Você está na página 1de 15

71.

Mauro Ricardo decidiu não pagar o imposto de renda do último ano,pois sua esposa Ana, servidora pública, sofreu acidente de carro e foi declarada absolutamente incapaz, em virtude de traumatismo craniano gravíssimo. Ocorre que a Receita Federal efetuou o lançamento e notificou Mauro, nos termos da lei, acerca do crédito tributário em aberto. Quando Mauro recebeu a notificação, ele se dirigiu à Receita e confessou a infração, prontificando-se a pagar, de imediato, o tributo devido, sem multa ou juros de mora. A partir do exposto acima, assinale a afirmativa correta. (A) A confissão de Mauro tem o condão de excluir a sua responsabilidade, sem a imposição de qualquer penalidade. Entretanto, ele deve pagar o tributo devido acrescido dos juros de mora. (B) Mauro somente se apresentou à Receita após a notificação, o que exclui qualquer benefício oriundo da denúncia espontânea, devendo ele recolher o tributo devido, a penalidade imposta e os juros de mora. (C) A incapacidade civil de Ana tem reflexo direto na sua capacidade tributária, o que significa dizer que, após a sentença judicial de interdição, Ana perdeu, igualmente, a sua capacidade tributária, estando livre de quaisquer obrigações perante o fisco. (D) Caso Mauro tivesse procedido com mera culpa, ou seja, se a sonegação tivesse ocorrido por mero esquecimento, ele poderia pagar somente o tributo e os juros de mora, excluindo o pagamento de multa. 72 . Em Direito Tributário, cumpre à lei ordinária:

(A) estabelecer a cominação ou dispensa de penalidades para as ações ou omissões contrárias a seus dispositivos. (B) estabelecer a forma e as condições como isenções, incentivos e benefícios fiscais serão concedidos em matéria de ISS. (C) estabelecer normas gerais em matéria tributária, especialmente sobre adequado tratamento tributário ao ato cooperativo praticado pelas sociedades cooperativas. (D) estabelecer normas gerais em matéria tributária, especialmente sobre a definição de tratamento diferenciado e favorecido para as microempresas e empresas de pequeno porte. 73. Pizza Aqui Ltda., empresa do ramo dos restaurantes, adquiriu o estabelecimento empresarial Pizza Já Ltda., continuando a exploração deste estabelecimento, porém sob razão social diferente – Pizza Aqui Ltda. Neste caso, é correto afirmar que:

Delta Ltda. (C) A Fazenda tem direito de preferência uma vez que a dívida tributária é anterior à hipoteca. (C) caso a Pizza Já mude de ramo de comércio dentro de 6 (seis) meses contados da data de alienação. A área é dotada de rede de abastecimento de água. na área de expansão urbana. 74.000. assinale a afirmativa correta. (D) caso o negócio jurídico não fosse a aquisição.(A) a Pizza Aqui responde solidariamente pelos tributos devidos pela Pizza Já. Com base no exposto acima. em virtude de seus privilégios. dotada de melhoramentos. prevalecendo o crédito com garantia real. até a data do ato de aquisição do estabelecimento.00. então a Pizza Aqui será integralmente responsável pelos tributos devidos pela Pizza Já até a data do ato de aquisição desta. até a data do ato de aquisição do estabelecimento empresarial. em função de ter havido a quebra da empresa. se a Pizza Já cessar a exploração da atividade. Semprônio dos Santos é proprietário de um síi o de recreio. rede de iluminação pública e esgotamento mantidas pelo município. . relacionados ao ICMS não pago de vendas ocorridas em 03/01/2008.200. mas a incorporação da Pizza Já pela Pizza Aqui. esta última estaria isenta de qualquer responsabilidade referente aos tributos devidos pela Pizza Já até a data da incorporação. A Fazenda Pública Estadual tem créditos a receber de Delta Ltda. Neste caso Semprônio deve pagar o seguinte imposto: (A) o IPTU. (B) A Fazenda não pode executar o bem.00 O imóvel está avaliado em R$ 1. quer hospitais públicos. a Pizza Aqui responde subsidiariamente pelos tributos devidos pela Pizza Já Ltda. na região serrana de Paraíso do Alto. Delta possuía um imóvel hipotecado ao Banco Junior S/A.000. 75. em garantia de dívida no valor de R$ 1. (B) caso a Pizza Já prossiga na exploração da mesma atividade dentro de 6 (seis) meses contados da data de alienação. teve sua falência decretada em 11/01/2010. por ser área de expansão urbana. (D) A Fazenda respeitará a preferência do credor hipotecário. embora não existam próximos quer escola. nos limites do valor do crédito garantido pela hipoteca. local destinado ao lazer. (A) A Fazenda tem direito de preferência sobre o credor com garantia real.000.

