte de Contas que a presente
considerar LEGAL e determinar o elaborou. Em seguida, passou o Tribunal
arquivamento dos presentes autos, com as Pleno a deliberar sobre a matéria constante
seguintes recomendações: a)Que a da pauta de julgamento.
Saneago estabeleça limite de R$ 11,95/m Pelo Conselheiro SEBASTIÃO JOAQUIM
com BDI de 27,74%, para remuneração do PEREIRA NETO TEJOTA, foi relatado o
serviço “CTD e montagem Tubo/Conexão seguinte feito:
PVC JE inclusive teste hidrostático DN PROJETO - RESOLUÇÃO:
400”, constante da planilha orçamentária; 1. Processo nº 201300047003004 - Trata
b)Que em futuros certames licitatórios que de proposta de Resolução Normativa sobre
envolvam serviços de construção de redes registro de atos de admissão de pessoal a
de abastecimento de água, coleta de qualquer título, aposentadoria, reforma,
esgotos e construções correlatas, transferência para a reserva e pensão. O
apresente estudos de viabilidade e projetos Relator proferiu a leitura do relatório e voto.
básico/executivo com os resultados de Tomados os votos nos termos regimentais,
todos os parâmetros hidráulicos gerados a foi a Resolução nº 8/2017, aprovada por
partir de softwares especializados (vazão, unanimidade, nos seguintes termos: “O
pressão, velocidades do fluido, diâmetro TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE
das adutoras, coeficiente de rugosidade, GOIÁS, pelos membros que integram o
comprimento da adutora, temperatura do Tribunal Pleno, nos termos do art. 23, inc.
fluido) em todos os nós da tubulação da XIX, da Resolução nº 22, de 04/09/2008 -
rede em estudo. À Secretaria Geral para as Regimento Interno/RITCE, tendo em vista o
devidas providências”. que consta do Processo nº
Nada mais havendo a tratar, às dezessete 201300047003004/019-01, e RESOLVE,
horas e dez minutos foi encerrada a Art. 1º. Aprovar o Anteprojeto de Lei, em
Sessão, sendo convocada outra para o dia anexo, que trata de alteração do art. 1º,
16 de janeiro, às 15horas. inciso IV e art. 55 e revogação do inciso IV
Presentes os Conselheiros: Kennedy de do art. 104 do da Lei Estadual n.º
Sousa Trindade (Presidente), Sebastião 16.168/07. Art. 2º. Fica a Presidência
Joaquim Pereira Neto Tejota, Edson autorizada a encaminhar este projeto à
José Ferrari, Celmar Rech e Saulo aprovação da Assembleia Legislativa do
Marques Mesquita. Representante do Estado de Goiás. Art. 3°. Esta Resolução

32
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

entrará em vigor a partir de sua publicação. o Presidente determinou ao Secretário que


ANEXO. Anteprojeto de Lei. Altera a Lei procedesse a leitura dos extratos das Atas
Estadual n.º 16.168/07. A ASSEMBLÉIA da 31ª Sessão Ordinária Plenária e 23ª
LEGISLATIVA DO ESTADO DE GOIÁS, Sessão Extraordinária Administrativa,
nos termos dos artigos 26, inciso III, 92, realizadas no dia 08 de novembro de 2017,
incisos I e II, 10 e 37, inciso III, da que foram aprovadas por unanimidade. Em
Constituição Estadual, decreta e eu seguida, o Presidente, comunicou que o
sanciono a seguinte lei: “Art. 1º O artigo 1º, momento seria destinado aos expedientes.
inciso IV e artigo 55 da Lei n.º 16.168/07 O Conselheiro Sebastião Tejota fez
passam a vigorar com a seguinte redação: devolução de vistas dos autos de nº
Art. 1º (...). IV - apreciar, para fins de 201000047001174, de relatoria do
registro, a legalidade das concessões de Conselheiro Saulo Mesquita, com voto
aposentadorias, transferências para a divergente. Em seguida, solicitou a retirada
reserva, reformas e pensões, ressalvadas de pauta dos autos de nº
as melhorias posteriores, que não alterem 201600006035147 e 201400016000925,
o fundamento legal do ato concessório. Art. sendo deferido seu pedido. O Conselheiro
55 Os prazos referidos nesta Lei serão Saulo Mesquita devolveu vistas dos autos
contados em dias úteis, excluindo o dia do de nº 201300047003004, da relatoria do
começo e incluindo o dia do vencimento, a Conselheiro Sebastião Tejota, sem voto
partir da data: Art. 2º Fica revogado o inciso divergente. O Presidente determinou ao
IV do art. 104 da Lei n.º 16.168/07. Art. 3º. Secretário que procedesse aos sorteios
Esta Lei entra em vigor na de sua dos autos de nº 201700047002336 e
publicação”. 201700047002420, cabendo suas
Nada mais havendo a tratar, às dezessete relatorias, respectivamente, aos
horas e dez minutos, foi encerrada a Conselheiros Helder Valin e Saulo
Sessão. Mesquita. Logo após, passou o Pleno a
Presentes os Conselheiros: Kennedy de deliberar as matérias constantes da pauta.
Sousa Trindade (Presidente), Sebastião Pelo Conselheiro SEBASTIÃO JOAQUIM
Joaquim Pereira Neto Tejota, Edson PEREIRA NETO TEJOTA, foram relatados
José Ferrari, Celmar Rech e Saulo os seguintes feitos:
Marques Mesquita. Representante do RECURSOS - REEXAME:
Ministério Público de Contas: Fernando 1. Processo nº 201600047000480 - Trata
dos Santos Carneiro. Sessão Plenária de Recurso de Reexame apresentado a
Ordinária Nº 1/2018. Ata aprovada em: esta Corte de Contas pelo Sr. JOSÉ
17/01/2018. TAVEIRA ROCHA, Presidente da
Saneamento de Goiás S/A (SANEAGO),
em desfavor do Acórdão TCE nº 607/2016,
ATA Nº 33 DE 6 DE DEZEMBRO DE 2017 publicado no Diário Oficial do Estado no dia
SESSÃO ORDINÁRIA 04.03.2016, objeto do Processo de nº
TRIBUNAL PLENO 201100047001391. O Relator proferiu a
ATA da 33ª Sessão Ordinária do Tribunal leitura do relatório e voto. Tomados os
Pleno do egrégio Tribunal de Contas do votos nos termos regimentais, foi o
Estado de Goiás. Acórdão nº 5781/2017, aprovado por
Às quinze horas do dia seis (06) do mês de unanimidade, nos seguintes termos:
dezembro do ano dois mil e dezessete, “ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO
realizou-se a Trigésima Terceira Sessão ESTADO DE GOIÁS, pelos votos dos
Ordinária do Tribunal Pleno do egrégio integrantes do Tribunal Pleno, por conhecer
Tribunal de Contas do Estado de Goiás, do pedido de reexame para, no mérito,
sob a Presidência do Conselheiro negar-lhe provimento. Ao Serviço de
KENNEDY DE SOUSA TRINDADE, Controle das Deliberações”.
presentes os Conselheiros SEBASTIÃO PROCESSOS DE FISCALIZAÇÃO - ATOS
JOAQUIM PEREIRA NETO TEJOTA, - REPRESENTAÇÃO:
EDSON JOSÉ FERRARI, CARLA CÍNTIA 1. Processo nº 201200047002738 - Em que
SANTILLO, CELMAR RECH, SAULO a Primeira Divisão de Fiscalização
MARQUES MESQUITA e HELDER VALIN apresenta o Relatório de Representação nº
BARBOSA, o Procurador de Contas 005/2012, realizado na METAGO - Metais
FERNANDO DOS SANTOS CARNEIRO e de Goiás S.A. O Relator proferiu a leitura
MARCUS VINICIUS DO AMARAL, do relatório e voto. Tomados os votos nos
Secretário Geral desta Corte de Contas termos regimentais, foi o Acórdão nº
que a presente elaborou. Aberta a Sessão, 5782/2017, aprovado por unanimidade, nos

