ETEC BASILIDES DE GODOY

JOSEILDO MOREIRA DA SILVA JUNIOR

MECANICA TÉCNICA Unidades de medida Sistemas de unidades

São Paulo 2011

2 Trabalho de Mecânica Técnica Unidades de Medida Sistemas de unidades Nome: Joseildo Moreira da Silva Junior Escola: ETEC Basilides de Godoy Turma: Mecânica 1TD Professor: João Honorato Data de entrega: 04/03/2011 nº 25 .

...................3 Conteúdo Unidades de Medidas e Principais Grandezas.......................................................................................................... ...................................................................... ........ 16 Conclusão.............. ........ ........ ................................... ...........17 Bibliográfi a..................... ......................................................................................... .. ......... ..................................................................... ................ ............. ................................................ .... 15 Equivalência entre medidas de volume e medidas de capacidade .......... .......................... ............... 10 Múltiplos e Submúltiplos ..................... 9 Área ou Superfície ..................... ............................................ .................. .................................................. ......... 15 Subconjunto de Unidades de Medida do Sistema Métrico Decimal ...................... 16 Exemplos de Conversão entre Medidas de Volume e Medidas de Capacidade .... 14 Utilização das Unidades de Medida ................................... 14 Tabela de Múltiplos e Submúltiplos mais Utilizados das Unidades de Medida ........................................................ 4 Comprimento ...... ................................................................................................................................................. 10 Volume e Capacidade ................................... 14 Tabela Completa de Múltiplos e Submúltiplos das Unidades de Medida .......................................... ................................................. .. ....................... .. .............................................................................18 ................................. ..... . .............................................

Antes disso. chega às colônias gregas da Península Itálica e. técnicas e instrumentos de medição. as medições podem dar resultados tão variados quantas são as diferenças individuais do corpo humano. Sistema inglês e norte-americano A Inglaterra normatiza seu sistema consuetudinário de pesos e medidas logo após a promulgação da Carta Magna. São pequenos cilindros de base côncava. por exemplo. Com o crescimento demográfico. todos os sistemas de medidas existentes são consuetudinários. também é adotado pelas ex-colônias inglesas. as medições não são muito precisas. Ásia Menor e Grécia. então. O côvado egípcio. Primeiros sistemas As diferentes civilizações começam a padronizar as unidades de medidas já na Antiguidade. ou seja. São definidas arbitrariamente e têm como referência um padrão material. com cerca de 13 gramas. no Egito. são fixadas unidades que permitam uma comparação mais precisa entre objetos. Os Estados Unidos usam o mesmo sistema inglês. Primeiros padrões O surgimento de padrões. fixadas através de padrões materiais construídos em pedra . acústicas ou luminosas. Com esse tipo de unidades. com . normatiza e codifica os conhecimentos relativos a medidas. geométricas. estando o braço e o antebraço dobrados em ângulo reto e a mão esticada. marca o início da construção dos primeiros sistemas de pesos e medidas. polegada. encontrados nos túmulos de Amrah. braço ou uma passada ± e utensílios de uso cotidiano. As grandezas podem ser mecânicas. Metrologia é a ciência que estuda. Estimar e avaliar grandezas diversas são capacidades e habilidades desenvolvidas pela humanidade desde o início de sua evolução cultural. é uma medida de comprimento cujo padrão é a distância entre o cotovelo e a ponta do dedo médio. Medir significa comparar uma grandeza com uma unidade de referência da mesma espécie e estabelecer o (in teiro ou fracionário) de vezes que a grandeza contém a unidade. ópticas. o homem apenas compara volumes e peso. Babilônia. Mistura -se. assumindo novas características. O sistema. A padronização é feita pela definição de unidades médias. padrões e unidades de medir.4 Unidades de Medidas e Principais Grandezas Padrões usados para avaliar gra ndezas físicas . sem medi -los. materiais de referência para as unidades de medidas.história. Eles estão presentes nas civilizações da Assíria. como cuias e vasilhas. é levado pelos romanos para as diferentes regiões da Europa. Na pré. cada civilização define padrões e fixa suas próprias unidades de medidas. Os primeiros padrões utilizados para medir são partes do corpo humano ± palma da mão. métodos. Com o tempo. usado por mais de 600 anos. Do vale do Rio Nilo. mais tarde. Daí a multiplicidade de sistemas de medição existente desde a Antiguidade. O sistema egípcio tem grande influ ência sobre os povos da Antiguidade. Caldéia e Egito. Sistemas consuetudinários Até o final do século XVIII. A milha é a distância percorrida em uma passada. aos sistemas locais. baseados nos costumes e nas tradições. Os padrões de peso mais antigos até hoje conhecidos datam do quarto milênio antes de Cristo. argila ou ligas metálicas. em 1215. o surgimento das cidades e dos sistemas de trocas. espalha -se pela Judéia.

