Você está na página 1de 53

um hotel para uma copa verde

um hotel para uma copa verde


O hotel como espaço de reaproximação
entre o homem e o meio ambiente

Os processos de urbanização e industrialização que levaram à formação


de nossa sociedade, se por um lado produziram um admirável universo de
comodidades para o homem moderno, por outro lado sacrificaram grande
parte de sua relação com a natureza e com o meio ambiente. Conforme
avança a intensificação destes processos, os efeitos deste distanciamento
são sentidos por meio do aumento da poluição, da escassez inevitável dos
recursos naturais, e da perda da qualidade de vida nos grandes centros
urbanos.

A crescente conscientização acerca da questão da sustentabilidade


ambiental – acrescida também pelos aspectos sociais e econômicos –
possibilita oportunidades para importantes iniciativas que promovam a
reaproximação entre o homem e o ambiente natural. Sustentabilidade não
é apenas uma questão de estratégias e ações pontuais, mas sim de valores
intrínsecos: ela exige a adoção de uma nova postura em relação ao mundo.

Assim sendo, o Projeto Aliah almeja não ser apenas um hotel confortável
e inovador, mas sim um espaço transcendental, onde os visitantes são
instigados a reavaliar sua postura em prol de um modo de vida melhor,
mais saudável e equilibrado. A arquitetura proposta para o Projeto Aliah
busca colocar estes conceitos em foco, resgatando valores essenciais e
atemporais que permeiam o convívio entre o ser humano e o meio ambiente,
e promovendo, assim, oportunidades para a contemplação, o passeio e a
meditação.
A paisagem como
protagonista do projeto

O projeto do Hotel Aliah foi desenvolvido como resultado de um concurso


de arquitetura, realizado com o intuito de selecionar a melhor proposta
arquitetônica que traduzisse o ideal e os valores do Projeto Aliah.

A equipe vencedora do concurso consistiu na união dos escritórios


de arquitetura Estúdio Arkiz e Hiperstudio, os quais se uniram para
apresentar um projeto de alto nível técnico e conceitual.

A proposta dos dois escritórios baseou-se na ideia de implantar o hotel


em um local elevado, formando um eixo longitudinal sobre a cumeeira de
uma colina. Desta maneira, o projeto acomoda-se à topografia natural,
direcionando vistas panorâmicas rumo à bela paisagem do entorno. Assim,
a leitura sensível do território reflete no modo como o projeto interage com o
relevo, estabelecendo uma relação dialética na qual a arquitetura atua como
suporte físico para a contemplação ambiental.

Com base nestas premissas, o projeto assumiu a criação de uma praça-


mirante como gesto estruturador do partido arquitetônico. Este espaço,
disposto ao longo de um eixo transversal à chegada do visitante, assume
um caráter de protagonismo, articulando o acesso ao hotel e ao centro de
convenções e conduzindo à descoberta do conjunto arquitetônico integrado
com a paisagem.

A circulação de acesso aos quartos do hotel incorpora um bosque central,


acentuando a presença da vegetação, transcendendo assim a mera função
de conexão para se transformar em um passeio elevado em meio à copa
das árvores.
Organização funcional Um projeto, vários conceitos

O Projeto Aliah pretende representar uma alternativa não apenas para um


novo modelo de hotel, mas também disseminar novos valores e um novo
modo de pensar, de construir e de viver.

Por este motivo, rapidamente obteve grande exposição na mídia, tendo sido
publicado em diversos jornais, revistas e sites por todo o mundo, incluindo
o Brasil, Chile, Estados Unidos, Inglaterra, Rússia, Coréia e China.
publicações

Um projeto, vários conceitos

O Projeto Aliah pretende representar uma alternativa não apenas para um


novo modelo de hotel, mas também disseminar novos valores e um novo
modo de pensar, de construir e de viver.

Por este motivo, rapidamente obteve grande exposição na mídia, tendo sido
publicado em diversos jornais, revistas e sites por todo o mundo, incluindo
o Brasil, Chile, Estados Unidos, Inglaterra, Rússia, Coréia do Sul e China.
Estratégias para um hotel sustentável

A linguagem arquitetônica do projeto busca evidenciar as diversas


estratégias de sustentabilidade e conforto ambiental passivo que
foram empregadas, demonstrando a problemática envolvida no
desafio de propiciar alta performance ambiental ao mesmo tempo em
que garantindo eficiência energética e economia de recursos.