(C) exclusão do crédito tributário. (A) da uniformidade geográfica da tributação. Considere a seguinte situação hipotética: lei federal fixou alíquotas aplicáveis ao ITR e estabeleceu que a alíquota relativa aos imóveis rurais situados no Rio de Janeiro seria de 5% e a relativa aos demais Estados do Sudeste de 7%. explorado para fins empresariais. (B) deve vir regulada por lei complementar. (D) impossibilidade de exigência de tributo não previsto em lei. 79. não inserido em área urbana. resultará na (A) majoração de tributo. por ser sítio. ainda não definitivamente constituído. 78. por ser sítio de recreio. O emprego da analogia. (C) o IPTU. (D) ato não definitivamente julgado. (D) poderá ser disciplinada mediante decreto. . (C) graduação quanto à natureza de tributo aplicável. por não haver escola ou hospital próximos a menos de 3km do imóvel. (B) instituição de tributo. (D) o ITR. quando a lei nova lhe comine penalidade menos severa que a prevista na lei vigente ao tempo de sua prática. Caso determinado município venha a atualizar o valor monetário da base de cálculo do IPTU. em matéria tributária. (B) extinção do tributo. 76. quando esta favorecer o contribuinte.(B) o ITR. aplica-se retroativamente a lei tributária na hipótese de: (A) analogia. (C) enquadra-se como majoração de tributo. tal hipótese: (A) deve vir regulada por lei. 77. desde que não seja hipótese de crime. De acordo com o Código Tributário Nacional. Tal enunciado normativo viola o princípio constitucional. (B) da legalidade tributária.

empresa pública municipal. nesta última hipótese. o ICMS não incide sobre operações que destinem petróleo. cabendo o imposto ao Estado da localização do destinatário da mercadoria ou serviço.(C) da liberdade de tráfego. d) O imposto de transmissão causa mortis e doação. localizado no nº 06. (D) fica obrigado a pagar todos os tributos que recaiam sobre o bem. estabelece a Constituição Federal que pertencem aos Municípios vinte e cinco por cento do produto da arrecadação do imposto do Estado sobre a propriedade de veículos automotores licenciados em seus territórios. por ato oneroso. desde que não compreendidos na tributação do ICMS e. (C) paga o IPTU. imposto sobre serviços de qualquer natureza. 1. vendeu um imóvel de sua titularidade situado na rua Dois. ante a imunidade do patrimônio público. o novo proprietário (A) não paga o imposto de transmissão de bens imóveis. por fim. 80. em função de ser bem público. Neste caso. b) Segundo a Constituição Federal. combustíveis e energia elétrica a outros Estados. (B) fica isento do imposto predial e territorial urbano. terá sua instituição regulada por lei complementar. c) De acordo com a Constituição Federal. de Limpeza do Município de Trás os Montes. uma vez que. (D) da não diferenciação tributária entre a procedência e o destino do produto. quando o doador tiver domicílio ou residência no exterior. que compete aos Estados e ao Distrito Federal. quem transmite a propriedade do bem é empresa pública. da quadra 23. • • • • . definidos em lei complementar. • Assinale a alternativa INCORRETA a) São de competência dos Municípios os seguintes tributos: imposto sobre a propriedade predial e territorial urbana. o imposto sobre a transmissão inter vivos. A Cia. a qual quer título. e) No tocante à repartição das receitas tributárias. o ICMS incide também sobre a entrada de bem ou mercadoria importa dos do exterior por pessoa física ou jurídica. de quaisquer bens ou direitos. mas não paga o ITBI.

