Você está na página 1de 30

Livro Eletrônico

Aula 09

Legislação Aduaneira p/ AFRFB - 2017/2018 (Com videoaulas)


Professores: Equipe Ricardo e Nádia 01, Nádia Carolina, Ricardo Vale, Equipe Ricardo e
Nádia 02

09745054631 - Thaiany
Legislação Aduaneira p/ RFB - 2017
Teoria e Questões
Prof. Ricardo Vale – Aula 09

AULA 09: SIMULADO FINAL Ð

LEGISLA‚ÌO ADUANEIRA

Ol‡, amigos do EstratŽgia! Tudo bem?

Finalmente chegamos ao nosso Simulado Final de Legisla•‹o


Aduaneira. Hoje Ž chegado o dia de nos despedirmos de nosso curso, mas,
antes disso, voc•s ter‹o uma œltima oportunidade de verificar o aprendizado.
Ser‹o 15 quest›es inŽditas de Legisla•‹o Aduaneira, todas no estilo ESAF.
Procurei elabor‡-las com o maior cuidado poss’vel para que, quando voc• inicie
a resolu•‹o, sinta-se como se estivesse no dia da prova.

Espero, sinceramente, que o seu desempenho nesse simulado final


seja excelente. Nada do que ser‡ realizado aqui ir‡ diferir muito daquilo que
voc• j‡ viu ao longo do nosso curso. As quest›es que elaborei s‹o em um
n’vel de dificuldade consider‡vel, j‡ que se o treinamento Ž dif’cil, o
combate ser‡ f‡cil.

Tendo em vista o grau de dificuldade que procurei dar ao nosso


simulado, considero que se alguŽm conseguir 11 pontos em 15, estar‡
muit’ssimo bem para a prova da RFB. Aqueles que n‹o conseguirem essa
pontua•‹o, n‹o desanimem. Vejam quais foram seus pontos fracos e fa•am
uma revis‹o da matŽria.

Antes de come•armos o nosso simulado, gostaria de desejar-lhes


muito boa sorte no concurso da RFB. Acredito verdadeiramente que aquele
que se esfor•a consegue ao final de tudo sair vitorioso. V‡ para a prova
de consci•ncia tranquila e certo de que voc• fez o melhor que podia. Isso Ž o
que importa. O resultado positivo ser‡ somente a conseqŸ•ncia de um trabalho
bem feito, de um bom planejamento e de muita disciplina.

H‡ pouco tempo atr‡s eu estava a’ na posi•‹o de voc•s. Assim como


cada um de voc•s, estive um dia batalhando e acreditando que era poss’vel,
almejando conquistar meus sonhos. Nunca deixe de acreditar nos seus sonhos,
Ž isso que nos movimenta, que nos traz vida. Sonhar Ž essencial ao ser
humano! (eu sonho demais atŽ hoje...) Transformar os sonhos em
realidade s— depende do nosso esfor•o! Boa sorte, amigos, estarei aqui
torcendo por voc•s. Vamos ao nosso simulado!

Ah, antes que eu me esque•a, seria um enorme prazer ter todos


voc•s como amigos no Facebook! N‹o quero que nossa amizade se acabe ao
final dessa aula! Sempre que voc• tiver alguma pergunta ou quiser
compartilhar alguma dificuldade, estarei ˆ disposi•‹o! J

Prof. Ricardo Vale www.estrategiaconcursos.com.br 1 de 29

09745054631 - Thaiany
Legislação Aduaneira p/ RFB - 2017
Teoria e Questões
Prof. Ricardo Vale – Aula 09
Grande abra•o,

Ricardo Vale

ricardovale@estrategiaconcursos.com.br
http://www.facebook.com/rvale01

ÒO segredo do sucesso Ž a const‰ncia no objetivo!Ó

Prof. Ricardo Vale www.estrategiaconcursos.com.br 2 de 29

09745054631 - Thaiany
Legislação Aduaneira p/ RFB - 2017
Teoria e Questões
Prof. Ricardo Vale – Aula 09
QUESTÍES COMENTADAS

1-(Quest‹o InŽdita)- Analise os itens a seguir e atribua a letra (V)


para as assertivas verdadeiras e a letra (F) para as falsas.

( ) A jurisdi•‹o dos servi•os aduaneiros estende-se por todo o territ—rio


aduaneiro, alcan•ando tambŽm as çreas de Controle Integrado criadas em
regi›es lim’trofes dos pa’ses integrantes do Mercosul com o Brasil.

( ) As Zonas de Processamento de Exporta•›es s‹o regimes aduaneiros


aplicados em ‡reas especiais e, para fins de controle aduaneiro, s‹o
consideradas zona prim‡ria.

( ) O Ministro de Estado da Fazenda poder‡ demarcar, na orla mar’tima ou na


faixa de fronteira, zonas de vigil‰ncia aduaneira, nas quais a perman•ncia de
mercadorias ou a sua circula•‹o e a de ve’culos, pessoas ou animais ficar‹o
sujeitas ˆs exig•ncias fiscais, proibi•›es e restri•›es que forem estabelecidas.
O ato que demarcar a zona de vigil‰ncia aduaneira dever‡ ser geral em rela•‹o
ˆ orla mar’tima ou ˆ faixa de fronteira.

( ) O alfandegamento de portos, aeroportos ou pontos de fronteira depende


da prŽvia habilita•‹o ao tr‡fego internacional pelas autoridades competentes
em matŽria de transporte.

Assinale, dentre as alternativas, aquela que expressa o nœmero de


itens verdadeiros:

a) 1

b) 2

c) 3

d) 4

e) Nenhum

Coment‡rios:

A primeira assertiva est‡ correta. De fato, a jurisdi•‹o dos servi•os


aduaneiros estende-se por todo o territ—rio aduaneiro. AlŽm disso, ela alcan•a
tambŽm as çreas de Controle Integrado (ACI`s). Isso Ž o que est‡ previsto no
art. 3¼, caput e ¤ 5¼, do Decreto n¼ 6759/2009.

A segunda assertiva est‡ correta. As ZPEÕs s‹o consideradas, para


fins de controle aduaneiro, como zona prim‡ria (art. 3¼, ¤1¼, do R/A). Elas
s‹o bons exemplos de regimes aduaneiros aplicados em ‡reas especiais.

Prof. Ricardo Vale www.estrategiaconcursos.com.br 3 de 29

09745054631 - Thaiany
Legislação Aduaneira p/ RFB - 2017
Teoria e Questões
Prof. Ricardo Vale – Aula 09
A terceira assertiva est‡ errada. As zonas de vigil‰ncia aduaneira
s‹o demarcadas pelo Ministro da Fazenda na orla mar’tima ou na faixa de
fronteira. O ato que demarcar a zona de vigil‰ncia aduaneira poder‡ ser geral
em rela•‹o ˆ orla mar’tima ou ˆ faixa de fronteira, ou espec’fico em rela•‹o a
determinados segmentos delas.

A quarta assertiva est‡ correta. De fato, o alfandegamento de


portos, aeroportos ou pontos de fronteira depende da prŽvia habilita•‹o ao
tr‡fego internacional pelas autoridades competentes em matŽria de transporte
(art. 6¼, do R/A).

2-(Quest‹o InŽdita)-Assinale a alternativa incorreta sobre os recintos


alfandegados:

a) Os recintos alfandegados ser‹o assim declarados pela autoridade aduaneira


competente, na zona prim‡ria ou na zona secund‡ria, a fim de que neles
possam ocorrer, sob controle aduaneiro, movimenta•‹o, armazenagem e
despacho aduaneiro de mercadorias procedentes do exterior, ou a ele
destinadas, inclusive sob regime aduaneiro especial.

b) Poder‹o ser alfandegados, em zona prim‡ria, recintos destinados ˆ


instala•‹o de lojas francas.

c) Os portos secos poder‹o, excepcionalmente, ser instalados na zona prim‡ria


de portos e aeroportos alfandegados.

d) As opera•›es de movimenta•‹o e armazenagem de mercadorias sob


controle aduaneiro, bem como a presta•‹o de servi•os conexos, em porto
seco, sujeitam-se ao regime de concess‹o ou de permiss‹o.

e) Portos secos s‹o recintos alfandegados de uso pœblico nos quais s‹o
executadas opera•›es de movimenta•‹o, armazenagem e despacho aduaneiro
de mercadorias e de bagagem, sob controle aduaneiro. Eles poder‹o ser
autorizados a operar com carga de importa•‹o, de exporta•‹o ou ambas,
tendo em vista as necessidades e condi•›es locais.

Coment‡rios:

Letra A: correta. Isso Ž exatamente o que est‡ previsto no art. 9¼,


inciso I, do R/A. Existem recintos alfandegados de zona prim‡ria e recintos
alfandegados de zona secund‡ria. Depois do alfandegamento, poder‹o ser
realizadas opera•›es de movimenta•‹o, armazenagem e despacho aduaneiro
de mercadorias, bagagem de viajantes e remessas postais internacionais.

