Você está na página 1de 14

ADENILSON GIOVANINI

ARCGIS APLICADO A ANÁLISE


ESPACIAL

2015
Sumário
ADENILSON GIOVANINI .............................................................................................................. 1
1 Obtendo coordenadas ........................................................................................................... 3
2 Deletando vários campos ao mesmo tempo ......................................................................... 3
3 Layout .................................................................................................................................... 3
4 Principais barras ARC ............................................................................................................. 4
5 Georreferenciando imagem a partir de pdf no Arcgis........................................................... 6
6 Vetorizando dados ................................................................................................................. 7
7 Atalhos do arcgis.................................................................................................................... 8
8 GEODATABASE ....................................................................................................................... 8
9 Ferramentas de análise espacial ........................................................................................... 9
10 Usos do photoshop .......................................................................................................... 13
11 Trabalhando com dados raster........................................................................................ 14
12 Vetorização automatizada ............................................................................................... 14
1 Obtendo coordenadas
Abre arcgis, conversion tools, to CAD, Add CAD fields, seleciona ponto, seleciona a
pasta aonde vai salvar, OK. Exporta dados para shape, abre tabela de atributos, cria campo
para o X e campo para o Y, seleciona a coluna, auxiliar, calculate Geometria. Deletar campos
que não interessam, Acessar feramenta table to XLS, definir nome e local para salvar, resta
tabular e levar para o AutoCAD.

Ajeitar caminho: clique na janela ao lado do sinal de exclamação

2 Deletando vários campos ao mesmo tempo

3 Layout
Se eu entendi sua pergunta eu acho que o que você quer é o botão Layout Mudança
na barra de ferramentas Layout. Com seu mxd abrir você pode clicar no botão Alterar Layout,
navegue para seu modelo, e aplicar o layout do modelo a sua mxd.

Layout personalizado
Nas propriedades do shape:
->Data frame - Posso fazer o clip de shapes específicos para a área de visualização do
layout indo nas propriedades no mesmo, as partes que estão fora do shape serão excluídas.
->Colocar borda - "molduras"
->Grades

Ajeitando legenda
Para mudar a ordem de aparecimento dos itens da legenda ir em propriedades, itens e
style:

Borda arredondada nas legendas


Data frame, cantos arredondados

4 Principais barras ARC


Trace - uma vês com ele habilitado aperto a tecla O e informo a largura de offset, vai
sair desenhando com aquele espaço a partir da linha
Com arcgis posso configurar edição automática conforme movo o mouse, basta ao
estar criando linha pressionar a tecla F8, para configurar vo em editor, opções e configuro
distancias entre pontos e quantos pontos serão deletados ao apertar a tecla F8:

CALCULADORA: Para utilizar a ferramenta selecione o FIELD que deseja preencher e


click sobre o título com o botão direito> CALCULATE VALUE.

Abrirá uma nova janela.