e) Segundo entendimento consolidado no Supremo Tribunal Federal. renda ou serviços das instituições de assistência social inclui as rendas recebidas dos imóveis alugados. d) são modalidades de lançamento: de ofício.2. por arbitramento e por preempção. a imunidade tributária recíproca se estende à Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. • • • • 4. • • • • 3. . de qualquer natureza. a renda ou os serviços estejam relacionados com explorações de atividades econômicas regidas pelas normas aplicáveis a empreendimentos privados. aos Estados. • a) Não é admitida a concessão da moratória em caráter geral. ECT. nos casos em que o valor tributário estiver expresso em moeda estrangeira. d) É vedado aos Estados. mesmo que regule fato gerador ocorrido na vigência da lei anterior. quando vise a redução ou exclusão de tributo. em razão de sua procedência ou destino. c) À União. por declaração. renda ou serviços. que não foram objeto de lançamento. assinale a alternativa correta. A respeito das limitações do poder de tributar. ao Distrito Federal e aos Municípios é vedado instituir impostos sobre o patrimônio. b) a modificação dos critérios jurídicos adotados pela autoridade administrativa no lançamento. ao Distrito Federal e aos Municípios estabelecer diferença tributária entre bens e serviços. No que se refere às hipóteses de suspensão da exigibilidade e à exclusão do crédito tributário. e) a taxa cambial do dia do lançamento será a utilizada na conversão para a moeda nacional. uns dos outros. assinale a opção INCORRETA. por se tratar de empresa pública prestadora de serviço público de prestação obriga tória e exclusiva do Estado. somente pode ser admitida mediante com provação do erro em que se funde. b) A concessão da imunidade sobre livros. pode ser aplicada a todos os fatos geradores anteriores. • Quanto ao lançamento tributário. c) a retificação da declaração por iniciativa do próprio declarante. e antes de notificado o lançamento. quando aplicadas em suas finalidades essenciais. • a) A imunidade prevista sobre a tributação do patrimônio. jornais e periódicos independe da prova do valor cultural ou pedagógico da publicação. inclusive nas hipóteses em que o patrimônio. por homologação. é correto afirmar que a) o lançamento rege-se pela lei em vigor no momento da sua realização (tempus regit actum). porque nesse caso é aplicável a anistia. por constituir somente modificação interpretativa da lei.

c) A isenção é sempre extensiva às taxas. b) deve ser instituída por lei do ente político competente para instituir o tributo. desde que autorizada por lei. c) não pode ser revogada. por despacho da autoridade administrativa. e) transmissão de bens imóveis a título oneroso por ato inter vivos é de competência dos Estados-membros. É exceção aos princípios da anterioridade. 6. é definitivo. • • • • • a) tem previsão expressa na Constituição Federal em relação a contribuições sociais. O imposto sobre 7. mas deve obediência ao princípio da anterioridade nonagesimal. e) O despacho concessivo da anistia gera direito adquirido. e) pode alcançar somente os impostos e as contribuições especiais que tenham natureza jurídica específica de imposto. c) operações de crédito é de competência dos Estados-membros. • • • • • a) serviços trans-municipais é de competência da União.• • • • b) A moratória pode ser concedida em caráter individual. . A isenção 5. d) O depósito integral do valor do tributo deve ser feito em juízo. não podendo mais ser revogado. d) grandes fortunas é de competência da União. d) operações de câmbio e valores mobiliários. b) serviços de qualquer natureza. quando concedida por prazo certo e em caráter geral. contribuições de melhoria e aos tributos instituídos posteriormente à sua concessão. c) importação. e) produtos industrializados. d) é causa de extinção do crédito tributário. b) a propriedade territorial rural é de competência do Município. o imposto sobre • • • • • a) a renda e proventos de qualquer natureza. não se admitindo perante a Administração Fazendária.