Letra B: correta. A loja franca Ž um regime aduaneiro especial que


permite que estabelecimento situado em zona prim‡ria de porto ou aeroporto

Prof. Ricardo Vale www.estrategiaconcursos.com.br 4 de 29

09745054631 - Thaiany
Legislação Aduaneira p/ RFB - 2017
Teoria e Questões
Prof. Ricardo Vale – Aula 09
alfandegado venda mercadoria nacional ou estrangeira a passageiro em
viagem internacional contra pagamento em moeda nacional ou estrangeira.

Letra C: errada. Os portos secos n‹o poder‹o ser instalados na zona


prim‡ria de portos e aeroportos alfandegados. .

Letra D: correta. Segundo o art. 12, do R/A, as opera•›es de


movimenta•‹o e armazenagem de mercadorias sob controle aduaneiro em
porto sujeitam-se ao regime de concess‹o ou permiss‹o.

Letra E: correta. Essa Ž e exata defini•‹o de porto seco, prevista no


art. 11, do R/A. Deve-se destacar que os portos secos s‹o recintos
alfandegados de uso pœblico e poder‹o operar com cargas de importa•‹o,
exporta•‹o ou ambas.

3-(Quest‹o InŽdita)-Assinale a alternativa correta sobre o imposto de


importa•‹o:

a) O imposto de importa•‹o n‹o incide sobre bagagem de viajante e sobre


bens enviados como presente ou amostra, ou a t’tulo gratuito.

b) N‹o constitui fato gerador do imposto de importa•‹o a entrada no territ—rio


aduaneiro do pescado capturado fora das ‡guas territoriais do Pa’s, por
empresa localizada no seu territ—rio, desde que satisfeitas as exig•ncias que
regulam a atividade pesqueira.

c) Os equipamentos, m‡quinas, ve’culos, aparelhos e instrumentos, bem como


as partes, pe•as, acess—rios e componentes, de fabrica•‹o nacional, adquiridos
no mercado interno pelas empresas nacionais de engenharia, e exportados
para a execu•‹o de obras contratadas no exterior, na hip—tese de retornarem
ao Pa’s, ser‹o considerados n‹o-estrangeiros para fins de incid•ncia do
imposto de importa•‹o.

d) O imposto de importa•‹o n‹o incide sobre mercadoria estrangeira destru’da


em tr‰nsito aduaneiro de passagem.

e) O fato gerador do imposto de importa•‹o se considera ocorrido na data do


registro da declara•‹o de admiss‹o tempor‡ria para utiliza•‹o econ™mica,
exceto quando houver suspens‹o parcial dos tributos incidentes na
importa•‹o.

Coment‡rios:

Letra A: errada. O imposto de importa•‹o tambŽm incide sobre


bagagem de viajante e sobre bens enviados como presente ou amostra, a
t’tulo gratuito.

Prof. Ricardo Vale www.estrategiaconcursos.com.br 5 de 29

09745054631 - Thaiany
Legislação Aduaneira p/ RFB - 2017
Teoria e Questões
Prof. Ricardo Vale – Aula 09
Letra B: correta. O art. 74 do R/A estabelece duas situa•›es em que
n‹o se considerada ocorrido o fato gerador do I.I:

Art. 74. N‹o constitui fato gerador do imposto a entrada no


territ—rio aduaneiro:

I - do pescado capturado fora das ‡guas territoriais do Pa’s, por


empresa localizada no seu territ—rio, desde que satisfeitas as
exig•ncias que regulam a atividade pesqueira; e

II - de mercadoria ˆ qual tenha sido aplicado o regime de


exporta•‹o tempor‡ria, ainda que descumprido o regime.

Letra C: errada. Se um bem Ž exportado em car‡ter definitivo, ele se


desnacionaliza, ou seja, torna-se estrangeira. Ao retornar ao Brasil, ser‡,
portanto, considerado estrangeiro.

Letra D: errada. O imposto de importa•‹o n‹o incidir‡ sobre


mercadoria estrangeira destru’da em tr‰nsito aduaneiro de passagem caso ela
tenha sido acidentalmente destru’da (art. 71, inciso VII, do R/A).

Letra E: errada. Segundo o art. 73, inciso IV, do R/A, considera-se


ocorrido o fato gerador na data do registro da declara•‹o de admiss‹o
tempor‡ria para utiliza•‹o econ™mica. Destaque-se que, sempre que houver
admiss‹o tempor‡ria para utiliza•‹o econ™mica, existir‡ suspens‹o parcial de
tributos.

4-(Quest‹o InŽdita)-Sobre a valora•‹o aduaneira no MERCOSUL e no


Brasil, assinale a alternativa correta:

a) O C—digo Aduaneiro do MERCOSUL prev• que o pagamento do imposto de


importa•‹o deve ser efetuado antes ou no momento do registro da declara•‹o
de mercadoria, sem preju’zo da exig•ncia de eventuais diferen•as apuradas
posteriormente.

b) As regras de valora•‹o aduaneira no MERCOSUL n‹o prev•em a inclus‹o no


valor aduaneiro das despesas com carga, descarga e manuseio, relativos ao
transporte da mercadoria importada atŽ o local de sua entrada no territ—rio
aduaneiro.

c) O C—digo Aduaneiro do MERCOSUL estabelece que a valora•‹o aduaneira


n‹o poder‡ ser realizada ap—s a libera•‹o da mercadoria no despacho de
importa•‹o.

d) Integram o valor aduaneiro, segundo o mŽtodo do valor de transa•‹o,


desde que estejam destacados do pre•o efetivamente pago ou a pagar pela
mercadoria importada, na respectiva documenta•‹o comprobat—ria, os

Prof. Ricardo Vale www.estrategiaconcursos.com.br 6 de 29

09745054631 - Thaiany
Legislação Aduaneira p/ RFB - 2017
Teoria e Questões
Prof. Ricardo Vale – Aula 09
encargos relativos ˆ constru•‹o, ˆ instala•‹o, ˆ montagem, ˆ manuten•‹o ou ˆ
assist•ncia tŽcnica, relacionados com a mercadoria importada, executados
ap—s a importa•‹o.

e) Na hip—tese de descumprimento de obriga•‹o de manter em boa guarda e


ordem, pelo prazo decadencial, os documentos obrigat—rios de instru•‹o das
declara•›es aduaneiras, quando existir dœvida sobre o pre•o efetivamente
praticado, ser‡ aplicado mŽtodo substitutivo ao primeiro.

Coment‡rios:

Letra A: correta. H‡ previs‹o no C—digo Aduaneiro do MERCOSUL


para que o pagamento do imposto de importa•‹o seja efetuado antes ou no
momento do registro da Declara•‹o de Importa•‹o.

Letra B: errada. As despesas com carga, descarga e manuseio,


relativos ao transporte da mercadoria importada atŽ o local de sua entrada no
territ—rio aduaneiro, devem ser inclu’das no valor aduaneiro.

Letra C: errada. A valora•‹o aduaneira poder‡ ser realizada no curso


do despacho aduaneiro ou ap—s a entrega da mercadoria.

Letra D: errada. Os encargos relativos ˆ constru•‹o, ˆ instala•‹o, ˆ


montagem, ˆ manuten•‹o ou ˆ assist•ncia tŽcnica, relacionados com a
mercadoria importada, executados ap—s a importa•‹o, n‹o integram o valor
aduaneiro.

Letra E: errada. Na hip—tese de descumprimento de obriga•‹o de


manter em boa guarda e ordem, pelo prazo decadencial, os documentos
obrigat—rios de instru•‹o das declara•›es aduaneiras, quando existir dœvida
sobre o pre•o efetivamente praticado, ser‡ aplicado o arbitramento.

5-(Quest‹o InŽdita)- Analise os itens a seguir e atribua a letra (V)


para as assertivas verdadeiras e a letra (F) para as falsas.

I) O adquirente de mercadoria entrepostada e o deposit‡rio s‹o respons‡veis


pelo imposto de importa•‹o.

II) O adquirente ou o cession‡rio de mercadoria beneficiada com isen•‹o ou


redu•‹o do imposto Ž respons‡vel solid‡rio pelo imposto de importa•‹o.

III). O encomendante predeterminado que adquire mercadoria de proced•ncia


estrangeira de pessoa jur’dica importadora Ž contribuinte do imposto de
importa•‹o.

Est‹o corretas as seguintes assertivas:

Prof. Ricardo Vale www.estrategiaconcursos.com.br 7 de 29

09745054631 - Thaiany
Legislação Aduaneira p/ RFB - 2017
Teoria e Questões
Prof. Ricardo Vale – Aula 09
a) I e II

b) I e III

c) I

d) II

e) III

Coment‡rios:

A primeira assertiva est‡ errada. O adquirente de mercadoria


entrepostada Ž contribuinte do imposto de importa•‹o. ==67ade==

A segunda assertiva est‡ correta. De fato, o adquirente ou o


cession‡rio de mercadoria beneficiada com isen•‹o ou redu•‹o do imposto Ž
respons‡vel solid‡rio pelo imposto de importa•‹o.