33
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

seguintes termos: “ACORDA o TRIBUNAL 1. Processo nº 201300024000141 - Trata


DE CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS, da Prestação de Contas Anual da Junta
com fundamento no artigo 99, inciso I, da Comercial do Estado de Goiás (JUCEG),
Lei Orgânica, pelos votos dos integrantes do Exercício de 2012. O Relator proferiu a
do Tribunal Pleno, em conhecer da leitura do relatório e voto. Tomados os
presente Representação e promover seu votos nos termos regimentais, foi o
arquivamento, haja vista a correção das Acórdão nº 5784/2017, aprovado por
falhas pelo jurisdicionado. Ao Serviço de unanimidade, nos seguintes termos:
Controle das Deliberações”. “ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO
2. Processo nº 201400047002614 - Trata ESTADO DE GOIÁS, pelos votos dos
de Representação apresentada a este integrantes do Tribunal Pleno, com
Tribunal pela Empresa Cidade Pneus fundamento nos artigos 66, §2º, 70 e 73 da
Peças e Serviços Ltda., com pedido de Lei nº 16.168/2007, em: 1) Julgar as contas
cautelar inaudita altera parte em face do regulares com ressalva, quais sejam: a. O
Edital de Pregão Presencial nº 194/2014, atraso no envio da prestação de contas,
da Secretaria de Estado da Segurança descumprindo o artigo 186 do RI-TCE (item
Pública (SSP), objeto do Processo de nº 2.4. Prazo de Encaminhamento da
201400016002098, cuja finalidade é a Prestação de Contas Anual); b. O
contratação de empresa especializada na inventário de bens do ativo permanente foi
prestação de serviços de gerenciamento enviado sem valor contábil (item 2.9.2.1.1.
eletrônico e controle de manutenção Inventário); 2) Dar quitação ao Sr.
preventiva e corretiva da frota de veículos e Veríssimo Aparecido da Silva nos termos
equipamentos motomecanizados. O do art. 73, §2° da Lei Orgânica do Tribunal
Relator proferiu a leitura do relatório e voto. do Estado de Goiás, destacando-se deste
Tomados os votos nos termos regimentais, julgamento a possibilidade de
foi o Acórdão nº 5783/2017, aprovado por responsabilizar o gestor no que se refere
unanimidade, nos seguintes termos: aos seguintes processos: tomada de
“ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO contas especial; inspeções ou auditorias;
ESTADO DE GOIÁS, com fundamento no atos de pessoal; pertinentes a obras e/ou
artigo 99, inciso I, da Lei Orgânica, pelos serviços paralisados, em que se identifique
votos dos integrantes do Tribunal Pleno, dano ao erário, bem como às respectivas
em: 1) determinar o arquivamento dos multas que decorrem deste débito,
autos; 2) expedir recomendações à conforme arts. 71 e 129 da Lei Orgânica
Secretaria de Segurança Pública e desta Corte de Contas; 3) Recomendar a
Administração Penitenciária - SSPAP para Junta Comercial do Estado de Goiás -
que em futuros certames para a JUCEG que: a) Atente para o prazo de
contratação de empresa, seja para envio dos movimentos contábeis e da
gerenciamento de frota ou para outros Prestação de Contas Anual a esta Corte de
objetos similares: a. apresente justificativa Contas; b) Garanta o inventário dos bens
específica, com planejamento do Ativo Permanente; c) Atente também
fundamentado em estudos técnicos, os para o Parecer Prévio do TCE sobre as
quais demonstrem aspectos como contas de governo de 2012, quanto às
adequação, eficiência e economicidade do recomendações feitas pelo Conselheiro
novel modelo; b. utilize critério de Relator. Ao Serviço de Controle das
julgamento não apenas em relação ao Deliberações”.
serviço de gerenciamento, mas também em PROCESSOS DE FISCALIZAÇÃO - ATOS
relação aos bens e serviços decorrentes do - INSPEÇÃO:
contrato; c. evite que a pesquisa/cotação 1. Processo nº 25025945 - Em que a
de preços de mercado que se faça DFFEE apresenta o Relatório de inspeção
necessária no decurso do contrato fique a nº 10/2004, realizado na Companhia
critério única e exclusivamente da empresa Energética de Goiás. O Relator proferiu a
contratada; d. realize a estrita fiscalização leitura do relatório e voto. Tomados os
do contrato, para o acompanhamento do votos nos termos regimentais, foi o
fiel cumprimento dos serviços contratados, Acórdão nº 5785/2017, aprovado por
assim como averiguar se os preços unanimidade, nos seguintes termos:
aplicados guardam consonância com os “ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO
valores praticados pelo mercado. Ao ESTADO DE GOIÁS, pelo voto dos
Serviço de Controle das Deliberações”. integrantes do Tribunal Pleno, em
PRESTAÇÃO DE CONTAS - ANUAL: determinar o arquivamento dos presentes
autos, nos termos do artigo 99, I da Lei

