Você está na página 1de 4
ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO D. DINIS 11º ANO DE ESCOLARIDADE DE MATEMÁTICA – A

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO D. DINIS 11º ANO DE ESCOLARIDADE DE MATEMÁTICA – A Tema II – Introdução ao Cálculo Diferencial I. Funções racionais e com radicais. Taxa de Variação e Derivada

A Tema II – Introdução ao Cálculo Diferencial I. Funções racionais e com radicais. Taxa de

Tarefa nº 18

1. Os preços de envio de objectos de peso inferior a 500 g, por Correio Azul, podem

sintetizar-se na tabela ao lado:

a. Qual é o preço de envio de um objecto com o peso

de 25 g? E o de um objecto com o peso de 20,9 g? E

se o objecto pesar 20 g?

b. Considere a função h que, ao peso de cada objecto

faz corresponder o respectivo preço de envio;

represente-a graficamente e indique o seu domínio e

contradomínio.

c. Classifique h quanto à monotonia.

d. A função h é contínua?

Peso

Preço

(em gramas)

]0,20]

0,45 €

]20,50]

0,60 €

]50,100]

0,65 €

]100,500]

1,68 €

2. Um tanque tem a forma de um paralelepípedo sobre um cubo, conforme o esquema

ilustra; as suas dimensões, em metros, são as indicadas na figura ao lado. Suponhamos

que o tanque se encontra vazio e se procede ao seu

enchimento.

a. Qual é o volume de água existente no tanque quando

esta atinge 2 metros de altura? E quando atinge 3, 4 ou

5 metros?

b. Encontre uma fórmula que exprima o volume V da água

b. Encontre uma fórmula que exprima o volume V da água existente no tanque em função

existente no tanque em função da altura x que ela atinge?

c. Recorrendo à fórmula encontrada, confirme os valores obtidos em a.

d. Determine a altura da água quando o seu volume é 18 m 3 ou 45 m 3 ,

respectivamente.

3. Resolver o exercício 7 da página 126

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO D. DINIS 11º ANO DE ESCOLARIDADE DE MATEMÁTICA – A

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO D. DINIS 11º ANO DE ESCOLARIDADE DE MATEMÁTICA – A Tema II – Introdução ao Cálculo Diferencial I. Funções racionais e com radicais. Taxa de Variação e Derivada

A Tema II – Introdução ao Cálculo Diferencial I. Funções racionais e com radicais. Taxa de

Tarefa nº 18 – Proposta de resolução

1.

Os preços de envio de objectos de peso inferior a 500 g, por Correio Azul, podem

sintetizar-se na tabela ao lado:

a. O preço de envio de um objecto com o peso de 25 g

é 0,60 €. E o de um objecto com o peso de 20,9 g é

também de 0,60 €. E se o objecto pesar 20 g o preço

é de 0,45 €.

b. A função h que, ao peso de cada objecto faz

corresponder o respectivo preço de envio pode

representar-se graficamente num domínio ]0,500] o

contradomínio é {0,45;0,60; 0,65; 1,68}.

Peso

Preço

(em gramas)

]0,20]

0,45 €

]20,50]

0,60 €

]50,100]

0,65 €

]100,500]

1,68 €

2.2 2 1.8 1.6 1.4 1.2 1 0.8 0.6 0.4 0.2 100 200 300 400
2.2
2
1.8
1.6
1.4
1.2
1
0.8
0.6
0.4
0.2
100
200
300
400
500
-0.2

c. Quanto à monotonia h é crescente em sentido lato.

d. A função h não é contínua. Tem descontinuidade nos pontos de abcissas 20, 50 e

100.

2. Um tanque tem a forma de um paralelepípedo sobre um cubo, conforme o esquema

ilustra; as suas dimensões, em metros, são as indicadas na figura ao lado. Suponhamos

que o tanque se encontra vazio e se procede ao seu

enchimento.

o tanque se encontra vazio e se procede ao seu enchimento. a. O volume de água

a. O volume de água existente no tanque quando esta

atinge 2 metros de altura é:

3

××=

3

2

3

18m . Quando

atinge 3metros é

3 ××= 3 3

3

27m . Quando atinge 4 m é

3

×× 3 3 + 3 ××= 5 1

42m

3

e

com 5 metros

de altura é

3

××+××=

3

3

3

5

2

57m

3

b. Uma fórmula que exprima o volume V da água existente no tanque em função da

altura x que ela atinge é:

V = 

27

9x

+

15

(

x

3

)

0

⇐<≤

x

3

3

⇐<≤ 5

x

c. Recorrendo à fórmula encontrada, confirmemos os valores obtidos em a. usando

uma tabela de valores da função.

obtidos em a. usando uma tabela de valores da função. d. A altura da água quando
obtidos em a. usando uma tabela de valores da função. d. A altura da água quando
obtidos em a. usando uma tabela de valores da função. d. A altura da água quando

d. A altura da água quando o seu volume é 18 m 3 é de 2 metros. Quando o volume é

45 m 3 a altura é 4,2 metros.

