Você está na página 1de 8

ELABORADO POR: Engº Benvindo L.

Queque

2013
MANUAL DE CONFIGURAÇÃO DE CONTROLADORES PARA COMUNICAÇÃO

Configuração de Controladores Dedicados para Comunicação com


um dispositivo MESTRE usando protocolo MODBUS

Diferentemente dos PLCs – Controladores lógicos programáveis em que a


programação quer da tarefa a realizar pelo PLC quer da comunicação é
feita pelo usuário, os Controladores dedicados não requerem
programação mas definição dos parâmetros de um programa
previamente concebido pelo fabricante em função da tarefa realizado pelo
controlador dedicado.
Entenda-se controlador dedicado, ao dispositivo concebido para realizar
uma tarefa específica sem haja possibilidade de mudança da tarefa.

Exemplo de controladores dedicados:

Relés de protecção;
Reguladores de velocidades não baseados em PLCs;
Reguladores de velocidades não baseados em PLCs;
Medidores diversos de grandezas físicas;
Em suma, qualquer dispositivo que permita comunicação remota.

Protocolo de comunicação

É um conjunto de regras comuns que devem ser obedecidos entre dois


ou mais dispositivos para que haja troca de informação entre eles.

Protocolo de comunicação Modbus

O protocolo Modbus foi desenvolvido em 1979 pela Modicon, actual


Schneider Electric. Por ser um protocolo aberto é amplamente difundido
e utilizado por vários fabricantes em diversos equipamentos
principalmente em automação industrial.

O protocolo Modbus é um protocolo Master/Slave em que os escravos só


respondem quando são perguntados e o quando o mesmo pergunta so
responde o escravo a quem foi endereçada a pergunta. Quando a
pergunta é dirigida a todos os escravos o mestre utiliza um endereço
broadcast em geral 0.

____________________________________________________________________ 2
Elaborado por: Engº Benvindo L. Queque
MANUAL DE CONFIGURAÇÃO DE CONTROLADORES PARA COMUNICAÇÃO

Funções modbus

No protocolo MODBUS as funções de comunicação são designadas por


nome ou por códigos alfanuméricos conforme ilustra a lista abaixo:

Nome da função (de comunicação Código numérico equivalente a


modbus) função (de comunicação)
1 Read multiple coils (leitura de
múltiplas bobines)
2 Read discrete inputs ou read input
status (leitura de entradas digitais
ou registo de entrada)
3 Read holding registers (leitura de
registros de memórias)
4 Read input registers (leitura de
registros de de entradas)
5 Write single coil (escrita em
APENAS uma bobine ou saída
digital)
6 Write single register (escrita em
APENAS um registro)
7 Read exception status
15 Write Multiple Coils (escrita em
múltiplas bobines ou saídas
digitais)
16 Write holding registers (escrita em
múltiplos registros de memórias)

____________________________________________________________________ 3
Elaborado por: Engº Benvindo L. Queque
MANUAL DE CONFIGURAÇÃO DE CONTROLADORES PARA COMUNICAÇÃO

Estrutura das mensagens

Modbus é um protocolo baseado em transações (telegramas), que


consistem em uma requisição seguida de uma resposta.

Toda comunicação inicia com o dispositivo mestre fazendo uma


solicitação a um escravo, e este responde o que foi solicitado.

A comunicação, com base neste protocolo, é feita com base no seguinte


formato:

Para o dispositivo mestre

O endereço do escravo, que identifica o escravo na rede;


O código da função, que indica qual acção deve ser tomada pelo
escravo;
Parâmetros ou dados pertinentes à função definida;
O campo de checksum para checar a integridade da mensagem
enviada.

Para cada dispositivo escravo

A resposta do escravo obedece o seguinte formato:

A confirmação da função realizada;


Parâmetros ou dados pertinentes à função definida;
O campo de checksum para checar a integridade da mensagem
enviada.

____________________________________________________________________ 4
Elaborado por: Engº Benvindo L. Queque
MANUAL DE CONFIGURAÇÃO DE CONTROLADORES PARA COMUNICAÇÃO

Procedimentos:

1ª Etapa:
Conexão física do CONTROLADOR ESCRAVO com o PC de configuração;

2ª Etapa:
Abertura do software de configuração do CONTROLADOR;

3ª Etapa:
Aceda ao menu de configuração da comunicação para fazer a
configuração da comunicação;

Caso a comunicação for MODBUS SERIAL realizar a seguinte


configuração:

Protocolo
 Modbus RTU

Interface
 RTU (RS-232)
 RTU (RS-485)

Endereço modbus Físico


 Identificação do escravo:
 Port: COMx

Parâmetros de comunicação
 Baude Rate:19200
 Paridade:
 Stop bit

Caso a comunicação for MODBUS ETHERNET realizar a seguinte


configuração:

Protocolo
 Modbus TCP/IP

____________________________________________________________________ 5
Elaborado por: Engº Benvindo L. Queque
MANUAL DE CONFIGURAÇÃO DE CONTROLADORES PARA COMUNICAÇÃO

Interface
 Ethernet

Endereço modbus físico


 Identificação da unidade:

Parâmetros de comunicação
 Endereço de IP:
 Mascara de sub-rede:
 Port: 502

4ª Etapa:
Se os parametros de comunicação estiverem correctos, o CONTROLADOR
e o PC estarão em comunicação

5ª Etapa:
CONFIGURAÇÃO dos parâmetros modbus dos sinais do processo
1- As seguintes informações são necessárias

 Endereço do módulo(ID-Identity): 01
 Função: Escrita ou leitura de dados (Consultar as funções
modbus)

 Endereço da posição ou parâmetro de Memória do escravo


(Consultar o manual do fabricante para precisar o endereço ou
parâmetro de cada sinal): MWx.

o Alguns fabricantes indicam os endereços ou parâmetros


em decimal, por exemplo:

Endereço (parâmetro): 100 ou MW100

o Outros indicam em hexadecimal:

Endereço: 00A0

o Outros ainda indicam em hexadecimal porém, dividindo o


endereço em duas partes: O byte mais significativo e o
byte menos significativo. No caso do endereço acima:

____________________________________________________________________ 6
Elaborado por: Engº Benvindo L. Queque
MANUAL DE CONFIGURAÇÃO DE CONTROLADORES PARA COMUNICAÇÃO

Endereço inicial High: 00


Endereço inicial Low: A0

 Quantidade de dados (número de bits, bytes)

o Em alguns softwares indicam na forma decimal, por


exemplo:

Quantidade: 0001

o Outros indicam em hexadecimal:

Endereço: 0001

o Outros ainda indicam em hexadecimal porém, dividindo o


endereço em duas partes: O byte mais significativo e o
byte menos significativo. No caso do endereço acima:

Endereço inicial High: 00


Endereço inicial Low: 01

Exemplo:

Escrever Setpoint Digital de um Regulador de Tensão

 Função 0x06 “Write Single Register”


 Slave ID 1
 Parameter(Posição de Memória) 100 (Consultar o manual do

controlador para identificar os


parâmetros dos sinais
comunicáveis)

Exemplo:

Ler Tensão em Volt de um Regulador de Tensão

____________________________________________________________________ 7
Elaborado por: Engº Benvindo L. Queque
MANUAL DE CONFIGURAÇÃO DE CONTROLADORES PARA COMUNICAÇÃO

 Função 0x03 “Read Holding Registers”


 Slave ID 1
 Parameter 222
 Bytes 1

____________________________________________________________________ 8
Elaborado por: Engº Benvindo L. Queque