Você está na página 1de 1

Chip implantado em braço salva garoto de seqüestro no

Ceará

Adolescente foi levado quando entrava na escola, nesta manhã


Lauriberto Braga
Agência Nordeste

FORTALEZA – Um adolescente de 17 anos, que foi seqüestrado na


manhã desta quinta-feira (26), em Fortaleza, já foi encontrado graças
ao chip que carrega implantado no braço, com tecnologia GPS. O
garoto, que já está em casa, é filho de um dos donos da empresa C
Rolim, um grupo de revendas de carros e de lojas de departamentos
no Ceará. A família não quis se pronunciar sobre o assunto.
O menino foi abordado por volta das 7h15, no momento em que
chegava ao colégio onde estuda no Centro da cidade, a escola Farias
de Brito, uma das mais tradicionais da Capital cearense. No local, os
seqüestradores fecharam a rua e trancaram o carro em que ele
estava. Os bandidos ainda conseguiram render o motorista e levaram
o garoto, após trocarem tiros com os seguranças da escola.
Alguns horas depois, a polícia conseguiu encontrar o menino,
seguindo as informações do chip que fica no braço do adolescente.
Ele estava em Mossoró, no Rio Grande do Norte, a 400 quilômetros
de Fortaleza. Os seqüestradores foram rendidos e presos sem ganhar
o resgate. Ninguém ficou ferido.
Esse foi o segundo caso de seqüestro no Ceará, este ano. O outro foi
de um empresário que, após 20 dias preso em um cativeiro,
conseguiu fugir sem pagar o resgate. Em 2007, a polícia registrou 17
casos de seqüestros no Estado, todos já foram desvendados.