Esta ferramenta calcula os valores de um campo especificando uma expressão de
cálculo. Se qualquer registro é selecionado na tabela, só serão atualizados valores nesses
registros. Você pode digitar a expressão diretamente na caixa ou pode somar campos, funções
e operadores na caixa fazendo inferior. Sempre o campo selecionado aparecerá na parte de
cima da caixa de diálogo conforme selecionada na caixa vermelha.
A ferramenta trabalha individualmente com campos de número (NUMBER), texto
(STRING) ou data (DATE). Selecionando a opção desejada as operações que aparecem na
caixa de funções (FUNCTIONS) são especificas para o tipo de campo.
EX: Para deslocar todas as informações de um campo qualquer para o NOME_UNIDA
é simplesmente necessário colocar o campo entre [ ], clicando no campo desejado. O mesmo
campo aparecerá na parte indicada pela seta vermelha. Caso algum registro (RECORD) esteja
selecionado a operação levará apenas este. Para gerar uma expressão como a soma ou
subtração entre campos é possível através da expressão. ([LITOTIPO1] + [CLASSE_RX1]) -
[CLASSE_RX2]. O programa somará os campos entre parênteses e na seqüência subtrairá o
resultado por [CLASSE_RX2].
SHORT INTERGER: permite armazenar apenas números inteiros e positivos.
LONG INTERGER: permite armazenar números decimais positivos.
FLOAT: utilizado para inserir números de natureza decimais tanto positivos como
negativo.
DOUBLE: utilizado para representar números científicos cujo número máximo de
caracteres são 7 dígitos. Utilizando (X ou E) no meio do valor é possível dobra-lo. EX: Se você
quisesse representar o número -3,125 em anotação científica, você diria -3.125x103 ou -
3.125E3. O código binário quebraria este número separadamente e renomearia como número
negativo; outra série de pedaços definiria os dígitos 3125 significantes.
TEXT: representa uma série de símbolo alfanumérico, podendo incluir números textos
e caracteres com vírgula e pontos. Na parte inferior no campo FIELD PROPERTIES> LENGTH
deve ser indicado o valor máximo de caracteres que se deseja colocar o a valor DEFAULT é
50, más pode ser modificado.

Find, consulta rápida a tabela de atributos


JOINS & RELATES: permite que tabelas de atributos de dois ou mais arquivos vetoriais
sejam unidas a partir de campos comuns

5 Georreferenciando imagem a partir de pdf no Arcgis


Salvou layers como mapa, Visualizou dados do mapa e selecionou para aparecer só o
que queria, foi imprimido, levado para o photoshop ou para o gimp e transformado em tif

Abriu no arcgis, para vetorizar criou pontos, atribui os mesmos as coordenadas dos
vértices da carta, selecionou e exportou para shape

usando os mesmos para georreferenciar a imagem. Criou uma copia da imagem


georreferenciada e abriu no photoshop, transformando para tons de cinza
Para georreferenciar a mesma fez uma cópia do arquivo .tfw e renomeou para o nome
da imagem em tons de cinza

6 Vetorizando dados
Snaping - faz com que a vetorização fique sobre a linha próxima
Clip - Corta as outras feições sem ser a selecionada, pode ou manter ou excluir a área
de interesse (deixar ligado apenas shapes de interesse)
Merge - une feições selecionadas de um shape

Barra de desenhos

Têm a opção de graficos que podem ser exportados para feições (shapes)

vetorização inteligente com ArcGIS


(ver escala ideal)

Obtêm as imagens do google earth pro


Georreferencia no arcgis, tomando o cuidado para colocar primeiro a coordenada X
(ex:234000,00) e depois a Y (ex: 6730000,00) sendo q o sinal deve ficar como nos exemplos
acima.
Vetoriza a propriedade
Liga a ferramenta trace e faz a vetorização dos locais com o primeiro uso
Ferramenta de seleção inteligente

EDGE - faz a atração para qualquer ponto do elemento

end - atrção pelas extremidades

vertex - atraida pelos vertices


Editor tracing – seleciona passando o mouse, ira selecionar a linha do polígono base

Autocomplete – possibilita que feche o polígono, após clicar em alguns pontos

Criando classes de uso do solo

7 Atalhos do arcgis
Control + e control - para mudar zoom
Alt e click no shape para dar zoom
< e > mudar entre visualizações de zoom recentes
Contro+T abre a tabela de atributos
Home – seleciona o primeiro registro
End - seleciona o último registro
Contro+A – seleciona todos os registros
Cntrol+Blackspace – Deselecionar todos
Zoom para registro selecionado contro+
Control L
- carregar selecionador do registro ativo

8 GEODATABASE
Criando nova feição (correspondente a shape se fosse no arcgis, direto)

Alias -é um apelido
A partir da segunda feição não preciso mais definir o sistema de referência, somente
importar do primeiro

