Você está na página 1de 2

Supervisão e Controle de Gerador de

Pequeno Porte Através de IIoT Utilizando o


Protocolo MQTT

Abstract—A automação para geradores vem crescendo a cada


dia com novas tecnologias para controle, supervisão e transmissão
de dados. A IoT (Internet das Coisas) possibilita hoje que
diversos dispositivos se conectem e se comuniquem entre si
através de redes de Internet, possibilitando assim que se utilizem
de sensores inteligentes e software para transmissão de dados.
O objetivo foi aplicar este conceito e desenvolver um QTA
(Quadro de Transferência Automática) para proporcionar o
monitoramento remoto de um gerador sem a necessidade de
uma rede cabeada ou uma rede Wi-Fi. É apresentada uma
aplicação de campo de um gerador de pequeno porte conectado
remotamente por GSM (Global System for Mobile), hoje chamada
de tecnologia 2G. Como protocolo de comunicação foi utilizado o
MQTT ( Message Queuing Telemetry Transport),que atualmente
é amplamente escolhido para conectividade Máquina-Máquina
(M2M). Como broker foi utilizado a plataforma Thingsboard
que permite conectividade através dos protocolos voltados IoT.
Esta integração obteve sucesso em permitir a verificação do
estado atual do QTA e verificação de parâmetros e variáveis
do GMG (Grupo Motor Gerador) dentro das áreas de cobertura
de telefonia celular 2G.
Index Terms—IoT, MQTT, ARDUINO, GSM, Gerador.

I. I NTRODUÇ ÃO
Fig. 1. 1- GSM, 2-RTC (Real Time Clock - Relógio em tempo real), 3-
No estado do Rio de Janeiro ocorreram 456960 ocorrências Sensores de Corrente, 4- Sensores de tensão, 5-Display LCD por comunicação
emergenciais com interrupção de energia no ano de 2017 [2], I2C, 6- Relés, 7- Válvula de combustı̀vel, 8- Motor de Arranque, 9- Contatora
do Gerador, 10- Contatora da Rede, 11-Gerador, 12-Carga ou Cliente, 13-
visando evitar a paralização de serviços são empregados ger- Rede elétrica.
adores de pequeno e grande porte especificados de acordo com
a demanda do estabelecimento ou equipamento alimentado.
Para que o gerador seja ligado e a transferência entre a A energia elétrica gerada é controlada por um quadro de
Rede elétrica da concessionária e o Gerador seja realizada comando e automação chamado de QTA e o mesmo tem a
apropriadamente e automaticamente são empregados QTAs - função de monitorar os parâmetros abaixo:
Quadros de Transferłncia Automtica.
• Tensão da concessionaria;
II. P ROT ÓTIPO • Tensão do Gerador;

Foi realizada a automação e supervisão remota de um • Corrente fornecida pela concessionárias;

gerador de pequeno porte (até 7 KVA) com tensão monofásica • Corrente fornecida pelo Gerador;

de 220/ 127 Vca, originalmente montado para trabalhar em • Estado atual do contator concessionária;

modo manual. Foi preciso desenvolver duas formas de aciona- • Estado atual do contator gerador;

mento, uma para proporcionar o Start do gerador e outro • Acionamento do gerador em caso de falta de energia;

para controlar o combustı̀vel e proporcionar o desligamento • Desligamento do gerador em caso de retorno de energia;

do equipamento: Para Start foi preciso acionar o motor de • Alarmar em caso de problema no gerador;

arranque do gerador a diesel e para controle do desligamento • Realizar a comunicação com o Servidor para envios de

foi preciso controlar a válvula de combustı̀vel, que permite a dados online através do módulo GSM;
passagem do Diesel para o motor. O microcontrolador adotado neste protótipo como controlador
Para realização dos comandos foram utilizados quatro relés principal do QTA foi o ATmega2560 que se encontra na
para controlar a contatora da concessionária (10), contatora do plataforma de prototipagem Arduino Mega para que fosse
gerador (9), acionamento motor de arranque (8) e controle da realizada a prova de conceito. O conceito é de que é possı́vel
válvula de combustı̀vel (7) como ilustrado na Figura 1 integrar funcionalidades de Indústria 4.0 a geradores através
de uma implementação de um sistema de controle adaptado operadoras, o que pode ser remediada pela troca de CHIP e
capaz de comunicação MQTT. alteração de dados de autenticação APN (Access Point Name).
O funcionamento básico de um QTA é de manter uma A taxa de transferência de dados teórica, segundo foi pro-
determinada carga alimentada, para alcançar este objetivo o gramado é de 12 publicações por segundo, porém em prática
QTA deve comutar entre contatores de gerador e rede elétrica, foram observados intervalos de até 2s entre cada envio, atraso
dar partida e desligar o gerador de acordo com o estado da originado por ineficiências na programação ainda a serem
rede elétrica. ajustadas. Em intervalos teste de 80 minutos de funcionamento
Para a parte de comunicação entre o Arduino MEGA e o o valor teórico de dados publicados é de 28800. O valor obtido
servidor foi utilizado o shield SIM 808 que com um chip em teste foi em média de 20909, 72,6% do valor teórico
2G/GSM realiza a transmissão e recepção de dados para o ideal. A perda de aproximadamente 28% dos dados enviados
servidor que gera a dashboard para supervisão. A Figura 2 é de baixo impacto dada a densidade de dados enviados, esta
mostra a visão geral da comunicação do sistema. perda de dados pode ser justificada pela QoS das mensagens
de telemetria utilizada ser 0 (Envio sem confirmação de
recebimento). Durante os testes não ocorreu nenhuma perda
de conexão. Uma perda de conexão causa perda de informação
proporcional ao tempo em que o dispositivo permanecer
offline, o tempo médio para conexão depende da região onde
o protótipo se encontra, no local de teste o tempo máximo
registrado para se conectar foi de 5 segundos.
O protótipo ainda possui expansões planejadas como
mudança automática de autenticação APN pelo chip, aquisição
de identificador único MQTT automático, armazenamento de
id de forma segura, posicionamento GPS - Global Positioning
System [1] , aumento de variáveis sensorizadas e enviadas
desenvolvimento de uma placa com todo o circuito utilizado.
R EFERENCES
[1] Kaplan, E. and Hegarty, C., Understanding GPS: Principles and Appli-
cations, 3rd ed. Artech House, 2005.
[2] ANEEL, Tempo de Atendimento às Ocorrências Emergênciais,
http://www.aneel.gov.br/tempo-de-atendimento-as-ocorrencias acesso em
28 de abril 2018.

Fig. 2. Disposição geral dos elementos do projeto

III. C ONCLUS ÕES E T RABALHOS F UTUROS


O protótipo é capaz de exercer as funções de um QTA e de
enviar seus dados de telemetria para o broker que representa as
informações tanto no banco de dados quanto em sua dashboard
em tempo real.
Sua comunicação por 2G/GSM permite telemetria em locais
remotos, limitado apenas pela recepção de sinal de certas