34
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

Orgânica desta Corte de Contas. Ao 16.168/2007 em declarar a legalidade do


Serviço de Controle das Deliberações”. Edital de Licitação, na modalidade
2. Processo nº 201100047000836 - Trata Concorrência nº 003/2016, oriundo da
do Relatório de Inspeção nº 005/2001 - 4ª Companhia de Desenvolvimento
DF, relativo ao Fundo Rotativo do Hospital Econômico de Goiás - CODEGO,
de Urgência de Aparecida de Goiânia - 3º e determinando seu arquivamento. Ao
4º trimestre/09 e 1º e 2º trimestre/2010. O Serviço de Controle das Deliberações”.
Relator proferiu a leitura do relatório e voto. Pelo Conselheiro EDSON JOSÉ FERRARI,
Tomados os votos nos termos regimentais, foram relatados os seguintes feitos:
foi o Acórdão nº 5786/2017, aprovado por RECURSOS - RECONSIDERAÇÃO:
unanimidade, nos seguintes termos: 1. Processo nº 201700047000418 - Trata
“ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO de Recurso de Reconsideração com efeito
ESTADO DE GOIÁS, pelo voto dos suspensivo apresentado a esta Corte de
integrantes do Tribunal Pleno, em Contas pelo Sr. CARLOS MARANHÃO
determinar o arquivamento dos presentes GOMES DE SÁ, na qualidade de ex-
autos. À Secretaria Geral para as Presidente da Metrobus Transporte
providências devidas”. Coletivo S/A., em face do Acórdão TCE nº
CONVÊNIO - COOPERAÇÃO: 4085/2016, objeto dos Autos nº
1. Processo nº 14965518 - Trata do 201211867000365. O Relator proferiu a
Convênio firmado entre a Secretaria da leitura do relatório e voto. Tomados os
Agricultura, Pecuária e Abastecimento e a votos nos termos regimentais, foi o
Prefeitura Municipal de Aporé, tendo como Acórdão nº 5789/2017, aprovado por
objeto a execução do Projeto de Apoio I. O unanimidade, nos seguintes termos:
Relator proferiu a leitura do relatório e voto. “ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO
Tomados os votos nos termos regimentais, ESTADO DE GOIÁS, pelos membros que
com registro do impedimento do integram o seu Tribunal Pleno, ante as
Conselheiro Saulo Mesquita, foi o Acórdão razões expostas pelo Relator e com
nº 5788/2017, aprovado por unanimidade, fundamento nos arts. 120, I, e 125, da Lei
nos seguintes termos: “ACORDA o estadual nº 16.168/2007, em conhecer do
TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE recurso interposto pelo Sr. Carlos
GOIÁS, pelos votos dos integrantes de seu Maranhão Gomes de Sá e, no mérito, dar-
Tribunal Pleno, com fundamento nos lhe provimento para cancelar a multa
efeitos produzidos pelos artigos 66, § 3º e aplicada ao recorrente pelo Acórdão nº
77 da Lei 16.168/2007, em determinar, em 999/2016, ratificado pelo Acórdão nº
face do longo lapso temporal, o 4085/2016, nos autos do processo nº
trancamento das contas e seu consequente 201211867000365. À Gerência de Registro
arquivamento, devendo os autos e Jurisprudência para o devido registro,
permanecer à disposição deste Tribunal publicação na forma da lei, intimação do
por 05 (cinco) anos, contados da recorrente e demais providências legais e
publicação no Diário Eletrônico. Ao Serviço regimentais”.
de Controle das Deliberações para as TOMADA DE CONTAS - ANUAL:
providências a seu cargo”. 1. Processo nº 201400004003226 - Trata
LICITAÇÃO - CONCORRÊNCIA: de Tomada de Contas Anual, da Secretaria
1. Processo nº 201610216000053 - Trata de Estado da Fazenda - Encargos Sociais
de Licitação na modalidade de (SEFAZ), referente ao exercício de 2013. O
Concorrência nº 003/2016, da Companhia Relator proferiu a leitura do relatório e voto.
de Desenvolvimento Econômico de Goiás Tomados os votos nos termos regimentais,
(CODEGO), tendo como objeto a execução foi o Acórdão nº 5790/2017, aprovado por
dos serviços de engenharia para a reforma unanimidade, nos seguintes termos:
e adequações no Ginásio de Esportes de “ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO
Catalão (GO), no valor estimado de R$ ESTADO DE GOIÁS, pelos integrantes do
9.966.487,82. O Relator proferiu a leitura seu Tribunal Pleno, ante as razões
do relatório e voto. Tomados os votos nos expostas pelo Relator: “I - julgar regular a
termos regimentais, foi o Acórdão nº Tomada de Contas Anual da SEFAZ
5787/2017, aprovado por unanimidade, nos (Encargos Especiais - unidade
seguintes termos: “ACORDA o TRIBUNAL administrativa 2304), relativa ao exercício
DE CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS, de 2013, nos termos do art. 72, caput, da
pelos votos dos integrantes do Tribunal LOTCE-GO e art. 209, I, do RITCE-GO,
Pleno, com fundamento nos efeitos com expedição de plena quitação ao
produzidos pelo art. 99, inciso I, da Lei nº gestor, nos termos do parágrafo único do

