Você está na página 1de 12

SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM


ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

ROBERTO MARTINS SILVEIRA

AUTOMAÇÃO COMERCIAL DE LOJA DE PRESENTES

Piracicaba
2011
ROBERTO MARTINS SILVEIRA

AUTOMAÇÃO COMERCIAL DE LOJA DE PRESENTES

Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à


Universidade Norte do Paraná - UNOPAR, como
requisito parcial para a obtenção do título de Tecnólogo
em Análise e Desenvolvimento de Sistemas.

Tutor Orientador: Livia Franceschini


Professores: Everson Morais
Marco Hisatomi
Paulo Nishitani
Polyanna P. Gomes
Reinaldo B. Nishikawa

Piracicaba
2011
SUMÁRIO

INTRODUÇÃO..............................................................................................................4
INTRODUÇÃO

Com o contato direto ao mercado atual, visto que estamos em fase


de conclusão de curso, é imprescindível que os aspectos até aqui estudados
estejam nítidos, e para a demonstração do conhecimento adquirido, o trabalho
interdisplinar torna-se o meio mais convincente de afirmar o nível alcançado.
O trabalho está adentrando as cinco disciplinas apresentadas neste
semestre, disciplinas que possuem como premissa, mostrar todas as necessidades
atuais do mercado de trabalho.
A busca do conhecimento deixa claro que “Tudo o que sei é que
nada sei” (Sócrates). Para chegar ao conhecimento, é preciso que nunca deixe a
condição de eterno aprendiz.
1. JUSTIFICATIVA

Com a explanação do conteúdo abaixo, relacionadas as matérias


deste semestre, a busca pelo conhecimento com o objetivo de atender as
necessidades do mundo das indústrias e do comercio ficará mais completa, dando
também confiança no momento em que surgir questões por parte dos clientes. A
demonstração dos tópicos deste trabalho demonstra um conhecimento significativo
adquirido com o decorrer do curso.
2. OBJETIVOS

O maior de todos os objetivos deste trabalho é garantir que o conhecimento buscado


neste curso foi obtido através das matérias apresentadas, bem como adquirir
confiança para ao término do curso, saber que é possível conversar no mesmo nível
que os profissionais da área mais antigos.

3. REFERENCIAL TEÓRICO

Os Sistemas Integrados de Gestão Empresarial ou ERPs (Enterprise


Resource Planning) foram largamente usados pelas empresas. Mas apenas
empresas de grande porte possuíam condições para usufruir da tecnologia. Devido a
alta procura pelas grandes empresas logo no início da implantação, o mercado de
ERP ficou saturado, não tendo novos consumidores. A solução então foi implantar
sistemas ERP em médias e pequenas empresas.
As funcionalidades dos módulos de um sistema ERP buscam
solucionar problemas gerais de empresas. Contudo permitem certo grau de
customização, pois cada comércio possui características próprias. A customização
inicial é a observação de quais módulos deverão ser instalados na empresa. Após a
instalação dos módulos, devem ser observados os critérios de cálculos, logotipo e
demais personificações para ajustar as tabelas do sistema da melhor forma possível.
Há casos onde o sistema de ERP selecionado não atende
completamente as necessidades da empresa, por permitir configurações limitadas,
quando surge esses problemas, a solução é adequar as necessidades da empresa
ao sistema, alterando seu cotidiano para processos mais genéricos, ou considerar a
implantação de sistemas auxiliares.
Os sistemas ERP facilitam o acesso aos dados gerenciais, estes por
sua vez originados dos dados operacionais, tendo o controle em tempo real do fluxo
de informações, facilitando a visualização do movimento da empresa, e auxiliando
na tomada de decisões gerenciais.
4. METODOLOGIA