A terceira assertiva est‡ errada. O encomendante predeterminado


que adquire mercadoria de proced•ncia estrangeira de pessoa jur’dica
importadora Ž respons‡vel solid‡rio pelo imposto de importa•‹o.

6-(Quest‹o InŽdita)- Levando-se em conta seus conhecimentos sobre


tributa•‹o no comŽrcio exterior, analise os itens a seguir e atribua a
letra (V) para as assertivas verdadeiras e a letra (F) para as falsas. Em
seguida, assinale a alternativa que indique a sequ•ncia correta.

( ) A base de c‡lculo do imposto de exporta•‹o Ž o pre•o normal que a


mercadoria, ou sua similar, alcan•aria, ao tempo da exporta•‹o, em uma
venda em condi•›es de livre concorr•ncia no mercado internacional. Se o
pre•o da mercadoria for de dif’cil apura•‹o ou for suscet’vel de oscila•›es
bruscas no mercado internacional, a C‰mara de ComŽrcio Exterior fixar‡
critŽrios espec’ficos ou estabelecer‡ pauta de valor m’nimo, para apura•‹o da
base de c‡lculo.

( ) O imposto de exporta•‹o ser‡ calculado pela aplica•‹o da al’quota de


trinta por cento sobre a base de c‡lculo, podendo a CAMEX reduzir ou
aumentar essa al’quota, para atender aos objetivos da pol’tica cambial e do
comŽrcio exterior.

( ) O fato gerador do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) na


importa•‹o Ž o desembara•o aduaneiro. Entretanto, o recolhimento do imposto
ser‡ feito no momento do registro da Declara•‹o de Importa•‹o (DI).

( ) O fato gerador das contribui•›es para o PIS/PASEP-Importa•‹o e COFINS-


Importa•‹o Ž o desembara•o aduaneiro de mercadoria importada.

Prof. Ricardo Vale www.estrategiaconcursos.com.br 8 de 29

09745054631 - Thaiany
Legislação Aduaneira p/ RFB - 2017
Teoria e Questões
Prof. Ricardo Vale – Aula 09
( ) As contribui•›es para o PIS/PASEP-Importa•‹o e COFINS-Importa•‹o n‹o
incidem sobre o retorno ao Pa’s de bens exportados temporariamente.

a) VVVFV

b) VFVFV

c) FVFVV

d) FFVFV

e) VVFFV

Coment‡rios:

A primeira assertiva est‡ correta. De fato, a base de c‡lculo do


imposto de exporta•‹o Ž o pre•o normal (art. 214, R/A). Pode acontecer de o
pre•o da mercadoria ser de dif’cil apura•‹o ou suscet’vel de oscila•›es bruscas
no mercado internacional. Nesse caso, a CAMEX fixar‡ critŽrios espec’ficos ou
estabelecer‡ pauta de valor m’nimo.

A segunda assertiva est‡ correta. A al’quota do imposto de


exporta•‹o Ž de 30%. A CAMEX tem compet•ncia para reduzir ou aumentar
essa al’quota.

A terceira assertiva est‡ correta. O fato gerador do IPI vinculado ˆ


importa•‹o Ž o desembara•o aduaneiro. O recolhimento desse tributo, todavia,
ocorre no momento do registro da DI.

A quarta assertiva est‡ errada. O fato gerador do PIS/PASEP-


Importa•‹o e COFINS-Importa•‹o Ž a entrada de bens estrangeiros no
territ—rio aduaneiro. Ele considera-se ocorrido na data do registro da DI.

A quinta assertiva est‡ correta. O retorno de bens exportados


temporariamente Ž hip—tese de n‹o-incid•ncia das contribui•›es para o
PIS/PASEP-Importa•‹o e COFINS-Importa•‹o.

7-(Quest‹o InŽdita)-Assinale a alternativa incorreta sobre os regimes


aduaneiros especiais:

a) Poder‡ ser autorizada a transfer•ncia de mercadoria admitida em um


regime aduaneiro especial ou aplicado em ‡rea especial para outro, observadas
as condi•›es e os requisitos pr—prios do novo regime e as restri•›es
estabelecidas pela RFB.

Prof. Ricardo Vale www.estrategiaconcursos.com.br 9 de 29

09745054631 - Thaiany
Legislação Aduaneira p/ RFB - 2017
Teoria e Questões
Prof. Ricardo Vale – Aula 09
b) A aplica•‹o dos regimes aduaneiros especiais independe da informa•‹o da
suspens‹o ou isen•‹o do pagamento do adicional ao frete para renova•‹o da
marinha mercante, pelo MinistŽrio dos Transportes.

c) Nos regimes aduaneiros especiais em que a destrui•‹o do bem configurar


extin•‹o da aplica•‹o do regime, o res’duo da destrui•‹o, se economicamente
utiliz‡vel, dever‡ ser despachado para consumo, como se tivesse sido
importado no estado em que se encontra, sujeitando-se ao pagamento dos
tributos correspondentes, ou reexportado.

d) No caso de descumprimento dos regimes aduaneiros especiais, o


benefici‡rio ficar‡ sujeito ao pagamento dos tributos incidentes, com acrŽscimo
de juros de mora e de multa, de mora ou de of’cio, calculados da data do
registro da declara•‹o de admiss‹o no regime ou do registro de exporta•‹o,
sem preju’zo da aplica•‹o de penalidades espec’ficas.

e) O prazo de suspens‹o do pagamento das obriga•›es fiscais pela aplica•‹o


dos regimes aduaneiros especiais, na importa•‹o, ser‡ de atŽ um ano,
prorrog‡vel, a ju’zo da autoridade aduaneira, por per’odo n‹o superior, no
total, a cinco anos.

Coment‡rios:

Letra A: correta. ƒ admitida a transfer•ncia de mercadoria admitida


em um regime aduaneiro especial ou aplicado em ‡rea especial para outro
(art. 310, R/A).

Letra B: errada. Segundo o art. 309, do R/A, a aplica•‹o dos regimes


aduaneiros especiais fica condicionada ˆ informa•‹o da suspens‹o ou isen•‹o
do pagamento do adicional ao frete para renova•‹o da marinha mercante, pelo
MinistŽrio dos Transportes.

Letra C: correta. Quando um bem tiver sido destru’do como forma de


extinguir um regime aduaneiro especial, o res’duo resultante da
industrializa•‹o dever‡ ser objeto de despacho para consumo (art. 312, R/A).

Letra D: correta. Isso Ž exatamente o que prev• o art. 311, do R/A.


Se houver o descumprimento de um regime aduaneiro especial, os tributos,
juros e multas ser‹o exigidos desde a data do registro da declara•‹o para
admiss‹o no regime ou do registro de exporta•‹o.

Letra E: correta. O prazo de concess‹o dos regimes aduaneiros


especiais Ž de 1 (um) ano, podendo chegar a 5 (cinco) anos (art. 307, R/A).

8-(Quest‹o InŽdita)- Analise os itens a seguir e atribua a letra (V)


para as assertivas verdadeiras e a letra (F) para as falsas.

Prof. Ricardo Vale www.estrategiaconcursos.com.br 10 de 29

09745054631 - Thaiany
Legislação Aduaneira p/ RFB - 2017
Teoria e Questões
Prof. Ricardo Vale – Aula 09
( ) O permission‡rio ou o concession‡rio de recinto alfandegado poder‡ ser
benefici‡rio do regime de tr‰nsito aduaneiro, exceto na modalidade de tr‰nsito
aduaneiro de passagem.

( ) O tr‰nsito aduaneiro Ž conclu’do com o desembara•o aduaneiro, que Ž o


ato final do despacho para tr‰nsito.

( ) Ao conceder o regime de tr‰nsito aduaneiro, a autoridade aduaneira sob


cuja jurisdi•‹o se encontrar a mercadoria a ser transportada estabelecer‡ a
rota a ser cumprida; fixar‡ os prazos para execu•‹o da opera•‹o e para
comprova•‹o da chegada da mercadoria ao destino; e adotar‡ as cautelas
julgadas necess‡rias ˆ seguran•a fiscal.

( ) No regime de tr‰nsito aduaneiro, n‹o h‡ necessidade de constitui•‹o de


Termo de Responsabilidade, uma vez que as mercadorias s‹o transportadas
sob controle aduaneiro.

Assinale, dentre as alternativas, aquela que expressa o nœmero de


itens verdadeiros:

a) 1

b) 2

c) 3

d) 4

e) Nenhum

Coment‡rios:

A primeira assertiva est‡ correta. Os benefici‡rios do regime


aduaneiro especial de tr‰nsito aduaneiro est‹o relacionados no art. 321, do
R/A. O permission‡rio ou concession‡rio de recinto alfandegado poder‡ ser
benefici‡rio do tr‰nsito aduaneiro, exceto no caso de tr‰nsito internacional
(tr‰nsito aduaneiro de passagem).

