Você está na página 1de 8

FUNDAMENTOS

Antes de tocarmos o nosso instrumento, é muito importante você conhecer cada parte dele.

FUNDAMENTOS Antes de tocarmos o nosso instrumento, é muito importante você conhecer cada parte dele.

AS NOTAS NO BRAÇO DA GUITARRA

Saber encontrar as notas no braço da guitarra fará você saber o que realmente está tocando, isso também te ajudará a crescer musicalmente.

1 Notas musicais e cifra

As notas musicais

naturais são sete: DÓ - RÉ - MI - FÁ - SOL - LÁ SI

Cifras - A cifra é um meio de representação das notas musicais que já conhecemos “por extenso” (dó, ré, mi, fá sol, lá, si), substituindo-as pelas letras do alfabeto:

sol, lá, si), substituindo -as pelas letras do alfabeto: 2 – Nome das cordas soltas 1ª

2 Nome das cordas soltas

1ª Corda aguda

Mi

(E)

2ª Corda

Si (B)

3ª Corda

Sol (G)

4ª Corda

(D)

5ª Corda

(A)

6ª Corda

Mi

(E)

Si (B) 3ª Corda Sol (G) 4ª Corda Ré (D) 5ª Corda Lá (A) 6ª Corda

MÃO DIREITA POSTURA E EXERCÍCIOS BÁSICOS

MÃO DIREITA – POSTURA E EXERCÍCIOS BÁSICOS Existem muitas formas de segurar a palheta. A mais

Existem muitas formas de segurar a palheta. A mais comum é entre o dedo polegar e a lateral do dedo indicador, como demonstra a figura ao lado. É muito importante manter o pulso relaxado nos movimentos.

1 - Dicas

A Pratique sempre a palhetada alternada

B A forma de tocar as cordas com a palheta também é muito importante,

podendo ser um ataque bem frontal ou angular.

C Procure ser econômico nos movimentos. Isso resulta em maior velocidade e

precisão.

D Dê preferencia a palhetas mais grossas, pois além de terem uma sonoridade

mais grave e encorpada, são mais firmes.

uma sonoridade mais grave e encorpada, são mais firmes. O antebraço deve se posicionar de maneira

O antebraço deve se posicionar de maneira que a mão direita fique apoiada na ponte da guitarra como demonstra a figura ao lado.

Agora veremos os 4 sentidos de palhetadas que usaremos na guitarra:

Π= palhetada para baixo

V= palhetada para cima

A) П П П П - 4 palhetadas para baixo

B) Λ Λ Λ Λ - 4 palhetadas para cima

C) П Λ П Λ - 4 palhetadas alternadas (começando com a 1ª para baixo )

D) Λ П Λ П - 4 palhetadas alternadas (começando com a 1ª para cima)

Exercícios em Cordas Soltas

Exercícios em Cordas Soltas MÃO ESQUERDA – POSTURA E EXERCÍCIOS BÁSICOS 1 - Dicas Agora incluiremos

MÃO ESQUERDA POSTURA E EXERCÍCIOS BÁSICOS

Soltas MÃO ESQUERDA – POSTURA E EXERCÍCIOS BÁSICOS 1 - Dicas Agora incluiremos a mão esquerda

1 - Dicas

Agora incluiremos a mão esquerda nos próximos exercícios, mas, devemos também observar a postura correta da mesma, para que o exercício flua com naturalidade. A palma da mão deve se posicionar paralela ao braço do instrumento, enquanto o dedo polegar deve se posicionar mais ou menos no meio do braço da guitarra (por trás). Os dedos 1, 2, 3 e 4 devem ser posicionados o mais vertical possível, e também próximo ao traste (veja a figura ao lado), pois dessa maneira faremos menos força ao pressionar as cordas.

A Mantenha os dedos o mais próximo possível do braço.

B Ao pressionar as cordas use sempre as pontas dos dedos.

C Pressione as cordas próximas do traste da frente, caso contrário terá que fazer

mais força para obter a sonoridade correta.

Independência dos Dedos da Mão Esquerda

Independência dos Dedos da Mão Esquerda GUITARRA RÍTMICA – INICIAÇÃO AOS ACORDES Para se formar um

GUITARRA RÍTMICA INICIAÇÃO AOS ACORDES

Para se formar um acorde precisamos de no mínimo 3 notas, e essas notas podem ser combinadas de várias formas. Esses acordes formados por 3 notas são chamados de tríades. O acorde nos fornece importantes informações:

O nome, que é dado pela nota principal (Tônica) do acorde. É baseado nela que o acorde é construído.