De modo geral, foram previstas diversas ações e soluções a serem


empregadas para atingir estes objetivos. Cada uma destas ações se
enquadra em um ou mais eixos estratégicos, os quais, em conjunto,
compõem uma abordagem arquitetônica consistente e eficaz para a
sustentabilidade ambiental. Estes eixos estratégicos são os seguintes:

1. Eficiência energética
2. Materiais sustentáveis
3. Arquitetura bioclimática
4. Conforto ambiental integrado
5. Iluminação natural
6. Ventilação natural
7. Proteção solar
8. Reuso de água
Os bangalôs

Um panorama de possibilidades
para a construção sustentável

Além do edifício principal do hotel, o Projeto Aliah também inclui um conjunto


de bangalôs independentes, destinados a acomodar famílias e pequenos
grupos de hóspedes que desejem se acomodar com maior conforto e
privacidade, estabelecendo uma relação mais íntima com o meio ambiente
natural.

Este conjunto de bangalôs também servirá como modelos para a aplicação


de diferentes estratégias de construção sustentável, as quais poderão ser
replicadas em outros projetos futuros. Desta maneira, servirão não apenas
como um espaço para hospedagem e lazer, mas também como um espaço
de caráter educativo, com um papel de conscientização e disseminação de
práticas sustentáveis.

Como parte do concurso de arquitetura realizado para a seleção do projeto


para o Hotel Aliah, também foram selecionados quatro escritórios de
arquitetura para desenvolver os projetos dos bangalôs. Cada um destes
projetos enfatiza diferentes aspectos e estratégias de sustentabilidade,
oferecendo, assim, uma diversidade de soluções e experiências para
os visitantes. Conheça, nas próximas páginas, os projetos dos bangalôs
selecionados.
Hiperstudio é um escritório de arquitetura de São Paulo cuja marca advém do conceito de
maximização do pensamento arquitetônico para a metrópole. O objetivo da empresa é gerar ideias
que transcendam a mera condição funcional da arquitetura para além da obviedade.

O hiperstudio mantém uma abordagem simultaneamente pragmática e criativa para desenvolver


projetos inovadores com design essencialmente contemporâneo, elegante e sem excessos,
comprometido com sua responsabilidade econômica e ambiental.

É com essa abordagem complementar que o hiperstudio atua em diferentes tipologias como
projetos residenciais, comerciais, hotéis, equipamentos culturais e institucionais, tendo recebido
diversas premiações por seu design e reconhecimento internacional em sua trajetória.
A leitura sensível do território reflete na maneira com que o projeto interage com o relevo, estabelecendo uma relação
harmoniosa na qual a arquitetura atua como plataforma para a contemplação da paisagem natural.

O bangalô se configura como um módulo linear que aproveita a declividade do terreno para se implantar de maneira sutil
na paisagem, possibilitando o uso de sua cobertura verde como extensão do solo natural e mirante, direcionado para
as belas visuais do entorno.

O módulo possui método construtivo de baixo impacto, com uma estrutura leve constituída por peças metálicas de
montagem eficiente, além de fechamento em vidro e painéis deslizantes.

Um pavilhão elegante e contemporâneo, caracterizado pela alta performance ambiental.


Corte AA

Legenda

1. Hall de entrada
2. Sala de estar
3. Cozinha
4. Suíte 6 4 4 4
5. Varanda | Lareira 2 3
6. Jacuzzi 5

Planta bangalô
teto verde

forro em madeira de reflorestamento

iluminação com luminárias de LED

portas em madeira de reflorestamento

divisórias em placa de madeira mineralizada

parede pintada com tinta natural a base de água

tubulações hidráulicas de plástico atóxico


(sem PVC) e de plástico reciclado

vidro de alta performance

painel em madeira de reflorestamento

parede de pedra

deck em bambu

Corte Bangalôs
hiperstudio
www.hiperstudio.com.br

Matheus Marques
Ricardo Felipe Gonçalves

tel +55 11 4102 0771


hiperstudio@hiperstudio.com.br
Estúdio ARKIZ é um escritório de arquitetura e urbanismo localizado em São Paulo, Brasil, devotado
ao desenvolvimento de projetos inovadores, norteados por uma postura crítica e colaborativa.

