Você está na página 1de 13

COMUNICAÇÃO DE DADOS

CONCEITOS PRELIMINARES EM
COMUNICAÇÃO DE DADOS

-1-
Olá!
Ao final desta aula, você será capaz de:

1. Descrever os principais componentes da comunicação de dados;

2. Identificar como os fluxos de dados podem ser criados;

3. Diferenciar topologias físicas de redes de computadores;

4. Classificar redes de computadores quanto a escala;

5. Identificar os papéis desempenhados pelos protocolos e pelos padrões na comunicação de dados e nas redes;

6. Compreender como a organização em camadas possibilitam organizar, unificar e controlar os componentes da

comunicação de dados e das redes;

7. Conhecer o histórico de evolução da Internet e suas tendências.

1 Bem-vindo(a) à primeira aula da disciplina de


Comunicação de Dados!
Esta aula é muito importante, pois apresenta ao aluno conceitos preliminares da comunicação de dados e das

redes de computadores, de tal forma que você possa adquirir os conhecimentos básicos necessários para o

desenvolvimento da disciplina.

A constante evolução dos sistemas de comunicação de dados e das redes de computadores faz aumentar o

número de pessoas que buscam o entendimento dessas tecnologias e produz, consequentemente, uma

diversificação de profissionais que as utilizam em seu dia-a-dia.

Você, prezado aluno, é uma dessas pessoas.

Pensando nisso, vamos estudar as principais teorias sobre comunicação de dados e redes de computadores.

Nesta primeira aula, são abordados temas introdutórios (componentes da comunicação de dados, fluxo de dados,

topologias de rede, evolução da Internet, o modelo OSI e a pilha TCP/IP) os quais proporcionam uma breve

revisão de conceitos chaves das redes de computadores e são necessários para os estudos mais avançados das

próximas aulas.

Fique à vontade também para ouvir o áudio!

A comunicação entre dois dispositivos pode ser:

Simplex

-2-
unidirecional

Half-duplex

em ambas as direções, mas não ao mesmo tempo

Full-duplex

em ambas as direções, simultaneamente

Nas redes, dois dispositivos conectados formam os enlaces (links) que possuem dois tipos de conexão:

-3-
Figura 1 - PONTO A PONTO

Nas conexões ponto a ponto, toda a capacidade do enlace é para a transmissão dos dois dispositivos.

Figura 2 - MULTIPONTO

-4-
Nas conexões multiponto, mais de dois dispositivos compartilham o enlace. Nesse caso, a capacidade do canal é

compartilhada e alguma disciplina de acesso ao meio compartilhado deve ser implementada.

Outra característica importante das redes é a sua organização física.

Denominamos de topologia física a representação geométrica dos enlaces e dispositivos conectados em rede.

A figura mostra alguns tipos de topologias.

-5-
-6-
Além disso, nos sistemas de comunicação de dados o desempenho é fundamental. Por exemplo, para a eficiência

de uma rede.

Saiba mais
Três exemplos de medidas de desempenho são: vazão (throughput), atrasos (delay) e perdas.

A Internet é a atual manifestação desses desenvolvimentos e penetrou toda a estrutura da nossa sociedade.

Desde o início das telecomunicações, cerca de 100 anos atrás, testemunhamos uma série de grandes mudanças

na aplicação das tecnologias de comunicações em favor das necessidades da sociedade e da indústria.

Nesse processo, vimos o casamento de telefonia fixa e das tecnologias sem fio, de tecnologias analógicas e

digitais, de voz, dados, vídeo, imagem e streaming, além de uma estrutura de comunicações que abrange o

mundo inteiro e serve a bilhões de pessoas.

-7-
A Internet é o exemplo de rede de computadores, funcionando em escala mundial.

Pode-se dizer que a Internet é uma rede de redes, livremente hierárquica:

Em sua estrutura, conecta nas bordas os sistemas finais que rodam as aplicações dos usuários:

Também o núcleo das redes composto principalmente pelos roteadores e pelos meios físicos (guiados e não

guiados) complementa, grosso modo, a estrutura da Internet.

-8-
2 Protocolos e padrões
Nas redes de computadores, a comunicação entre duas entidades é coordenada pelos protocolos.

Um protocolo define na comunicação a sintaxe – estrutura ou formato dos dados; a semântica – o significado de

cada seção de dados; e o timing – quando os dados podem ser enviados e com que rapidez.

Assim, protocolo é um conjunto de regras que definem o que será comunicado, como isso será comunicado e

quando será comunicado.

Os padrões são essenciais para os fabricantes de equipamentos, pois permitem competitividade e abertura no

mercado. Também garantem interoperabilidade de tecnologias, especialmente nas comunicações internacionais.

Como são definidos padrões na comunicação de dados?

Para formalizar os padrões, são criados comitês, fóruns e órgão regulamentadores os quais cooperam entre si

para o desenvolvimento das especificações.

Vejamos exemplos de organizações voltadas para a especificação de padrões nas telecomunicações:


• ISO (International Organization for Standardization) - https://www.iso.org/home.html
• ITU-T (International Telecommunication Union – Telecommunication Standards Sector) - http://www.
itu.int/home
• IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers) - https://www.ieee.org
Os padrões na Internet são publicados através das RFC (Requet for Comment) pela IETF (Internet Engineering

Task Force) - https://www.ietf.org/rfc/ -, que passam por vários estágios até ganharem o status de padrão na

Internet.

Nas redes de computadores, as tarefas são distribuídas em camadas.

-9-
• Emissor escreve a carta, coloca num envelope, escrever o endereço, coloca na caixa de correio.
• A carta é recolhida por um carteiro que a entrega no posto mais próximo.
• A carta é classificada pelo correio e adicionada a algum tipo de transporte para leva-la ao destino.
• A carta é entregue ao posto local dos Correios pelo agente de transporte.
• A carta é classificada e enviada para o Receptor.
• O Receptor pega o envelope na caixa de correio, abre e lê a carta.

Uma analogia ao modo como as camadas se relacionam para oferecer os serviços nas redes de computadores é o

serviço postal.

As tarefas para o envio de uma carta envolvem atividades que são realizadas no:
• Lado do remetente - a escrita da carta, coleta desta pela agência dos correios, classificação.
• No transporte da carta.

• No lado do destinatário - recebimento da carta por uma agência, classificação, entrega por um carteiro

- 10 -
• No lado do destinatário - recebimento da carta por uma agência, classificação, entrega por um carteiro
na casa do receptor, o recebimento do envelope e a leitura.
Para a entrega de correspondências, o serviço postal realiza tarefas em uma sequência específica, determinada

por uma hierarquia.

Assim também ocorre nas redes de computadores, onde cada camada usa os serviços da camada imediatamente

inferior.

O modelo de camadas de referência para as redes de computadores é o modelo OSI (Open System

Interconnection).

Entretanto, o conjunto de protocolos TCP/IP é o “modelo” implementado e usado comercialmente, e constitui a

arquitetura de camadas da Internet .

- 11 -
O que vem na próxima aula
O próximo tópico de estudo inicia nosso percurso sobre os aspectos físicos envolvidos na comunicação de dados,

contemplando, portanto, a camada física e os meios de transmissão.

Além disso, trataremos das limitações físicas e melhores indicações de uso para cada tipo de meio físico.

- 12 -
CONCLUSÃO
Nesta aula, você:
• Mapeou os cinco componentes que formam a comunicação de dados.
• Relacionou as três formas como ocorre o fluxo de dados entre dois dispositivos.
• Classificou os tipos de conexão em função dos dispositivos que compartilham ou não um link.
• Classificou topologias de rede.
• Identificou métricas do desempenho das redes.
• Mapeou a evolução da Internet e a importância no mundo moderno de suas aplicações.
• Definiu protocolos de comunicação.
• Questionou como são definidos os padrões para comunicação de dados.
• Debateu com os colegas desenvolvimentos recentes e tendências da Internet.

- 13 -