A segunda assertiva est‡ errada. O tr‰nsito aduaneiro Ž conclu’do


quando a unidade de destino constata o cumprimento das obriga•›es pelo
transportador.

A terceira assertiva est‡ correta. Exatamente o que disp›e o art.


329, do R/A:

Prof. Ricardo Vale www.estrategiaconcursos.com.br 11 de 29

09745054631 - Thaiany
Legislação Aduaneira p/ RFB - 2017
Teoria e Questões
Prof. Ricardo Vale – Aula 09
Art. 329. Ao conceder o regime, a autoridade aduaneira sob
cuja jurisdi•‹o se encontrar a mercadoria a ser transportada:
I - estabelecer‡ a rota a ser cumprida;
II - fixar‡ os prazos para execu•‹o da opera•‹o e para
comprova•‹o da chegada da mercadoria ao destino; e
III - adotar‡ as cautelas julgadas necess‡rias ˆ seguran•a fiscal.

A quarta assertiva est‡ errada. No regime de tr‰nsito aduaneiro,


ser‡ exigida, em regra, a constitui•‹o de Termo de Responsabilidade.

9-(Quest‹o InŽdita)- Assinale a alternativa correta sobre os regimes


aduaneiros especiais:

a) Os bens submetidos ao regime de admiss‹o tempor‡ria para utiliza•‹o


econ™mica ficaram sujeitos ao pagamento dos impostos federais, da
contribui•‹o para o PIS/PASEP-Importa•‹o e da COFINS-Importa•‹o,
proporcionalmente ao seu tempo de perman•ncia no territ—rio aduaneiro. Em
caso de extin•‹o do regime mediante despacho para consumo, os tributos
originalmente devidos dever‹o ser recolhidos deduzido o montante j‡ pago.

b) A concess‹o do regime de admiss‹o tempor‡ria est‡ condicionada ˆ


inexist•ncia de cobertura cambial e independe da identifica•‹o dos bens.

c) Poder‡ ser concedido o regime de drawback, na modalidade suspens‹o,


para mercadoria importada, de forma combinada ou n‹o, com mercadoria
adquirida no mercado interno, em quantidade e qualidade equivalente ˆquelas
empregadas ou consumidas na industrializa•‹o de produto exportado.

d) O benefici‡rio do regime de entreposto aduaneiro na exporta•‹o dever‡


adotar as provid•ncias para extin•‹o do regime dentro de 45 dias ap—s o prazo
de concess‹o do regime, sob pena de a mercadoria ser declarada abandonada.
Uma das formas de extin•‹o do regime Ž a efetiva exporta•‹o.

e) A exporta•‹o tempor‡ria Ž o regime aduaneiro especial que permite a sa’da,


do Pa’s, por tempo determinado, de mercadoria nacional ou nacionalizada,
para ser submetida a opera•‹o de transforma•‹o, elabora•‹o, beneficiamento
ou montagem, no exterior, e a posterior reimporta•‹o, sob a forma do produto
resultante, com pagamento dos tributos sobre o valor agregado.

Coment‡rios:

Letra A: correta. No caso de bens submetidos ao regime de admiss‹o


tempor‡ria para utiliza•‹o econ™mica, haver‡ suspens‹o parcial de tributos.
Logo, o recolhimento tribut‡rio ser‡ proporcional ˆ perman•ncia dos bens no
pa’s. Na hip—tese de, a posteriori, ser efetuado o despacho para consumo, os
tributos originalmente devidos dever‹o ser recolhidos, deduzindo-se o
montante j‡ pago.

Prof. Ricardo Vale www.estrategiaconcursos.com.br 12 de 29

09745054631 - Thaiany
Legislação Aduaneira p/ RFB - 2017
Teoria e Questões
Prof. Ricardo Vale – Aula 09
Letra B: errada. Um dos requisitos para a concess‹o do regime de
admiss‹o tempor‡ria Ž a identifica•‹o dos bens. Os requisitos para concess‹o
do regime de admiss‹o tempor‡ria est‹o no art. 358, do R/A:

Art. 358. Para a concess‹o do regime, a autoridade aduaneira


dever‡ observar o cumprimento cumulativo das seguintes
condi•›es:
I - importa•‹o em car‡ter tempor‡rio, comprovada esta condi•‹o
por qualquer meio julgado id™neo;
II - importa•‹o sem cobertura cambial;
III - adequa•‹o dos bens ˆ finalidade para a qual foram
importados;
IV - constitui•‹o das obriga•›es fiscais em termo de
responsabilidade; e
V - identifica•‹o dos bens.

Letra C: errada. A assertiva descreveu o drawback integrado


isen•‹o. Drawback integrado suspens‹o Ž a aquisi•‹o no mercado interno ou
a importa•‹o, de forma combinada ou n‹o, de mercadoria para emprego ou
consumo na industrializa•‹o de produto a ser exportado, com suspens‹o
dos tributos exig’veis na importa•‹o e na aquisi•‹o no mercado interno.

Letra D: errada. Uma das formas de extin•‹o do entreposto


aduaneiro Ž iniciar o despacho de exporta•‹o (art. 415, do R/A).

Letra E: errada. O regime aduaneiro especial descrito Ž a exporta•‹o


tempor‡ria para aperfei•oamento passivo.

10-(Quest‹o InŽdita)- Assinale a alternativa correta sobre o controle


aduaneiro de mercadorias e ve’culos:

a) O despacho de importa•‹o se considera iniciado na data do registro da


declara•‹o de importa•‹o, salvo quando for obrigat—ria licen•a de importa•‹o.

b) A verifica•‹o f’sica da mercadoria, no curso do despacho aduaneiro, ser‡


realizada exclusivamente por Auditor-Fiscal RFB.

c) Os crŽditos relativos aos tributos e direitos correspondentes ˆs mercadorias


extraviadas na importa•‹o, inclusive multas, ser‹o exigidos do respons‡vel por
meio de lan•amento de of’cio, formalizado em auto de infra•‹o.

d) A confer•ncia final do manifesto de carga destina-se a constatar extravio ou


avaria de volume ou de mercadoria entrada no territ—rio aduaneiro, mediante
confronto do manifesto com os registros de descarga.

e) O despacho de importa•‹o Ž o procedimento fiscal que visa a identificar o


importador, verificar a mercadoria e a corre•‹o das informa•›es relativas ˆ sua

Prof. Ricardo Vale www.estrategiaconcursos.com.br 13 de 29

09745054631 - Thaiany
Legislação Aduaneira p/ RFB - 2017
Teoria e Questões
Prof. Ricardo Vale – Aula 09
natureza, classifica•‹o fiscal, quantifica•‹o e valor, e confirmar o cumprimento
de todas as obriga•›es, fiscais e outras, exig’veis em raz‹o da importa•‹o.

Coment‡rios:

Letra A: errada. Mesmo quando for exigida licen•a de importa•‹o, o


despacho de importa•‹o se considera iniciado na data do registro da D.I.

Letra B: errada. A verifica•‹o f’sica da mercadoria, no curso do


despacho aduaneiro, ser‡ realizada por Auditor-Fiscal RFB ou Analista
Tribut‡rio, sob supervis‹o de Auditor-Fiscal RFB.

Letra C: correta. Com o fim do processo de vistoria aduaneira, os


crŽditos tribut‡rios relativos a mercadorias extraviadas ser‹o exigidos
mediante lan•amento de of’cio (auto de infra•‹o).

Letra D: errada. A confer•ncia final de manifesto destina-se a


constatar extravio ou acrŽscimo de volume. Para isso, Ž feita uma compara•‹o
entre o manifesto de carga e os registros de descarga.

Letra E: errada. Esse Ž o conceito de confer•ncia aduaneira. Pela


import‰ncia do tema e para que voc• n‹o confunda na hora da prova,
transcrevo a seguir os conceitos de Òdespacho de importa•‹oÓ e Òconfer•ncia
aduaneiraÓ.

Art. 542. Despacho de importa•‹o Ž o procedimento mediante


o qual Ž verificada a exatid‹o dos dados declarados pelo
importador em rela•‹o ˆ mercadoria importada, aos documentos
apresentados e ˆ legisla•‹o espec’fica.

Art. 564. A confer•ncia aduaneira na importa•‹o tem por


finalidade identificar o importador, verificar a mercadoria e a
corre•‹o das informa•›es relativas a sua natureza, classifica•‹o
fiscal, quantifica•‹o e valor, e confirmar o cumprimento de todas
as obriga•›es, fiscais e outras, exig’veis em raz‹o da
importa•‹o.

11-(Quest‹o InŽdita)- Sobre o despacho de exporta•‹o, assinale a


alternativa correta:

a) As mercadorias reexportadas n‹o est‹o sujeitas a despacho de exporta•‹o.

b) O Registro de Exporta•‹o (RE) compreende o conjunto de informa•›es de


natureza comercial, financeira, cambial e fiscal que caracteriza a opera•‹o de
exporta•‹o de uma mercadoria e define o seu enquadramento. O RE ser‡
sempre prŽvio ao embarque.