Fundado em 2008, o escritório tem realizado projetos de diversas tipologias, incluindo residências
unifamiliares, edifícios residenciais e comerciais, complexos de uso misto e projetos institucionais
tais como museus e bibliotecas.

O Estúdio ARKIZ tem recebido reconhecimento nacional e internacional através de prêmios,


concursos e publicações. Alguns de seus projetos foram publicados em livros e revistas no Brasil,
Chile, Estados Unidos, Inglaterra, Itália, Rússia e China. Em 2010 o escritório recebeu o prêmio
New Practices São Paulo, figurando dentre as mais promissoras empresas de arquitetura do país.
Em 2011, os projetos do escritório integram uma exposição no American Institute of Architects em
Nova York e na 9ª Bienal Internacional de Arquitetura em São Paulo.
Para permitir uma maior integração com a belíssima paisagem existente no entorno, busca-se adotar a maior transparência
possível para os fechamentos externos do bangalô, que são, em sua maioria, constituídos de amplos panos de vidro.

No entanto, esta intermediação entre o interior e o exterior do bangalô demanda a adoção de uma fachada flexível, que
possa alternar entre transparência e fechamento para garantir a maior privacidade nas áreas íntimas, além de permitir
maior proteção do sol nos momentos mais quentes do dia.

Com este intuito, o bangalô é constituído de painéis deslizantes de madeira apoiados sobre uma leve estrutura metálica
desmontável, o que permite rapidez e economia na construção.

O resultado é um pavilhão que pousa delicadamente sobre o terreno, com desenho belo e arrojado.
Elevação Frontal

Legenda

1. Acesso
2. Varanda 5
3. Sala de estar
4. Sala de Jantar
5. Cozinha 6 6 6 3
6. Suíte 2
2
4

Planta bangalô

1
www.arkiz.com.br

Alexandre Hepner
João Paulo Payar
Rafael Brych

tel +55 11 3476 1999


arkiz@arkiz.com.br
Grupo formado em 2008 por jovens arquitetos com o objetivo de colaborar na produção da
arquitetura contemporânea.
Acreditando que a construção dos espaços resulta de ações coletivas, procuramos nos trabalhos
realizados a participação ativa dos membros de nossa equipe, além de outros profissionais
interessados na discussão sobre as cidades, arquitetura e cultura.
Não seguimos fórmulas pré-concebidas. Buscamos em cada projeto um resultado único,
independente de sua escala e programa, através de um processo que tem como premissas a
pesquisa, a inovação e a análise crítica.
A concepção deste projeto iniciou-se na busca por uma implantação respeitosa
a geografia existente, de topografia irregular. Fazendo poucos ajustes no terreno,
acomodou-se o programa do bangalô, tirando proveito dos desníveis naturais para
integrar e segregar.

Dividido em dois pavimentos, possui plantas livres que permitem grande flexibilidade
de uso. O pátio interno e desalinhamento vertical entre os espaços social e íntimo,
garantem privacidade e visuais do local sem interrupções de onde quer que se
esteja. Também trazem a ventilação e iluminação natural para dentro do bangalô.

A construção simples, com paredes portantes travadas por vigas metálicas nas quais
se apoiam as lajes, permite maior agilidade e racionaliza o processo construtivo.

A varanda, com algumas redes de balanço, é o local ideal para descansar e apreciar
a vista privilegiada da exuberante natureza que circunda este hotel.
1

Planta bangalô | Térreo

5
Legenda

1. Hall de entrada
2. Sala de estar
3. Sala de jantar
4. Cozinha
5. Suíte
6. Varanda
7. Pátio interno Planta bangalô | Superior
teto verde

forro acústico e iluminação com luminárias de LED

parede pintada com tinta natural a base de água

portas em madeira de reflorestamento

painéis ventilados em bambu

pátio interno com vegetação

parede com acabamento em pedra

piso em réguas de bambu

estrutura metálica

vidros de alta performance

painéis ventilados em bambu

Corte bangalô | Longitudinal


www.oficinacoletiva.com.br

Antonio Júnior
Bruno Wilson

Paulo Muchon
André Guerra
Renato Martinelli

tel +55 11 3151 3953


contato@oficinacoletiva.com.br
ESTUDIO MB O escritório de arquitetura ESTUDIO MB é formado por arquitetos jovens, criativos e críticos. Nossos
trabalhos são realizados a partir do bom gosto, com o objetivo do melhor resultado arquitetônico.