A harmonia, que é definida pelas outras duas notas somadas a nota principal. A relação entre as notas é que definirá a “cor” ou sonoridade de cada acorde.

Ex.: Os acordes de C, Cm e C7 são formados pela mesma tônica, a nota dó, mas tem harmonias diferentes por causa das outras notas que compõe cada acorde. O acorde de C é formado pelas notas: C, E e G, enquanto o Cm pelas notas: C, Eb e G, e o C7 além das notas: C, E e G, contém a nota B (7ª).

Cada acorde tem uma sonoridade diferente, portanto uma aplicação também diferente. Futuramente deve-se estudar esse assunto de maneira mais detalhada, mas nessa primeira fase vamos estudar alguns acordes básicos que você encontra nos cartões de acordes.

Primeiras Sequências

Uma simples sequência de acordas pode gerar sonorida des e um estudo muito interessante quando damos uma atenção especial a parte rítmica:

= Toque o acorde palhetando para baixo.quando damos uma atenção especial a parte rítmica: = Toque o acorde palhetando para baixo e

= Toque o acorde palhetando para baixo e logo em seguida para cima.a parte rítmica: = Toque o acorde palhetando para baixo.   Célula Rítmica     Contagem

 

Célula Rítmica

   

Contagem

 
1 2 3 4
1 2 3 4
1 2 3 4
1 2 3 4

1

2

3

4

1 2 3 4 e
1 2 3 4 e
1 2 3 4 e
1 2 3 4 e

1

2

3

4e

1 2 e 3 4
1 2 e 3 4
1 2 e 3 4
1 2 e 3 4

1

2e

3

4

1 2 e 3 4 e
1 2 e 3 4 e
1 2 e 3 4 e
1 2 e 3 4 e

1

2e

3

4e

1 e 2 e 3 e 4 e
1 e 2 e 3 e 4 e
1 e 2 e 3 e 4 e
1 e 2 e 3 e 4 e

1e

2e

3e

4e

1 e 2 e 3 e 4 e
1 e 2 e 3 e 4 e
1 e 2 e 3 e 4 e
1 e 2 e 3 e 4 e

1e

2e

3e

4e

No primeiro quadro devemos tocar cada acorde 4 vezes palhetando para baixo, e

logo após repetir o mesmo processo no próximo acorde.

No segundo quadro palhetamos para baixo 3 vezes e no tempo 4 palhetamos

para baixo e para cima, repetindo o mesmo processo no próximo acorde.

No terceiro quadro palhetamos para baixo nos tempos 1, 3 e 4, enquanto no

tempo

para cima.

próximo acorde.

O mesmo processo é repetido no

2

se

palheta para baixo e

No quarto quadro nos tempos

tempos 2 e 4 palhetamos para baixo e para cima, fazendo o mesmo no próximo acorde.

3 palhetamos para baixo, enquanto nos

1

e

No quinto quadro apenas no tempo 1 palhetamos para baixo, enquanto nos

tempos 2,

4 palhetamos para baixo e para cima. O mesmo deve ser feito no

próximo acorde.

3 e

No sexto quadro palhetamos para baixo e para cima nos 4 tempos e repetimos o

mesmo processo no próximo acorde.

OBS: cada sequência deve ser repetida 4 vezes.

Agora toque as sequências sugeridas abaixo variando as células rítmicas de acordo com o quadro acima:

1) G

C

2) Am

D7

3) Em

A

4) C

Dm

5) B7

E

6) G7

C

Crie outras sequencias de acordes usando o mesmo raciocínio e use como referência os cartões de acordes fornecidos junto com seu instrumento.

os cartões de acordes fornecidos junto com seu instrumento. Ricardo Soares é músico profissional e ministra

Ricardo Soares é músico profissional e ministra aulas n o Instituto de

C

o rda s (www.ins titutode co rdas .com.br) além de clínica s e wo rk shops . É

e

ndorse e: Tagima, B asso, Nig Music, S parfle x , Landscape A udio, S e rgio

Rosar, Lost Dog. www.ricardosoares.net