Prof. Ricardo Vale www.estrategiaconcursos.com.br 14 de 29

09745054631 - Thaiany
Legislação Aduaneira p/ RFB - 2017
Teoria e Questões
Prof. Ricardo Vale – Aula 09
c) A declara•‹o de exporta•‹o ser‡ instru’da com a primeira via da nota fiscal;
a via original do conhecimento e do manifesto internacional de carga, nas
exporta•›es por via terrestre, fluvial ou lacustre; e outros documentos exigidos
na legisla•‹o espec’fica.

d) O desembara•o aduaneiro Ž o ato final do despacho de exporta•‹o, por


meio do qual Ž registrada a conclus‹o da confer•ncia aduaneira, e autorizado o
embarque ou a transposi•‹o de fronteira da mercadoria.

e) O cancelamento de declara•‹o de exporta•‹o somente pode ser realizado de


of’cio pela autoridade aduaneira.

Coment‡rios:

Letra A: errada. As mercadorias reexportadas tambŽm est‹o sujeitas


a despacho de exporta•‹o.

Letra B: errada. Em regra, o RE Ž prŽvio ao embarque da mercadoria


para o exterior. No entanto, em determinadas situa•›es, o RE ser‡ posterior ao
embarque.

Letra C: correta. O art. 588, do R/A, relaciona os documentos que


dever‹o instruir a Declara•‹o de Exporta•‹o (DE):

Art. 588. A declara•‹o de exporta•‹o ser‡ instru’da com:


I - a primeira via da nota fiscal;
II - a via original do conhecimento e do manifesto internacional
de carga, nas exporta•›es por via terrestre, fluvial ou lacustre; e
III - outros documentos exigidos na legisla•‹o espec’fica.

Letra D: errada. O ato final do despacho de exporta•‹o Ž a


averba•‹o.

Letra E: errada. O cancelamento de Declara•‹o de Exporta•‹o poder‡


ser realizado de of’cio ou a pedido.

12-(Quest‹o InŽdita)- Assinale, dentre as alternativas abaixo, aquela


que n‹o est‡ sujeita ˆ aplica•‹o da pena de perdimento;

a) Mercadoria em opera•‹o de carga ou j‡ carregada em qualquer ve’culo, ou


dele descarregada ou em descarga, sem ordem, despacho ou licen•a, por
escrito, da autoridade aduaneira, ou sem o cumprimento de outra formalidade
essencial estabelecida em texto normativo.

b) Mercadoria importada como bagagem que, por sua quantidade e qualidade,


revele finalidade comercial.

Prof. Ricardo Vale www.estrategiaconcursos.com.br 15 de 29

09745054631 - Thaiany
Legislação Aduaneira p/ RFB - 2017
Teoria e Questões
Prof. Ricardo Vale – Aula 09
c) Mercadoria estrangeira, chegada ao Pa’s com falsa declara•‹o de conteœdo.

d) Mercadoria importada e que for considerada abandonada pelo decurso do


prazo de perman•ncia em recinto alfandegado.

e) Mercadoria estrangeira, atentat—ria ˆ moral, aos bons costumes, ˆ saœde ou


ˆ ordem pœblicas.

Coment‡rios:

Letra A: correta. Trata-se de hip—tese de aplica•‹o da pena de


perdimento prevista no art. 689, inciso I, do R/A.

Letra B: errada. Segundo o art. 702, inciso III, al’nea b, do R/A,


trata-se de hip—tese de aplica•‹o de multa.

Letra C: correta. Trata-se de hip—tese de aplica•‹o da pena de


perdimento prevista no art. 689, inciso XII, do R/A.

Letra D: correta. Trata-se de hip—tese de aplica•‹o da pena de


perdimento prevista no art. 689, inciso XXI, do R/A.

Letra E: correta. Trata-se de hip—tese de aplica•‹o da pena de


perdimento prevista no art. 689, inciso XIX, do R/A.

13-(Quest‹o InŽdita)- ZŽ Trambique e Maria Gasolina se casaram e


foram em lua de mel para o Paraguai. L‡, compraram uma televis‹o
LCD 40 polegadas, cujo valor era de US$ 1.000,00. Ao regressarem de
carro ao Brasil, ZŽ Trambique passou pela Alf‰ndega e declarou ao
Auditor Fiscal RFB Severo Justus que havia comprado uma televis‹o no
Paraguai, apresentando a nota fiscal no valor de US$1.000,00. Diante
da situa•‹o apresentada, assinale a alternativa correta:

a) A televis‹o estar‡ isenta do imposto de importa•‹o, uma vez que, juntos,


ZŽ Trambique e Maria Gasolina fazem jus ao limite global de US$ 1.000,00
para isen•‹o.

b) O Auditor-Fiscal RFB Severo Justus dever‡ exigir o recolhimento tribut‡rio,


aplicando, ainda multa de 50% sobre o que exceder o limite da isen•‹o.

c) O Auditor-Fiscal RFB Severo Justus dever‡ aplicar a pena de perdimento na


televis‹o, uma vez que esse bem n‹o pode ser importado por pessoa f’sica.

d) A televis‹o n‹o pode ser trazida como bagagem, uma vez que n‹o se
enquadra como bens de uso ou consumo pessoal.

Prof. Ricardo Vale www.estrategiaconcursos.com.br 16 de 29

09745054631 - Thaiany
Legislação Aduaneira p/ RFB - 2017
Teoria e Questões
Prof. Ricardo Vale – Aula 09
e) Ser‡ aplicado ˆ televis‹o o Regime de Tributa•‹o Especial, sendo efetuado o
recolhimento do imposto de importa•‹o a uma al’quota de 50% sobre o que
exceder o limite de isen•‹o. N‹o ser‡ aplicada multa pelo Auditor-Fiscal RFB
Severo Justus.

Coment‡rios:

Letra A: errada. O limite global para isen•‹o Ž de US$ 300,00.


Recorde-se, ainda, que o direito ˆ isen•‹o Ž individual e intransfer’vel.

Letra B: errada. N‹o haver‡ aplica•‹o de multa, uma vez que ZŽ


Trambique efetuou corretamente a declara•‹o de bagagem.

Letra C: errada. A televis‹o n‹o sofrer‡ a aplica•‹o da pena de


perdimento. ZŽ Trambique poder‡ traz•-la ao Brasil em sua bagagem.

Letra D: errada. A televis‹o pode, sim, ser trazida como bagagem.

Letra E: correta. Na situa•‹o descrita, ser‡ aplicado o Regime de


Tributa•‹o Especial. Considerando que o limite de isen•‹o para bagagem de
viajante trazida por via terrestre Ž de US$ 300,00, incidir‡ a al’quota de 50%
do I.I sobre US$ 700,00 (montante que excede o limite de isen•‹o). N‹o ser‡
aplicada multa, uma vez que a televis‹o foi declarada pelo viajante.

14-(Quest‹o InŽdita)- Assinale a alternativa correta:

a) Apurando-se, no mesmo processo, a pr‡tica de duas ou mais infra•›es


diferentes, pela mesma pessoa f’sica ou jur’dica, aplicam-se cumulativamente,
no grau correspondente, quando for o caso, as penalidades a elas cominadas.

b) O Auditor-Fiscal RFB tem compet•ncia para aplicar a pena de perdimento de


mercadorias e ve’culos.

c) A denœncia espont‰nea da infra•‹o, acompanhada, se for o caso, do


pagamento dos tributos e dos acrŽscimos legais, n‹o excluir‡ a imposi•‹o da
correspondente penalidade.

d) Em um œnico processo, n‹o se pode apurar a responsabilidade de duas ou


mais pessoas jur’dicas. A responsabilidade de pessoa jur’dica por infra•‹o ˆ
legisla•‹o aduaneira deve ser apurada mediante processo individualizado.

e) Constitui infra•‹o ˆ legisla•‹o aduaneira toda a•‹o ou omiss‹o, volunt‡ria,


que importe inobserv‰ncia, por parte de pessoa f’sica ou jur’dica, de norma
estabelecida ou disciplinada no Regulamento Aduaneiro ou em ato
administrativo de car‡ter normativo destinado a complet‡-lo.

Coment‡rios:

Prof. Ricardo Vale www.estrategiaconcursos.com.br 17 de 29

09745054631 - Thaiany
Legislação Aduaneira p/ RFB - 2017
Teoria e Questões
Prof. Ricardo Vale – Aula 09
Letra A: correta. Se, em um mesmo processo, forem apuradas duas
ou mais infra•›es pela mesma pessoa f’sica ou jur’dicas, cada uma dessas
infra•›es ser‡ objeto de uma penalidade (art. 679, do R/A).

Letra B: errada. O Auditor-Fiscal RFB tem compet•ncia para propor a


aplica•‹o da pena de perdimento de mercadorias e ve’culos.

Letra C: errada. A denœncia espont‰nea da infra•‹o, acompanhada,


se for o caso, do pagamento dos tributos e dos acrŽscimos legais, excluir‡ a
imposi•‹o da correspondente penalidade.

