Você está na página 1de 4

ATERRAMENTO ELÉTRICO – Prof. Raimundo C. G. Teive

A terra, isto é, o solo, pode ser considerado um condutor por meio do qual a corrente pode fluir, dispersando-se. São considerados solos bons condutores: resistividade entre 50 e 100 .m.

Definição de aterramento: aterramento é a ligação intencional da carcaça de um equipamento elétrico com a terra, que pode ser realizada utilizando apenas condutores elétricos.

Funções básicas do aterramento

Diminuir o risco de choque elétrico, através da ligação das partes metálicas que passam eventualmente a ter contato com partes energizadas. Portanto, a partir do sistema de aterramento, deve-se providenciar uma sólida ligação às partes metálicas dos equipamentos. Este aterramento é chamado de aterramento de proteção (contra choque elétrico 1 ).

Garantir 0 V (Zero Volts) no condutor neutro (referência). Este aterramento é chamado de aterramento funcional (ligação do terra no neutro).

Com relação ao choque elétrico, o efeito da corrente no corpo humano depende do valor da corrente, do seu percurso, da proteção existente (resistência do corpo), da umidade do corpo e do tempo de esposição.

Quanto maior a umidade do corpo, menor será a resistência do corpo;

Quanto maior a tensão de operação, maior será a corrente;

Quanto maior a freqüência da rede, menor o efeito no corpo.

Como reduzir o risco de choque elétrico?

Utilizar equipamentos elétricos de proteção (interruptores, disjuntores, chaves, fusíveis, contatores, );

Utilizar EPIs (Equipamentos de proteção individual), quando for trabalhar diretamente com instalações elétricas;

Aterramento.

diretamente com instalações elétricas; • Aterramento . 1 O choque elétrico acontece quando um material condutor
diretamente com instalações elétricas; • Aterramento . 1 O choque elétrico acontece quando um material condutor

1 O choque elétrico acontece quando um material condutor de eletricidade, o qual não deveria estar energizado naquele momento, entra em contato com o corpo humano desprotegido.

Nas residências, devem ser aterrados os seguintes equipamentos:

Ar-condicionado;

Chuveiro Elétrico;

Fogão;

Lavadora e secadora de roupas;

Lava-louça;

Refrigerador e freezer.

Dimensionamento de um sistema de aterramento com uma haste vertical. Aplica-se a

fórmula abaixo, considerando-se a figura a seguir:

.

Superficie do solo

L

considerando-se a figura a seguir: . Superficie do solo L D Onde: • Ρ a –
considerando-se a figura a seguir: . Superficie do solo L D Onde: • Ρ a –

D

Onde:

Ρa – resistividade aparente do solo [.m]

L – comprimento da haste [m]

D- diâmetro da seção reta da haste.

Obs.: A resistência de terra (R terra ) deve ser menor que 10 .

Exemplo: Determinar a resistência de terra de uma haste de 2,4 m de comprimento

com diâmetro de 15 mm, cravada verticalmente em um solo com ρa= 100 .m.

,

.

. ,

,

Como melhorar a resistência de terra:

Aumentar o diâmetro da haste;

Aumentar o comprimento da haste;

Reduzir a resistividade do solo, fazendo tratamento químico no solo;

Colocar hastes em paralelo. Neste caso vale a figura a seguir:

Resistividade 0,44pa 0,244pa 0,174pa 0,136pa 0,113pa 0,097pa 0,085pa N. de Hastes em Paralelo
Resistividade
0,44pa
0,244pa
0,174pa
0,136pa
0,113pa
0,097pa
0,085pa
N. de Hastes em Paralelo

Valores típicos de resistividade de solos

Natureza do solo

Resistividade (.m)

Solo alagadiços (pântanos)

 

5 a 30

Lodo

20

a 100

Humus

10

a 150

Argila plástica

 

50

Argila compacta

100

a 200

Areia argilosa

50

a 500

Solo pedregoso nu

1500 a 3000

Solo pedregoso com relva

300

a 500

Calcáreo mole

100

a 400

Xisto

50

a 300

Granito/arenito

100 a 10.000

Obs. : os valores desta tabela são influenciados pela composição do solo, umidade e temperatura ambiente.

Exercício:

comprimento, com seção circular de 50 mm 2 , cravada verticalmente em solo de argila

compacta. Resposta: 94Responda:

de

terra

Determine

a

resistência

de

de

uma

haste

vertical

de

2,4

m

a) No caso acima, a resistência de terra apresentou um valor adequado?

b) Em caso negativo, quais formas são recomendadas para deixar a resistência de aterramento mais baixa?

c) Em que caso negativo também, se for colocado hastes em paralelo, determine o

número mínimo de hastes a ser colocada a mais. (Resposta: 6 hastes).

Principais tipos de aterramento

Simples cravada no solo;

Hastes alinhadas em paralelo;

Hastes em triângulo;

Hastes em quadrado;

Hastes em círculo;

Placa de material condutor enterrada no solo;

Fios ou cabos enterrados no solo, formando diversas configurações, tais como:

o

Estendido em vala comum;

o

Em cruz;

o

Em estrela;

o

Quadriculado, formando uma malha de terra (mais eficiente!)

Hastes de aterramento O material das hastes de aterramento deve ter as seguintes características

Ser bom condutor de eletricidade;

Deve ser material praticamente inerte às ações de ácidos e sais dissolvidos no solo;

Deve sofrer menor ação de corrosão galvânica;

Deve possuir resistência mecânica compatível com a cravação e movimento do solo.

As melhores hastes são:

Tipo copperweld – barra de aço de seção circular, onde o cobre é fundido sobre a mesma. Tipo encamisado por extrusão – A alma de aço é revestida por um tubo de cobre, através de um processo de extrusão; Tipo cadweld – O cobre é depositado eletroliticamente sobre a alma de aço.

Bibliografia 1) Cotrim, A. A. M. Instalações Elétricas. 4ª edição. SP: Prentice Hall. 2003. 2) Kindermann, G. e Campagnolo, J. M. Aterramento Elétrico. 5ª edição. POA: editora Sagra DC Luzzatto. 1991. 3) Mamede Filho, J. Instalações Elétricas Industriais. 7ª edição.RJ: LTC editora. 2007.