Você está na página 1de 26

Lógica de

Profº Thiago Sousa Chiqueto


Programação
Pseudocódigos e Fluxogramas
Algoritmos - Introdução
• Um algoritmo é uma sequência de passos que resolve
algum problema ou alcança algum objetivo – um
algoritmo simplesmente diz o que deve ser feito.
• Exemplos:
• Uma receita culinária;

Profº Thiago S. Chiqueto


• Manual de instruções;

• Para resolver um problema através de um computador,


devemos definir como executar os passos para
solucionar o problema.
Introdução
• A definição de como os passos para solucionar um
problema serão executados é uma implementação do
algoritmo.

Profº Thiago S. Chiqueto


• Portanto o algoritmo é o pensamento descrito como uma
sequencia de passos que visam atingir um objetivo.

• Exemplo: Fazer um café.


• Colocar água para ferver.
• Preparar a garrada.
• Colocar o pó de café no coador.
• Assim que a água ferver despejar no coador
• Fechar a garrafa.
Introdução
• Qual a sua importância na programação?
• Representar o raciocínio independentemente
de detalhes computacionais, que podem ser
acrescentados mais tarde.
• Focalizar primeiro na resolução algorítmica

Profº Thiago S. Chiqueto


do problema, possibilitando depois mais
tarde codifica-la em qualquer linguagem de
programação.
Algoritmo
Importância do

Profº Thiago S. Chiqueto


Formas de Representação
de Algoritmos
• Dentre as formas mais conhecidas podemos citar:
• Descrição Narrativa
• Fluxograma
• Pseudocódigo, também conhecida como
linguagem estruturada ou portugol.

Profº Thiago Sousa Chiqueto


Descrição Narrativa
• Nesta forma os algoritmos são expressos
diretamente em linguagem natural.

Profº Thiago Sousa Chiqueto


Receita de Bolo: Cálculo da Média
Misture os Ingredientes. de um Aluno:
Unte a forma com Obter as suas 2 notas de
margarina.
provas.
Despeje a mistura na forma.
Calcular a média
Se houver coco ralado,
despeje sobre a mistura. aritmética.
Coloque no forno e espere Se a média for maior
30min. que 7,
Retire do forno e sirva. o aluno foi aprovado,
senão ele foi reprovado.
Fluxograma
• É uma representação gráfica de algoritmos onde
formas geométricas diferentes implicam ações
(instruções, comandos) distintos.
• É uma forma que facilita o entendimento das
ideias contidas nos algoritmos.

Profº Thiago Sousa Chiqueto


• Esta forma é aproximadamente intermediária à
descrição narrativa e ao pseudocódigo
(subitem seguinte), pois é menos imprecisa que a
primeira e, no entanto, não se preocupa com
detalhes de implementação do programa.
Fluxograma – Representação
Básica
Inicio e Fim de Programa Sentido do Fluxo

Processamento

Profº Thiago Sousa Chiqueto


Entrada de Dados

Decisão

Saída de Dados
Fluxograma Exemplo

Cálculo da média de um aluno sob a forma de um fluxograma:


Profº Thiago Sousa Chiqueto


inicio

n1,n2

MEDIA=(n1+n2)/
2

Profº Thiago Sousa Chiqueto


V MEDIA>= F
7

“Aprovado “Reprovad
” o”

fim
Alguns conceitos
importantes
• Variável

• Constante

Profº Thiago Sousa Chiqueto


• Tipos de Dados
Variável
• O dado tem a possibilidade de ser alterado
durante a execução do algoritmo
• Exemplos:
Cotação do dólar, peso de uma pessoa, índice de

Profº Thiago S. Chiqueto


inflação;
Constante
• Um dado é constante quando não sofre nenhuma
variação – seu valor é constante do inicio ao fim
da execução do algoritmo.
• Exemplos:

Profº Thiago S. Chiqueto


5, “Não Fume”, -0.58, V
Declaração de Variáveis
• No ambiente computacional, as informações
variáveis são guardadas em um dispositivo
eletrônico chamado de memória
• Essa memória pode ser imaginada como um
armário repleto de gavetas – os objetos a