Letra D: errada. O art. 680, do R/A, estabelece que se do processo se


apurar responsabilidade de duas ou mais pessoas, ser‡ imposta a cada
uma delas a pena relativa ˆ infra•‹o que houver cometido.

Letra E: errada. A infra•‹o ˆ legisla•‹o aduaneira poder‡ ser


volunt‡ria ou involunt‡ria.

15-(Quest‹o InŽdita)-Assinale a alternativa correta sobre o


SISCOSERV:

a) O SISCOSERV permite o registro apenas de opera•›es de importa•‹o de


servi•os, exclu’das as opera•›es que produzam varia•›es no patrim™nio das
pessoas f’sicas, jur’dicas ou entes despersonalizados.

b) A obriga•‹o de prestar informa•›es no SISCOSERV n‹o se estende ˆs


transa•›es envolvendo servi•os e intang’veis incorporados nos bens e
mercadorias exportados ou importados, registrados no Sistema Integrado de
ComŽrcio Exterior (Siscomex).

c) As pessoas jur’dicas optantes pelo Simples Nacional e o Microempreendedor


Individual est‹o dispensadas de, em qualquer situa•‹o, prestarem informa•›es
no SISCOSERV.

d) O SISCOSERV, alŽm de ter como objetivo a produ•‹o de estat’sticas sobre o


comŽrcio de servi•os, tem um car‡ter licenciat—rio, ˆ semelhan•a do
SISCOMEX.

e) O SISCOSERV foi implementado em agosto de 2012 e todos os servi•os


previstos na Nomenclatura Brasileira de Servi•os (NBS) j‡ devem ser
registrados no sistema.

Coment‡rios:

Letra A: errada. As opera•›es que produzam varia•›es no patrim™nio


das pessoas f’sicas, jur’dicas ou entes despersonalizados tambŽm devem ser
registradas no SISCOSERV.

Prof. Ricardo Vale www.estrategiaconcursos.com.br 18 de 29

09745054631 - Thaiany
Legislação Aduaneira p/ RFB - 2017
Teoria e Questões
Prof. Ricardo Vale – Aula 09
Letra B: correta. As transa•›es envolvendo servi•os e intang’veis
incorporados nos bens e mercadorias exportados ou importados,
registrados no SISCOMEX, n‹o dever‹o ser registradas no SISCOSERV.

Letra C: errada. Quando as pessoas jur’dicas optantes pelo Simples


Nacional e o Microempreendedor Individual utilizarem mecanismos de apoio
ao comŽrcio exterior de servi•os, dever‹o prestar informa•›es no
SISCOSERV.

Letra D: errada. O SISCOSERV n‹o tem um car‡ter licenciat—rio.

Letra E: errada. Nem todos os servi•os previstos na NBS j‡ devem


ser registrados no SISCOSERV.

Prof. Ricardo Vale www.estrategiaconcursos.com.br 19 de 29

09745054631 - Thaiany
Legislação Aduaneira p/ RFB - 2017
Teoria e Questões
Prof. Ricardo Vale – Aula 09
LISTA DE QUESTÍES

1-(Quest‹o InŽdita)- Analise os itens a seguir e atribua a letra (V)


para as assertivas verdadeiras e a letra (F) para as falsas.

( ) A jurisdi•‹o dos servi•os aduaneiros estende-se por todo o territ—rio


aduaneiro, alcan•ando tambŽm as çreas de Controle Integrado criadas em
regi›es lim’trofes dos pa’ses integrantes do Mercosul com o Brasil.

( ) As Zonas de Processamento de Exporta•›es s‹o regimes aduaneiros


aplicados em ‡reas especiais e, para fins de controle aduaneiro, s‹o
consideradas zona prim‡ria.

( ) O Ministro de Estado da Fazenda poder‡ demarcar, na orla mar’tima ou na


faixa de fronteira, zonas de vigil‰ncia7 aduaneira, nas quais a perman•ncia de
mercadorias ou a sua circula•‹o e a de ve’culos, pessoas ou animais ficar‹o
sujeitas ˆs exig•ncias fiscais, proibi•›es e restri•›es que forem estabelecidas.
O ato que demarcar a zona de vigil‰ncia aduaneira dever‡ ser geral em rela•‹o
ˆ orla mar’tima ou ˆ faixa de fronteira.

( ) O alfandegamento de portos, aeroportos ou pontos de fronteira depende


da prŽvia habilita•‹o ao tr‡fego internacional pelas autoridades competentes
em matŽria de transporte.

Assinale, dentre as alternativas, aquela que expressa o nœmero de


itens verdadeiros:

a) 1

b) 2

c) 3

d) 4

e) Nenhum

2-(Quest‹o InŽdita)-Assinale a alternativa incorreta sobre os recintos


alfandegados:

a) Os recintos alfandegados ser‹o assim declarados pela autoridade aduaneira


competente, na zona prim‡ria ou na zona secund‡ria, a fim de que neles
possam ocorrer, sob controle aduaneiro, movimenta•‹o, armazenagem e
despacho aduaneiro de mercadorias procedentes do exterior, ou a ele
destinadas, inclusive sob regime aduaneiro especial.

Prof. Ricardo Vale www.estrategiaconcursos.com.br 20 de 29

09745054631 - Thaiany
Legislação Aduaneira p/ RFB - 2017
Teoria e Questões
Prof. Ricardo Vale – Aula 09
b) Poder‹o ser alfandegados, em zona prim‡ria, recintos destinados ˆ
instala•‹o de lojas francas.

c) Os portos secos poder‹o, excepcionalmente, ser instalados na zona prim‡ria


de portos e aeroportos alfandegados.

d) As opera•›es de movimenta•‹o e armazenagem de mercadorias sob


controle aduaneiro, bem como a presta•‹o de servi•os conexos, em porto
seco, sujeitam-se ao regime de concess‹o ou de permiss‹o.

e) Portos secos s‹o recintos alfandegados de uso pœblico nos quais s‹o
executadas opera•›es de movimenta•‹o, armazenagem e despacho aduaneiro
de mercadorias e de bagagem, sob controle aduaneiro. Eles poder‹o ser
autorizados a operar com carga de importa•‹o, de exporta•‹o ou ambas,
tendo em vista as necessidades e condi•›es
a locais.

3-(Quest‹o InŽdita)-Assinale a alternativa correta sobre o imposto de


importa•‹o:

a) O imposto de importa•‹o n‹o incide sobre bagagem de viajante e sobre


bens enviados como presente ou amostra, ou a t’tulo gratuito.

b) N‹o constitui fato gerador do imposto de importa•‹o a entrada no territ—rio


aduaneiro do pescado capturado fora das ‡guas territoriais do Pa’s, por
empresa localizada no seu territ—rio, desde que satisfeitas as exig•ncias que
regulam a atividade pesqueira.

c) Os equipamentos, m‡quinas, ve’culos, aparelhos e instrumentos, bem como


as partes, pe•as, acess—rios e componentes, de fabrica•‹o nacional, adquiridos
no mercado interno pelas empresas nacionais de engenharia, e exportados
para a execu•‹o de obras contratadas no exterior, na hip—tese de retornarem
ao Pa’s, ser‹o considerados n‹o-estrangeiros para fins de incid•ncia do
imposto de importa•‹o.

d) O imposto de importa•‹o n‹o incide sobre mercadoria estrangeira destru’da


em tr‰nsito aduaneiro de passagem.

e) O fato gerador do imposto de importa•‹o se considera ocorrido na data do


registro da declara•‹o de admiss‹o tempor‡ria para utiliza•‹o econ™mica,
exceto quando houver suspens‹o parcial dos tributos incidentes na
importa•‹o.

4-(Quest‹o InŽdita)-Sobre a valora•‹o aduaneira no MERCOSUL e no


Brasil, assinale a alternativa correta:

a) O C—digo Aduaneiro do MERCOSUL prev• que o pagamento do imposto de


importa•‹o deve ser efetuado antes ou no momento do registro da declara•‹o

Prof. Ricardo Vale www.estrategiaconcursos.com.br 21 de 29

09745054631 - Thaiany
Legislação Aduaneira p/ RFB - 2017
Teoria e Questões
Prof. Ricardo Vale – Aula 09
de mercadoria, sem preju’zo da exig•ncia de eventuais diferen•as apuradas
posteriormente.

b) As regras de valora•‹o aduaneira no MERCOSUL n‹o prev•em a inclus‹o no


valor aduaneiro das despesas com carga, descarga e manuseio, relativos ao
transporte da mercadoria importada atŽ o local de sua entrada no territ—rio
aduaneiro.

c) O C—digo Aduaneiro do MERCOSUL estabelece que a valora•‹o aduaneira


n‹o poder‡ ser realizada ap—s a libera•‹o da mercadoria no despacho de
importa•‹o.

d) Integram o valor aduaneiro, segundo o mŽtodo do valor de transa•‹o,


desde que estejam destacados do pre•o efetivamente pago ou a pagar pela
mercadoria importada, na respectiva d documenta•‹o comprobat—ria, os
encargos relativos ˆ constru•‹o, ˆ instala•‹o, ˆ montagem, ˆ manuten•‹o ou ˆ
assist•ncia tŽcnica, relacionados com a mercadoria importada, executados
ap—s a importa•‹o.

e) Na hip—tese de descumprimento de obriga•‹o de manter em boa guarda e


ordem, pelo prazo decadencial, os documentos obrigat—rios de instru•‹o das
declara•›es aduaneiras, quando existir dœvida sobre o pre•o efetivamente
praticado, ser‡ aplicado mŽtodo substitutivo ao primeiro.