embora o Parlamento britânico tenha decidido pela adesão do país ao Sistema Internacional de Unidades. as unidades de medidas tradicionais passam a ser definidas em função do Sistema Internacional de Unidades. A população.A .m/ Kg.m/s 1 Newton Hertz radiano Pascal Joule Watt Coloumb Volt N Hz rad Pa J W C V W/A m/m N/m N.Kg J/s.m. o sistema métrico é oficialmente permitido desde 1866 e. em 1959.5 pequenas modificações. Atualmente.s ) Kg.m /s Kg. Nos anos 60.m J/s 1 Kg/(m.K) Kg.K ² ² ² ² ² ² ² 1/s 1/s² m /(s . também tem resistido em abandonar as antigas medidas.m/K. Nos Estados Unidos.m /s³.s Kg. no entanto.K N/m ² ² ² ² ² ² ² Hz Hz² N. a população inglesa continua utilizando o antigo sistema em seu dia-a-dia. o país inicia um movimento de conversão para o Sistema Internacional. Existem sete unidades básicas do SI que estão na tabela abaixo: Grandeza Unidade Símbolo Comprimento Massa Tempo Corrente Elétrica Temperatura Quantidade de matéria Intensidade luminosa metro quilograma segundo Ampère kelvin mol candela m q s A K mol cd Segue abaixo as grandezas Físicas e suas unidades no sistema internacional. São grandezas cujas unidades são derivadas das unidades básicas do SI. Grandeza Unidade Símbolo Unidade sintética UnidadesBásicas Área Volume Densidade Concentração Aceleração Campo magnético Velocidade Velocidade angular Aceleração angular Calor específico Condutividade térmica Momento de Força Força Freqüência Ângulo Pressão Energia Potência Carga elétrica Tensão elétrica ² ² ² ² ² ² ² ² ² ² m² m³ Kg/m³ mol/m³ m/s² A/m m/s Rad/s Rad/s² J/kg.m /s Kgm /s³ A.K W/m.

Ohm Farad Henry Webwe Tesla F H Wb T V/A A.m /s .6 Resistência elétrica Capacitância Indutância Fluxo magnético Densidade do Fluxo mag.s/V Wb/A V. fluxo de energia corrente elétrica carga elétrica tensão elétrica resistência elétrica condutância capacitância temperatura Celsius Nome metro metro quadrado metro cúbico radiano segundo hertz metro por segundo metro por segundo por segundo quilograma quilograma por metro cúbico metro cúbico por segundo mol newton pascal joule watt ampère coulomb volt ohm siemens farad grau Celsius Plural metros metros quadrados metros cúbicos radianos segundos hertz metros por segundo metros por segundo por segundo quilogramas quilogramas por metro cúbico metros cúbicos por segundo mols newtons pascals joules watts ampères coulombs volts ohms siemens farads graus Celsius Símbolo m m² m³ rad s Hz m/s m/s² kg kg/m³ m³/s mol N Pa J W A C V S F ºC .s Wb/m Kg.m /(s³.A Prefixos do Sistema Internacional: os principais prefixos são: Nano(n): 10^-9 Micro( ):10^-6 Mili(m): 10^-3 Kilo(k): 10^3 Mega(M): 10^6 Giga(G): 10^9 Principais Unidades SI Grandeza comprimento área volume ângulo plano tempo freqüência velocidade aceleração massa massa específica vazão quantidade de matéria força pressão trabalho.A ) A .A Kg/s .(s^4)/kg. energia quantidade de calor potência.m /(s .m Kg.A ) Kg.