De acordo com o estudo de campo junto a empresa, foi observado


que os funcionários são analfabetos digitais, somente a empresária possui leve
contato com a informática.
A loja possui um funcionário responsável pelo caixa e uma
funcionária que cuida do atendimento aos clientes e mantem a loja organizada. Os
dois funcionários deverão fazer curso de digitação, para adquirirem velocidade no
cadastro dos produtos e vendas pelo caixa.
Após conversa verbal, foi decidido pela empresária que o cadastro
inicialmente será realizado por ela, deixando os dois funcionários para realizarem
estas tarefas no futuro.
Será então adquirido um software de curso de digitação, onde o
mesmo demonstrado e o rendimento do curso será constantemente acompanhado.
A loja já adquiriu o sistema de ERP. Assim que observada a melhora
na velocidade de digitação da empresaria, a mesma será instruída sobre como
utilizar o sistema, sendo esclarecida sobre como utilizar as telas de cadastro de
produtos e controle de estoque, já sendo observados os detalhes relacionados aos
custos e margem de lucro prevista na venda. Relacionado aos produtos também
será criado um padrão de código de barras para os itens que não possuem código
descrito na mercadoria.
Será solicitada a aquisição de um leitor de código de barras, para
que o processo de controle de entrada e saída de produtos, além do administrativo,
fique totalmente livre de falhas por digitação incorreta.
Posteriormente será treinada para o uso das telas de cadastro de
clientes e fornecedores, de emissão de cupom fiscal. Nesta fase, a loja estará pronta
para que as vendas sejam feitas no balcão com a utilização total do sistema.
5. CARACTERIZAÇÃO DA ORGANIZAÇÃO EM ESTUDO

A loja de presentes atua no mercado de venda de suvenires desde


Dez/2001. Suas atividades tiveram inicio com a empresária e sua filha, no bairro do
Jardim Florence, Campinas – SP, com o apoio da Prefeitura Municipal de Campinas,
atráves do programa municipal do Pró-Rendas, tendo realizado um empréstimo no
valor de R$ 2.000,00 para compra de bens patrimoniais.
As compras de mercadorias eram realizadas pela empresária e sua
filha ficava responsável pela venda. O faturamento era de R$ 50,00 por dia. Em
conversa junto a empresária, contou que houve um dia nos primeiros meses que a
loja vendeu R$ 114,00, e sua filha, feliz pela venda, ligou a sua mãe dizendo que
podia fechar as portas da loja, visto que tinha vendido muito acima do normal.
A loja cresce anualmente, e as instalações iniciais foram todas
modificadas, inclusive alterando a estrutura do prédio para atender a demanda de
seu crescimento.
Com seu potencial crescimento, o esposo abandonou o ramo gráfico
e passou a trabalhar junto à empresária em Set/2002. Nesta fase, a loja estava
tornando-se um comércio familiar.
Atualmente a loja vende em média R$ 250,00 por dia. O esposo
trabalha com o caixa, a filha já não está mais na loja e por isso, possui uma
funcionária responsável pela organização da mercadoria da loja.
6. CRONOGRAMA DAS ATIVIDADES

A observação com relação ao problema de digitação foi realizada


logo no primeiro contato em 20 de Abril e já foi pedido o ingresso ao programa de
curso de digitação para que não houvesse perda de tempo no período da
implantação do sistema ERP.

Dia 09/05 Explicação e visualização geral do sistema ERP


Dia 10/05 Visualização do sistema de cadastro de produtos e demonstração de
uso do leitor de código de barras.
Dia 11/05 Cadastro dos itens que já possuem código de barras.
Dia 12/05 Explicação de como gerar código de barras aos produtos que não
possuem
Dia 13/05 Utilização dos módulos de cadastro de clientes e fornecedores
Dia 14/05 Conclusão das explicações relacionadas ao sistema e resposta de
dúvidas
7. CONCLUSÃO

A explicação e implantação do sistema ERP trará benefícios


importantes ao controle de produtos, fornecedores e clientes da loja. Também ficará
evidente a necessidade do ingresso de todos ao mundo da informática,
demonstrando o quanto fica prático trabalhar com microcomputador, atentando-os
também aos benefícios pessoais que a informática permite realizar.
Com o contato junto ao sistema ERP da loja, ficará visível a
necessidade que os comércios em geral possuem, e trará benefícios ao
desenvolvimento do Pré-projeto e consequentemente ao Projeto-final
8. REFERÊNCIAS

MENDES, Juliana Veiga; FILHO, Edmundo Escrivão. Sistemas integrados de


gestão ERP em pequenas empresas: Um confronto entre o referencial teórico e
a pratica empresarial. Revista Gestão e Produção. São Paulo, Dez. 2002, v.9,n.3,
p.277-296.

ZANCUL, Eduardo; ROZENFELD, Henrique. Sistemas ERP. In:


http://www.numa.org.br/conhecimentos/conhecimentos_port/pag_conhec/erp_v2.html
acesso em: 10/05/2011