Você está na página 1de 3

O conhecimento empírico permitiu, ao longo do tempo, o desenvolvimento de técnicas no

sentido de uma melhor rentabilidade do solo.

Como por exemplo:

- A aplicação de adubos orgânicos, que em muitos casos são adubos verdes (ou seja plantas
espontâneas ou semeadas para o efeito)

- O pousio de terrenos após a colheita

- A rotação de culturas

- A rega com água dos rios ou de poços, praticada individual ou coletivamente

- O trabalho efetuado por um agricultor com auxílio de animais

… Entre outras técnicas

Por vezes é necessário recorrer se a utilização de estufas, e estas são empregues com o intuito
de:

- Proteger uma plantação do vento e da chuva

- Adaptar a uma temperatura desejada

- Modificar a iluminação e o aquecimento

Apesar de a rentabilidade das grandes plantações assentar nos avanços da Ciência e da


Tecnologia, por vezes trazem consequências ao nível do ambiente, uma vez que os produtos
como os pesticidas quando usados em quantidades excessivas podem espalhar-se não só pelo
ar e pelas águas, poluindo o ambiente.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Atualmente, quando se pratica a agricultura, começa-se por formar um ecossistema artificial


denominado de ecossistema agrário ou agrossistema, o qual é muito pobre no que diz respeito
á biodiversidade.

De seguida, mobiliza-se uma espécie vegetal seleccionada para o agrossistema, que depois de
plantada vai mobilizar os elementos minerais do solo, mas não haverá a restituição desses
elementos ao solo. Desta forma, este fica rapidamente impróprio para novas plantações.

No entanto, na agrícola tradicional, para além do uso de matéria orgânica de origem animal
ou vegetal (adubos), outras técnicas foram desenvolvidas no sentido de manter a fertilidade
dos solos agrícolas.
Temos:

- Pousio

Corresponde a divisão do terreno em áreas, em que uma dessas parcelas fica por cultivar.

Nessa parcela, desenvolvem-se plantas espontâneas ou semeadas, que mais tarde são
enterradas, constituindo o “adubo verde”

- Rotação de culturas

Divisão de um terreno em diversas áreas de modo em que em cada ano todas as parcelas
sejam cultivadas com diferentes espécies previamente seleccionadas.

- Associação de culturas

Diversas espécies com diferentes características são cultivadas simultaneamente.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

No sistema de agricultura industrializada, por as plantas cultivadas serem da mesma espécie e


apresentarem as mesmas exigências nutritivas, o solo fica totalmente sem resíduos vegetais.
Com efeito, são utilizados fertilizantes sintéticos especialmente constituídos com o que as
plantas necessitam para crescerem e poderem ser cultivadas.

No entanto, os fertilizantes quando aplicados em grandes quantidades promovem a poluição


do solo e das águas.

Este sistema de exploração agrícola permite aumentar exponencialmente a produção de


alimentos, no entanto desencadeia uma grave ameaça para a biodiversidade.

Ex: A Organização Mundial da Saúde calculou recentemente que todos os anos


aproximadamente 25 milhões trabalhadores agrícolas sofrem intoxicações devido a pesticidas,
dos quais 20.000 casos são mortais.

Ainda no tópico da agricultura industrializada, uma técnica igualmente muito utilizada


atualmente são as monoculturas em estufa.

Este tipo de monoculturas permite adaptar as condições climáticas e nutricionais de acordo


com as exigências das espécies cultivadas, obtendo-se:

- Colheitas precoces

- Melhores rendimentos
Os inconvenientes deste tipo de agricultura são:

- Os elevados custos das instalações e controlos necessários

- O aparecimento de organismos parasitas (protecção fitossanitária elevada)

Fitossanitário- constante patrulhamento para garantir o estado de saúde das espécies vegetais

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A agricultura biológica surgiu como uma melhor alternativa para a obtenção de alimentos para
a população, uma vez que se baseia no equilíbrio dos ecossistemas agrários.

Neste sistema de produção alimentar não é permitida:

- Utilização de fertilizantes sintéticos / pesticidas/ hormonas de crescimento

Os defensores da agricultura biológica procuram conciliar a exploração agrícola com a


preservação do ambiente.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Em jeito de conclusão podemos dizer que, o solo apesar de ser essencial para a agricultura,
pode tornar se o seu maior inimigo, pois quando estes são alvo da desertificação ou de
degradação, não é possível obter se nada do solo.

A desertificação consiste na perda da parte superior do solo, deixando terrenos agrícolas


outrora produtivos sem possibilidade de serem cultivados. Para além da degradação física, é
preocupante a degradação biológica pela perda da enorme diversidade de seres vivos que
fazem parte do solo.

Ex: Portugal é o país do Sul da Europa que apresenta maiores riscos potenciais de erosão dos
solos, com o consequente perigo de desertificação e diminuição da produtividade biológica.

Esta fragilidade é causada especialmente:

- Por práticas agrícolas desadequadas

- Pelos fogos florestais

Atualmente, a protecção do solo está colocada ao mesmo nível da protecção da água e do ar.