35
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

art. 72 da LOTCE-GO, c/c art. 211 do o arquivamento dos autos no órgão de


RITCE-GO; II - recomendar à Secretaria de origem. À Gerência de Comunicação e
Estado da Fazenda que todas as Controle para as anotações pertinentes,
informações das unidades orçamentárias publicação e devolução dos autos a
que compõem o órgão sejam consolidadas origem”.
em um único processo, de forma a refletir PRESTAÇÃO DE CONTAS - ANUAL:
adequadamente a situação econômica, 1. Processo nº 201400005007639 - Trata
financeira e patrimonial de todas as da Prestação de Contas Anual, referente
unidades orçamentárias, para que a análise ao Exercício de 2013, do Consórcio
efetuada por esta especializada venha a Rodoviário Intermunicipal S.A. (CRISA), em
trazer conclusões consolidadas quanto à liquidação. O Relator proferiu a leitura do
gestão do administrador; II - destacar: a) a relatório e voto. Tomados os votos nos
possibilidade de reabertura das contas, termos regimentais, foi o Acórdão nº
conforme § 2º, do art. 129, da LOTCE; b) e 5792/2017, aprovado por unanimidade, nos
dos efeitos do art. 71, da LOTCE, os seguintes termos: “ACORDA o TRIBUNAL
processos em tramitação neste Tribunal de DE CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS,
Contas que tratam: 1) de tomadas de pelos integrantes do seu Tribunal Pleno,
contas especial; 2) de inspeção ou de ante as razões expostas pelo Relator: I -
auditorias cujo período de abrangência julgar regular com ressalva a Prestação de
envolva mais de um exercício; 3) de Contas Anual do Consórcio Rodoviário
registro de atos de pessoal; 4) de obras ou Intermunicipal S.A - CRISA em liquidação,
de serviços de engenharia paralisados; e 5) referente ao exercício financeiro de 2013; II
de objeto cujo montante de recurso seja - dar quitação ao responsável, nos termos
igual ou superior a 5% (cinco por cento) do do art. 73, §2º, da LOTCE; III - determinar
total do orçamento da entidade ao jurisdicionado que adote medidas com
jurisdicionada. À Gerência de Comunicação vistas à correção das impropriedades
e Controle para as anotações pertinentes, verificadas na presente prestação de
publicação e devolução dos autos à contas (movimentação financeira em banco
origem”. não oficial; não adoção das práticas
TOMADA DE CONTAS - ESPECIAL: contábeis introduzidas pela Lei
1. Processo nº 201200010006497 - Trata 11.638/2007 e normas brasileiras de
de Tomada de Contas Especial instaurada contabilidade convergidas ao padrão
pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), internacional IFRS; situações econômico-
por determinação deste Tribunal através do financeiras da empresa distintas da
Acórdão nº 526, de 15/03/2012, objeto do realidade; e ausência de reavaliação do
Processo de nº 200600047002193, tendo imobilizado Terrenos e Edificações de bens
em vista a apuração de indícios de cedidos transferidos para a conta
irregularidades ocorridas no procedimento Investimentos), nos termos do § 2º, do art.
licitatório referente ao Pregão nº 061/2006. 73, da LOTCE; IV - destacar: a) a
O Relator proferiu a leitura do relatório e possibilidade de reabertura das contas,
voto. Tomados os votos nos termos conforme §2º, do art. 129, da LOTCE; b) e
regimentais, com registro do impedimento dos efeitos do art. 71, da LOTCE, os
do Conselheiro Saulo Mesquita, foi o processos em tramitação neste Tribunal de
Acórdão nº 5791/2017, aprovado por Contas que tratam: 1) de tomada de contas
unanimidade, nos seguintes termos: especial; 2) de inspeções ou de auditorias
“ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO cujo período de abrangência envolva mais
ESTADO DE GOIÁS, pelos integrantes do de um exercício; 3) de registro de atos de
seu Tribunal Pleno, I - julgar extinto o pessoal; 4) de obras ou de serviços de
processo sem resolução de mérito, engenharia paralisados; e 5) de objeto cujo
consoante as disposições do art. 485, IV, montante de recurso seja igual ou superior
do NCPC, c/c art. 66, §3º, da LOTCE, pela a 5% (cinco por cento) do total do
ausência de pressuposto de constituição e orçamento da entidade jurisdicionada. À
desenvolvimento válido e regular do Gerência de Comunicação e Controle para
processo, qual seja, o dano causado à as anotações pertinentes, publicação e
Administração; II - determinar a juntada de devolução dos autos à origem”.
cópia desta decisão nos autos do processo PROCESSOS DE FISCALIZAÇÃO - ATOS
de n.º 200600047002193, que contém o - AUDITORIA:
Relatório de Auditoria n.º 002/2007, no qual 1. Processo nº 201000047001835 - Em que
foi determinada a instauração da presente a 2ª DF apresenta o Relatório de Auditoria
tomada de contas especial; III - determinar nº 003/2010 realizado no DETRAN-

36
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

Departamento Estadual de Trânsito de Tomados os votos nos termos regimentais,


Goiás. O Relator proferiu a leitura do foi o Acórdão nº 5795/2017, aprovado por
relatório e voto. Tomados os votos nos unanimidade, nos seguintes termos:
termos regimentais, foi o Acórdão nº “ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO
5793/2017, aprovado por unanimidade, nos ESTADO DE GOIÁS, pelos membros que
seguintes termos: “ACORDA o Tribunal de integram o seu Tribunal Pleno, ante as
Contas do Estado de Goiás, pelos razões expostas pelo Relator, considerar
membros que integram o seu Tribunal legal o Ato de Dispensa de Licitação n.º
Pleno, ante as razões expostas pelo 0126/2012, da Secretaria de Estado da
Conselheiro Relator, 1) conhecer do Saúde, e determinar o arquivamento dos
Relatório de Auditoria n.º 003/2010; 2) autos, nos termos do art. 99, I, da Lei
determinar ao DETRAN/GO que adote as estadual nº 16.168/2007. À Gerência de
medidas administrativas e judiciais visando Comunicação e Controle para publicação e
à recomposição do erário, em caso de devolução dos autos a origem”.
constatação de ato ilegal, ilegítimo ou 2. Processo nº 201700036000687 - Trata
antieconômico, informando a esta Corte de de Dispensa de Licitação nº 009/17 PR-
Contas sobre as providências adotadas no NELIC, da Agência Goiana de Transportes
prazo de 60 dias, com prazo máximo de e Obras (AGETOP), em favor da empresa
conclusão de 180 dias, conforme previsão Albenge Engenharia, Indústria e Comércio
do art. 4º e parágrafos da RN n.º 016/2016; LTDA, no valor total de R$ 37.767.668,07,
3) determinar ao DETRAN/GO que efetue o tendo como objeto a execução dos serviços
levantamento de todos os bens adquiridos de manutenção da malha rodoviária
pela UEG, com recursos do DETRAN/GO pavimentada e não pavimentada, balsas e
amparados no Termo de Descentralização aeródromos do Estado de Goiás, Programa
Orçamentária, para que o referido órgão de Rodovida Fase II, Lote 06. O Relator
trânsito os inclua em seu patrimônio, proferiu a leitura do relatório e voto.
conforme determina o art. 58 do Decreto Tomados os votos nos termos regimentais,
Estadual n.º 6.865/2009. À Gerência de foi o Acórdão nº 5796/2017, aprovado por
Comunicação e Controle para as unanimidade, nos seguintes termos:
anotações pertinentes, publicação, “ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO
intimação do jurisdicionado e ESTADO DE GOIÁS, pelos integrantes do
arquivamento”. seu Tribunal Pleno, ante as razões
LICITAÇÃO - CONCORRÊNCIA: expostas pelo Relator, 1) considerar
1. Processo nº 201200047002319 - Trata legal a dispensa de licitação n.º 009/2017 -
do Edital de Concorrência nº 012/2012-SEE PR - NELIC; 2) determinar ao
da Secretaria de Estado da Educação para jurisdicionado que, nos procedimentos
construção de Escola Padrão 2000/FNDE vindouros se abstenha de efetuar
(Século XXI) Colégio Estadual Candido contratações diretas de remanescentes de
Dias, em Jesúpolis-Goiás. O Relator obras, com empresas que não tenham sido
proferiu a leitura do relatório e voto. habilitadas no procedimento licitatório
Tomados os votos nos termos regimentais, inicial; À Gerência de Comunicação e
foi o Acórdão nº 5794/2017, aprovado por Controle para as anotações pertinentes,
unanimidade, nos seguintes termos: publicação e devolução dos autos à
“ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO origem, para arquivamento, nos termos do
ESTADO DE GOIÁS, pelos integrantes do art. 99, inc. I da Lei Orgânica deste Tribunal
seu Tribunal Pleno, ante as razões de Contas”.
expostas pelo Relator, considerar legal o LICITAÇÃO - INEXIGIBILIDADE:
referido edital e determinar o seu 1. Processo nº 201300010003828 - Trata
respectivo arquivamento, nos termos do da Inexigibilidade de Licitação realizada
art. 99, I, da Lei estadual nº 16.168/2007. À pela Secretaria de Estado da Saúde, para
Gerência de Comunicação e Controle para aquisição de medicamento, em face de
as anotações pertinentes, publicação e Decisão Judicial. O Relator proferiu a
devolução dos autos a origem”. leitura do relatório e voto. Tomados os
LICITAÇÃO - DISPENSA: votos nos termos regimentais, foi o
1. Processo nº 201200010018200 - Trata Acórdão nº 5797/2017, aprovado por
de Dispensa de Licitação nº 126/2012- unanimidade, nos seguintes termos:
GEL/SES, para a aquisição de 18.960 “ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO
(dezoito mil, novecentos e sessenta) ESTADO DE GOIÁS, pelos membros que
unidades do curativo Mepilex. O Relator integram o seu Tribunal Pleno, ante as
proferiu a leitura do relatório e voto. razões expostas pelo Relator, considerar