b) A isenção dada pessoalmente a um não exonera o outro. considerando que duas pessoas sejam solidariamente responsáveis pelo pagamento de determinado tributo. e) I. III e VI. c) A remissão de crédito concedida a um exonera o outro. • • • • a) O imposto sobre produtos industrializados (IPI) tem. b) II.8. d) I. ao mesmo tempo. função fiscal e extrafiscal. c) A principal função do imposto sobre a exportação é extrafiscal. 11. IV e V. observa-se que são modalidades de extinção do crédito tributário. APENAS as hipóteses indicadas em • • • • • a) I. Em matéria de princípios gerais e das limitações ao poder de tributar. as funções fiscal e extrafiscal. VI. V e VI. Diante disso. c) III. • • • • a) O pagamento efetuado por um deles aproveita ao outro. II. Transação e a remissão. II. sendo aplicado apenas nos impostos sobre produtos industrializados (IPI). • a) O princípio da não-cumulatividade não é geral. assinale a opção incorreta. considerando a função dos impostos. Depósito de seu montante integral. circulação de . a um só tempo. Tendo em vista o crédito tributário considere: 10. V. IV. IV e VI. b) O ICMS tem. d) A interrupção da prescrição contra um prejudica o outro. na forma e condições estabelecidas em lei. II. 9. d) O imposto sobre a propriedade territorial rural (ITR) tem função fiscal e parafiscal. assinale a alternativa correta. I. Concessão de medida liminar em mandado de segurança. Conversão de depósito em renda. Assinale a opção incorreta. De acordo com as normas estabelecidas pelo Código Tributário Nacional. III. Dação em pagamento em bens imóveis. IV e V. Isenção.

isenções. c) A União. III. IV e VI. o exercício regular do Poder de Polícia. vedadas as taxas. observa-se que são causas de suspensão da exigibilidade do crédito tributário. Diante disso. com distinção entre Estados. APENAS as hipóteses indicadas em • • • • • a) I. V. VI. II e IV. c) podem. IV e V. Tendo em vista o crédito tributário considere: • • 12. • • • • a) é facultativa e também leva em conta a realização de obra ou serviço público. se houver interesse público. os Estados. ter base de cálculos idêntica a dos impostos. d) II. de que decorra valorização imobiliária. IV. 14. Parcelamento do valor do tributo. 13. Moratória. por decreto. na sua competência residual. em níveis superiores aos que fixar para suas obrigações e para seus agentes. Anistia. em certos casos. d) Os subsídios. anistia ou remissão relativos ao tributos podem ser concedidos pelo Chefe do Executivo. Depósito de seu montante integral. IV e V. além de outros elementos. I. b) I. renda ou serviços. c) II. No que diz respeito às taxas é certo que. a seu critério. Remissão. b) seu fato gerador poderá ser uma situação independente de qualquer atividade estatal específica. o Distrito Federal e os Municípios poderão instituir impostos sobre o patrimônio. . d) tem como fato gerador. e ser calculadas em função do capital das empresas. e) A União poderá tributar a remuneração e os proventos dos respectivos agentes públicos. II. uns dos outros.mercadoria (ICMS) e nos eventuais criados pela União. III. • • b) Não é necessário que o tributo da União seja igual em todo o território nacional. Compensação. IV. e) III. Distrito Federal e Municípios. V e VI.

