Você está na página 1de 17

Rádio Freqüência: Uma Nova

Tecnologia de Armazenagem

Michael Stefanuto
Marcio A. de Oliveira
Identificação por Rádio Freqüência (RFID)
Nova Tecnologia de Coleta Automática de
Dados

Composto Basicamente por:


• Antena
• Transceiver ( Com decodificador )
• Transponder ( RF TAG )
RF TAG
Diversos Formatos e Tamanhos:
• Pastilhas;
• Argolas;
• Cartões;
• Retangulares e etc.
Encapsulamento:
• Vidro;
• Plástico.
Categorias de RF TAG

• Ativos
• Passivos

Quanto a Operação:
• Sistemas de Baixa Freqüência (30-500 KHz)
• Sistemas de Alta Freqüência (850-950 MHz) e
(2.4-2.5 GHz)
ANTENAS
TRANSCEIVER
POR QUE SEM FIO?

Utilizando tecnologia de rádio


freqüência(RF) combinam-se conectividade
de dados com mobilidade do usuário:
• Mobilidade;
• Rapidez e Simplicidade na Instalação;
• Flexibilidade de Instalação;
• Custo Reduzido / Ambientes Dinâmicos;
• Escalabilidade.
FASES DO PROCESSO
TRADICIONAL

• 1-Levantamento de dados
• 2-Transporte
• 3-Planilhamento
• 4-Digitação
• 5-Processamento
FASES DO PROCESSO
AUTOMATIZADO

• 1-Coleta e processamento de dados


• 2-Transmissão de dados
VANTAGENS COM O SISTEMA DE RF

• LEITURA SEM CONTATO E


VISUALIZAÇÃO;
• SIMPLICIDADE E FACILIDADE DE
USO
• QUALIDADE;
• CONFIABILIDADE;
• TEMPO;
• REDUÇÃO DE CUSTOS.
• COLETORES PORTÁTEIS
Segurança das Transmissões &
Segurança de Uso
TRANSMISSÕES
• Origem Militar;
• Mais seguras que as cabeadas;
• Técnicas de Criptografia;
• Nós individuais (habilitação) para trafegar na rede.
USO
• Potência de saída muito baixa (menor do que telefones);
• Pessoas que circundam a área não terão nenhuma
exposição às ondas de RF;
• Atendem a regulamentos industriais e governamentais de
segurança.
Algumas Aplicações
Apontamento da Produção
Cada coletor controla um ponto
estratégico da linha de produção,
apontando a Ordem de Produção,
bem como o responsável, a
duração, a atividade e a máquina
aplicada para cada processo fabril.
Desta forma, a empresa têm o
exato conhecimento de todo o
processo produtivo antes, durante
e depois da fabricação de cada
produto.
Algumas Aplicações
Inventário de Peças
• O sistema de estoques envia
os dados para o coletor, que
orienta o inventariante
sobre o local da peça. O
inventariante, lê a prateleira
e o códigoi do produto
informando a quantidade
aferida.
• Todas inconsistências são
resolvidas JIT.
Algumas Aplicações
Expedição de Produto
Acabados

• Para sua linha paletizada,


adotou coletores portáteis que
recebem o Pick List e
comandam toda Expedição.

• Automaticamente, as Notas
Fiscais são emitidas após a
carga, reduzindo o recall a
Zero.
E o Custo?

O custo do sistema de RF
é maior inicialmente, mas
ao longo do tempo é
compensado na
manutenção e extensão ou
alteração da rede,
tornando-o mais atrativo.
Conclusão
Flexibilidade e mobilidade tornam as redes por RF
efetivas extensões, e uma alternativa atrativa para redes
cabeadas. As redes por RF oferecem toda a
funcionalidade das redes cabeadas, sem as limitações
físicas dos cabos. As configurações das redes por RF
variam de uma simples topologia ponto-a-ponto a redes
mais complexas oferecendo dados distribuídos,
conectividade, e mobilidade. Além de oferecer
mobilidade ao usuário final dentro do ambiente da rede,
as redes por RF possibilitam redes portáteis, permitindo
que as redes se movimentem com o conhecimento dos
trabalhadores que as usam.
Bibliografia

Sites de Empresas da Área de Logística na


Internet:
• www.trixtec.com.br
• www.aim.com.br
• www.ezavel.com.br
• www.intermec.com.br
• www.logit.com.br