37
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

legal o ato referido ato de contratação envolva mais de um exercício; 3 - sejam


direta e determinar o arquivamento dos relativos a registro de atos de pessoal; 4 -
autos, nos termos do art. 99, I, da Lei envolvam obras e/ou serviços paralisados;
estadual nº 16.168/2007. À Gerência de 5 - tenham como objeto o montante de
Comunicação e Controle para as recurso igual ou maior que 5% (cinco por
anotações pertinentes, publicação e cento) do total do orçamento da entidade
devolução dos autos a origem”. jurisdicionada; 6 - tratem de
Pela Conselheira CARLA CINTIA Representações e Denúncias em
SANTILLO, foram relatados os seguintes andamento neste Tribunal; 6) Arquivar os
feitos: presentes autos, após decorrido in albis
PRESTAÇÃO DE CONTAS - ANUAL: prazo recursal. Ao Serviço de Publicações
1. Processo nº 201200028000317 - Trata e Comunicações para as providências a
da Prestação de Contas Anual da extinta seu cargo”.
Agência Goiana de Comunicação OUTRAS SOLICITAÇÕES - CGE:
(AGECOM), atual Agência Brasil Central 1. Processo nº 201300047001265 - Trata
(AGEBC), referente ao Exercício de 2011. de solicitação encaminhada pela
A Relatora proferiu a leitura do relatório e Controladoria Geral do Estado a respeito
voto. Tomados os votos nos termos do Relatório Conclusivo de Auditoria de
regimentais, foi o Acórdão nº 5798/2017, Conformidade nº 078/2013-SCI/CGE. A
aprovado por unanimidade, nos seguintes Relatora proferiu a leitura do relatório e
termos: “ACORDA o TRIBUNAL DE voto. Tomados os votos nos termos
CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS, pelos regimentais, foi o Acórdão nº 5799/2017,
votos dos integrantes de seu Tribunal aprovado por unanimidade, nos seguintes
Pleno, com fundamento nos artigos 66, § termos: “ACORDA o TRIBUNAL DE
2º, 70 e 73 e seus §§ da Lei nº CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS, pelos
16.168/2007, em: 1) Rejeitar as razões de votos dos integrantes de seu Tribunal
justificativa apresentadas pelo Sr. José Luiz Pleno, com fundamento no art. 41, incisos
Bittencourt Filho e pelo Sr. Luiz José II e IV, e o art. 42-A da Lei nº 16.168/2007,
Siqueira; 2) Julgar as referidas contas em: I - RECOMENDAR à CGE que passe a
REGULARES COM RESSALVA; 3) Dar observar estritamente o rito previsto no art.
quitação aos gestores responsáveis à 86 do Regimento Interno deste Tribunal de
época, Sr. José Luiz Bittencourt Filho Contas, deixando para os casos em que
(Presidente) e Luiz José Siqueira (Diretor houver proposta de alguma medida a ser
de Gestão, Planejamento e Financeiro), tomada por este Tribunal, tal como a
com fundamento no art. 73, § 2º da Lei medida cautelar, a formulação de
16.168/2007; 4) Determinar ao atual representação nos termos do art. 235,
Presidente da entidade jurisdicionada, inciso II, também do Regimento Interno; II -
redenominada, pelo art. 13 da Lei nº DETERMINAR o arquivamento dos autos”.
18.746/2014, para Agência Brasil Central - Ao Serviço de Publicações e
ABC, que: I - atente para o prazo de Comunicações para as providências a seu
encaminhamento da prestação de contas cargo”.
anual da entidade; II - atente para o Pelo Conselheiro CELMAR RECH, foi
completo e correto procedimento de relatado o seguinte feito:
inventário, com consequente conciliação PRESTAÇÃO DE CONTAS - ANUAL:
dos dados com os registros contábeis; III - 1. Processo nº 201400066001982 - Trata
efetue avaliação dos valores inscritos em da Prestação de Contas Anual, da Agência
Restos a Pagar e proceda ao Goiana de Defesa Agropecuária
cancelamento dos registros que não são (AGRODEFESA), referente ao exercício de
mais passíveis de exigibilidade; IV - 2013. O Relator proferiu a leitura do
proceda a correta contabilização dos relatório e voto. Tomados os votos nos
valores arrecadados, em respeito ao termos regimentais, foi o Acórdão nº
período de float objeto de contratos com os 5800/2017, aprovado por unanimidade, nos
Agentes Arrecadadores; 5) Destacar os seguintes termos: “ACORDA o TRIBUNAL
demais processos em andamento nesta DE CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS,
Corte, no sentido de dar efetividade às pelos votos dos membros integrantes do
ressalvas do art. 71 da LOTCE, que: 1 - seu Tribunal Pleno, ante as razões
tratem de tomadas de contas especial, cuja expostas pelo Relator, em julgar regular a
fase externa encontre-se em andamento presente Prestação de Contas Anual com a
neste Tribunal; 2 - cuidem de inspeções ou seguinte ressalva: ausência do inventário
auditorias cujo período de abrangência de materiais de consumo e permanentes