JULIO BERALDO | Arquiteto FAU-Mackenzie 2008 | Técnico Edificações Escola Tecnica Federal
2001
- Atua na area de arquitetura com projetos e obras desde 2001. Colaborou com importantes
arquitetos como Paulo Bastos, Helena Ayoub, Ruth Verde Zein, Batagliesi, Piratininga,Lito Dias e
Andrade Morettin.

MARCOS MENDES | Arquiteto FAU-Mackenzie 2008


- Atuou profissionalmente como arquiteto na Suiça durante três anos, com projetos de grande e
pequena escala. Vencedor de diversos concursos em colaboração com o escritório LVPH
architectes.
Casa Litoral Sul -SP | 2012 - Em projeto

Concurso do Meio Ambiente | 2010 - Menção Honrorsa


Bangalôs luxo, sendo quatro blocos contendo oito unidades no total, acomodam até sessenta e quatro pessoas com
sistema construtivo de paineis madeira.
Planta bangalô
ESTUDIO MB
Corte AA
www.estudiomb.com.br

Marcos Mendes
Julio Beraldo

tel +55 11 3222 6427


contato@estudiomb.com.br
ESTRATÉGIA DE LEED

TERRENO SUSTENTÁVEL
REQUISITOS CRÉDITOS - LEED NC 2009 ESTRATÉGIA
PREREQ1 CONSTRUCTION ACTIVITY POLLUTION PREVENTION
SS 4.2 ALTERNATIVE TRANSPORTATION—BICYCLE STORAGE AND CHANGING ROOMS BICICLETÁRIO COM VESTIÁRIO PARA OS FUNCIONÁRIOS
SS 4.3 ALTERNATIVE TRANSPORTATION—LOW-EMITTING AND FUEL-EFFICIENT VEHICLES ESTACIONAMENTO PREFERENCIAL PARA VEÍCULOS (LE) E (FE) - 5% DO TOTAL DAS VAGAS
SS 4.4 ALTERNATIVE TRANSPORTATION—PARKING CAPACITY NÃO EXCEDER A CAPACIDADE DE ESTACIONAMENTO PREVISTA EM LEI; VAGAS PREFERENCIAIS
PARA VANS E CARROS ( CARONAS)
SS 5.1 SITE DEVELOPMENT—PROTECT OR RESTORE HABITAT PREVINIR E LIMITAR OS DISTURBIOS CAUSADOS PELAS OBRAS APENAS PARA AS
PROXIMIDADES DOS EDIFICIOS
SS 5.2 SITE DEVELOPMENT—MAXIMIZE OPEN SPACE PROMOVER O REFLORESTAMENTO DO TERRENO NA MESMA PROPORÇÃO DA ÁREA CONSTRUIDA.
SS 6.1 STORMWATER DESIGN—QUANTITY CONTROL PROMOVER O ESCOAMENTO GRADUAL DAS DAS ÁGUAS PLUVIAIS ATRAVÉS TERRENO,
COM A CRIAÇÃO DE CANALETAS E MUROS DE CONTEÇÃO
SS 7.1 HEAT ISLAND EFFECT—NON-ROOF PROMOVER O SOMBREAMENTO DOS ESTACIONAMENTOS E CAMINHOS COM ÁRVORES
ADOTAR NAS ÁREAS DE ESTACIONAMENTO PISOS DRENANTES
SS 7.2 HEAT ISLAND EFFECT—ROOF INSTALAÇÃO DE COBERTURAS VERDES EM MAIS DE 50% DAS LAJES DE COBERTURA
SS 8 LIGHT POLLUTION REDUCTION REDUZIR EA ILUMINAÇÃO EXTERNA; ADOTAR ILUMINAÇÃO COM BALIZADORES NOS CAMINHOS

USO RACIONAL DA ÁGUA


REQUISITOS CRÉDITOS - LEED NC 2009 ESTRATÉGIA
PREREQ1 WATER EFFICIENT LANDSCAPING
WE.1 NO POTABLE WATER USE OR IRRIGATION PROMOVER UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO EFICIENTE, QUE NÃO UTILIZE ÁGUA POTÁVEL
WE.2 INNOVATIVE WASTEWATER TECHNOLOGIES PROVOMER O REUSO DAS ÁGUAS CINZAS; TRATAR 100% DO ESGOTOS COM SISTEMAS DE FOSSA SÉPTICA
WE.3 WATER USE REDUCTION REDUZIR O CONSUMO INTERNO DE ÁGUA POTÁVEL DOS EDIFICIOS COM A ADOÇÃO DE LOUÇAS E
METAIS SANITÁRIOS MAIS EFICIENTES
REDUCE BY 40% PROMOVER O REAPROVEITAMENTO DAS ÁGUAS PLUVIAIS COM IRRIGAÇÃO E LAVAGEM DOS PASSEIOS