sem restrição de prazo Grandeza Nome Plural Símbolo Equivalência volume litro litros l ou L 0.186 8 J m² 9.806 65 N 1 852 m (1852/3600)m/s hectare hectares quilograma. mercúrio caloria calorias cal ha kgf 4.001 m³ ângulo plano grau graus º p/180 rad ângulo plano minuto minutos ´ p/10 800 rad ângulo plano segundo segundos ´´ p/648 000 rad massa tonelada toneladas t 1 000 kg tempo minuto minutos min 60 s tempo hora horas h 3 600 s velocidade rotação rotações rpm p/30 rad/s angular por minuto por minuto Algumas Unidades fora do SI.7 temp. admitidas temporariamente Grandeza pressão pressão pressão quantidade de calor área Nome Plural Símbolo Equivalência atmosfera atmosferas atm 101 325 Pa bar bars bar Pa milímetro milímetros 133.quilogramasforça força força milha milhas comprimento marítima marítimas velocidade nó nós Principais prefixos das Unidades SI Nome Símbolo Fator de multiplição da unidade tera T = 1 000 000 000 000 giga G = 1 000 000 000 .322 Pa de mmHg de mercúrio aprox. termodinâmica intensidade luminosa fluxo luminoso iluminamento kelvin candela lúmen lux kelvins candelas lúmens lux K cd lm lx Algumas Unidades em uso com o SI.

000 000 001 = 0.8 mega quilo hecto deca deci centi mili micro nano pico M k h da d c m µ n p = 1 000 000 10³ = 1000 10² = 100 10 unidade = 0.853 km 1 BRAÇA 2.000 001 = 0.2 m Área 1 M² 10000 cm² 1 CM² 100 mm² 1 ARE (A) 100 m² 1 HECTARE (HA) 100 A 1 HECTARE (HA) 10000 m² 1 ACRE 4064 m² 1 ALQUEIRE 24200 m² PAULISTA 1 ALQUEIRE MINEIRO 48400 m² .54 cm 1 PÉ 30.38 lb 1 ARROBA 14.1 = 0.001 = 0.01 = 0.48 cm 1 JARDA 0.352 g 1 LIBRA (lb) 16 oz 1 LIBRA (lb) 453.6093 km 1 MILHA MARÍTIMA 1.205 g 1 ONÇA (oz) 28.000 000 000 001 Massa 1 QUILOGRAMA (kg) 1000 g 1 TONELADA (T) 1000 kg 1 QUILATE 0.6 g 1 ARROBA 32.914 m 1 MILHA 1.687 kg Distância 1 METRO 10O cm 1 QUILÔMETRO (km) 1000 m 1 POLEGADA 2.

profundidades. ainda são usadas unidades tradicionais de origem consuetudinária ou de sistemas anteriores à elaboração do SI. Já que a aresta vermelha esta na posição vertical. larguras. COMPRIMENTO Metro (m).792. Caso você não saiba ou não se lembre.9 Principais grandezas O Sistema Internacional de Unidades (SI) é o mais aceito em todo o mundo. já que são todas iguais. Utilizamos medidas de comprimento para a medição de alturas. e também as demais. ou seja. por exemplo. todas as suas arestas possuem o mesmo tamanho. Pela figura identificamos que a aresta vermelha. Esta é a medida do seu comprimento . Comprimento Vamos entender o que é uma medida de comprimento analisando o cubo ao abaixo . ele mede 5 m de altura. . No entanto. Nosso cubo em estudo possui doze arestas. tem uma medida linear de 5 m. você tem como medir o seu comprimento. A aresta do cubo só tem uma dimensão. todos estes exemplos tem apenas uma dimensão. unidade SI: distância percorrida pela luz no vácuo em um intervalo de tempo igual a 1/299. podemos utilizá-la para medir a altura do cubo. sendo onze pretas e uma vermelha. Como você pode notar. as arestas de um cubo são as linhas originadas pelo encontro de suas faces. mas não a sua espessura. Como todas as seis faces de um cubo são formadas por quadrados iguais. Comprimentos são extensões unidimensionais .458 s.

