Você está na página 1de 2

Ambiguidade

A duplicidade de sentido, seja de uma palavra ou de uma expresso, d-se o nome de ambiguidade. Ocorre geralmente, nos seguintes casos: M colocao do Adjunto Adverbial Exemplos: Crianas que recebem leite materno frequentemente so mais sadias. As crianas so mais sadias porque recebem leite frequentemente ou so frequentemente mais sadias porque recebem leite? Eliminando a ambiguidade: Crianas que recebem frequentemente leite materno so mais sadias. Crianas que recebem leite materno so frequentemente mais sadias. Uso Incorreto do Pronome Relativo Gabriela pegou o estojo vazio da aliana de diamantes que estava sobre a cama. O que estava sobre a cama: o estojo vazio ou a aliana de diamantes? Eliminando a ambiguidade: Gabriela pegou o estojo vazio da aliana de diamantes a qual estava sobre a cama. Gabriela pegou o estojo vazio da aliana de diamantes o qual estava sobre a cama. Observao: Neste exemplo, pelo fato de os substantivos estojo e aliana pertencerem a gneros diferentes, resolveu-se o problema substituindo os substantivos por o qual/a qual. Se pertencessem ao mesmo gnero, haveria necessidade de uma reestruturao diferente. M Colocao de Pronomes, Termos, Oraes ou Frases Aquela velha senhora encontrou o garotinho em seu quarto. O garotinho estava no quarto dele ou da senhora? Eliminando a ambiguidade: Aquela velha senhora encontrou o garotinho no quarto dela. Aquela velha senhora encontrou o garotinho no quarto dele. Ex.: Sentado na varanda, o menino avistou um mendigo. Quem estava sentado na varanda: o menino ou o mendigo? Eliminando a ambiguidade: O menino avistou um mendigo que estava sentado na varanda. O menino que estava sentado na varanda avistou o mendigo. Por Marina Cabral Especialista em Lngua Portuguesa e Literatura Equipe Brasil Escola Redao - Brasil Escola