5-(Quest‹o InŽdita)- Analise os itens a seguir e atribua a letra (V)


para as assertivas verdadeiras e a letra (F) para as falsas.

I) O adquirente de mercadoria entrepostada e o deposit‡rio s‹o respons‡veis


pelo imposto de importa•‹o.

II) O adquirente ou o cession‡rio de mercadoria beneficiada com isen•‹o ou


redu•‹o do imposto Ž respons‡vel solid‡rio pelo imposto de importa•‹o.

III). O encomendante predeterminado que adquire mercadoria de proced•ncia


estrangeira de pessoa jur’dica importadora Ž contribuinte do imposto de
importa•‹o.

Est‹o corretas as seguintes assertivas:

a) I e II

b) I e III

c) I

d) II

Prof. Ricardo Vale www.estrategiaconcursos.com.br 22 de 29

09745054631 - Thaiany
Legislação Aduaneira p/ RFB - 2017
Teoria e Questões
Prof. Ricardo Vale – Aula 09
e) III

6-(Quest‹o InŽdita)- Levando-se em conta seus conhecimentos sobre


tributa•‹o no comŽrcio exterior, analise os itens a seguir e atribua a
letra (V) para as assertivas verdadeiras e a letra (F) para as falsas. Em
seguida, assinale a alternativa que indique a sequ•ncia correta.

( ) A base de c‡lculo do imposto de exporta•‹o Ž o pre•o normal que a


mercadoria, ou sua similar, alcan•aria, ao tempo da exporta•‹o, em uma
venda em condi•›es de livre concorr•ncia no mercado internacional. Se o
pre•o da mercadoria for de dif’cil apura•‹o ou for suscet’vel de oscila•›es
bruscas no mercado internacional, a C‰mara de ComŽrcio Exterior fixar‡
critŽrios espec’ficos ou estabelecer‡ pauta de valor m’nimo, para apura•‹o da
base de c‡lculo.
e
( ) O imposto de exporta•‹o ser‡ calculado pela aplica•‹o da al’quota de trinta
por cento sobre a base de c‡lculo, podendo a CAMEX reduzir ou aumentar essa
al’quota, para atender aos objetivos da pol’tica cambial e do comŽrcio exterior.

( ) O fato gerador do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) na


importa•‹o Ž o desembara•o aduaneiro. Entretanto, o recolhimento do imposto
ser‡ feito no momento do registro da Declara•‹o de Importa•‹o (DI).

( ) O fato gerador das contribui•›es para o PIS/PASEP-Importa•‹o e COFINS-


Importa•‹o Ž o desembara•o aduaneiro de mercadoria importada.

( ) As contribui•›es para o PIS/PASEP-Importa•‹o e COFINS-Importa•‹o n‹o


incidem sobre o retorno ao Pa’s de bens exportados temporariamente.

a) VVVFV

b) VFVFV

c) FVFVV

d) FFVFV

e) VVFFV

7-(Quest‹o InŽdita)-Assinale a alternativa incorreta sobre os regimes


aduaneiros especiais:

a) Poder‡ ser autorizada a transfer•ncia de mercadoria admitida em um


regime aduaneiro especial ou aplicado em ‡rea especial para outro, observadas
as condi•›es e os requisitos pr—prios do novo regime e as restri•›es
estabelecidas pela RFB.

Prof. Ricardo Vale www.estrategiaconcursos.com.br 23 de 29

09745054631 - Thaiany
Legislação Aduaneira p/ RFB - 2017
Teoria e Questões
Prof. Ricardo Vale – Aula 09
b) A aplica•‹o dos regimes aduaneiros especiais independe da informa•‹o da
suspens‹o ou isen•‹o do pagamento do adicional ao frete para renova•‹o da
marinha mercante, pelo MinistŽrio dos Transportes.

c) Nos regimes aduaneiros especiais em que a destrui•‹o do bem configurar


extin•‹o da aplica•‹o do regime, o res’duo da destrui•‹o, se economicamente
utiliz‡vel, dever‡ ser despachado para consumo, como se tivesse sido
importado no estado em que se encontra, sujeitando-se ao pagamento dos
tributos correspondentes, ou reexportado.

d) No caso de descumprimento dos regimes aduaneiros especiais, o


benefici‡rio ficar‡ sujeito ao pagamento dos tributos incidentes, com acrŽscimo
de juros de mora e de multa, de mora ou de of’cio, calculados da data do
registro da declara•‹o de admiss‹o no regime ou do registro de exporta•‹o,
sem preju’zo da aplica•‹o de penalidades espec’ficas.

e) O prazo de suspens‹o do pagamento das obriga•›es fiscais pela aplica•‹o


dos regimes aduaneiros especiais, na importa•‹o, ser‡ de atŽ um ano,
prorrog‡vel, a ju’zo da autoridade aduaneira, por per’odo n‹o superior, no
total, a cinco anos.

8-(Quest‹o InŽdita)- Analise os itens a seguir e atribua a letra (V)


para as assertivas verdadeiras e a letra (F) para as falsas.

( ) O permission‡rio ou o concession‡rio de recinto alfandegado poder‡ ser


benefici‡rio do regime de tr‰nsito aduaneiro, exceto na modalidade de tr‰nsito
aduaneiro de passagem.

( ) O tr‰nsito aduaneiro Ž conclu’do com o desembara•o aduaneiro, que Ž o


ato final do despacho para tr‰nsito.

( ) Ao conceder o regime de tr‰nsito aduaneiro, a autoridade aduaneira sob


cuja jurisdi•‹o se encontrar a mercadoria a ser transportada estabelecer‡ a
rota a ser cumprida; fixar‡ os prazos para execu•‹o da opera•‹o e para
comprova•‹o da chegada da mercadoria ao destino; e adotar‡ as cautelas
julgadas necess‡rias ˆ seguran•a fiscal.

( ) No regime de tr‰nsito aduaneiro, n‹o h‡ necessidade de constitui•‹o de


Termo de Responsabilidade, uma vez que as mercadorias s‹o transportadas
sob controle aduaneiro.

Assinale, dentre as alternativas, aquela que expressa o nœmero de


itens verdadeiros:

a) 1

b) 2

Prof. Ricardo Vale www.estrategiaconcursos.com.br 24 de 29

09745054631 - Thaiany
Legislação Aduaneira p/ RFB - 2017
Teoria e Questões
Prof. Ricardo Vale – Aula 09
c) 3

d) 4

e) Nenhum

9-(Quest‹o InŽdita)- Assinale a alternativa correta sobre os regimes


aduaneiros especiais:

a) Os bens submetidos ao regime de admiss‹o tempor‡ria para utiliza•‹o


econ™mica ficaram sujeitos ao pagamento dos impostos federais, da
contribui•‹o para o PIS/PASEP-Importa•‹o e da COFINS-Importa•‹o,
proporcionalmente ao seu tempo de perman•ncia no territ—rio aduaneiro. Em
caso de extin•‹o do regime mediante despacho para consumo, os tributos
originalmente devidos dever‹o ser recolhidos deduzido o montante j‡ pago.

b) A concess‹o do regime de admiss‹o tempor‡ria est‡ condicionada ˆ


inexist•ncia de cobertura cambial e independe da identifica•‹o dos bens.

c) Poder‡ ser concedido o regime de drawback, na modalidade suspens‹o,


para mercadoria importada, de forma combinada ou n‹o, com mercadoria
adquirida no mercado interno, em quantidade e qualidade equivalente ˆquelas
empregadas ou consumidas na industrializa•‹o de produto exportado.

d) O benefici‡rio do regime de entreposto aduaneiro na exporta•‹o dever‡


adotar as provid•ncias para extin•‹o do regime dentro de 45 dias ap—s o prazo
de concess‹o do regime, sob pena de a mercadoria ser declarada abandonada.
Uma das formas de extin•‹o do regime Ž a efetiva exporta•‹o.

e) A exporta•‹o tempor‡ria Ž o regime aduaneiro especial que permite a sa’da,


do Pa’s, por tempo determinado, de mercadoria nacional ou nacionalizada,
para ser submetida a opera•‹o de transforma•‹o, elabora•‹o, beneficiamento
ou montagem, no exterior, e a posterior reimporta•‹o, sob a forma do produto
resultante, com pagamento dos tributos sobre o valor agregado.