Área ou Superfície Agora o nosso cubo tem a sua face frontal em rosa. portanto não é uma unidade de medida linear que possui apenas uma dimensão. O expoente 3 do m3 nos diz que esta é uma unidade de medida com três dimensões . O volume do nosso cubo é obtido através do produto 5 m . O expoente 2 do m2 indica que esta é uma unidade de medida com duas dimensões . nem bidimensional que só possui duas. 25 m2. portanto.001 m³. com a mesma medida. Qual é a superfície desta face? Quando falamos em superfície estamos falando em área. pois como podemos ver na figura.10 ÁREA Metro quadrado (m²). Qual é o volume deste cubo? O volume é o espaço ocupado por um sólido. o seu comprimento . altura e base . Volumes são extensões tridimensionais . por exemplo. portanto não é uma unidade de medida linear que só possui uma dimensão. largura e profundidade . ou seja. Litro (l): 0. a face que estamos analisando possui uma altura de 5 m e uma base. a área das faces possui duas dimensões. . unidade SI: cubo com arestas iguais a um metro. 5 m que é igual a (5 m) 3. Como este cubo tem uma aresta de 5 m. Normalmente para líquidos utilizamos o termo capacidade . igual a 53 m3 que resulta em 125 m3. 5 m que é igual a (5 m) 2. Nosso cubo possui altura . Volume e Capacidade Agora cubo está todo em rosa. possui três dimensões. Diferentemente da aresta que possui apenas uma dimensão. a área das suas faces será igual a 5 m . VOLUME Metro cúbico (m³). Áreas são extensões bidimensionais . unidade SI: área de um quadrado com lado igual a um metro. igual a 5 2 m2. que por se tratar de um cubo. 5 m .

VELOCIDADE Metro por segundo (m/s ). FREQUÊNCIA . unidade SI: tempo correspondente a 9. o que nos permite transformações de unidade de medida de volume em unidades de medida de capacidade e vice -versa. unidade SI: massa do protótipo internacional do quilograma. ÂNGULO PLANO Radiano (rad ou rd ). TEMPO Segundo (s ). unidade SI: distância percorrida em um segundo.770 ci clos de radiações emitidas entre dois níveis de energia do átomo de césio 133.6 m/s ou 0. ACELERAÇÃO ANGULAR Radiano por segundo ao quadrado (rad/s²). tendo o vértice no centro de uma esfera. unidade SI: ângulo plano entre dois raios de um círculo que forma um arco de circunferência com o comprimento igual ao do raio. MASSA Quilograma (kg ).11 Como unidades de capacidade também são unidades de volume. 631. unidade SI: velocidade de rotação de um corpo. Unidades de velocidade tradicionais ± Quilômetro por hora (km/h): 1/3.192. por exemplo. ÂNGULO SÓLIDO Esterradiano (sr ). unidade SI: constante de vari ação de velocidade. 1 m3 equivale a 1000 ml. unidade SI: ângulo sólido que. Unidade de velocidade angular tradicional ± Rotação por minuto (rpm): p/30 rad/s ACELERAÇÃO Metro por segundo ao quadrado (m/s²).27777 m/s. pod emos estabelecer relações como. leva a um corte em sua superfície com área igual a de um quadrado com lados iguais ao raio da esfera. VELOCIDADE ANGULAR Radiano por segundo (rad/s ). um padrão construído com uma liga de platina e irídio. unidade SI: constante de variação de velocidade angular.

na direção da força. unidade SI: número de ciclos completos por segundo (Hz s -¹) FORÇA Newton (N).12 Hertz (Hz). PRESSÃO Pascal (Pa). unidade SI: força constante de 1N sobre uma superfície plana de 1m (Pa N/m ). POTÊNCIA Watt (W ). DIFERENÇA DE POTENCIAL . unidade SI: energia necessária para uma força de 1N produzir um deslocamento de 1m (J N/m).600 C. O fluxo de energia (elétrica. unidade SI: quantidade de eletricidade com intensidade constante de 1A que atravessa a seção de um condutor durante 1s (C sA). situados no vácuo e com 1 m de distância entre si. Unidade de carga elétrica tradicional Ampère -hora (Ah): 3. unidade SI: intensidade do fluxo de energia no interior de um ângulo sólido igual a 1sr. unidade SI: potência necessária para exercer uma energia de 1 J durante um segundo (W J/s). CORRENTE ELÉTRICA Ampère (A). sonora. INTENSIDADE ENERGÉTICA Watt por esterradiano (W/sr). ENERGIA Joule (J). térmica ou luminosa) também é medido em watt. unidade SI: força que imprime uma aceleração de 1 m/s a uma massa de 1 kg (kgm/s ). unidade SI: corrente elétrica constante capaz de produzir uma força igual a 2 × 10 N entre dois condutores de comprimento infinito e seção transversal desprezível. CARGA ELÉTRICA Coulomb (C).