A imunidade das entidades sindicais dos trabalhadores compreende somente os impostos sobre a renda. c) a atribuição da função de fiscalizar tributos não compreende as garantias e os privilégios processuais que competem à pessoa jurídica de direito público que a conferir. • • • • 16. A imunidade dos templos de qualquer culto compreende todos tributos relacionados com as suas finalidades essenciais. vinculados à exploração de suas atividades econômicas. considere: I. do encargo ou da função de arrecadar tributos. dispõe que. relacionados com as suas finalidades essenciais. Sobre as imunidades tributárias.• e) sua hipótese de incidência não é vinculada. . b) I e II. II. b) a atribuição da função de arrecadar tributos implica que sua revogação seja feita com prévio aviso. o Código Tributário Nacional. e por ato bilateral entre as partes. a pessoas de direito privado. d) o não-exercício da competência tributária a defere à pessoa jurídica de direito público diversa daquela a que a Constituição a tenha atribuído. patrimônio e produção. c) II. d) II e III. 15. e) não constitui delegação de competência o cometimento. o patrimônio e os serviços. • a) a competência tributária é sempre indelegável. Está correto o que se afirma APENAS em • • • • • a) I. e) III. III. No que diz respeito à competência legislativa. abrangendo a atribuição das funções de fiscalizar tributos ou de executar leis ou serviços de natureza tributária. dentre outras situações. salvo quando criada no caso de investimento público urgente e de relevante interesse estatal. As autarquias e as fundações públicas gozam de imunidade em relação aos impostos sobre a renda.

d) podem ser cobrados no mesmo exercício financeiro em que haja sido publicada a lei que os houver instituído em casos de despesas extraordinárias. desde que sejam restituídos no prazo de dois anos. a mesma dimensão jurídica quanto aos aspectos teleológicos e axiológicos. interpretação e integração evidenciam. e) são tributos instituídos pela União. expressa ou implicitamente. utilizados. ou pelas leis orgânicas do DF ou dos municípios. b) No regime hermenêutico tributário. decorrentes de calamidade pública ou guerra externa. pela CF. A suspensão do crédito tributário não ocorre em casos de • • • • • • • • 18. b) reclamações e recursos interpostos nos processos tributários administrativos. a) consignação em pagamento. d) concessão de medida liminar em mandado de segurança. para o intérprete. ressalvada a hipótese de dispor de maneira mais favorável ao contribuinte. • a) A lei tributária que extinguir ou reduzir isenção entra em vigor no prazo de noventa dias. por meio de lei ordinária. pelos Estados e pelo Distrito Federal.17. • • • • . e) A aplicação retroativa da legislação tributária ocorre apenas nos casos em que a lei posterior seja expressamente interpretativa. • Os empréstimos compulsórios a) são tributos instituídos pela União. c) depósito do montante integral. d) A concessão de isenções e a dispensa das obrigações acessórias devem ser interpretadas literalmente. b) podem ser criados por lei complementar com a finalidade de enxugamento da moeda em circulação na economia. Assinale a opção correta quanto à aplicação da legislação tributária. observandose o princípio da anterioridade. c) são instituídos por Decreto. excluída a aplicação de penalidade a infração dos dispositivos interpretados. para atender a despesas extraordinárias decorrentes de calamidade pública ou guerra externa ou sua iminência. c) A lei tributária pode alterar a definição. pelas constituições dos estados. 19. e) parcelamento. o conteúdo e o alcance de institutos. conceitos e formas de direito privado.

