Você está na página 1de 2

FACULDADE CENECISTA DE VARGINHA

Administração e Ciências ontábeis: Reconhecimento pelo Decreto Federal Nº 76177/75 - D.O.


02/09/75Ciências Econômicas: Reconhecimento através de Portaria Ministerial Nº 242/91 - D.O.
22/02/91Sistemas de Informação: Reconhecimento através de Portaria Nº 4.562 - D.O. 29/12/05Direito:
Reconhecimento através de Portaria Nº 895 - D.O. 20/11/08

Disciplina: Comunicação Empresarial-COE

Professora: Lenise Grasiele de Oliveira

Por que estudar as normas da Língua Portuguesa?

“Vírgula pode ser uma pausa… ou não.


Não, espere.
Não espere.

Ela pode sumir com seu dinheiro.


23,4.
2,34.

Pode ser autoritária.


Aceito, obrigado.
Aceito obrigado.

Pode criar heróis.


Isso só, ele resolve.
Isso só ele resolve.

E vilões.
Esse, juiz, é corrupto.
Esse juiz é corrupto.

Ela pode ser a solução.


Vamos perder, nada foi resolvido.
Vamos perder nada, foi resolvido.

A vírgula muda uma opinião.


Não queremos saber.
Não, queremos saber.

A vírgula pode ser ofensiva.


Não quero comprar seu porco.
Não quero comprar, seu porco.

Uma vírgula muda tudo.


A herança

Um homem rico estando muito mal de saúde, pediu que lhe trouxessem papel e tinta.
Escreveu o seguinte:
Deixo meus bens à minha irmã não a meu sobrinho jamais será paga a conta do
padeiro nada dou aos pobres .
Deu o último suspiro antes de ter podido fazer a pontuação. A quem, afinal, deixava sua fortuna?
Eram apenas quatro os citados.
No dia seguinte, ao receberem o papel, cada um dos citados deu ao texto a pontuação e a interpretação que lhe
favorecia.

Reescreva o texto pontuando da mesma forma que eles.


O sobrinho fez a seguinte pontuação:
A irmã chegou em seguida e o pontuou assim:
O padeiro pediu cópia do original e o deixou dessa forma:
A notícia se espalhou pelas redondezas e um sabido homem representando os pobres deixou o texto desse jeito: