Você está na página 1de 19

SÃO PEDRO DO BUTIÁ

206
SÃO PEDRO DO BUTIÁ

A colonização do município de São Pedro do Butiá começou em 1907 com a chegada dos primeiros imigrantes
de descendência germânica, as famílias Thomas, Liel, Hilgert, Scneider, Mallmann, Schuvengber, Bervanger,
Kliemmann, Pauli, Weyh, Griebler, Rinver, Frohlik, Heck, Konzen, Scher e Bohn. Inicialmente era chamado de Butiá

207
Superior devido a grande quantidade de butiazeiros. Em 1914 foi construída a primeira igreja e várias casas de
comércio junto ao chamado “bolicho” e em 1930 foi erguida a primeira escola.

São Pedro do Butiá teve sua emancipação política em 20 de março de 1992, possui uma população de 2.862
habitantes, de origem alemã em quase sua totalidade. Tem acesso pela RS 392 e está distante 510 Km de Porto Alegre.
O município conta com uma área de 107 Km², ainda possui 885 ha de mata nativa e 155 ha de mata reflorestada.

A economia sustenta-se no setor primário, na agricultura e pecuária de pequenas propriedades. A agricultura é


baseada no cultivo de soja, milho, alfafa, trigo e hortifrutigranjeiros. A pecuária destaca-se pelo gado leiteiro e a
suinocultura. Após 1982, o leite adquiriu uma importância vital para o sustento das famílias. A piscicultura também vem
se destacando como uma nova atividade econômica.No setor secundário, destaca-se uma madeireira e uma fábrica de
transformação de cabinas para camionetas.

A cultura alemã é muito forte. Praticamente 100% dos habitantes praticam o idioma diariamente, sendo que
muitos dos habitantes mais antigos e outros que residem no meio rural não falam o português. A língua alemã é
ensinada em todas as escolas municipais, bem como a cultura germânica é disseminada através de seu folclore,
passando de geração em geração as danças, o estilo musical, as festas e tradições.

Na sede do município a água é distribuída em 100% das moradias, assim como a energia elétrica, possui posto
de saúde, farmácias, agência dos Correios e pequenos restaurantes.Conta com uma biblioteca municipal, um pequeno
museu, um clube social, um CTG e um ginásio de esportes.

Seu Patrimônio arquitetônico é composto por um grande conjunto de edificações em enxaimel ou com
características do eclético alemão, a maior parte delas localizadas em seu interior.

208
O principal atrativo da cidade é a Igreja Matriz, pertencente à Paróquia São Pedro Apóstolo. Construída no início
do século XX, pelos primeiros habitantes da comunidade com características do Neo-Gótico. Está localizada no centro,
ao lado da praça.

Igreja Matriz – São Pedro Apóstolo

209
Também no centro urbano pode-se destacar algumas das primeiras edificações que ainda restam no conjunto.

Primeiro Salão de Bailes Eletrônica Anklam

Prédio da Antiga Prefeitura Fábrica de erva mate Prédio da Antiga Oficina Reck

210
Um belo exemplo do que, antigamente, era á arquitetura da cidade é a Casa Jacó Bervanger, Construção de
1916, típica da imigração alemã, em enxaimel.

Casa Jacó Bervanger

No entanto o mais expressivo patrimônio arquitetônico deste município se encontra em seu interior,
principalmente nas Linhas Bonita Norte e Butiá Inferior. Dois conjuntos rurais que conservam as características
arquitetônicas e de implantação da colônia.

211
A Linha Bonita Norte se destaca por possuir um interessante conjunto de edificações com características do
Eclético Alemão, sem deixar de ressaltar algumas construções em Enxaimel.

Capela Casa Pedro Sherer

Casa da Família Lückemeyer

212
Casa Haas

Casa da Família Stoffel

213
Prédio do antigo moinho Mayer

Casa Rudi A primeira etapa construída em Enxaimel e a segunda com características do Eclético Alemão.

214
A diferença da Linha Bonita Norte, a Linha Butiá Inferior se caracteriza por possuir um grande conjunto de
edificações construídas em Enxaimel. Entre elas se destaca a Casa Emílio Kuns, antigo salão, construção de 1914,
típico da imigração alemã e um dois poucos exemplares desta tipologia encontrado na região. Apresenta algumas
modificações, mas se encontra em bom estado de conservação.

Casa Emílio Kuns, antigo salão

215
Outra edificação que vale assinalar é a Casa Frederico Guilherme Kuntz, construção de 1940, com a cozinha
separada, ainda conserva sua distribuição interior, inclusive com parte de seu mobiliário.

Casa Frederico Guilherme Kuntz

216
Casa Perch Casa Arno Aloizio Wei Casa Germano Steffins

Nesta Linha também vale ressaltar algumas construções com características do Eclético Alemão.

Casa Carlos Kiper Casa Leopoldo Bremm

217
Neste município a paisagem cultural de extrema beleza e relevância, conformada pelos espaços naturais,
construídos e agenciados pelos seus habitantes mostram a passagem do tempo, contando a história da ocupação desta
região. Deixando de ser apenas visual mas também temporal.

Linha Butiá Inferior

218
Este Patrimônio está sendo alterado gradativamente pelas modificações que se vem realizando em suas
edificações e com a construção de novas obras que copiam as características das antigas casas. Também vale

assinalar a transferência de elementos da arquitetura do interior, que estão sendo desmontados para serem
reconstruídos no Parque de Exposições.

A exemplo do que vem acontecendo com as casas que estão sendo modificadas, se tem a Casa Pedro Kunz,
construção de 1912, em enxaimel, com anexo imitando e descaracterizando a edificação. Este tipo de intervenção vem
sendo realizado em vários prédios.

Casa Pedro Kunz

219
As casas que já foram retiradas do interior do município e reconstruídas dentro do Parque, utilizaram sistemas
construtivos e alguns materiais diferentes dos originais, além de descaracterizar as suas plantas acrescentando
elementos como sanitários e áreas de serviço.

Parque de Exposições

220
Dentro da nova arquitetura, vem sendo incentivado pela Prefeitura Municipal a utilização de elementos do
enxaimel. No entanto esta utilização não promove uma releitura da técnica, o que ocorre é a simples reprodução, na
pintura ou no reboco, sem nenhum critério construtivo, do entramado que formava a estrutura das construções em
enxaimel. Alguns elementos que não levam em conta o contexto cultural da região.Se destacam algumas edificações de
caráter público.

Prefeitura Municipal Parque de exposições

221
Município cujo nome está ligado a uma palmeira característica da região - o butiazeiro. Em sua paisagem
natural evidenciam-se a presença do rio Ijui, suas lagoas e matas nativas. Os animais representantes da fauna local são
o quero-quero, a capivara, a garça preta, a marreca, a ema, o perdigão, o tamanduá, a paca e a seriema. A degradação
ambiental é provocada pelo desmatamento, pisoteio por gado, processos erosivos, presença de plantas e animais
invasores.

Paisagem Cascata dos Mayer Gruta Paredão

O município de São Pedro do Butiá é outro da Região das missões que possui influência da etnia alemã
destacando-se eventos típicos desta etnia ligados a expressão de sua cultura. Os principais eventos a serem
destacados são a Fish Fest, jantar a base de peixe, realizado todos os anos, a Missions Schweinfest, que é a festa da
carne suína, realizada anualmente, a Dezember Fest, que ocorre todos os anos, e a Expo-Butiá, evento comercial que
ocorre de 2 em 2 anos.

222
No artesanato destacam-se trabalhos em crochê, tricô, bordados, fabricação de licores, trabalhos com palha de
butiá, trabalhos com madeira, pinturas em tela, tecidos e caixas em MDF.

Artesanato

223