unidade SI: resistência de um elemento de um circuit o que. que corresponde às condições de temperatura e pressão em que a água em estado líquido. unidade SI: tensão elétrica e xistente entre duas seções transversais de um condutor percorrido por uma corrente constante de 1A. unidade SI: indutância de um elemento passivo de um circuito em cujos terminais se induz uma tensão constante de 1V quando percorrido por uma corrente que varia na razão de 1A por segundo (H Vs/A ou Ws). INDUTÂNCIA ELÉTRICA Henry (H). unidade SI: intensidade luminosa emitida em uma determinada direção por uma fonte de radiação monocromática com freqüência igual a 540 × 10¹ Hz e com uma intensidade energética de 1/683 watt por esterradiano. unidade SI: capacitância de um elemento de um circuito que. RESISTÊNCIA ELÉTRICA Ohm ( ).012 kg de carbono. unidade SI: quantidade de matéria de um sistema que reúne tantas entidades elementares (partículas que devem ser especificadas) quanto o número de átomos contidos em 0. INTENSIDADE LUMINOSA Candela (cd). QUANTIDADE DE MATÉRIA Mol (símbolo mol). ao ser carregado com uma quantidade de eletricidade constante igual a 1C.15°C).16 da temperatura termodinâmica do ponto tríplice da água. CAPACITÂNCIA ELÉTRICA Farad (F ). faz circular uma corrente constante de 1A ( V/A). FLUXO LUMINOSO .13 Volt (V). quando a freqüência dissipada entre as duas seções é igual a 1W (V W/A). TEMPERATURA Kelvin (K). o vapor de água e o gelo estão em perfeito equilíbrio. unidade SI: fração de 1/273. O ponto zero da escala (0°K) é igual ao zero absoluto (-273. apresenta uma tensão constante igual a 1V (F C/V). submetido a uma diferença de potencial de 1V entre seus terminais.

14 Lúmem (lm ). unidade SI: iluminamento de uma superfície plana de 1 m que recebe um fluxo luminoso perpendicular de 1lm (lx lm/m ).001 0. igual a 8 bits contíguos.01 0.000 001 . byte (byte): 8 bits de informação. Byte: é a unidade básica de memória de computadores.01 0. Múltiplos e Submúltiplos Os múltiplos e submúltiplos mais frequentemente utilizados estão expostos na tabela a seguir: Tabela de Múltiplos e Submúltiplos mais Utilizados das Unidades de Medida Múltiplos múltiplo quilo hecto deca sigla relação com a unidade k h da mil vezes a unidade cem vezes a unidade dez vezes a unidade Submúltiplos submúltiplo deci centi mili sigla relação com a unidade d c m décima parte da unidade centésima parte da unidade milésima parte da unidade Abaixo temos a tabela completa com todos os múltiplos e submúltiplos definidos: Tabela Completa de Múltiplos e Submúltiplos das Unidades de Medida Múltiplos múltiplo sigla fator multiplicador yotta zetta exa peta y Z E P 1 000 000 000 000 000 000 000 000 1 000 000 000 000 000 000 000 1 000 000 000 000 000 000 1 000 000 000 000 000 Submúltiplos submúltiplo sigla fator multiplicador deci centi mili micro d c m µ 0. unidade SI: fluxo luminoso com intensidade de 1c d emitido no interior de um ângulo sólido igual a 1sr (lm cd/sr). INFORMÁTICA Bit: menor unidade de armazenament o de informações em computadores e sistemas informatizados. ILUMINAMENTO Lux (lx).