assinale a opção correta. de qualquer natureza. c) À União. ao DF e aos municípios é vedado estabelecer diferença tributária entre bens e serviços. CD e fitas de vídeo. haja vista o princípio da capacidade contributiva. b) A imunidade referente a impostos sobre livros. b) reporta-se à data da ocorrência do fato gerador da obrigação. 21. • • • • • a) é efetuado com base na declaração do sujeito ativo. d) notificado ao sujeito passivo. as alíquotas de ICMS de determinados produtos. d) A comprovação eficaz da demonstração de insuficiência econômicofinanceira dispensa o sujeito passivo de suas obrigações tributárias. jornais e periódicos de papel não alcança publicações veiculadas em meios digitais. A interpretação de qualquer regra jurídica deve seguir o caminho traçado pelos princípios que fornecem coesão ao sistema jurídico. e) por homologação ocorre quanto aos tributos cuja legislação atribua ao sujeito passivo o dever de antecipar o pagamento sem prévio exame da autoridade administrativa. • • • • b) dos costumes. pode reduzir. salvo se posteriormente modificada ou revogada. ser alterado. Nesse sentido. • a) Nos termos e limites fixados em lei complementar federal. acompanhado de informações indispensáveis à sua efetivação. aos estados. em qualquer hipótese. tais como DVD. com o objetivo de regular a demanda. e) dos princípios gerais de direito público. . d) da analogia. o Poder Executivo estadual. a União pode instituir empréstimo compulsório no mesmo exercício financeiro em que a lei seja publicada. mediante decreto. concluise que a integração da norma tributária não deve ser feita por meio a) dos princípios gerais de direito tributário. Acerca das limitações ao poder de tributar. c) decorre de atividade administrativa desvinculada e facultativa. dada a natureza extra-fiscal desse tributo. O lançamento tributário • • • • 22. em razão de sua procedência ou destino. regendose pela lei vigente. não pode.20. e) Nos casos de investimento público de caráter urgente e de relevante interesse nacional. c) da eqüidade.

Considerando o que decorre do sistema constitucional tributário brasileiro. tendo por base o faturamento. e) não poderão ter alíquotas ad valorem. ( ) A progressividade do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana pode ser estipulada em função de subutilização do solo urbano. ( ) A medida provisória que majore contribuição para o financiamento da . o valor aduaneiro. e marque com (V) a assertiva verdadeira e com (F) a falsa. eventualmente. c) não incidirão sobre a importação de produtos estrangeiros ou serviços. Quanto à obrigação tributária é correto afirmar: 24. d) não poderão ter alíquotas. b) poderão ter alíquotas específicas. dentre outras. e) A solidariedade das pessoas que tenham interesse comum na situação que constitua o fato gerador da obrigação principal comporta o benefício de ordem. julgue os itens a seguir. b) O sujeito ativo da obrigação principal é a pessoa obrigada ao pagamento de tributo ou penalidade pecuniária. podendo. assinalando ao final a opção correspondente. • • • • 25. tendo por base a unidade de medida adotada. As contribuições sociais e de intervenção no domínio econômico instituídas por competência exclusiva da União • • • • • a) incidirão sobre as receitas decorrentes de exportação. a receita bruta ou o valor da operação. • a) A capacidade tributária passiva depende. é responsável pelos tributos devidos até a data do ato pelas pessoas jurídicas de direito privado fusionadas. d) A pessoa jurídica de direito privado que resultar de fusão. a base de cálculo desse ser a mesma de outro.23. tendo por base no caso de importação. da capacidade civil das pessoas naturais e de estar a pessoa jurídica regularmente constituída. c) A obrigação tributária acessória surge com a ocorrência do fato gerador e tem por objeto o pagamento de tributo ou penalidade não pecuniária. ( ) A chamada "competência residual da União" consiste na possibilidade de instituir imposto não cumulativo. ( ) As alíquotas máximas do Imposto Sobre Serviços de qualquer natureza são estipuladas por lei complementar. já prevista na Constituição.

ou relativas a títulos ou valores mobiliários. e) produtos industrializados. V b) V. no lançamento far-se-á sua conversão em moeda nacional ao preço médio do câmbio do mês da ocorrência do fato gerador da obrigação. sendo o caso. ( ) O lançamento regularmente notifi cado ao sujeito passivo somente poderá ser alterado por iniciativa de ofício da autoridade administrativa. Ainda que atendidas as condições e os limites estabelecidos em lei. 27. c) propriedade territorial rural. ( ) Trata-se de uma atividade vinculada e obrigatória.Previdência Social somente poderá surtir efeitos no exercício seguinte se convertida em lei até o último dia do exercício precedente. para o exterior. calcular o montante do tributo devido. marque a opção correta. d) operações de crédito. O lançamento. determinar a matéria tributável. F. F. é o procedimento administrativo tendente a verificar a ocorrência do fato gerador da obrigação correspondente. a teor do art. b) exportação. F d) F. 142 do Código Tributário Nacional. V e) V. identificar o sujeito passivo e. sob pena de responsabilidade funcional. avalie o acerto das afirmações adiante e marque com (V) as verdadeiras e com (F) as falsas. V. é vedado ao Poder Executivo alterar as alíquotas do imposto sobre • • • • • a) importação de produtos estrangeiros. em seguida. ( ) Salvo disposição de lei em contrário. F c) V. de produtos nacionais ou nacionalizados. Sobre o lançamento. V . quando o valor tributário esteja expresso em moeda estrangeira. F. propor a aplicação da penalidade cabível. • • • • • a) F. F. câmbio e seguro. • • • • • a) V V F V b) F F V F c) V F V F d) F V F F e) V F F V 26.

sim. b) Sim. efetiva ou potencial. Estado. responda sim para as afirmativas corretas e não para as incorretas. e não pode ser calculada em função do capital das empresas. • • Podem os Municípios instituir contribuição para o custeio do serviço de iluminação pública. 149 da Constituição Federal). na dicção do artigo 145. é errado afirmar que • • a) é um tributo cuja base de cálculo ou fato gerador há de ser diversa dos de imposto. Taxas. 29. Distrito Federal ou Município . não. sim. também sobre a importação de produtos estrangeiros ou serviços. constituem a modalidade de tributo que se podem cobrar em razão do exercício do poder de polícia ou pela utilização. e) Sim. poderão incidir sobre as receitas decorrentes de exportação? a) Não. para o custeio. o faturamento e a receita bruta. não. d) Não. com alíquota inferior à da contribuição dos servidores titulares de cargos efetivos da União? As contribuições sociais de intervenção no domínio econômico e de interesse das categorias profi ssionais ou econômicas. em benefício destes. e) não incidirão sobre as receitas decorrentes de exportação. é errôneo afirmar-se.União. . c) Sim. d) poderão ter por base. sim. b) competente para instituir e cobrar a taxa é a pessoa política . não. não. não. de serviços públicos específicos e divisíveis. • • • • • • 30. uma única vez. da Constituição Federal. cobrando-a na fatura de consumo de energia elétrica? Podem os Estados cobrar contribuição previdenciária de seus servidores. b) incidirão.legitimada para a realização da atividade que caracterize o fato gerador do tributo. como instrumento de sua atuação nas respectivas áreas. em todos os casos. sim. inciso II. entre outras. não. Sobre a taxa. c) incidirão. prestados ao contribuinte ou postos à sua disposição. de regime previdenciário. haver previsão de que • • • • • a) poderão ter alíquotas ad valorem ou específicas. Sobre as contribuições sociais gerais (art.28.

A Constituição da República veda a cobrança de tributos no mesmo exercício financeiro em que haja sido publicada a lei que os instituiu ou aumentou. separadamente. e) Imposto sobre exportação. b) Imposto sobre produtos industrializados. Trata-se do princípio da anterioridade tributária. ou relativas a títulos ou valores mobiliários. a seguir. e) serviços públicos divisíveis são aqueles suscetíveis de utilização. quando. câmbio e seguro. de produtos nacionais ou nacionalizados. . • • 31. sendo de utilização compulsória.• c) os serviços públicos que ensejam sua cobrança consideram-se utilizados pelo contribuinte. que. de utilidade ou de necessidade públicas. d) serviços públicos específi cos são aqueles destacáveis em unidades autônomas de intervenção. para o exterior. sejam postos à sua disposição mediante atividade administrativa em efetivo funcionamento. c) Empréstimo compulsório para atender a investimento público urgente e relevante. a modalidade tributária em que só pode ser exigido o tributo no exercício seguinte ao de sua instituição ou majoração: • • • • • a) Imposto sobre operações de crédito. por parte de cada um dos seus usuários. d) Empréstimo compulsório por motivo de guerra externa ou de calamidade pública. efetivamente. contudo. encontra na própria Constituição algumas exceções. Assinale.