Você está na página 1de 11
AULA2 - _ Insergdo no Contexto Global Setorial e Espacial ~ Classificagao das Atividades Turisticas Detalhamento da Aula 1 Ni do Turismo Mun: 2. Historico do Turismo + Marco Polo ~ 0 “1.° Turista” nao seria hoje turista / Rotas Comerciais— © Caminho da seda ~ Sec. XVI~Renascimento ~ Nobreza Inglesa + Sec. XIX -Revolugdo Industrial ~ Tomas Cook / Henry Wells, / George Pulmanm, / T. Benarett, / L. Stangen, César Ritz, - pioneiros do turismo como atividade - 1840 em diante. - OMT ~ 1924 - Unido Internacional de Organizacdes Oficiais Para a Propaganda Turistica ~ Turismo Intemacional Brasil - 1922 — Centendrio da Independéncia ~ Touring Club do Brasil (1930) ~ Sociedade Brasileira de Turismo (1923) - Cruzeiro Rio de Janeiro / Manaus — 1966: Embratur / Setur RS - 1950 = P6s Guerra - Turismo Modemno — progresso da aviagdo e das comunicagdes 3._Coneeitos de Turismo - Evolucdo 1910 Herman Schullard / 1942 ~ Kraper Hemziker 1995 Andrade / 1998 Lage Milone 1994 / 1997 /2006 - Conceito da ONU/ OMT: 4, Turismo e Globalizacio Globalizacéo = 0 Turismo na Globaizagdo ~ Delesitfializagdo da Indistia do Turismo / Globalizagio Financeira / Globalizagao dos Transportes ~ Comunicagdes e Negécios / A Busca do Lazer e do Prazer. O Turismo no Contexto Econémico Atual - Global I Tabelas ~ Setorial ~ Espacial - Mundo e Brasil - Mercosul ‘Termos turisticos Basicos Classificacio das Atividades Turisticas a A Globalizacéo eo Turismo Extraido de: AMARAL, Maria Meneses do. As Assimetrias da Globalizacto Econémica. In Bahia An & Dados, Salvador, SEL v.5.3.p.125 ~ 129, dez / 95. Caracteristicas globais Dentre as iniimeras caracteristicas do fendmeno do novo reordenamento global da economia, desta- cam-se alguns mais representatives. Em primeiro lugar, segundo a Organizacso de Co- operagéo e Desenvolvimento Econdmica (OCDE), a Globalizagdo é definida como “o estagio e as formas alcangadas presentemente de intemacionalizagao da produgdo (no qual uma fragao crescente do valor e da riqueza & produzida e distribuida mundiaimente através de um sistema de redes privadas interligadas. Grandes firmas multinacionais operando dentro de estruturas de oferta concentrada sao capazes de ob- ter vantagens comparativas completas do processo de globalizagao financeira, da qual S80 0 centro (Apud Conceigao Tavares, 1995, p.3) Nesse contexto, a transnacionalizago da econo- ‘mia capitalista constituia nova concepcao do espa- 0 dotempo, caracterizada pelo mecanismo de mu- danga, que se traduz pela possiblidade de simulta- neidade no espaco ... e € 0 que permite a intemacionalizacdo transformar-se em mundializagao, globalizagdo.. alravés de tecnologias de informacao"* (Hemaux Nicolas, 1994, p.92). Dentre as novas modalidades de articulacgo surge uma muttiplicidade de cadeias produtivas que se dis~ seminam pelo mundo, mas ligadas a aglomeragao. ‘Segundo George Benko,”os produtos semi-acaba- dos, subconjuntos, matérias primas ... sao fabrica dos na rede industrial local e, em seguida, transfe dos para as fabricas de outros lugares e aglomera- ‘s6es."*(op ciT. p.53). Do ponto de vista conceitual, a globalizagao eco- némica, na perspectiva do desenvolvimento regional entre as unidades, corresponde a “um processo de reestruturagdo do sistema de acumulagao e reprodu- ‘so dos centros comerciais do mundo”... e cobre to- das as atividades produtivas, comerciais e financei- Fas, nos progressos da alta tecnologia ca informacao, dos transportes e das comunicagdes’ (Graciela Ortega e Silvana Lopez, 1994, p. 172). Na opcdo tniversalista as manifestagdes mais vi- siveis do ponto de vista econdmico sao: Nesse contexto, oJapao emerge como a princi Pal poténcia financeira do mundo, responden. do por saldos comerciais superavitérios, assun indo a hegemonia no Pacifico Ocidental ena Asia Oriental A unificagdo japonesa é uy caso atipico, pols possuiintegracdo politica, econd. ge dustrial, nanceira, bancériae de Esta. Seus parceiros comerciais mais representati- vos sdo os Estados Unidos e a CEE, e ¢9 ‘Segundo fomecedor da CEE, depois dos EUA, 2) Aunificagao européia e o fortalecimento eca- ndmico da CEE, priorizandio a redemacratizacio da Europa Oriental e da Unigo Soviética, volta- dos para uma mentalidade “iberalmente transi- éria", expandindo as possibilidades de um mercado consumidor de grandes proporgdes, A produgéo capitalista, 49) A abertura da China, Vietnd e Cuba ags empreendimentos capitalistas, embora sob 0 signo do socialismo, 4) O surgimento e/ou fortalecimento dos con- juntos associativos regionais: Comunidade Eco- némica Européia (CEE), Acordo do Livre Co. Imércio da América do Norte (NAFTA): Merca. do Comum do Cone Sul (MERCOSUL); Coun ade dos Estados independentes (CEI), Circu. lodo Pacifico, 5) A desterritorializacao da industria do turis- Mo, que se expande com grande velacidade e fesponde, enquanto indistra, pela maior fonte geradora de renda na economia global, capar de financiar a importacdo de equipamentos ¢ bens de capital. “ € 0 setor que mais contribu Para a economia mundial” John Naisbitt™} 6) A dinamica do processo de’ \ransnacionaliza¢ao e globalizacdo econdmi- ca comporta novas mudancas nos processos de comunicagao; informagao: robdtica; terceirizagdo: na desregulamentagdo. desnivelamento e fragmentagao. 7)Aglobalizagao financeira, nos anos 80, con- duziu “8 quadruplicagao das fusdes e incorpo- ragdes a0 nivel intemiacional entre 1982 e 1988, Griando facilidades de investimentos diretos no exterior” (George Benko) ‘Nas iillimas décadas, a \Onica tem se consti luido no adensamento de novos métodos de produgiio que incorporam predominantemen te tecnologias de ponta, reforgando a tendén Cia capitat-intensivo, tendo por consquéncia a liberagdo de mao-de-obra do proceso produ tivo, agravando, em parte, o desemprego involuntario, * Na fase atual as novas modalidades de 1) Aascensao e dinamismo do bioco do Paci- fico soba lideranga do Japao, inclusive Taiwan e Coréia do Sul, que assumem a posicao de paises dlesenvoividos nas relacdes de comér- Integra¢o espaco - temporal provam do fun cionamento das redes mundiais, notadamente ‘no setorfinanceiro e nas telecomunicagdes €,em menor porte, na hotelaria e aviacda