9 Ferramentas de análise espacial

Intersect - Une o que coincide


Merge – Juntar shapes (caso shapes tenham campos diferentes devo cria-los em
ambos os shapes)
Clip= O q vai ser clipado +clip
Split - (retira do shape) é necessário criar arquivo repartido anteriormente a etapa de
aplicação da ferramenta, o mesmo servirá como se fosse uma mascará.
Overlay - Permite identificar áreas em q dois layers se sobrepõe (Existe overlay por
união(une tudo dps 2 shapes) e por intersecção(une áreas de intersecção))
Erase - Apaga (subtrai parte de shape utilizando máscara salvando em um terceiro
arquivo)
Identify - identifica área em comum entre 2 layers
Symmetrical difference - Une o q não está coincidindo
Union- Une 2 layers ou mais
Update - serve para atualizar dados de um layer a partir de outro layer de entrada com
campos coincidentes
Near- Determina distância de um ponto a layer de entrada.
Point distance - Determina distância entre um ponto do layer de entrada a todos os
pontos layer near.

Ferramentas de gerenciamento de arquivos


Add x,y coordinate
Feature to line -cria linhas a partir de poligonos
Feature to point - Cria pontos a partir de poligono
Feature to polygon - Cria poligonos a partir de outros poligonos ou linhas
Feature vertices to point - Cria pontos a partir de vértices
Polygon to line
Splite line at vértices

Ferramentas de Generalization
Dissolve
Eliminate - junta poligonos aos vizinhos
simplify line
Smooth line - Suaviza

Apend Layer de entrada recebe dados de outro layer

Ferramentas raster
Clip
Composite bands
mosaic
Resample - Reamostragem
buffer

Intersect Realiza a intersecção de dois ou mais shapefiles.

“ArcToolbox > Analysis Tools > Overlay > Intersect”

Clip

Recorta um shape, usando outro como mascara

ArcToolbox > Analysis Tools > Extract > Clip

Union

Permite unir as informações de dois ou mais shapefiles diferentes

Permite unir as informações de dois ou mais shapefiles diferentes.

“ArcToolbox > Analysis Tools > Overlay > Union”

Em “Input features” selecionar todos os shapefiles que serão unidos.

Em “Output feature” selecionar o shapefile de saída.

Em “Join Attributes” deixar na opção “ALL” (indica quais os campo das tabelas de

atributos serão mantidos no shapefile de saída.

Observar que a tabela de atributos do shapefile de saída possui todas as colunas dos

shapefiles de entrada (selecionamos ALL). Com isso podemos resgatar as informações

dos shapefiles originais.

Intersect

Em “Input features” selecionar todos os shapefiles da intersecção.

Em “Output feature” selecionar o shapefile de saída.

Em “Join Attributes” deixar na opção “ALL” (indica quais os campo das tabelas de

atributos serão mantidos no shapefile de saída.


Em “Output Type” podemos selecionar qual o formato do shape de saída (“Input” –

semelhante aos shapes do input, “linhas” ou “pontos”).

Quando selecionamos a opção “Input”:

- se a intersecção for feita entre dois shapes de polígonos, resultará em um novo shape

de polígonos.

- se a intersecção for feita com um shape de polígonos e um shape de linhas, resultará

em um shape de linhas, no qual as linhas terão as informações dos polígonos que a

intersectaram.

- se a intersecção for feita entre um shape de polígonos e um de pontos ou um shape


de

linhas e um de pontos, o resultado será um shape com vários pontos, contendo

informações das linhas ou polígonos que o intersectaram.

Quando selecionamos a opção “Line”:

Se a intersecção for entre dois shapes de polígonos, o resultado será um shape de


linhas

com o contorno dos polígonos.

Join versus union

Dissolve (desagregação de atributos)

BUFFER

Permite gerar polígonos com uma distância definida a partir de um polígono, linha ou

ponto.

“ArcToolbox > Analysis Tools > Proximity > Buffer”

Em “Input features” selecionar o shapefile que contém as feições a partir das quais se

deseja criar polígonos com um distância definida.

Em “Output Feature Class” indicar o nome do shapefile que será criado.