38
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

(inciso XXIV, art. 5º, Resolução Normativa 1. Processo nº 201000047003342 -


nº 001/2013), conferindo quitação ao Referente ao pedido de reexame em face
responsável e com a recomendação ao do Acórdão nº 4786, de 11/11/2010, em
atual gestor da Agência Goiana de Defesa desfavor do Sr. Carlos Antônio Silva,
Agropecuária - AGRODEFESA, para que representante legal da CELG. O Relator
instrua as Prestações de Contas a serem proferiu a leitura do relatório e voto.
enviadas a esta Corte de Contas com todos Tomados os votos nos termos regimentais,
os documentos exigidos pela Resolução foi o Acórdão nº 5803/2017, aprovado por
Normativa nº 001/2003 deste Tribunal. À unanimidade, nos seguintes termos:
Secretaria Geral desta Corte para as “ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO
providências cabíveis”. ESTADO DE GOIÁS, por unanimidade de
Pelo Conselheiro SAULO MARQUES votos dos integrantes do TRIBUNAL
MESQUITA, foram relatados os seguintes PLENO, ante as razões expostas pelo
feitos: Relator, e tendo como parte deste, relatório
PROCESSOS DE FISCALIZAÇÃO - ATOS e voto, em CONHECER E DAR
- REPRESENTAÇÃO: PROVIMENTO ao recurso interposto,
1. Processo nº 201100047003753 - Trata reformando o acórdão n.º 4502 de
de Representação apresentada pela 25/10/2010, isentando o recorrente da
Secretaria de Estado de Indústria e multa aplicada. À Secretaria Geral, paras
Comércio. O Relator proferiu a leitura do as imprescindíveis providências”.
relatório e voto. Tomados os votos nos 2. Processo nº 201300047000641 - Em que
termos regimentais, foi o Acórdão nº a Sra. ROSANE LOUSA apresenta
5801/2017, aprovado por unanimidade, nos Recurso de Reexame em face do Acórdão
seguintes termos: “ACORDA o TRIBUNAL nº 56/2013. O Relator proferiu a leitura do
DE CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS, relatório e voto. Tomados os votos nos
pelos votos dos integrantes de seu Tribunal termos regimentais, com registro do
Pleno, ante as razões expostas pelo impedimento do Conselheiro Saulo
Relator, em julgar procedente a Mesquita, foi o Acórdão nº 5804/2017,
Representação, reconhecendo que os aprovado por unanimidade, nos seguintes
leilões sob análise importaram em termos: “ACORDA o TRIBUNAL DE
verdadeira renúncia de receita, razão pela CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS, pelos
qual deverá ser encaminhada cópia deste votos dos integrantes do Tribunal Pleno,
feito ao gabinete do Conselheiro Helder presumida a legitimidade e a veracidade da
Valin, relator da auditoria em curso, para as documentação constante destes autos, não
providências que entender, arquivando-se dar provimento ao presente recurso e
em seguida. À Secretaria Geral, para as determinar a manutenção do Acórdão nº.
providências a seu cargo”. 056/2013, que concluiu pela aplicação de
TOMADA DE CONTAS - ESPECIAL: multa à gestora Rosane Lousa Vieira”.
1. Processo nº 200600010013635 - Trata 3. Processo nº 201500047002884 - Trata
do Relatório Complementar de Tomada de de Recurso de Reexame apresentado a
Contas Especial na Secretaria de Estado este Tribunal pelo Prof. Dr. HAROLDO
da Saúde. O Relator proferiu a leitura do REIMER, Reitor da Universidade Estadual
relatório e voto. Tomados os votos nos de Goiás (UEG), em desfavor do Acórdão
termos regimentais, foi o Acórdão nº nº 5229/2015, de 28/10/2015, objeto do
5802/2017, aprovado por unanimidade, nos Processo de nº 201200047003225, que lhe
seguintes termos: “ACORDA o TRIBUNAL aplicou multa em virtude de irregularidades
DE CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS, em contratos e convênios celebrados pela
pelos votos dos integrantes de seu Tribunal UEG no período de janeiro de 2006 a julho
Pleno, ante as razões expostas pelo de 2008. O Relator proferiu a leitura do
Relator, em determinar o trancamento das relatório e voto. Tomados os votos nos
contas, por iliquidáveis, com o termos regimentais, foi o Acórdão nº
encaminhamento de cópia integral dos 5807/2017, aprovado por unanimidade, nos
autos à PGE, para as providências que seguintes termos: “ACORDA o TRIBUNAL
entender, e o subsequente arquivamento DE CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS,
do feito. À Secretaria Geral, para as para pelos membros que integram o Tribunal
as providências a seu cargo”. Pleno, ante as razões expostas pelo
Pelo Conselheiro HELDER VALIN Relator, em conhecer do recurso para, no
BARBOSA, foram relatados os seguintes mérito, negar provimento. À Secretaria
feitos: Geral para as devidas providências”.
RECURSOS - REEXAME:

39
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

PROCESSOS DE FISCALIZAÇÃO - ATOS exercício; c) registro de atos de pessoal; d)


- REPRESENTAÇÃO: obras e/ou serviços paralisados; e)
1. Processo nº 201200047003250 - qualquer processo que se identifique dano
Contendo Representação em face do o erário. À Secretaria Geral para as
Pregão Eletrônico nº 039/2012, promovido imprescindíveis providências”.
pelo DETRAN. O Relator proferiu a leitura PRESTAÇÃO DE CONTAS - ANUAL:
do relatório e voto. Tomados os votos nos 1. Processo nº 201211867000383 - Trata
termos regimentais, foi o Acórdão nº de Prestação de Contas Anual, exercício
5806/2017, aprovado por unanimidade, nos 2011, da Centrais de Abastecimento do
seguintes termos: “ACORDA o TRIBUNAL Estado de Goiás - CEASA-GO. O Relator
DE CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS, proferiu a leitura do relatório e voto.
pelos membros que integram o Tribunal Tomados os votos nos termos regimentais,
Pleno, presumida a legitimidade e a foi o Acórdão nº 5808/2017, aprovado por
veracidade da documentação constante unanimidade, nos seguintes termos:
destes autos, em conhecer a “ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO
Representação e no mérito julgá-la ESTADO DE GOIÁS, pelos membros que
parcialmente procedente, declarando a integram o Tribunal Pleno, ante as razões
ilegalidade da cláusula 8.1.2 do Termo de expostas pelo Relator, em JULGAR AS
Referência, mantendo o contrato já quitado, CONTAS REGULARES COM
deixando de aplicar multa em virtude da RESSALVAS, determinando a expedição
prescrição da pretensão punitiva ao Sr. de quitação aos Srs. Divino Pereira Lemes
José Taveira Rocha, gestor à época, e Edvaldo Crispim da Silva e adoção das
determinando o conseguinte arquivamento seguintes medidas: - Atentar ao envio
dos autos. Determino ainda, expedição de tempestivo dos movimentos contábeis; -
recomendação ao Departamento Estadual Atentar quanto à ausência de
de Trânsito de Goiás - DETRAN que se documentação. Destacando, por fim, nos
abstenha de incluir a exigência restritiva de moldes do artigo 71 da Lei Orgânica desta
pneus com fabricação nacional e de linha Corte, a possibilidade de responsabilizar os
de montagem nas futuras licitações, dada a gestores abarcados neste julgamento no
manifesta ilegalidade da exigência sem que se refere aos processos de: a) tomada
amparo legal. À Secretaria Geral para as de contas especial; b) inspeções ou
providências”. auditorias cujo período envolva mais de um
TOMADA DE CONTAS - ANUAL: exercício; c) registro de atos de pessoal; d)
1. Processo nº 201100006015021 - Trata obras e/ou serviços paralisados; e)
de Tomada de Contas Anual da Secretaria qualquer processo que se identifique dano
de Estado da Educação, referente ao ao erário. À Secretaria Geral para as
exercício financeiro de 2010. O Relator imprescindíveis providências”.
proferiu a leitura do relatório e voto. PROCESSOS DE FISCALIZAÇÃO - ATOS
Tomados os votos nos termos regimentais, - INSPEÇÃO:
foi o Acórdão nº 5805/2017, aprovado por 1. Processo nº 201000047002344 - Tratam
unanimidade, nos seguintes termos: do Relatório de Inspeção nº 008/2010, em
“ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO que a 2ª DF realizou na Secretaria de
ESTADO DE GOIÁS, pelos membros que Estado da Saúde. O Relator proferiu a
integram o Tribunal Pleno, ante as razões leitura do relatório e voto. Tomados os
expostas pelo Relator, em JULGAR AS votos nos termos regimentais, com registro
CONTAS REGULARES COM do impedimento do Conselheiro Saulo
RESSALVAS, dando quitação ao gestor, Mesquita, foi o Acórdão nº 5809/2017,
recomendando à entidade jurisdicionada aprovado por unanimidade, nos seguintes
para que adote a seguinte medida: - termos: “ACORDA o TRIBUNAL DE
Atentar quanto ao envio da documentação CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS, pelos
de forma completa, demonstrando com integrantes do Tribunal Pleno, ante as
exatidão o cumprimento das normas de razões expostas pelo relator, em
contabilidade aplicadas ao setor público. determinar o arquivamento dos presentes
Destacando ainda, nos moldes do artigo 71 autos, em razão da existência do processo
da Lei Orgânica desta Corte, a de Tomada de Contas Especial formalizado
possibilidade de responsabilizar os sob o número 201100010019293, tratando
gestores abarcados neste julgamento no dos mesmos fatos e ainda em andamento
que se refere aos processos de: a) tomada nesta Corte de Contas. À Secretaria Geral
de contas especial; b) inspeções ou para as imprescindíveis providências”.
auditorias cujo período envolva mais de um

