Você está na página 1de 1

O psicólogo Robert Sternberg propõe um teoria triangular do amor, onde existem três

componentes que determinam a forma e quantidade de amor existente numa relação: primeiro,
o grau de intimidade, que engloba os sentimentos de proximidade, conectividade, e ligação
experimentadas no relacionamento amoroso; segundo, a paixão presente, que reúne elementos
que levam ao romance, atração física e consumação sexual; e, em terceiro, a decisão ou
compromisso existente - a curto prazo, a decisão que se toma de amar o outro e, a longo prazo,
o compromisso em manter esse amor.