10-(Quest‹o InŽdita)- Assinale a alternativa correta sobre o controle


aduaneiro de mercadorias e ve’culos:

a) O despacho de importa•‹o se considera iniciado na data do registro da


declara•‹o de importa•‹o, salvo quando for obrigat—ria licen•a de importa•‹o.

b) A verifica•‹o f’sica da mercadoria, no curso do despacho aduaneiro, ser‡


realizada exclusivamente por Auditor-Fiscal RFB.

c) Os crŽditos relativos aos tributos e direitos correspondentes ˆs mercadorias


extraviadas na importa•‹o, inclusive multas, ser‹o exigidos do respons‡vel por
meio de lan•amento de of’cio, formalizado em auto de infra•‹o.

Prof. Ricardo Vale www.estrategiaconcursos.com.br 25 de 29

09745054631 - Thaiany
Legislação Aduaneira p/ RFB - 2017
Teoria e Questões
Prof. Ricardo Vale – Aula 09
d) A confer•ncia final do manifesto de carga destina-se a constatar extravio ou
avaria de volume ou de mercadoria entrada no territ—rio aduaneiro, mediante
confronto do manifesto com os registros de descarga.

e) O despacho de importa•‹o Ž o procedimento fiscal que visa a identificar o


importador, verificar a mercadoria e a corre•‹o das informa•›es relativas ˆ sua
natureza, classifica•‹o fiscal, quantifica•‹o e valor, e confirmar o cumprimento
de todas as obriga•›es, fiscais e outras, exig’veis em raz‹o da importa•‹o.

11-(Quest‹o InŽdita)- Sobre o despacho de exporta•‹o, assinale a


alternativa correta:

a) As mercadorias reexportadas n‹o est‹o sujeitas a despacho de exporta•‹o.

b) O Registro de Exporta•‹o (RE) compreende o conjunto de informa•›es de


natureza comercial, financeira, cambial e fiscal que caracteriza a opera•‹o de
exporta•‹o de uma mercadoria e define o seu enquadramento. O RE ser‡
sempre prŽvio ao embarque.

c) A declara•‹o de exporta•‹o ser‡ instru’da com a primeira via da nota fiscal;


a via original do conhecimento e do manifesto internacional de carga, nas
exporta•›es por via terrestre, fluvial ou lacustre; e outros documentos exigidos
na legisla•‹o espec’fica.

d) O desembara•o aduaneiro Ž o ato final do despacho de exporta•‹o, por


meio do qual Ž registrada a conclus‹o da confer•ncia aduaneira, e autorizado o
embarque ou a transposi•‹o de fronteira da mercadoria.

e) O cancelamento de declara•‹o de exporta•‹o somente pode ser realizado de


of’cio pela autoridade aduaneira.

12-(Quest‹o InŽdita)- Assinale, dentre as alternativas abaixo, aquela


que n‹o est‡ sujeita ˆ aplica•‹o da pena de perdimento;

a) Mercadoria em opera•‹o de carga ou j‡ carregada em qualquer ve’culo, ou


dele descarregada ou em descarga, sem ordem, despacho ou licen•a, por
escrito, da autoridade aduaneira, ou sem o cumprimento de outra formalidade
essencial estabelecida em texto normativo.

b) Mercadoria importada como bagagem que, por sua quantidade e qualidade,


revele finalidade comercial.

c) Mercadoria estrangeira, chegada ao Pa’s com falsa declara•‹o de conteœdo.

d) Mercadoria importada e que for considerada abandonada pelo decurso do


prazo de perman•ncia em recinto alfandegado.

Prof. Ricardo Vale www.estrategiaconcursos.com.br 26 de 29

09745054631 - Thaiany
Legislação Aduaneira p/ RFB - 2017
Teoria e Questões
Prof. Ricardo Vale – Aula 09
e) Mercadoria estrangeira, atentat—ria ˆ moral, aos bons costumes, ˆ saœde ou
ˆ ordem pœblicas.

13-(Quest‹o InŽdita)- ZŽ Trambique e Maria Gasolina se casaram e


foram em lua de mel para o Paraguai. L‡, compraram uma televis‹o
LCD 40 polegadas, cujo valor era de US$ 1.000,00. Ao regressarem de
carro ao Brasil, ZŽ Trambique passou pela Alf‰ndega e declarou ao
Auditor Fiscal RFB Severo Justus que havia comprado uma televis‹o no
Paraguai, apresentando a nota fiscal no valor de US$1.000,00. Diante
da situa•‹o apresentada, assinale a alternativa correta:

a) A televis‹o estar‡ isenta do imposto de importa•‹o, uma vez que, juntos,


ZŽ Trambique e Maria Gasolina fazem jus ao limite global de US$ 1.000,00
para isen•‹o.

b) O Auditor-Fiscal RFB Severo Justus dever‡ exigir o recolhimento tribut‡rio,


aplicando, ainda multa de 50% sobre o que exceder o limite da isen•‹o.

c) O Auditor-Fiscal RFB Severo Justus dever‡ aplicar a pena de perdimento na


televis‹o, uma vez que esse bem n‹o pode ser importado por pessoa f’sica.

d) A televis‹o n‹o pode ser trazida como bagagem, uma vez que n‹o se
enquadra como bens de uso ou consumo pessoal.

e) Ser‡ aplicado ˆ televis‹o o Regime de Tributa•‹o Especial, sendo efetuado o


recolhimento do imposto de importa•‹o a uma al’quota de 50% sobre o que
exceder o limite de isen•‹o. N‹o ser‡ aplicada multa pelo Auditor-Fiscal RFB
Severo Justus.

14-(Quest‹o InŽdita)- Assinale a alternativa correta:

a) Apurando-se, no mesmo processo, a pr‡tica de duas ou mais infra•›es


diferentes, pela mesma pessoa f’sica ou jur’dica, aplicam-se cumulativamente,
no grau correspondente, quando for o caso, as penalidades a elas cominadas.

b) O Auditor-Fiscal RFB tem compet•ncia para aplicar a pena de perdimento de


mercadorias e ve’culos.

c) A denœncia espont‰nea da infra•‹o, acompanhada, se for o caso, do


pagamento dos tributos e dos acrŽscimos legais, n‹o excluir‡ a imposi•‹o da
correspondente penalidade.

d) Em um œnico processo, n‹o se pode apurar a responsabilidade de duas ou


mais pessoas jur’dicas. A responsabilidade de pessoa jur’dica por infra•‹o ˆ
legisla•‹o aduaneira deve ser apurada mediante processo individualizado.

Prof. Ricardo Vale www.estrategiaconcursos.com.br 27 de 29

09745054631 - Thaiany
Legislação Aduaneira p/ RFB - 2017
Teoria e Questões
Prof. Ricardo Vale – Aula 09
e) Constitui infra•‹o ˆ legisla•‹o aduaneira toda a•‹o ou omiss‹o, volunt‡ria,
que importe inobserv‰ncia, por parte de pessoa f’sica ou jur’dica, de norma
estabelecida ou disciplinada no Regulamento Aduaneiro ou em ato
administrativo de car‡ter normativo destinado a complet‡-lo.

15-(Quest‹o InŽdita)-Assinale a alternativa correta sobre o


SISCOSERV:

a) O SISCOSERV permite o registro apenas de opera•›es de importa•‹o de


servi•os, exclu’das as opera•›es que produzam varia•›es no patrim™nio das
pessoas f’sicas, jur’dicas ou entes despersonalizados.

b) A obriga•‹o de prestar informa•›es no SISCOSERV n‹o se estende ˆs


transa•›es envolvendo servi•os e intang’veis incorporados nos bens e
mercadorias exportados ou importados, registrados no Sistema Integrado de
ComŽrcio Exterior (Siscomex).

c) As pessoas jur’dicas optantes pelo Simples Nacional e o Microempreendedor


Individual est‹o dispensadas de, em qualquer situa•‹o, prestarem informa•›es
no SISCOSERV.

d) O SISCOSERV, alŽm de ter como objetivo a produ•‹o de estat’sticas sobre o


comŽrcio de servi•os, tem um car‡ter licenciat—rio, ˆ semelhan•a do
SISCOMEX.

e) O SISCOSERV foi implementado em agosto de 2012 e todos os servi•os


previstos na Nomenclatura Brasileira de Servi•os (NBS) j‡ devem ser
registrados no sistema.

Prof. Ricardo Vale www.estrategiaconcursos.com.br 28 de 29

09745054631 - Thaiany
Legislação Aduaneira p/ RFB - 2017
Teoria e Questões
Prof. Ricardo Vale – Aula 09
GABARITO

1-Letra C 6-Letra A 11-Letra C


2-Letra C 7-Letra B 12-Letra B
3-Letra B 8-Letra B 13-Letra E
4-Letra A 9-Letra A 14-Letra A
5-Letra D 10-Letra C 15-Letra B

Prof. Ricardo Vale www.estrategiaconcursos.com.br 29 de 29

09745054631 - Thaiany