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA
REQUISITOS CRÉDITOS - LEED NC 2009 ESTRATÉGIA
PREREQ1 FUNDAMENTAL COMMISSIONING OF BUILDING ENERGY SYSTEMS PROMOVER UM PLANO DE MEDIÇÃO E COMISSIONAMENTO DAS INSTALAÇÕES E SISTEMAS
DURANTE E APÓS A OCUPAÇÃO DO EDIFICIO
PREREQ2 MINIMUM ENERGY PERFORMANCE
PREREQ3 FUNDAMENTAL REFRIGERANT MANAGEMENT
EA.1 OPTIMIZE ENERGY PERFORMANCE INSTALAÇÃO DE SENSORES DE PRESENÇA NAS ÁREAS COMUNS, ILUMINAÇÃO EFICIENTE E DE
BAIXO CONSUMO ENERGÉTICO, SISTEMA DE AR-CONDICIONADO EFICIENTES E INDIVIDUAIS,
SISTEMA DE AR-CONDICIONADO EFICIENTES E INDIVIDUAIS, SISTEMA QUE PROMEVE A VENTILAÇÃO NATURAL
IMPROVE BY 30% FOR NEW BUILDINGS OR 26% FOR EXISTING BUILDING RENOVATIONS
EA.2 ON-SITE RENEWABLE ENERGY INSTALAÇÃO DE PLACAS FOTOVOLTÁICAS GERADORAS DE ENERGIA
11% RENEWABLE ENERGY
EA.3 ENHANCED COMMISSIONING PLANO DE COMISSIONAMENTO INDEPENDENTE
EA.5 MEASUREMENT AND VERIFICATION PLANO DE VERIFICAÇÃO A MEDIÇÃO DOS SISTEMAS
EA.6 GREEN POWER UTILIZAÇÃO DE ENERGIA LIMPA, PROVENIENTES DE FONTES RENOVÁVEIS

MATERIAIS E RECURSOS
REQUISITOS CRÉDITOS - LEED NC 2009 ESTRATÉGIA
EA.3 ENHANCED COMMISSIONING PLANO DE COMISSIONAMENTO INDEPENDENTE
EA.5 MEASUREMENT AND VERIFICATION PLANO DE VERIFICAÇÃO A MEDIÇÃO DOS SISTEMAS
EA.6 GREEN POWER UTILIZAÇÃO DE ENERGIA LIMPA, PROVENIENTES DE FONTES RENOVÁVEIS

MATERIAIS E RECURSOS
REQUISITOS CRÉDITOS - LEED NC 2009 ESTRATÉGIA
PREREQ1 STORAGE AND COLLECTION OF RECYCLABLES
MR.2 CONSTRUCTION WASTE MANAGEMENT
75% RECYCLED OR SALVAGED PROMOVER UM PLANO DE GERENCIAMENTO DOS RESIDUOS DE OBRA; RECICLAR 75% DO ENTULHO
MR.3 MATERIALS REUSE
REUSE 10% PROMOVER O REUSO DE MATERIAS, TAIS COMO MADEIRA DE DEMOLIÇÃO NOS PISOS E PAREDES.
MR.4 RECYCLED CONTENT
20% OF CONTENT UTILIZAR MATERIAS COM CONTEUDO RECICLADO NA SUA COMPOSIÇÃO.
MR.5 REGIONAL MATERIALS
20% OF MATERIALS UTILIZAR MATERIAIS DE ORIGEM REGIONAL PROMOVENDO A ECONOMIA LOCAL
MR.6 RAPIDLY RENEWABLE MATERIALS UTILIZAR MATERIAIS DE RÁPIDO CRESCIMENTO
MR.7 CERTIFIED WOOD UTILIZAR MADEIRA CERTIFICADA

QUALIDADE DO AMBIENTE INTERNO


REQUISITOS CRÉDITOS - LEED NC 2009 ESTRATÉGIA
PREREQ 1 MINIMUM INDOOR AIR QUALITY PERFORMANCE PROMOVER A VENTILAÇÃO NATURAL DAS EDIFICAÇÕES
PREREQ 2 ENVIRONMENTAL TOBACCO SMOKE (ETS) CONTROL PROMOVER A VENTILAÇÃO CRUZADA NAS EDIFICAÇÕES
IEQ 4.1 LOW-EMITTING MATERIALS—ADHESIVES AND SEALANTS PROMOVER UM CONTROLE DE PREVENÇÃO AO TABACO, ANTES E APÓS A ACUPAÇÃO; PROIBIR O
CONSUMO DE TABACO DENTRO DAS EDIFICAÇÕES
IEQ 4.2 LOW-EMITTING MATERIALS—PAINTS AND COATINGS ADOTAR SOMENTE MATERIAS LIVRES DE COMPOSTOS ORGANICOS VOLÁTEIS (VOC),
IEQ 4.3 LOW-EMITTING MATERIALS—FLOORING SYSTEMS ADOTAR SOMENTE MATERIAS LIVRES DE COMPOSTOS ORGANICOS VOLÁTEIS (VOC),
IEQ 4.4 LOW-EMITTING MATERIALS—COMPOSITE WOOD AND AGRIFIBER PRODUCTS ADOTAR SOMENTE MATERIAS LIVRES DE COMPOSTOS ORGANICOS VOLÁTEIS (VOC),
IEQ 5 INDOOR CHEMICAL AND POLLUTANT SOURCE ADOTAR MATERIAIS COM CERTIFICADO DE ORIGEM E COMPOSIÇÃO.
IEQ 6.1 CONTROL CONTROLLABILITY OF SYSTEMS—LIGHTING PROMOVER A VENTILAÇÃO NATURAL PERMANENTE
IEQ 6.2 CONTROLLABILITY OF SYSTEMS—THERMAL COMFORT PROMOVER O CONTROLE INDIVIDUAL DE ILUMINAÇÃO
IEQ 7.1 THERMAL COMFORT—DESIGN PROMOVER O CONTROLE INDIVIDUAL DE TEMPERATURA
IEQ 8.1 DAYLIGHT AND VIEWS—DAYLIGHT PROMOVER O DESIGN DOS SISTEMA DE CLIMATIZAÇÃO DENTRO DOS PADRÕES ESTABELECIDOS PELA ASHRAE
CONFORTO TÉRMICO E DE OCUPAÇÃO
IEQ 8.2 DAYLIGHT AND VIEWS—VIEWS PROMOVER AOS OCUPANTES UMA CONEXÃO COM O AMBIENTE EXTERNO, PROPORCIONANDO LUZ NATURAL E
VISTAS PERMANANTES PARA A NATUREZA

INOVAÇÃO EM PROJETO
REQUISITOS CRÉDITOS - LEED NC 2009 ESTRATÉGIA
ID 1.1 TREINAMENTO E EDUCAÇÃO AMBIENTAL PROMOVER CURSO DE CAPACITAÇÃO DA MÃO OBRA LOCAL, TREINAMENTO SOBRE PRATICAS SUSTENTÁVEIS
MANUAIS DE OCUPAÇÕES, CURSO DE RECICLAGEM PERMANENTES
ID 1.2 EXPOSIÇÃO PERMANENTE SUSTENTABILIDADE EXPOSIÇÃO PERMANENTE SOBRE SUSTENTABILIDADE LOCALIZADA NO LOBBY DO HOTEL
ID 1.3 COOPERATIVA MATERIAIS RECICLADOS CENTRAL TRIAGEM E RECICLAGEM DO LIXO - COMUNIDADE LOCAL
ID 1.4 PERFOMANCE-MATERIAIS REGIONAIS 30% UTILIZAR MATERIAIS ORIGEM REGIONAL PROMOVENDO A ECONOMIA LOCAL ACIMA DO EXIGIDO PELA CRÉDITO MR5
ID 1.5 PERFOMANCE-REDUÇÃO DE AGUA 45% REDUZIR O CONSUMO DE ÁGUA POTAVEL ACIMA DO EXIGIDO PELO CRÉDITO WE 3.
ID 1.6 LEED ACCREDITED PROFESSIONAL TER COMO MEMBRO DA EQUIPE DE PROJETO UM PROFISSIONAL LEED AP
um hotel para uma copa verde