Em “Distance [Value or field]” deve ser especificada a distância do buffer. Se

selecionamos “linear unit”, devemos digitar o valor da distância a ser traçada e a

unidade. Se selecionarmos “Field” vamos indicar o nome da coluna da tabela de

atributos do shapefile que possui o valor que definira a distancia do buffer.

Em “Side Type” definimos se o buffer será traçado apenas para o lado esquerdo, direito

ou ambos os lados de uma linha.


Em “End type” definimos se o final do buffer terá forma circular ou retangular

Em “Dissolve type” definimos se os buffers serão unidos caso haja sobreposição (ALL),

se permanecerão separados caso haja sobreposição (NONE) ou se serão unidos em

função de algum campo específico da tabela de atributos (FIELD).

MULTIPLE BUFFER

Permite criar buffers com várias distâncias a partir de um polígono, linha ou ponto.

“ArcToolbox > Analysis Tools > Proximity > Multiple Ring Buffer”

Os parâmetros são semelhantes para a criação de um buffer, só é necessário entrar


mais

de um valor de distância para criação de buffers.

NEAR

Permite calcular a menor distância de um ponto a um outro ponto ou linha

“ArcToolbox > Analysis Tools > Proximity > Near”

Em “Input Features” devemos colocar o shape que contém nossos pontos de interesse

Em “Near Feature” devemos colocar o shape que contém os pontos ou as linhas que

queremos calcular a distância para nossos pontos.

Em “Search Radiu” podemos delimitar um raio de busca para encontrar o objeto mais

próximo, se não quisermos que seja feita uma busca na paisagem inteira.

Se “Location” for selecionado, serão incluídas as coordenadas geográficas do objeto

mais próximo.

Se “Angle” for selecionado, será incluído o ângulo correspondente a localização do

objeto mais próximo ao nosso ponto de interesse.

POINT DISTANCE

Gera uma planilha de distâncias entre pontos selecionados 12

“ArcToolbox > Analysis Tools > Proximity > Point distance”

Em “Input Features” selecionamos um shape com pontos de interesse

Em “Near Feature” selecionamos um shape com pontos de interesse (pode ser o


mesmo

do input feature, ou outro shape de pontos)

Em “Output Table” selecionamos o nome da saída da planilha de distâncias entre os

pontos.

Em “Search radius” podemos delimitar um raio de busca para o cálculo das distâncias.

DISSOLVE
“Simplifica” a tabela de atributos de um shapefile. Todos os itens pertencentes a
mesma

classe serão agrupados em uma linha. Por exemplo, todos os poligonos de mata de um

shapefile serão agrupados. Depois dessa operação não conseguimos mais


individualizar

cada polígono. Pode ser interessante quando desejamos saber apenas a área de cada

classe da paisagem.

“ArcToolbox > Data Management Tools > Generalization > Dissolve”

Em “Input Feature” selecionamos o shape que queremos simplificar.

Em “Output Feature” indicamos o shape que será criado.

Em “Dissolve Field” indicamos o campo da tabela de atributos que será usado para unir

os objetos.

Em “Statistics Fields” podemos selecionar alguns campos que terão seus valores

recalculados após a união dos objetos. Por exemplo, soma as áreas de todos os

polígono.

10 Usos do photoshop
Obtenho imagens do Google, salvando alguns pontos de interesse
Junto imagens com Photoshop

Georreferencio com Arcgis


Transformo em tons de cinza com photoshop

Salvo e e crio uma cópia do arquivo tfw do shapefile georreferenciado

Abro no Arcgis, crio uma cópia da imagem, transformo o modo de vizualização para
convolução cúbica
Mudo o modo de vizualização para convolução cubica

Mudo para duas classes apenas

11 Trabalhando com dados raster


Composição de bandas

12 Vetorização automatizada
Abra o arquivo do CAD no arc, export para shape, abre a tabela de atributos, crie os
campos e insira as coordenadas, export para txt