Você está na página 1de 1

MARCONDES, Danilo. A problemtica filosfica no sculo XX. In: ________ . Iniciao histria da filosofia: dos pr-socrticos a Wittgenstein . 7 ed.

. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2002, pp. 251-256. 1 O projeto moderno consiste em buscar fundamentaes que justifiquem o estudo da subjetividade, do individuo considerado como ser pensante como objeto da cincia e que, consequentemente, seja passvel de se construir um conhecimento sobre essa relao homem-subjetividade. 2 A partir do sculo XIX esse projeto entra em crise, devido as crticas de Hegel e de Marx. Hegel apontava a necessidade de estudar a formao da conscincia como fenmeno histrico, enquanto que Marx criticava os pressupostos idealistas desse projeto moderno. Alm disso, o Romantismo punha severa crtica ao racionalismo e ao empirismo como meios de se compreender a relao do homem com a realidade. 3 Diante dessas crticas ao projeto moderno, uma nova proposta surge: o estudo da linguagem. A linguagem surge como meio de apreenso dessa subjetividade devido a dois elementos: 1) a linguagem se estabelece como instncia mediadora entre a subjetividade e o mundo e 2) a linguagem constituda de elementos lgicos que so passveis de estudo que obedecem ao mtodo cientfico. 4 Trs fontes do saber cientfico rompem com a noo de centralidade do homem. A primeira a teoria heliocntrica de Coprnico que demonstra que a terra no ocupa posio central no universo. A segunda fonte a teoria evolucionista de Darwin que pe o homem no mesmo patamar que os animais. A origem do homem passa de um atributo divino para a ao da seleo natural, que necessita a luta e a adaptao para que surja a vida. A terceira fonte a Psicanlise que demonstra que o homem regido por motivaes inconscientes a qual a conscincia tem nenhum controle. 5 Duas transformaes contemporneas trouxeram novas questes acerca da maneira de conceber o homem. A revoluo da informtica que trouxe a questo da inteligncia artificial. Essa revoluo coloca em questo a validade da inteligncia ser um atributo intrinsecamente humano. J a revoluo gentica que suscitam questes ticas sobre a manipulao da vida, tais como a clonagem de seres humanos, a insero de genes de espcies distintas em outro organismo.