Você está na página 1de 4

Lanamento oblquo

o lanamento cuja trajetria parablica.

y
V0x
g

V0x
V0y

V0x

V0x

V0

V0y

V0y

V0x

V0y
x

A velocidade inicial do movimento faz com a horizontal um ngulo , chamado


ngulo de tiro. Nesse movimento a velocidade inicial V0, pode ser decomposta
em uma velocidade inicial vertical dada por V0y = V0 sen (decrescente em
mdulo, na subida, e crescente, em mdulo, na descida) e por uma velocidade
inicial na horizontal dada por V0x = V0 cos (constante durante todo o
movimento).
Na direo vertical existe acelerao constante e igual acelerao da
gravitacional g, isto temos nessa direo um MUV.
Na direo horizontal no existe acelerao, assim sendo temos a velocidade
nessa componente (x) constante e a acelerao igual a zero. Portanto temos um
MU.

Decomposio da velocidade inicial

V 0y

V0

V 0x

No tringulo retngulo, temos:

sen =

cos =

V0 y
V0
V0 x
V0

, portanto

V0 y = V0 sen

, portanto

V0 x = V0 cos

Na direo vertical (y) existe acelerao constante e igual acelerao


gravitacional g, isto , o espao e a componente vertical da velocidade variam
segundo um MUV.
Na direo horizontal (x) a componente horizontal da velocidade no sofre
alterao devido inexistncia de acelerao, o movimento uniforme.

- na direo horizontal (MU):

V x = V0 x = V0 cos = cons tan te

S x = V x .t = V0 cos .t (funo horria)

- na direo vertical (MUV):

V y = V0 y gt
(funo velocidade)

V y = V0 .sen gt

S y = S 0 y + V0 y .t
S y = V0 sen .t

gt 2
2

gt 2
2

(funo horria)

Observaes:
 Durante todo o movimento, a acelerao vertical, de cima para baixo, e
com mdulo igual ao da acelerao gravitacional g.
 No ponto mais alto da trajetria (vrtice da parbola), a componente
vertical da velocidade anula-se. Assim, no ponto mais alto da trajetria a
velocidade do mvel coincide com a componente horizontal da
velocidade V0x.
 Todas as consideraes acima foram feitas desprezando-se a resistncia
do ar.