Profº Thiago S. Chiqueto


serem guardados seriam os dados e as
variáveis as gavetas.
• Visto que na memória (armário), existem muitas
variáveis (gavetas), precisamos diferenciá-las
com os identificadores (etiquetas) com um
detalhe importante:
• Cada variável pode apenas armazenar objetos
de um mesmo tipo primitivo (material)
Tipos de Dados
• Inteiro: Toda informação numérica
(conjunto dos inteiros)
ex: Ele tem 15 irmãos
• Real: Toda informação numérica (conjunto

Profº Thiago S. Chiqueto


dos reais)
ex: Ela tem 1,73 m de altura.
• Caracter: composta de caracteres
alfanuméricos – números, alfabéticos e
especiais (%, #, @)
• Lógico: pode assumir apenas duas
situações:
ex: A porta pode estar aberta ou fechada.
Pseudocódigo
• Esta forma de representação de algoritmo é rica
em detalhes, como a definição dos tipos de
variáveis usadas no algoritmo.

• Por assemelhar-se bastante à forma em que os

Profº Thiago Sousa Chiqueto


programas são escritos, encontra muita
aceitação.
Pseudocódigo
• Representação textual dos passos envolvidos
para a resolução de um problema.

• Conjunto de regras que visam restringir e

Profº Thiago Sousa Chiqueto


estruturar o uso do português na representação
dos algoritmos.

• Aproxima-se do código fonte de linguagens de


programação atuais.
Pseudocódigo
representando um
algoritmo.
algoritmo exemplo1; //nome do algoritmo
inicio //inicio do
algoritmo
caracter:nome; //variável nome

Profº Thiago S. Chiqueto


escreva(“Digite seu nome”); //mensagem ao
usuário
leia(nome); //leitura de
nome
escreva(“O seu nome é”,nome);
//mensagem+conteúdo variável
fim //fim algoritmo
Comandos Básicos
• Declaração de Variáveis:
Sintaxe:
tipo_de_dados:nome_variavel;

Profº Thiago S. Chiqueto


Ex:
caracter:nome;
Tipo de dado

Nome da variável
Exemplo de um
algoritmo
• inicio //inicio do
algoritmo
• caracter:nome; //declaração da
variável nome
• escreva(“Digite seu nome”);

Profº Thiago S. Chiqueto


//mensagem ao
usuário
• leia(nome); //leitura de nome
• escreva(“O seu nome é”,nome);
//mensagem+conteúdo variável
• fim //fim algoritmo
Comandos Básicos
• Comando de saída de dados:
Sintaxe: escreva(“mensagem”);

Profº Thiago S. Chiqueto


Ex:
escreva(“escreva o seu nome”);

comando

Mensagem
Exemplo de um
algoritmo
• inicio //inicio do
algoritmo
• caracter:nome; //declaração da
variável nome
• escreva(“Digite seu nome”);

Profº Thiago S. Chiqueto


//mensagem ao
usuário
• leia(nome); //leitura de nome
• escreva(“O seu nome é”,nome);
//mensagem+conteúdo variável
• fim //fim algoritmo
Comandos Básicos
• Comando de entrada de dados:
Sintaxe: leia(variável);

Profº Thiago S. Chiqueto


Ex:
leia(nome);
leia(nome,sobrenome);
comando comando

Variável Mais de uma


variável
Exemplo de um
algoritmo
• inicio //inicio do
algoritmo
• caracter:nome; //declaração da variavel
nome
• escreva(“Digite seu nome”);

Profº Thiago S. Chiqueto


//mensagem ao
usuario
• leia(nome); //leitura de nome
• escreva(“O seu nome é”,nome);
//mensagem+conteúdo variável
• fim //fim algoritmo
Exercício
• Criar um algoritmo que receba 5 notas
e verifique qual a nota maior.
Representar o algoritmo em
fluxograma e pseudocódigo.

Profº Thiago S. Chiqueto