40
Tribunal de Contas do Estado de Goiás - Diário Eletrônico de Contas - Ano - VII - Número 5 Goiânia, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

2. Processo nº 201400047003095 - Trata provimento, determinando o arquivamento


do Relatório de Inspeção nº 027/2014- dos autos. À Secretaria Geral para as
SERV-INFRA, realizado na Agência Goiana devidas providências”.
de Transportes e Obras (AGETOP), para Nada mais havendo a tratar, às dezessete
avaliar a execução dos serviços de horas e sete minutos foi encerrada a
pavimentação asfáltica e obras de arte Sessão, sendo, ato contínuo, convocada
especiais da rodovia GO-330, trecho: Entr. outra de caráter Extraordinária
GO-154 Taquaral/ Santa Rosa, com Administrativa.
extensão de 14,99km, objeto do Contrato Presentes os Conselheiros: Kennedy de
nº 303/2014. O Relator proferiu a leitura do Sousa Trindade (Presidente), Sebastião
relatório e voto. Tomados os votos nos Joaquim Pereira Neto Tejota, Edson
termos regimentais, foi o Acórdão nº José Ferrari, Celmar Rech e Saulo
5810/2017, aprovado por unanimidade, nos Marques Mesquita. Representante do
seguintes termos: “ACORDA o TRIBUNAL Ministério Público de Contas: Fernando
DE CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS, dos Santos Carneiro. Sessão Plenária
pelos membros que integram o Tribunal Ordinária Nº 1/2018. Ata aprovada em:
Pleno, tendo em vista a constatação de 17/01/2018.
danos ao erário, determinar a conversão
dos presentes autos em Tomada de Contas Atos
Especial, com fulcro no art. 62 e seguintes, Atos Administrativos
da Lei Orgânica, determinando a AGETOP Portaria
que no prazo de 90 (noventa) dias realize a
instauração, tramitação e conclusão da PORTARIA Nº 001/2018
Tomada de Contas Especial, O CORREGEDOR-GERAL DO TRIBUNAL
encaminhando-a a esta Corte para DE CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS, no
julgamento, com apuração dos fatos, uso de suas atribuições legais e
identificação dos responsáveis e constitucionais estabelecidas na Lei
quantificação do dano ao erário. À Orgânica, Regimento Interno (RITCE) e em
Secretaria Geral para as imprescindíveis especial o artigo 3º, inciso XIV, da
providências”. Resolução Normativa nº 008/2015, e
CONCURSO PÚBLICO: considerando que a realização de
1. Processo nº 201000047000945 - Trata Correições e Inspeções é atribuição da
de concurso público da Secretaria da Corregedoria-Geral, conforme estabelecido
Educação. O Relator proferiu a leitura do na Lei Orgânica, no Regimento Interno e na
relatório e voto. Tomados os votos nos Resolução Nº 008/2015, art. 3º, inciso I;
termos regimentais, foi o Acórdão nº considerando que o objetivo de ambas é
5812/2017, aprovado por unanimidade, nos contribuir para melhoria do desempenho e
seguintes termos: “ACORDA o TRIBUNAL aperfeiçoamento dos processos de trabalho
DE CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS, das unidades do Tribunal de Contas, dentre
pelos membros que integram o Tribunal outros aspectos.
Pleno, ante as razões expostas pelo RESOLVE:
relator, diante a perca do objeto com a Art. 1º Divulgar o Plano Anual de Correição
contratação dos servidores, bem como, e Inspeção para o ano de 2018, no qual se
pela prescrição da pretensão punitiva, encontram esboçados os procedimentos
somada a ausência de prejuízos ao erário que serão utilizados para sua execução,
em determinar o arquivamento dos esclarecidos os aspectos de sua condução,
presentes autos. À Secretaria Geral para bem como estabelecidas as áreas da Corte
as imprescindíveis providências”. de Contas que se submeterão a esses
OUTRAS SOLICITAÇÕES - CGE: processos, conforme apresentado no
1. Processo nº 201200047002896 - Trata Anexo I.
do Ofício nº 2859/2012, da CGE. O Relator CUMPRA-SE E PUBLIQUE-SE.
proferiu a leitura do relatório e voto. Gabinete do Corregedor-Geral do
Tomados os votos nos termos regimentais, TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE
foi o Acórdão nº 5811/2017, aprovado por GOIÁS, em Goiânia, 18 de janeiro de 2018.
unanimidade, nos seguintes termos:
“ACORDA o TRIBUNAL DE CONTAS DO Conselheiro Saulo Marques Mesquita
ESTADO DE GOIÁS, pelos membros que Corregedor-Geral
integram o Tribunal Pleno, ante as razões
expostas pelo Relator, em conhecer a ANEXO I
representação e, no mérito, negar-lhe PLANO ANUAL DE CORREIÇÃO E INSPEÇÃO
PARA O ANO DE 2018

41
Apresentação
Em atendimento à Resolução Nº 008/2015, art. 3º, inciso XIV, a Corregedoria-Geral
apresenta, neste documento, o Plano Anual de Correições e Inspeções para o exercício
2018.