seus múltiplos e submúltiplos do Sistema Métrico Decimal . Nesta medição a unidade de medida utilizada será o metro ou metro linear .000 000 000 001 0. dependendo da unidade . Áreas são medidas em metros quadrados . A conversão de uma unidade para outra unidade dentro da mesma grandeza é realizada multiplicando-se ou dividindo-se o seu valor pelo fator de conversão.15 tera giga mega quilo hecto deca T G M k h da 1 000 000 000 000 1 000 000 000 1 000 000 1 000 100 10 nano pico femto atto zepto yocto n p f a z y 0. é necessário que saibamos a área deste cômodo.SI: Subconjunto de Unidades de Medida do Sistema Métrico Decimal Medida de Capacidade Volume Área Grandeza Litro Metro Cúbico Fator Múltiplos 10 kl hl hm3 hm2 hm hg dal dam3 dam2 dam dag Unidade Submúltiplos l m3 m2 m g dl dm3 dm2 dm dg cl cm3 cm2 cm cg ml mm3 mm2 mm mg 1000 km3 km2 km kg Metro Quadrado 100 10 10 Comprimento Metro Massa Grama Observe que as setas que apontam para a direita indicam uma multiplicação pelo fator multiplicador (10. segundo o Sistema Internacional de Unidades . 100 ou 1000 dependendo da unidade de medida). Veja a tabela a seguir na qual agrupamos estas principais unidades de medida.000 000 000 000 000 001 0. A unidade de medida utilizada na medição de capacidades é o litro. a unidade de medida utilizada nesta medição seria o metro cúbico . Se você for fazer uma saborosa torta de chocolate.000 000 000 000 001 0.000 000 000 000 000 000 000 001 Utilização das Unidades de Medida Quando estamos interessados em saber a quantidade de líquido que cabe em um recipiente. precisará comprar cacau e o mesmo será pesado para medirmos a massa desejada. O volume interno de um recipiente é chamado de capacidade . é necessário que a meçamos. na verdade estamos interessados em saber a sua capacidade .000 000 000 000 000 000 001 0. Se estivéssemos interessados em saber o volume do recipiente em si. Para ladrilharmos um cômodo de uma casa. Para sabermos o comprimento de uma corda. assim como as setas que apontam para a esquerda indicam uma divisão também pelo fator. A unidade de medida de massa é o grama .000 000 001 0.

temos que 1 dm3 equivale a 1 l. medida esta equivalente a 1 l.000 por 10 apenas uma vez: Isto equivale a passar a vírgula uma casa para a esquerda. Como um litro equivale a 1. Como 1. portanto 1 m3 é equivalente a 1. podemos afirmar que 1 cm3 equivale a 1 ml. . Poderíamos também raciocinar da seguinte forma: Como 1 m3 equivale a 1 kl. quando então passaremos dois níveis à direita.000 l.000 cm3. Multiplicaremos então 1 por 10 duas vezes: Portanto: 100 dal equivalem a 1 m3. Equivalência entre medidas de volume e medidas de capacidade Um cubo com aresta de 10 cm terá um volume de 1. tantas vezes quantos forem o número de níveis de uma unidade a outra. Exemplos de Conversão entre Medidas de Volume e Medidas de Capacidade Quantos decalitros equivalem a 1 m3? Sabemos que 1 m3 equivale a 1. passaremos um nível à esquerda.000 ml . portanto para convertermos de litros a decalitros . Dividiremos então 1. basta fazermos a conversão de 1 kl para decalitros .000 dm 3 equivalem a 1 m3. 1.000 l. que equivalem a 1 kl.16 original estar à esquerda ou à direita da unidade a que se pretende chegar.000 cm 3 equivalem a 1 dm3.

mas as formas encontradas sofriam variações e não possuíam um padrão de precisão. e da mesma forma foram desenvolvidos sistemas de unidades para que as mesmas pudessem ser comparadas em escalas menores e maiores. ou seja.17 Conclusão: Com a evolução da humanidade. pois com a globalização havia a necessidade de que todos em qualquer lugar do mundo fosse capaz de fazer essas medições com precisão. . a sociedade se viu com necessidade de medir as coisas as grandezas. Na antiguidade muitos começaram. daí o nome unidade de medida . essas unidades foram aperfeiçoadas com o avanço da tecnologia. comparar essas grandezas. Com o passar do tempo foram encontradas várias coisas diferentes que precisavam ser medidas. Ainda também foram criados as formas de medição de uma unidade com relação a outra como velocidade que se mede a distancia pelo tempo (m/s). era preciso ter um padrão.

matemáticadidatica.br/consumidor/unidLegaisMed.18 Bibliográfia: Sites acessados entre 14 e 27 de fevereiro: Sites: www.coladaweb.gov.asp www.htm .com/fisica/unidades -de-medida www.aspx www.inmetro.br/~jackson/medidas.br/sistemasdemedida.com.infoescola.portalchapeco.com.com/fisica/fisica-geral/unidades-de-medida-e-principais-grandezas www.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful