Você está na página 1de 15

GEOGRAFIA

Prof. Groth
Dicas
- Perguntas.

- Geografia nos vestibulares.


- Atualidades.
- Interdisciplinaridade.
- textos, gráficos, tabelas, etc.

- Questões desmotivantes.
- Fora de contexto – atualidades.
- Interdisciplinares.
- Conteúdos ainda não estudados.
- Autor estimulando a revisão dos temas.
“Conhecer uma paisagem é
reconhecer seus elementos
GEOGRAFIA sociais, culturais e naturais e a
interação existente entre eles; é
Geo – Terra também compreender como ela
está em permanente processo de
Grafia – descrição transformação e como contém
múltiplos espaços e tempos.”
Do POSITIVISMO à GEOGRAFIA CRÍTICA.

A compreensão do espaço geográfico e sua


dinâmica, sua organização, sua construção e
reconstrução, é o objeto de estudo Geografia.

JAPÃO
CULTIVO DE
ARROZ
-
SUDESTE DA
ÁSIA

O espaço geográfico é
construído e reconstruído pela
sociedade em sua relação com a
natureza.
História - Geografia
GEOGRAFIA – A importância da Astronomia.

Localização

Produção de alimentos
Claudio Ptolomeu
(Século II a.C.)

Geocentrismo

Nicolau Copérnico
(1473-1543)

Heliocentrismo
GEOGRAFIA – Século XIX – Ciência - Princípios

Extensão – Friederich Ratzel (1844-1904) –


Delimitar, localizar o objeto de estudo.
Analogia – Karl Ritter (1779-1859) e Paul Vidal De
La Blache (1845-1918) – Comparar, buscando
semelhanças e diferenças.
Conexidade – Jean Brunhes (1869-1930) –
Relações com outros espaços.
Causalidade – Alexander Von Humboldt – Buscar as
causas, o porquê dos fatos.
Atividade – Jean Brunhes (1869-1930) –
Compreender a dinâmica do espaço, sua história.
Escola Alemã – Determinista
Friederich RATZEL
O determinismo geográfico foi um conceito expresso
pelo geógrafo alemão Friedrich Ratzel, em sua obra
Antropogeografia: fundamentos da aplicação da Geografia à
História (1882).
O conceito versa sobre as influências que as condições
naturais exerceriam sobre a humanidade, sustentando a tese
de que o meio natural seria uma entidade definidora das
características das sociedades, ou seja, o homem seria muito
marcado pela natureza que o cerca.

Ratzel justifica seu pensamento com o conceito de


espaço vital, que compreenderia os recursos necessários para
uma sociedade. Isso acabou justificando a 2ª Guerra Mundial
e a Colonização da África.
Escola Francesa – Possibilista
Paul V. De La Blache
A nova definição do objeto da Geografia dada pelo
possibilismo, coloca o ser humano como um ser ativo, que
sofre sim com a influência do meio, todavia pode atuar sobre
ele o transformando.
Vidal de la Blache deixa bastante claro a sua posição
possibilista frente ao colonialismo em seu livro Principes de
Geographie Humaine, onde ele afirma:
“Devemos nos congratular porque a tarefa da
colonização, que constitui a glória de nossa época, seria
apenas uma vergonha se a natureza pudesse ter estabelecido
limites rígidos, em vez de deixar margem para o trabalho de
transformação ou de reconstrução cuja realização está dentro
do poder do homem.”
05)(UFPE) Leia com atenção os dois textos transcritos a seguir:

Texto 1
O homem transforma o meio, mas essa transformação está na
razão direta de seu equipamento mental e material. Como
agente da vida econômica e também agente da organização do
espaço geográfico. O espaço será melhor organizado se a
sociedade estiver melhor organizada nos diferentes níveis que
envolvem a vida humana. (Melhem Adas)

Texto 2
A preocupação central da geografia é a relação da natureza com
a sociedade e vice-versa. Nos diversos continentes, os
elementos do quadro natural exercem um papel destacado na
organização do espaço, representando, quase sempre, um óbice
ao desenvolvimento. Vê-se assim que o crescimento econômico
de um país é uma decorrência direta das condições favoráveis
da natureza.
Com relação a esses dois textos, podemos dizer que:

( ) ambos são marxistas, assumindo uma posição defensora


da geografia crítica.

( ) o primeiro texto revela claramente uma posição


determinista na análise do homem como agente modificador
do espaço.

( ) ambos são textos que defendem o malthusianismo.

( ) o primeiro texto pode ser considerado possibilista e o


segundo determinista.

( ) ambos defendem a grande submissão do homem à


natureza.
01)(UEPG-PR) A respeito dos objetivos e temas da ciência
geográfica, assinale o que for correto:

01. A geografia, como ciência, sempre se baseou em


princípios: extensão (Ratzel), analogia (Karl Ritter),
causalidade (Humboldt), conexidade (Vidal de la Blache) e
atividade (Jean Brunhes).

02. Saber como cada sociedade humana estrutura e organiza


o espaço físico-territorial em face das imposições do meio
natural, de um lado, e da capacidade técnica do poder
econômico e dos valores socioculturais, do outro, constitui
interesse da Geografia.
04. A geografia crítica é uma geografia explicativa e não
descritiva voltada para a realidade dinâmica e complexa dos
dias atuais. Ela aborda questões como as modificações
promovidas pela ação humana a partir dos interesses e das
contradições sociais.

08. As sociedades atuais e futuras devem buscar soluções


alternativas para o desenvolvimento econômico, com justiça
social e racionalização no uso de recursos naturais, para
atenuar os impactos ambientais. Este tema constitui objeto
de preocupação da geografia.