A realização de Correições e Inspeções é atribuição da Corregedoria-Geral, conforme


estabelecido na Lei Orgânica, no Regimento Interno e na Resolução Nº 008/2015, art. 3º,
inciso I, sendo que se têm para as mesmas as seguintes definições:

 A correição consiste na averiguação ampla de atividades e de procedimentos de


trabalho de uma unidade do Tribunal de Contas e da conduta funcional de seus
servidores.
 A inspeção consiste na averiguação de aspectos específicos de atividades ou de
procedimentos de trabalho de uma unidade do Tribunal de Contas ou da conduta
funcional de seus servidores.

O objetivo de ambas é contribuir para melhoria do desempenho e aperfeiçoamento dos


processos de trabalho das unidades do Tribunal de Contas, dentre outros aspectos.

Publicidade da Correição /
Inspeção
A publicidade das Correições e Inspeções será feita por meio de Portaria emitida pelo
Corregedor-Geral e divulgada em mídia eletrônica – Internet, no site do Tribunal de Contas,
www.tce.go.gov.br, no site da Corregedoria-Geral, www.corregedoria.sites.tce.go.gov.br, –
e também diretamente, via Notificação, pelo Corregedor-Geral junto ao titular da Unidade
a ser correicionada/inspecionada, bem como ao seu superior hierárquico.

É responsabilidade do titular cientificar todos os servidores da unidade sujeita à


Correição/Inspeção, devendo o Comunicado conter, como itens essenciais, os seguintes
requisitos:

1. a unidade organizacional sujeita à Correição/Inspeção;


2. o dia, local e hora dos inícios dos trabalhos;
3. a finalidade dos trabalhos a serem desenvolvidos, concernentes às
correições/inspeções;
4. cópia da Portaria que oficializou a realização da Correição/Inspeção.

Página 1
Tribunal de Contas do Estado de Goiás
Organização dos Trabalhos
Para contribuir com o bom andamento dos trabalhos, o titular da unidade, deve:

1. dar ampla publicidade aos servidores da unidade organizacional;


2. apresentar aos membros da Equipe de Correição/Inspeção, quando do início dos
trabalhos, as seguintes informações:
 inventário do mobiliário e demais bens do patrimônio da unidade;
 relação dos servidores lotados na unidade, com cópias das Portarias de
lotação;
 relação dos processos organizacionais e procedimentos de trabalho
adotados pela unidade;
 relatório consolidado do quantitativo de processos existentes na unidade até
2 (dois) dias antes do início dos trabalhos de Correição/Inspeção;
 cumprir com urbanidade e presteza as solicitações dos membros da Equipe
de Correição/Inspeção.

Realização dos Trabalhos


São objetos de exame nos trabalhos de Correição/Inspeção:

1. processos, papéis, documentos, cadastros, registros, relatórios gerenciais, manuais,


indicadores de desempenho e metas existentes nas unidades, nos sistemas
eletrônicos de informações, nos planos institucionais ou em atos normativos do
Tribunal de Contas;
2. todos os processos relativos ao controle externo, todos os processos administrativos
pertinentes aos servidores, bem como material permanente e de consumo usados
pelos servidores do Tribunal de Contas.

Durante o processo de Correição/Inspeção, a unidade poderá executar suas atividades


normalmente, sem suspensão de contagem de prazos ou interrupção da distribuição de
processos.

O responsável pela unidade correicionada/inspecionada deverá estar presente e


acompanhar a realização da correição/inspeção, e os servidores poderão apresentar
reclamações e sugestões no decorrer do processo.

Concluída a Correição, em conformidade com o plano elaborado pela Equipe de


Correição, será elaborado o Relatório da Correição com, no mínimo, os seguintes itens:

a) Condições de Trabalho
a. Instalações e equipamentos;
b. Sistemas informatizados;
c. Atividades desenvolvidas e processos organizacionais;
d. Sistemática de gerenciamento e controle.

Página 2
Tribunal de Contas do Estado de Goiás
b) Pessoas
a. Quadro de pessoal;
b. Distribuição das atividades;
c. Processo de Avaliação de Desempenho;
d. Programa de desenvolvimento.

c) Gerenciamento e Controle Processual


a. Quantidade de processos na unidade;
b. Tempo médio dos processos de permanência na unidade;
c. Inconsistência de informações;
d. Atividades de gestão processual.

d) Cumprimento da legislação, diretrizes, planejamento e procedimentos

e) Boas práticas

f) Medidas administrativas e disciplinares

g) Recomendações

Quanto ao Relatório de Inspeção, este deverá abordar os aspectos específicos definidos por
ocasião do planejamento da inspeção.

Cópia do Relatório de Correição/Inspeção deverá ser juntada aos autos do processo


instaurado para sua realização.

Esclarecimentos
Com a finalidade de evitar controvérsias e dirimir as dúvidas nos processos de
Correição/Inspeção, bem como de ampliar a capacidade destes de proporcionarem
melhorias no desempenho institucional, cabem as seguintes disposições finais:

1. A Correição/Inspeção poderá ser suspensa ou interrompida por motivo justificável,


que poderá inclusive ser divulgado para conhecimento de terceiros, por
determinação do Corregedor-Geral do Tribunal de Contas do Estado de Goiás.
2. Sempre que conveniente, o Corregedor-Geral transmitirá, as demais unidades
organizacionais do Tribunal de Contas, sugestões para o aprimoramento dos
serviços, resultantes das apurações obtidas em correições/inspeções.
3. O não cumprimento das solicitações da Corregedoria-Geral pelo titular da unidade
correicionada/inspecionada constitui infração a dever funcional, sujeitando-o às
sanções disciplinares cabíveis.

Página 3
Tribunal de Contas do Estado de Goiás
Calendário de Correições e
Inspeções

Correição ou Específicas ou Gerais


Unidade Vinculado Período
Inspeção
Gerência de 19 de
Gestão Sec. Geral fevereiro a 06 Correição Aspectos Gerais
Documental de abril
Gerência de 16 a 30 de
Sec. Controle
Controle de Atos abril Monitoramento Recomendações
Externo
de Pessoal
Gerência de
Sec. 11 a 29 de Processos
Orçamento e Inspeção
Administrativa junho organizacionais
Finanças e Serviços
Gerência de
Controle de Obras Sec. Controle 01 a 31 de
Correição Aspectos Gerais
e Serviços de Externo agosto
Engenharia
Gerência de 08 a 26 de
Sec. Controle
Controle de outubro Monitoramento Recomendações
Externo
Contas

Goiânia, 18 de janeiro de 2018.

_________________________________________

Conselheiro Saulo Marques Mesquita

Corregedor-Geral

Página 4
Tribunal de Contas do Estado de Goiás