Quando o volume é 45 m 3 a altura é 4,2 metros. Analiticamente: ( 9x =

Analiticamente:

volume é 45 m 3 a altura é 4,2 metros. Analiticamente: ( 9x = 18 ∧<≤

(

9x = 18 ∧<≤0

x

3

)

(

27 + 15

(

x 3

)

= 18 ∧<≤3

x

5

)

(x =∧<≤2 0 x 3) (x = 2,4 ∧<≤3 x 5) ⇔=x 2 porque x = 2,4 ∧<≤3 x 5 é uma

condição impossível

(

9x = 45 ∧<≤0

x

3

)

(

27 + 15

(

x 3

)

= 45 ∧<≤3

x

5

)

(x =∧<≤5 0 x 3) (x = 4,2 ∧<≤3 x 5) ⇔=x 4,2 porque x50x3=∧<≤ é uma

condição impossível.

Resolver o exercício 7 da página 126.

7. Calculemos a derivada de cada uma das funções seguintes, à esquerda e à direita do ponto de

abcissa x = -2.

a.

b.

c.

f(x) = 2x – 3

f

′−= 2

(

)

lim

h0

e

f (2) =−7

22h

(

−+ − +

)

37

=

−+ − +

4

2h

3

7

=

2h

lim

lim

h

h0

−−

→→

hh

h0

=

2

22h

(

)

(

−+ − +

37

=

f

′−= 2

+

)

−+ − +

4

2h

3

7

=

2h

lim

h0

+

h

f′−2

(

)

= 2 .

lim

lim

=

2

++

h0

→→

h0

hh

Concluímos que

Esta conclusão pode ser obtida se pensarmos que o gráfico da função é uma recta e por

isso a derivada existe em todos os pontos e é sempre igual a 2.

g

(

x

)

0,5x +

3

= 

0,6x 0,8

+

se

se

x

x

≤−

>−

2

2

e

g(2) = 0,5 ×−( 2) + 3 = 2

g

′−= 2

(

)

lim

h0

0,5

(

−+ + −

2

h

)

3

2

h

= lim

1

−+

0,5h

3

+ −

2

=

lim

0,5h

h0

−−

→→

hh

h0

=

0,5

(

g ′ −

2

+

)

=

lim

h0

+

0,6

(

−+ +

2

h

)

0,8

2

h

=

lim

1,2

0,6h

+−

8

2

=

lim

0,6h

+−

h0

→→

h0

hh

=−

0,6

Concluímos que não existe

2

Verifiquemos como este resultado ressalta do gráfico da função:

g

(

)

porque as derivadas laterais são diferentes.

g ′ ( ) porque as derivadas laterais são diferentes. h ( x ) = 
g ′ ( ) porque as derivadas laterais são diferentes. h ( x ) = 
g ′ ( ) porque as derivadas laterais são diferentes. h ( x ) = 

h

(

x

)

=

2x

x

2

+

+

2

3x

se

se

x

x

<−

≥−

2

2

e

h

(

2

)

(

= −

2

)

2

+

3

(

× −

2

)

=−

2

h

′−= 2

(

)

lim

h0

22h

(

−+ + +

)

22

=

−+ +

4

2h

=

hh

4

2h

h

lim

h0

lim

h0

−−

→→

=

2

(

2h

−+

)

2

h

(

2

+

)

=

+ −+ +

32h

(

)

2

h

2

4h

4

6

3h

2

lim

h

2

h

lim

h

(

2

=

lim

h0

− +−+ +

+

=

=

lim

h Concluímos que não existe

h0

+

hh

h0

++

h0

→→

)

porque as derivadas laterais são diferentes.

(

h

1

)

− =−

1

Verifiquemos como este resultado ressalta do gráfico da função:

1 ) − =− 1 Verifiquemos como este resultado ressalta do gráfico da função: Professora: Rosa
1 ) − =− 1 Verifiquemos como este resultado ressalta do gráfico da função: Professora: Rosa
1 ) − =− 1 Verifiquemos como este resultado ressalta do gráfico da função: Professora: Rosa